Educadores



Arte (168)
Artigos, Dissertações, Monografias, Teses
Biologia (516)
Artigos, Dissertações, Monografias, Teses
Ciências (354)
Artigos, Dissertações, Monografias, Teses
Educação Especial (59)
Produções de Profissionais da Seed: Dissertações, Produções de Profissionais da Seed: Teses, Altas Habilidades/Superdotação, Deficiência Física Neuromotra, Políticas, Surdez...
Educação Fisica (546)
Artigos, Dissertações, Monografias, Teses
Educação Profissional (9)
Produções de Profissionais da Seed: Dissertações, Produções de Profissionais da Seed: Teses
Ensino Religioso (462)
Artigos, Dissertações, Monografias, Teses
Espanhol (416)
Artigos, Dissertações, Monografias, Teses
Filosofia (417)
Artigos, Dissertações, Monografias, Teses
Física (406)
Artigos, Dissertações, Monografias, Teses
Geografia (456)
Artigos, Cartografia, Dissertações, Monografias, Teses
História (424)
Artigos, Dissertações, Monografias, Teses
Inglês (415)
Artigos, Dissertações, Monografias, Teses
Língua Portuguesa (397)
Artigos, Dissertações, Monografias, Teses
Matemática (562)
Artigos, Dissertações, Monografias, Teses
Pedagogia (431)
Artigos, Dissertações, Monografias, Teses
Química (274)
Artigos, Dissertações, Monografias, Teses
Sociologia (486)
Artigos, Dissertações, Monografias, Teses


6798 arquivos em nosso banco de dados.

Últimos arquivos

Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A Educação Multicultural na Perspectiva de Peter McLaren Novos da semana Versão: PDF
Atualização:  14/1/2019
Descrição:
MANFREDO, Yasmin Coelho Figueiredo

Esta pesquisa buscou compreender a proposta de educação multicultural na perspectiva do educador canadense Peter McLaren, para quem a educação escolar e a práxis docente devem ser compreendidas a partir de uma vertente crítica para a construção de um multiculturalismo revolucionário que promova, de fato, a transformação social. Para tanto, buscamos compreender o advento do movimento multiculturalista e sua relação com a educação. Também abordamos a polissemia do termo e os seus diferentes usos, para, em seguida, situarmos o referido autor e sua proposta de educação multicultural. O desenvolvimento da pesquisa realizou-se a partir da reconstrução da trajetória intelectual, seguida da análise crítica das obras de Peter McLaren. Crítico ferrenho do capitalismo e da globalização, McLaren denuncia que o projeto neoliberal tem voltado os olhos para a educação escolar como forma de reconfigurar as relações de exploração e dominação da classe trabalhadora. Nesse sentido, defende que os processos que envolvem as relações de classe, etnia, gênero devam ser pensados organicamente, posto que estas últimas podem introduzir mudanças nas condições para as transformações nas primeiras, ou seja, a análise de classe deve incluir os processos sociais e culturais. Em se tratando da cultura dos grupos subalternos ou marginalizados, é fundamental que suas vozes sejam ouvidas para que a educação escolar não continue a cumprir apenas uma função reprodutiva da escolaridade na sociedade capitalista tardia.

Palavras-chave: Peter McLaren. Multiculturalismo. Pedagogia crítica. Ensino.

Downloads 3  3  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unespar  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A Formação na Escola pelo Progama Pacto Novos da semana Versão: PDF
Atualização:  14/1/2019
Descrição:
DUARTE, Volmar

