Educadores

Ínicio : Ensino Religioso : Dissertações : 

Produções de Profissionais da Seed: Dissertações (0)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Título (A a Z)

Categoria: Ensino Religioso Dissertações
Fazer Download agora! “Tu eres responsable por aquello que cautivas”: uma análise da multimodalidade em produções de alun Popular Versão: 
Atualização:  13/6/2012
Descrição:
PEREYRA, Inessa Carrasco

O ensino de línguas em escolas públicas no Brasil carece de mudanças profundas a fim de que o processo de ensino-aprendizagem seja mais efetivo. Frequentemente, os alunos saem do Ensino Fundamental, depois de ter estudado uma língua estrangeira durante 4 anos, sem ter conhecimento suficiente para se comunicar nessa língua. Isso dá indícios de que algo precisa ser revisto e atualizado. A pedagogia da comunicação traz elementos importantes para a educação nos dias de hoje. A necessidade de o mundo dos indivíduos, incluídas aí as novas tecnologias, estar no ambiente da sala de aula é latente. Com essas novas tecnologias, os padrões textuais mudam, tornam-se menores, com a utilização de inúmeras imagens. Esses textos não estão presentes na maioria das escolas públicas brasileiras, sendo que as disciplinas de língua estrangeira trabalham, geralmente, com textos grandes, que, na maioria das vezes, não contêm imagens, ou se contêm, são utilizadas como ilustração apenas e não são trabalhadas em aula. Em consonância com a pedagogia da comunicação, a multimodalidade defende a utilização de uma gramática visual que dê conta dos novos padrões textuais que circulam em nossa sociedade. A partir dessas duas teorias, traçamos um projeto, o qual foi aplicado em turmas de uma escola pública, no município de Pelotas/RS, que visava estimular os estudantes a produzirem textos multimodais. Os alunos produziram “livrinhos” que partiram do livro “O pequeno príncipe” e do filme de mesmo título, os quais foram analisados à luz da gramática visual de Kress e van
Leeuwen. Nossa hipótese inicial era a de que os alunos sabiam, mesmo que intuitivamente, utilizar estruturas multimodais em suas produções, a qual foi comprovada. Além disso, motivação e autonomia foram mostradas pelos alunos, os quais desempenharam as tarefas propostas cuidadosa e detalhadamente.

Palavras-chave: Ensino de línguas. Pedagogia da comunicação. Motivação. Autonomia. multimodalidade. Gramática visual.

Downloads 355  355  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma  UCPEL  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Dissertações
Fazer Download agora!A comunicação do religioso: a homilia sob a ótica de leigos e padres Popular Versão: PDF
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
MOURÃO, Ýleris De Cássia De Arruda

Pelo olhar dos leigos, padres, e pesquisadores em comunicação, liturgia e homilia, buscaremos apresentar subsídios sobre a relação entre homilia, comunicação e religião. Inicialmente defendemos a hipótese de que o discurso homilético é visto como uma fala retrógrada, cansativa e ineficaz, pobre em elementos de natureza comunicativa, principalmente nos aspectos da oratória. A metodologia científica foi desenvolvida com base em um olhar holístico, qualitativo e quantitativo e constatamos, na investigação que a homilia ainda é espaço de construção e reconstrução de ethos e visão de mundo. O discurso do padre durante a homilia ainda é considerado eficaz por grande parte dos leigos e na visão dos padres essa eficácia é relativa, depende de uma série de fatores, fato que será evidenciado no primeiro capítulo, no qual demonstraremos as categorias epistemológicas que surgiram na pesquisa empírica. Verificaremos que a religião exerce um enorme poder de persuasão por meio de seus símbolos, ritos e ideologias. No segundo capítulo, conheceremos a homilia sob a ótica da igreja católica apostólica romana e, no terceiro, mostraremos o fenômeno da comunicação e suas interfaces: desde a linguagem até a estética da oratória. Na conclusão demonstraremos alguns aspectos que justificam a não corroboração da nossa hipótese, esclarecendo que o poder simbólico é a palavra-chave para que o discurso homilético seja considerado eficaz por parte dos fiéis que o legitimam pela fé.

Palavras-chave: Homilía. Oratória. Religião. Padres.

