Educadores

Ínicio : Geografia : Dissertações : 

Produções de Profissionais da Seed: Dissertações (20)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Título (A a Z)

Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!A (Des)construção da paisagem nos itinerários Maringá-Londrina: ferrovia, BR 376 e BR 369 Popular Versão: 
Atualização:  14/5/2013
Descrição:
VENÁ, viviane de Souza

Esta dissertação pretende mostrar e consequentemente analisar o processo de (des)construção da paisagem nos itinerários Maringá-Londrina, em três eixos de circulação: a Ferrovia (Estrada de Ferro Norte do Paraná), a BR 376 e a BR 369, pois a construção de uma paisagem só ocorre em detrimento da destruição de uma outra. E um importante fator que influenciou neste processo de transformação da paisagem é a questão econômica, grande responsável pelo tipo de paisagem, bem como também pelo tipo de sociedade existente no local de estudo. Todavia, também não se deve esquecer de que são as sucessivas sociedades que constróem as sucessivas paisagens e de que estas devem sempre ser consideradas como uma herança de processos biológicos e fisiográficos e, ainda, patrimônio coletivo dos povos que historicamente as herdaram como território de atuação de outras sociedades. O presente trabalho, se apoiou, primeiramente em um estudo bibliográfico, objetivando a fundamental construção da base teórica e o resgate histórico do processo de ocupação do Norte do Paraná, e, após, em trabalhos de campo a partir de entrevistas com moradores, na realização de importantes registros fotográficos da área de estudo e além do mais, no uso de imagens de satélite e na construção de perfis geoecológicos que retratam as características da paisagem ao longo da Ferrovia, BR 376 e BR 369 entre Maringá Londrina, atualmente.

Palavras-chave: Paisagem. (Des)construção. Ferrovia. BR 376. BR 369. Sociedade.

Downloads 2619  2619  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.uem.br
Avaliação: 9.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!A análise da relação Colombo e Curitiba à luz da teoria dos dois circuitos da economia urbana  Popular Versão: 
Atualização:  23/9/2013
Descrição:
KATZINSKY, Luciane

A urbanização brasileira trouxe como uma das consequências o inchaço das regiões metropolitanas. No Paraná tal fenômeno provocou uma leva de população rural nas décadas de 1970 e 80 para as maiores cidades do estado, sobretudo para a Região Metropolitana de Curitiba que vivenciou um crescimento acelerado, nas últimas décadas; e um processo de periferização, ocorrido dentre outras razões, devido aos altos preços do solo, praticados na capital. Os municípios que integram a RMC concentram uma população numerosa e de baixa renda, principalmente aqueles bairros que vivem em função da centralidade de Curitiba, e se caracterizam como dormitório; uma situação bem diferente daquela população que vive na sede desses municípios e desfruta de um modo de vida mais parecido com o de cidade pequena. O município de Colombo vivencia esta situação, uma sede onde a população está mais voltada à atividade agrícola, e o contraponto, o bairro maracanã, que possui uma estrutura produtiva característica de bairro periférico de Curitiba, fruto do transbordamento da capital. A teoria dos dois circuitos de SANTOS (1979), serviu como método, para identificar, no município de Colombo, a existência de dois sistemas de fluxos nessas duas realidades estudadas. A pesquisa direta revelou que, a sede, com um comércio varejista variado, representado, principalmente, por pequenos comerciantes, residentes locais, esta ligada ao circuito inferior, portanto, não centraliza as atividades do município, estando, sim, diretamente subordinada a centralidade da capital. Enquanto que o bairro Maracanã está atrelado ao circuito superior da economia, possuindo atividades do setor moderno, como filiais de grandes redes de lojas sediadas em Curitiba e em outros estados da federação, caracterizando-se em bairro de Curitiba, só que formalmente está localizado no município de Colombo, isto mostra que os limites político-administrativos nem sempre retratam a real espacialidade metropolitana.

Palavras Chave: Periferização. Dormitório. Circuito e centralidade.