Com vivência prática na educação, por mais de 15 anos, encontramos várias situações preocupantes, como a falta de motivação dos estudantes para os estudos, índices elevados de evasão escolar e número considerável de aprovações por conselho de classe como forma de ludibriar o índice de reprovação, o qual seria bastante elevado. Esses fatores têm dificultado, consideravelmente, o alcance das expectativas, para atingir no processo de ensino e aprendizagem. Diante desse quadro, com o desenvolvimento da presente pesquisa, ancorada em um estudo de caso, apresentamos as atribuições, perspectivas e limites de um Programa de Formação Continuada de Professores, conforme trâmites propostos pelo Ministério da Educação (MEC) denominado: Pacto Nacional Pelo Fortalecimento do Ensino Médio. O propósito da pesquisa contempla o seguinte questionamento: Como o Pacto Nacional Pelo Fortalecimento do Ensino Médio contribuiu para mudanças no trabalho pedagógico dos professores? Os lócus da pesquisa foi o Colégio Estadual Padre Anchieta de Salgado Filho - PR (CEPA), instituição escolar que vive sua realidade educacional não diferente das demais escolas brasileiras, no que se refere ao processo de ensino e aprendizagem. Um dos principais objetivos do Pacto consiste atingir a formação integral dos estudantes do Ensino Médio (EM), proporcionando-lhes condições e possibilidades de construção do conhecimento para autonomia e cidadania. Portanto, os resultados da presente pesquisa objetivam analisar os objetivos do Pacto Nacional Pelo Fortalecimento do Ensino Médio na visão dos professores do EM, dos pedagogos, do diretor e das professoras das Instituições de Ensino Superior (IES) para verificarmos os resultados, por meio da implantação desta formação dos professores, nessa instituição escolar. A metodologia foi fundamentada, principalmente, no estudo de caso, idealizado por Yin (2010), pela relevância que apresenta no que se refere às formas de analisar determinada política educacional, neste caso, a formação de professores e os possíveis resultados no trabalho pedagógico. Além da análise das obras de 10 (dez) Cadernos utilizados durante a formação dos professores pelo Pacto, utilizamos como base para fundamentação teórica, Bernard Charlot, Marilena Chauí, Maria Ciavatta, Antonio Gramsci, Francisco Imbernon, dentre outros. Com essa base, avaliamos os desdobramentos e os resultados deste Programa de Formação de Professores trabalhando com 17 professores do Ensino Médio, os quais participaram da formação pelo Pacto, com 4 (quatro) membros da equipe pedagógica, sendo 3 (três) pedagogos e 1 (um) diretor/gestor e mais 3 (três) professoras de Instituições de Ensino Superior (IES) que participaram da execução do referido Programa de Formação de Professores.

Palavras-chave: Formação de professores. Programa Pacto. Trabalho Pedagógico.

Downloads 2  2  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!O Trabalho Docente no Espaço-tempo da Hora-atividade nas Escolas Públicas Estaduais do Município de  Novos da semana Versão: PDF
Atualização:  14/1/2019
Descrição:
SCHOLOCHUSKI, Virgínia do Carmo Pabst