Downloads 2167  2167  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Domínio Público  Site http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=84245
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Dissertações
Fazer Download agora!A contribuição do atabaque para uma liturgia mais inculturada em meios afro-brasileiros Popular Versão: PDF
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
BINA, Gabriel Gonzaga

Por ser usado nos candomblés e pelos povos negros, o atabaque foi um instrumento discriminado pela hierarquia da igreja católica do Brasil, formada quase que exclusivamente de brancos. Foi acusado de instrumento de negro, de macumba, do demônio, de instrumento barulhento e que tira a concentração. Este preconceito foi passado para o povo cristão, inclusive o povo negro, durante o processo de “evangelização”, domesticação e ideologia do embranquecimento, dificultando hoje o seu uso no culto. Assim, a escolha desse tema tem como objetivo contribuir com o processo de inculturação litúrgica da igreja no Brasil. Gostaríamos de demonstrar que o atabaque é um instrumento como qualquer outro, mas para o povo negro, para os afro-descendentes e para o povo brasileiro em geral, ele é especial uma vez que concentra e unifica e pode levar à verdadeira oração. Temos por objetivo mostrar que não se pode falar em inculturação litúrgica em meios afro se não rompermos o preconceito quanto ao uso do atabaque no culto cristão. Para isso, optamos por permanecer na área da Ciência Litúrgica, e o embasamento teórico foi feito através da História, da Antropologia e da Etnomusicologia, como suporte para uma liturgia inculturada nos meios afro. Portanto, mostraremos através desta pesquisa e experiência que os atabaques podem adaptar-se ao culto cristão, colaborando com o processo de inculturação litúrgica no Brasil, revolucionando o jeito de se pensar e de se fazer liturgia, envolvendo dança, gestos, símbolos, cores e todo o corpo na celebração da morte e ressurreição de nosso Senhor Jesus Cristo.

Palavras-chave: África negra. Atabaques. Liturgia do Candomblé baiano. Liturgia da umbanda. Liturgia do catolicismo.

Downloads 2015  2015  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Domínio Público  Site http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=43091
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Dissertações
Fazer Download agora!Abra a roda tin do lê lê - a dimensão religiosa nas brincadeiras de roda entre crianças de 4 a 6 ano Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
POYARES, Mônica Amaral Melo

Este trabalho teve como objetivo estudar as Brincadeiras de Roda enquanto possibilidade de experiência religiosa dentro do espaço escolar. Sua contribuição está na possibilidade ser uma alternativa de trabalho em Ensino Religioso com crianças em idades de 4 a 6 anos. Para isto, foi feita uma aproximação entre as Danças Circulares Sagradas, estudadas primeiramente por Bernhard Wosien, e as Brincadeiras de Roda tradicionais, levantando aspectos comuns entre as práticas. Em 2004 um grupo de 24 crianças e duas professoras foram observados e a experiência foi gravada em fitas de vídeo cassete. Para a compreensão da linguagem simbólica presente na atividade, os conceitos junguianos de self, ego, inconsciente coletivo e arquétipos foram estudados. Utilizamos os conceitos de Espaço Sagrado, definido pelos adeptos da Nova Era, e de Hierofania, concebido por Mircea Eliade. Tendo em vista que as atividades recebem um tratamento de rito, os conceitos de liminariedade e communitas de Victor Turner foram trazidos para a na ajuda da compreensão dos passos dos rituais e suas consequências. Vygotsky contribui com sua visão de mediação e zona de desenvolvimento proximal, para explicar motivo pelo qual as Brincadeiras de Roda são escolhidas para colaborar com o conhecimento do conteúdo do Ensino Religioso. Dentre as possibilidades o recorte feito foi o dos ritos e sua linguagem simbólica. Finalmente fez-se uma leitura de algumas das atividades filmadas à luz do corpo teórico acima citado. Chegou-se à conclusão de que as Brincadeiras de Roda, da forma em que foram tratadas, podem ser um dos instrumentos do professor na construção do conhecimento do Ensino Religioso e que aliado a isto, podem ser promotoras de mudanças na forma de relacionamento das crianças, já que têm aspectos comuns com os ritos de iniciação.