Downloads 2478  2478  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.ufpr.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!A apicultura como altenativa socialm econômica e ambiental para a XI mesorirregião do nordeste do Pa Popular Versão: 
Atualização:  5/9/2013
Descrição:
LIMA, Sirlei Aparecida Milano de

A apicultura na mesorregião no Noroeste do Paraná vem sendo desenvolvida há alguns anos por pequenos agricultores, onde poucos já praticam a apicultura como atividade principal e outros como atividade complementar. Este trabalho objetivou analisar a atividade apícola como alternativa social, econômica e ambiental para a região estudada. Neste cenário, a agricultura está integrada entre o homem e o meio ambiente, agregando valor com a produção de recursos renováveis e ao mesmo tempo se torna vulnerável à exploração excessiva do manejo inadequado. Assim se justificou este estudo visando tornar a apicultura uma alternativa rentável, contribuindo com a região, abordando desenvolvimento rural, agricultura familiar e a sensibilização dos agricultores em relação às questões ambientais. Nestes termos, conclui-se que a apicultura é importante para a região, interligando os aspectos sociais, econômicos e ambientais, de forma que proporcione a agricultura familiar, a fixação do homem no campo e a prática da apicultura adequada neste contexto caracteriza o desenvolvimento sustentável frente aos recursos naturais, muda a consciência dos produtores sobre a conservação do meio ambiente e, acima de tudo, gera renda, trabalho e alimento às famílias.

Palavras-chave: Apicultura. Desenvolvimento sustentável. Agricultura familiar. Proteção ambiental. Recursos naturais. Conservação.

Downloads 978  978  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.ufpr.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!A cafeicultura brasileira no modelo tecnologico produtivista (1960/90) Popular Versão: 
Atualização:  9/5/2013
Descrição:
SILVA, Lucas Frazão

A cafeicultura brasileira foi objeto de um conjunto de transformações tecnológicas, institucionais e creditícias, iniciado na década de 60, que possibilitaram a sua adequação ao modelo produtivista da agricultura. Baseando-se em variedades de alto rendimento, na utilização de insumos modernos, e em amplo apoio financeiro sustentado por linhas de crédito especiais, foi implementado um processo de inovação que modificou em muito o perfil da cafeicultura nacional. A produtividade aumentou como reflexo das tecnologias fortemente recomendadas pelos órgãos públicos responsáveis pela consolidação do modelo. Outros aspectos da produção foram menos apreciados, como os relativos à qualidade, resultando em perda de competitividade no mercado internacional, concorrendo negativamente para o sucesso do setor. A cafeicultura, apesar do esforço produtivista, dá sinais de esgotamento do modelo. É este processo e seus impactos que são analisados neste estudo.

Palavras-chave: Cafeicultura. Brasil. Aspectos econômicos. Cafeicultura. Inovações tecnológicas. Cafeicultura. Produtividade.

Downloads 974  974  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicamp  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!A cidade fotográfica: estudo da percepção e expressão do espaço urbano através do olhar fotográfico Popular Versão: 
Atualização:  5/9/2013
Descrição:
MATSUKA, Hideki

Uma das formas de conhecimento do mundo é a que se obtém através de experiências visuais. A partir de uma educação do olhar e; portanto; da compreensão de seus significados; pode-se vir a ter uma percepção enriquecida e criativa da cidade. Esta dissertação é resultado da pesquisa teórico-prática sobre a fotografia e o olhar fotográfico. Neste caso específico; o olhar é voltado para a cidade de São Paulo. O modo de perceber; ver e atribuir significado ao espaço/lugar da cidade é o foco deste trabalho. Os exercícios visuais experimentais fotográficos possibilitaram-nos colocar na prática o aprendizado teórico e analítico desta pesquisa.

Palavras chave: Arquitetura. Urbano. Fotografia. Espaço. Percepção do espaço. Cidade. São Paulo. Lugar.

Downloads 1119  1119  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site 
Avaliação: 9.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!A degradação das propriedades físicas dos latossolos vermelhos distróficos em decorrência dos difere Popular Versão: 
Atualização:  9/5/2013
Descrição:
MANOSSO, Daniele Crislei Czuy