Esta pesquisa apresentou como objeto de investigação o trabalho docente na hora-atividade dos professores da rede estadual de ensino do Paraná. Seu objetivo geral foi analisar como o tempo do trabalho docente destinado à hora-atividade é utilizado pelos professores dentro das escolas estaduais do município de Almirante Tamandaré. Assim, a pergunta que se desejou responder foi: como vem sendo aproveitado pelos professores o espaço-tempo destinado à realização da hora-atividade nas escolas públicas estaduais do Município de Almirante Tamandaré? Para tanto, partiu-se de uma análise da educação brasileira desde as duas últimas décadas do século XX, até chegar à conjuntura atual, buscando compreender em que contexto se deu a conquista da hora-atividade, o aumento do seu percentual e o recente retrocesso na carga horária dessa atividade docente. Para melhor compreensão desse processo, discutiu-se, também, sobre a categoria trabalho docente a partir da definição de trabalho de Karl Marx (2013), bem como a respeito das influências da sociedade capitalista na educação. A partir das ideias de Nacarato et al. (1998), debateu-se sobre as condições do trabalho docente no Brasil. Encontrou-se, também, a necessidade de entender o significado da terminologia hora-atividade, buscando conhecer a legislação que respalda a sua efetivação, a sua concepção na literatura e entre os profissionais da educação. A abordagem metodológica escolhida foi a da pesquisa qualitativa proposta por Minayo (2009), Moreira e Caleffe (2008) e Ludke e André (1986), e as técnicas de coletas de dados utilizadas foram: entrevistas semiestruturadas (com professores e pedagogos), observação participante (do espaço tempo da hora-atividade) e análise documental. Em relação à análise e tratamento do material empírico e documental coletado, apoiou-se na análise de conteúdos proposta por Bardin (1979). Para entender a realidade do trabalho docente na hora-atividade, buscou-se investigar as duas únicas Instituições escolares do município de Almirante Tamandaré – PR, que ofertam apenas os anos finais do Ensino Fundamental. Os dados evidenciaram péssimas condições físicas e estruturais das escolas para a realização da hora-atividade. Em relação ao aproveitamento do tempo da hora-atividade, verificou-se que os professores dedicam a grande maioria do seu trabalho nesse espaço-tempo para realizar atividades imediatistas, voltadas ao planejamento das aulas e às burocracias cristalizadas no seu cotidiano de trabalho e, que, dificilmente estudam na hora-atividade. O pedagogo, por sua vez, encontra-se sobrecarregado de atividades na escola e não consegue organizar momentos de estudos e reflexão durante o espaço-tempo da hora-atividade. Verificou-se, também, que o retrocesso do percentual da hora-atividade desmotivou os docentes e aumentou a quantidade de trabalho desse profissional, e que para dar conta de tudo, muitas vezes, leva trabalho para realizar em casa. Assim, conclui-se que a hora-atividade não é um benefício para os professores, mas ao contrário, é um direto garantido por lei, conquistado pelos professores através de lutas e resistências, e entre os seus principais objetivos se destaca: melhorar as condições de trabalho docente e a qualidade do ensino ofertado à população.

Palavras-chave: Hora-atividade. Trabalho docente. Almirante Tamandaré. Escolas estaduais.

Downloads 2  2  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Tuiuti  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Pro Brasilia Fiant Eximia: Paulistanidade Impressa em Livros Didáticos Aprovados no Estado de São Pa Novos da semana Versão: PDF
Atualização:  14/1/2019
Descrição:
ABBEG, Valter André Jonathan Osvaldo

Esta pesquisa se insere no conjunto de estudos sobre a história do livro didático. Tem por objetivo identificar e analisar marcas de paulistanidade impressas em séries graduadas, conjunto de livros didáticos, aprovados pelo Estado de São Paulo para uso nas escolas públicas de 1911 a 1937. Conta com aportes teóricos da história cultural articulando concepções de nação (Hobsbawn), imaginário social (Veyne e Castoriadis) e imagem (Aumont e Joly). Utilizou-se três movimentos para exemplificar as diferentes características da paulistanidade: o separatismo, o federalismo e o nacionalismo; todos constituídos em discursos públicos veiculados em jornais e revistas paulistas. A compreensão da paulistanidade perpassa os discursos políticos do Partido Republicano Paulista e de outras instituições e movimentos que agregaram intelectuais e profissionais, seja o Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, o Movimento Modernista (que teve um de seus ápices a Semana de Arte Moderna), ou mesmo a Liga Nacionalista de São Paulo. Os procedimentos de pesquisa utilizados foram: o levantamento dos títulos aprovados pelo governo de São Paulo; busca dos livros em acervos gerais e específicos; seleção dos livros que pertenciam a séries graduadas; classificação dos elementos textuais e gráficos que representassem o imaginário paulista; leitura e identificação das marcas nacionais e paulistas a partir da repetição de termos, expressões e frases, tornando possível a identificação de padrões e singularidades. Na organização das fontes foram selecionados 40 livros pertencentes a 20 séries graduadas. Foram encontradas marcas nacionais em 37 títulos e marcas paulistas em 27 livros didáticos. As marcas nacionais demarcam-se na relação entre o país e seu contorno geográfico (mapa), bandeiras, referências à proclamação da República, a capital da nação, a recorrência na caracterização e personificação do brasileiro. As marcas paulistas encontradas fazem referência direta ao Estado de São Paulo, ao café, a ferrovia, ao bandeirante, aos hinos entre outros símbolos. Este simbolismo paulista, apresentados nos livros retratam o Estado, suas características, personagens, constituem a formação de um dado imaginário composto por uma definição de sociedade associada à exigência de vanguarda, crescimento econômico, político e cultural.