Nas últimas décadas os processos que degradam a cobertura pedológica têm sido intensificados a partir do desenvolvimento e aplicação de tecnologias agrícolas muitas vezes inadequadas. A falta de conservação e destruição da cobertura vegetal que protege o solo, bem como a aplicação de altas taxas de produtos químicos, favorecem uma maior degradação de suas propriedades físicas. No município de Floraí (PR) esses processos também estão presentes e são favorecidos pelos diferentes usos agrícolas aliados aos tipos de solos existentes, oriundos da alteração do basalto da Formação Serra Geral e do arenito da Formação Caiuá, os quais apresentam características texturais diferenciadas e requerem cuidados especiais. O presente trabalho visa avaliar a degradação das propriedades físicas do latossolo vermelho distrófico, proveniente do arenito, quando submetido a diferentes usos, como soja, café, pastagem e laranja, comparando-o com o mesmo latossolo sob uma área de mata nativa, que apresenta características morfológicas consideradas ideais. Para alcançar tal objetivo, recorreu-se à aplicação do método do Perfil Cultural (Hénin, 1976 in Tavares et al, 1999) e à análises laboratoriais. Constatou-se que o cultivo da laranja é a prática agrícola que mais degrada as propriedades fisicas da cobertura pedológica, seguido pela pastagem, café e soja, respectivamente.


Downloads 1222  1222  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.uem.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!A escola e o bairro: percepção ambiental e interpretação do espaço de alunos do Ensino Fundamental Popular Versão: 
Atualização:  9/5/2013
Descrição:
MANSANO, Cleres do Nascimento

Entre os meses de julho e setembro de 2005, nas aulas de Geografia de uma turma de quarenta alunos da 7ª série do Ensino Fundamental, de uma escola pública do Município de Maringá (PR), foi realizada uma investigação sobre a percepção ambiental que os alunos possuíam da sua escola e de seu bairro. O objetivo foi interpretar, por meio das representações do conceito “paisagem”, como eles percebiam o seu meio. A pesquisa foi realizada em oito etapas, compreendidas entre aulas teóricas em sala e aulas de campo. No início da pesquisa, foram empreendidas atividades que possibilitaram o debate e a representação de “paisagem bonita e feia”, da escola e do bairro, por meio de desenhos. No decorrer da pesquisa, por meio de atividades como questionário e produção de texto, foi possível compreender a percepção ambiental que os alunos apresentavam em relação ao espaço de estudo, tanto quanto às atitudes e valores. Também foram realizadas atividades que possibilitaram ao aluno observar e representar as imagens mentais que possuía do espaço percorrido, por meio de desenhos e mapas. A fotografia foi uma estratégia importante, que possibilitou ao aluno representar o espaço vivido na escola e no entorno, mesmo sem possuir habilidades para o desenho. Entre as atividades realizadas, foram trabalhados textos que forneceram subsídios teóricos aos alunos, a fim de que eles pudessem construir seus conhecimentos embasados no conhecimento científico. Observamos que, no início da pesquisa, para a grande maioria dos alunos, a “paisagem bonita” relacionava-se com elementos da natureza, ao passo que a "paisagem feia” relacionava-se com outros elementos, geralmente ligados à ação antrópica; e que eles apresentavam dificuldades em perceber as multirrelações existentes na paisagem. No entanto, no decorrer da pesquisa, para a maioria dos alunos, a percepção ambiental da paisagem foi se ampliando, tornando legível e decodificado o espaço em que viviam. Eles apresentaram evolução nas formas de representar a “paisagem vivida”, conseguindo perceber elementos não-percebidos anteriormente.

Palavras-chave: Bairro. Escola. Percepção ambiental. Paisagem. Representação.

Downloads 5455  5455  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.uem.br
Avaliação: 10.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!A estruturação socioespacial do sistema tropeiro - o caso das tropas entre Palmas e União da Vitóri Popular Versão: 
Atualização:  5/9/2013
Descrição:
STRAUBE, Kelly von Knoblauch

A presente pesquisa busca entender a estruturação socioespacial do Caminho das Tropas, utilizando o exemplo da estrada entre Palmas e União da Vitória. Parte de uma abordagem da geografia social, com enfoque histórico-dinâmico, baseada na teoria da estruturação de Anthony Giddens. Avalia o espaço como sendo produzido e regionalizado por diferentes atores sociais. Discutem-se, neste sentido, algumas questões de sociabilidades, relações de trabalho e imagens culturais de diversos atores que atuavam ao longo do caminho, inclusive suas relações de co presença e as modificações sociais que ocorreram durante o processo de utilização da Estrada. Define-se, assim, um conceito de lugar social através de imagens estereotipadas. Neste sentido, o espaço da estrada apresenta-se inicialmente como mera localidade formada por ecossistemas e sistemas econômicos que incorporam a paisagem como recursos alocativos para os grupos sociais interessados. Formam-se, destarte, paisagens que servem como palcos para regionalizações (fixas e flexíveis) em função da atuação diferenciada dos atores envolvidos e suas regras sociais. Nestes moldes, produzem-se recursos autoritativos, ou seja, relações de poder que não só transformam os espaços, mas também servem como cenários para encenações sociais. Esta apropriação do espaço imaginário destaca pontos e áreas da paisagem, além de “personagens” estereotipadas, que aparecem às pessoas que vivem e atuam dentro e fora dela como representações simbólicas. Investigam-se, neste trabalho, principalmente as representações de imagens através de entrevistas biográficas de fazendeiros e outros agentes envolvidos nas tropeadas ao longo da Estrada de Palmas e União da Vitória.