Palavras-chave: Livro didático. Paulistanidade. Nacionalismo. Imaginário. São Paulo.

Downloads 1  1  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unifesp  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Língua Portuguesa Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Paisagens sem Cor: Visualidades e Imagens na Poesia de Álvaro Campos Novos da semana Versão: PDF
Atualização:  14/1/2019
Descrição:
SANTOS, Valeria Santos

Álvaro de Campos foi a criação mais próxima de Fernando Pessoa, dentre os seus heterônimos. Como criador, investiu sua existência na procura por si mesmo, pelo sentido da vida, além de exprimir a intensa dor de existir, a angústia e a solidão. Em seus poemas, registrou a vida e os homens e, para explicá-los e explicar-se, procurou “sentir tudo de todas as maneiras”. Buscou incessantemente por respostas, distanciando-se da vida cotidiana e transformando sua vivência em experiências subjetivas. A presente dissertação objetiva demonstrar como as vivências individuais do poeta geraram versos e paisagens sem cor. A cidade, a cidade e a infância e a viagem aliada ao sonho são as principais paisagens a serem tratadas. A cidade surge como paisagem moderna, juntamente com o homem que acompanha a agitação da modernidade. Quando visitada, nasce como testemunha da angústia, palco de sua infância perdida e das experiências do passado. A referência à infância é revelada como um período de satisfação perdida, quando a conquista do espaço era simples e natural, diferentemente da idade adulta, marcada pelo amor perdido. As viagens, possibilitadas pelo sonho, revelam a angústia do poeta que não se satisfaz com a existência e, metaforicamente as toma como uma experiência inútil tal qual a vida. Álvaro de Campos é o heterônimo para quem “vida é uma quinta / Onde se aborrece uma alma sensível”, como a sua. Tomado pelo tédio mortal de existir, ao lançar seu olhar sem brilho sobre a vida, produz uma poesia em que as cores não encontram onde se fixar, pois a subjetividade angustiada do poeta é a grande responsável por desenhar a paisagem de seus poemas, como pudemos concluir nos textos estudados. A pesquisa é de cunho bibliográfico e busca os conceitos de espaço, imagem e paisagem propostos por Alfredo Bosi, Octavio Paz, Gaston Bachelard, Michel Collot, entre outros, bem como as noções de Fenomenologia, os pressupostos teóricos de Maurice Merleau-Ponty e de Terry Eagleton sobre Edmund Husserl. Os estudos críticos a respeito da poesia de Álvaro de Campos foram embasados por Natália Gomes, Eduardo Lourenço, Massaud Moisés, Teresa Rita Lopes, Augusto Seabra, entre outros. A dissertação visa, finalmente, contribuir com a fortuna crítica dos estudos de Fernando Pessoa e fortalecer a linha de pesquisa Literatura e Historicidade.

Palavras-chave: Álvaro de Campos. Paisagens sem cor. Cidade. Infância.