Palavras-chave: Geografia regional. História regional. Tropeirismo. Caminho das tropas. Palmas. União da Vitória. Paraná. Brasil.

Downloads 3208  3208  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!A família rubiaceae juss. na vegetação ripária de um trecho do alto rio Paraná, Brasil, com ênfase n Popular Versão: 
Atualização:  9/5/2013
Descrição:
PEREIRA, Giovana Faneco

A família Rubiaceae, descrita primeiramente por Antoine Laurent de Jussieu, em 1789, inclui representantes de hábitos variados, desde árvores, arbustos, subarbustos até ervas, além de lianas e, mais raramente, epífitas. Caracterizam-se, principalmente, por apresentarem folhas simples, opostas cruzadas ou, menos frequentemente, verticiladas; estípulas interpeciolares, raramente intrapeciolares; estames isômeros, fixados ao tubo da corola, e ovário ínfero. Distribui-se, predominantemente, em regiões tropicais principalmente na América do Sul. No Brasil, a maior representatividade ocorre na Mata Atlântica, especialmente no estrato arbustivo. Constitui uma das maiores famílias de Angiospermas com cerca de aproximadamente 637 gêneros e cerca de 10.700 espécies.

Palavras-chave: Rubiaceae. Spermacoceae. Levantamento florístico. Vegetação ripária. Planície de inundação. Alto rio Paraná.

Downloads 5983  5983  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.uem.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!A Geografia do Atrito Dialética espacial e violência em Campinas-SP Popular Versão: 
Atualização:  9/5/2013
Descrição:
A Geografia do Atrito Dialética espacial e violência em Campinas-SP

Lucas de Melo Melgaço

A presente dissertação tem como objetivo central promover uma discussão a respeito do diálogo entre a Geografia e o estudo da Violência. Porém, diferentemente da maioria das pesquisas feitas na área de violência urbana, as quais têm no método analítico o seu principal referencial teórico, procura-se, aqui, trazer uma reflexão dialética à questão. No atual período técnico-científico e informacional, torna-se impossível entender esta prática espacial denominada violência se a considerarmos apenas como um recorte analítico da realidade. É por este motivo que não pretendemos fazer uma “geografia da violência” ou, muito menos, uma “geografia do crime”, e sim uma geografia dos usos do território e das suas relações com a temática do crime e da violência. Faz-se necessário, então, um método que entenda o espaço geográfico enquanto um todo em movimento, um sistema indissociável de objetos e ações (SANTOS, 1997c, 1998, 1999a). Nessa busca por uma compreensão das relações entre território e violência, o Geoprocessamento se mostrou uma ferramenta de fundamental importância, tanto por suas potencialidades, quanto por suas limitações enquanto instrumento de representação do espaço geográfico. Aliando a técnica do Geoprocessamento à profundidade do método dialético foi possível se perceber o potencial da Geografia enquanto modo de compreensão da violência e, mais amplamente, enquanto instrumento de planejamento territorial. Nesta reflexão, alguns conceitos e autores aparecem com contribuições fundamentais, dentre eles o de território usado (SANTOS et al. 2000a), solidariedades geográficas (SANTOS, 1994, 1998), cotidiano (CERTEAU, 1994), além das concepções de poder e violência trazidas por Hannah Arendt (1994). Conclui-se que a violência urbana é uma questão de caráter muito mais político que propriamente técnico, e que a violência em Campinas-SP é fruto dos usos corporativos do território e das escolhas históricas feitas por esta cidade e pela formação sócio-espacial na qual está inserida. Pôde-se ainda vislumbrar o quanto a Geografia pode se aproximar de uma ciência da ação.

Palavras-chave: Uso do Território. Violência. Segurança Pública. Planejamento Territorial. Dialética Espacial.

Downloads 802  802  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.usp.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


(1) 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 »