Downloads 1  1  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEM  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!As Bases Teórico-metodológicas dos Currículos de Geografia para os Anos Finais do Ensino Fundamental Novos da semana Versão: PDF
Atualização:  14/1/2019
Descrição:
BARBOSA, Valdivânia Pereira

A partir de meados da década de 1980, agentes da educação pública paranaense elaboraram e implementaram orientações curriculares para a rede de escolas do estado. Orientações curriculares partem não somente de órgãos oficiais, mas de outros segmentos da sociedade. O contexto histórico, os interesses de classes e as transformações no pensamento científico, filosófico e geográfico são determinantes na elaboração das proposições curriculares. A pesquisa, numa aproximação com o materialismo histórico e dialético, teve como objetivo avaliar os determinantes sócio-históricos e as bases teórico-metodológicas contidas nas propostas curriculares de Geografia para os Anos Finais do Ensino Fundamental, da rede estadual do Paraná, de 1990 a 2017. Procuramos identificar o contexto das transformações ocorridas na educação e na Geografia, bem como, a inserção dessa ciência nos currículos escolares. A investigação foi conduzida com base nos pressupostos teórico-metodológicos da pesquisa bibliográfica e documental e abrangeu o Currículo Básico para a Escola Pública do Paraná, os Parâmetros Curriculares Nacionais, as Diretrizes Curriculares Orientadoras da Educação Básica e o Plano de Estudos das Escolas Itinerantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra. Em cada proposta curricular, analisamos o objeto de estudo da Geografia e os conceitos que contribuem para explicá-lo, os objetivos de ensino, as metodologias de ensino, a concepção/função da avaliação da aprendizagem. Os quatro documentos apresentam coerência e contradições internas. As quatro propostas admitem que o objeto de estudo da Geografia é o espaço geográfico. Apenas o Currículo Básico não explicita os conceitos/categorias da Geografia. Partiu dos Parâmetros Curriculares Nacionais a proposta do emprego dos conceitos da Geografia na educação escolar. Essa proposta também apresentou, à época, nova abordagem para o ensino da cartografia. No Currículo Básico, nos Parâmetros Curriculares Nacionais e nas Diretrizes Curriculares Orientadoras da Educação Básica, os objetivos do ensino da Geografia são coerentes com os pressupostos teórico-metodológicos. O Plano de Estudos do MST, para além de objetivos de ensino, propõe a formação humana, omnilateral como princípio fundamental da educação. Os conteúdos selecionados são coerentes com os objetivos de cada proposta analisada de Geografia. O materialismo histórico e dialético é a abordagem metodológica no Currículo Básico e no Plano de Estudos do MST; os Parâmetros Curriculares Nacionais apresentam abordagem eclética com destaque para a fenomenologia; nas Diretrizes Curriculares Orientadoras da Educação Básica são as abordagens críticas. Cada documento que sucede o anterior guarda aspectos do remoto, apresenta novas abordagens da Geografia, e supera em algumas proposições.

Palavras-chave: Ensino de Geografia. Currículo básico para a escola pública do Estado do Paraná. Parâmetros curriculares nacionais. Diretrizes curriculares orientadoras da educação básica. Plano de estudos do movimento dos trabalhadores rurais sem terra.

Downloads 2  2  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicentro  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Sociologia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Projeto Encontro de Saberes nas Universidades: Uma Leitura Sociológica do Diálogo entre Distintas Ep Novos da semana Versão: PDF
Atualização:  14/1/2019
Descrição:
OLIVEIRA, Tautê Frederico Gallardo Marciel de

O projeto criado na UnB, denominado Encontro de Saberes (ES), foi gestado em uma conjuntura político-acadêmica ligada a um processo de fomento científico aos Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs), particularmente o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Inclusão (INCTI). Neste sentido, o ES se propõe a estabelecer um diálogo entre as denominadas ciências ou epistemologias ocidentais e as epistemologias do Sul, ou saberes populares e tradicionais, por intermédio de uma disciplina acadêmica em que os mestres atuam ministrando aulas como professores visitantes em parceria com os professores orgânicos das instituições de ensino superior. O presente estudo visa compreender como ocorreu o estabelecimento institucional da proposta, particularmente na Universidade de Brasília, sua gênese étnico-racial e cultural; a articulação supra-acadêmica facultada pelo INCTI para enraizamento da proposta; e quais foram os efeitos, consequências e transformações intra-acadêmicas produzidas por meio desse diálogo entre paradigmas de produção do conhecimento. Para interpretar este processo nos valemos de entrevistas com os coordenadores, da participação em eventos de divulgação e avaliação, bem como da análise de editais, portarias e documentos de aporte financeiro, concernentes ao Encontro de Saberes e ao INCTI. O projeto Encontro de Saberes apresenta um caráter inovador e de protagonismo no cenário universitário e figura como um desafio interpretativo e de alteridade para as ciências humanas e sociais. À luz dessas impressões nos valemos de teorias atinentes ao multiculturalismo e às chamadas epistemologias do Sul para compreender, interpretar e aprofundar o escopo sobre esta dinâmica acadêmico-social.

Palavras-chave: Encontro de saberes. INCTI. Diálogo de epistemologias. UnB. Inclusão de mestres e mestras.

Downloads 3  3  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Matemática Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Uma Unidade de Ensino Potencialmente Significativa para o Estudo de Equações Diferenciais Ordinárias Novos da semana Versão: PDF
Atualização:  14/1/2019
Descrição:
FREIRE, Talita Breschiliare Piffer

Esta dissertação é resultado de uma pesquisa que objetivou propor, implementar e analisar uma Unidade de Ensino Potencialmente Significativa (UEPS) para o estudo de Equações Diferenciais Ordinárias no contexto de uma turma do sexto semestre de um curso de Licenciatura em Matemática. A unidade de ensino constitui o Produto Educacional vinculado à pesquisa, o qual associa o uso de recursos tecnológicos, assim como atividades de Modelagem Matemática como parte das atividades componentes do material. Assim, os referenciais teóricos deste trabalho remetem a Teoria da Aprendizagem Significativa concebida por David Ausubel, onde a proposta de Unidades de Ensino Potencialmente Significativa está alicerçada. Além disso, discute alternativas pedagógicas como a Modelagem Matemática e o uso de Tecnologia no Ensino de Matemática, em especial, na estruturação da UEPS. Os dados que compõem o corpus de análise consistem em registros produzidos pela pesquisadora e pelos alunos decorrentes da implementação da referida unidade de ensino em uma disciplina de Equações Diferenciais Ordinárias. As análises dos dados fundamentam-se na metodologia qualitativa da Análise Textual Discursiva e tiveram a contribuição do software de análise qualitativa ATLAS TI 8.0 durante o processo de desmontagem dos textos e de estabelecimento de relações. Neste processo foram identificadas três categorias de análise (Modelagem Matemática, Recursos Tecnológicos e Aprendizagem Significativa) que permitiram identificar evidências sobre a Aprendizagem Significativa dos alunos e a concluir que a proposta se consolidou como uma Unidade de Ensino Potencialmente Significativa exitora, no sentido considerado na literatura que a fundamenta.

Palavras-chave: Unidade de ensino potencialmente significativa. Ensino de Matemática. Equações diferenciais Oodinárias. Modelagem matemática. Tecnologias.

Downloads 3  3  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UTFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Matemática Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!O Ensino da Divisão nos Anos Iniciais: Compreensões Dialogadas Atualizado nesta semana Versão: PDF
Atualização:  14/1/2019
Descrição:
TYCHANOWICZ, Simone Danielle

Esta pesquisa tem por objetivo compreender o ensino da divisão nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. Para tanto, foram ouvidos professores atuantes nos Anos Iniciais que falaram livremente sobre suas experiências com a divisão em sala de aula. Tomou-se como referencial a abordagem fenomenológica como atitude de investigação, pois esta aproxima-se da experiência vivida, do mundo subjetivo de cada indivíduo, que pode ser conhecido quando se interroga. “O que é isto: o ensino da divisão nos Anos Iniciais?” foi a questão orientadora da pesquisa que indicou a necessidade de outros estudos, de modo a compor compreensões-interpretações acerca do fenômeno: o-ensino-da-divisão. Um desses estudos, o primeiro, voltou-se a aspectos históricos sobre modos de dividir. “Reunindo registros” é um texto que expõe processos usados para dividir em outros tempos e contextos. O segundo, “Diálogo com pesquisadores”, apresenta apontamentos de pesquisadores que têm em seu campo de interesse o ensino da divisão. Estes estudos dirigiram-se ao encontro das compreensões das experiências vividas em sala de aula sobre o ensino da divisão. Foram ouvidas individualmente sete professoras de uma escola da Rede Municipal de Araucária – PR, que falaram livremente a partir da pergunta: “Pela sua experiência, como você entende o ensino da divisão?” Os depoimentos foram gravados em vídeo, transcritos e analisados usando o método fenomenológico. A primeira análise do texto transcrito foi a Ideográfica, em que foram destacadas as ideias individuais das professoras colaboradoras. Em umsegundo momento, essas ideias individuais foram se convergindo para ideias mais amplas, as nucleares. A partir destas iniciou-se a análise Nomotética, que organizou o pensamento nas seguintes categorias abertas à interpretação: Complexidades do conteúdo divisão; Modos de ensinar divisão e Formação do professor. Essas categorias revelam a estrutura do fenômeno e foram interpretadas no diálogo da pesquisadora com os ditos das professoras e com autores que tratam do tema. Ao final, articulou-se uma síntese das compreensões acerca do ensino da divisão em que estão evidenciados aspectos que mais fizeram sentido à pesquisadora.

Palavras-chave: Educação matemática. Divisão. Ensino. Anos iniciais.

Downloads 3  3  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Língua Portuguesa Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Concepção de Alfabetização em Documentos que se Referem às Salas de Apoio à Aprendizagem de Língua P Novos da semana Versão: PDF
Atualização:  14/1/2019
Descrição:
ONIESKI, Simone Bueno

Esta dissertação tem como objetivo principal analisar os documentos que dão suporte ao trabalho na Sala de Apoio à Aprendizagem (Programa SUED/SEED/PR), procurando observar qual concepção de alfabetização está presente nesses textos. Os documentos analisados são os seguintes: a) Resolução nº 1690/2011 GS/SEED; b) Instrução nº 05/2017 SUED/SEED; c) Ficha de encaminhamento. Também verificamos se há, e quais são, os direcionamentos apontados para superação de dificuldades de aprendizagem em língua materna e fazemos um levantamento da legislação das SAA (2004 a 2017) observando em que sentido as mudanças nesses documentos significam avanços ou retrocessos. Como referencial teórico para discutir a temática da alfabetização e, principalmente, a noção de sistema de escrita alfabética (SEA) nos baseamos em Cagliari (2008), Ferreiro (2011, 2012), Morais (2012) e Soares (2016). Para discussão sobre letramento, em Kleiman (2007). A metodologia de pesquisa utilizada foi a da pesquisa bibliográfica e documental dentro da perspectiva qualitativa (LÜDKE; ANDRÉ, 2015). Os dados analisados demonstraram que a ficha de encaminhamento aponta para uma concepção de alfabetização baseada no SEA como forma de compreender a natureza das defasagens na alfabetização dos alunos das SAA. Entre os direcionamentos para superação de dificuldades identificamos referência à ampliação do tempo de permanência na escola (PARANÁ, 2011) e a atribuição de uma sobrecarga de responsabilidades aos profissionais que atuam nas SAA (PARANÁ, 2017). A comparação entre os documentos das SAA, que vigoraram entre os anos de 2004 e 2017, revelou uma descontinuidade das disposições (no que diz respeito aos anos atendidos, número de alunos, escolha das escolas), o que consideramos fragilizar o trabalho que acaba não tendo uma continuidade.

Palavras-chave: Concepção de alfabetização. Sistema de escrita alfabética. Sala de apoio à aprendizagem de Língua Portuguesa. Dificuldades de aprendizagem.

Downloads 3  3  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEPG  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)