Downloads 7073  7073  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Domínio Público  Site http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=30765
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Dissertações
Fazer Download agora!Além do ganges: Rituais hinduístas na urbe paulistana. Fenômeno de re-significação religiosa numa me Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
MOROTTO, Leonor Quintana

Este trabalho tem como objetivo descrever e explicar alguns aspectos dos rituais hinduístas realizados em São Paulo por alguns grupos, e que tem no Hinduísmo sua principal referência. Partimos de uma concepção pluralista, de universos variados dentro de uma metrópole Ocidental, em que se desenha o paradigma Oriental numa convivência pacífica de elementos que se resignificam e se integram à paisagem paulistana problematizando as questões relacionadas às tradições. Estudamos o Hinduísmo, suas concepções de religiosidade e de mundo, estabelecendo paralelismos com os movimentos da Nova Era e da Contracultura, pois, consideramos serem tendências significativas na expansão desta crença. Foram feitas algumas pesquisas sobre os rituais realizados no movimento Hare Krishna e aqueles nas academias de Yoga e espaços esotéricos. Analisamos também outro movimento que vincula a prática dos rituais hinduístas à ciência: o Agnihotra.

Downloads 2617  2617  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Domínio Público  Site http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=61568
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Dissertações
Fazer Download agora!As bênçãos e a prática de exorcismos na primeira metade do século XX, na paróquia de Cascalho. Popular Versão: 
Atualização:  4/10/2010
Descrição:
FERNANDES, Márcio Luiz

O presente trabalho procura investigar os conhecimentos "psicológicos" elaborados por imigrantes italianos em uma ex-colônia situada em Cascalho, município de Cordeirópolis, Estado de São Paulo, no período de 1911 a 1953 e como passam a fazer parte da cultura popular. A vida religiosa dessa colônia organizou-se em torno do padre Luis Stefanello (1878-1964), que foi o formador e orientador de várias gerações de fiéis. A pesquisa tem como objetivo revelar o que sobrevive da imagem do padre Stefanello na lembrança dos mais velhos da comunidade e examinar as relações entre história e memória do grupo.

Palavras-chave: Memória. História. Psicologia. Cultura. Exorcismo.

Downloads 549  549  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma USP  Site http://www.teses.usp.br
Avaliação: 10.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Dissertações
Fazer Download agora!As ponderações de Mafalda sobre cidadania e democracia Popular Versão: 
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
BITENCOURT, Marta Moraes

O trabalho focaliza as ponderações sobre cidadania e democracia contidas no objeto de estudo: as tiras cômicas da Turma da Mafalda, criadas por Quino. As tiras cômicas como mídia que produz e é produzida pela opinião pública extemporaneamente. O objetivo central é capturar o que as tiras cômicas dizem sobre o consciente coletivo do cidadão e examinar como o criador pensa o imaginário político e o socializa. Mais especificamente, objetiva-se: identificar o teor político implícito nas tiras cômicas da Mafalda; mapear o que as tiras estão reproduzindo de imaginário social representativo de um segmento desta sociedade e apontar que sentimentos transparecem sobre o governo, a humanidade, as políticas públicas, sua condição enquanto cidadão. Registrar, através de uma análise fundamentada na ciência política e em áreas afins, as contribuições políticas das tiras cômicas e suas mensagens a respeito dos enunciados de cidadania e democracia. Objetiva-se, ademais, evidenciar outra fonte de conhecimento político para além das abordagens que privilegiam as questões de ordem institucional e sociológico-estrutural. A pesquisa é de natureza qualitativa com fins exploratórios e orienta-se pela técnica de análise de conteúdo. Os resultados do estudo demonstram que o cenário de representação política, inscrito nos conteúdos das mensagens das tiras cômicas da Turma da Mafalda, apontam sugestões de mudança política via alteração de valores sociais e da cultura política. Este mesmo cenário sugere a institucionalização de outras práticas a serem seguidas pelas instituições políticas.

Palavras-chave: Cidadania. Cultura política. Democracia. Imaginário político. Mafalda (Personagem). Mídia. Opinião pública. Quino. Representação política.

Downloads 2591  2591  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFRGS  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Dissertações
Fazer Download agora!As representações do diabo no imaginário dos fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
CÁCERES, Pedro Antonio Chagas

Este trabalho teve como objetivo investigar as representações do Diabo no imaginário dos fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD). Pretendeu-se examinar também as origens antropológicas, históricas e sociais das representações do Diabo e suas influências nas representações dos fiéis da IURD. Além de analisar os mecanismos desenvolvidos pelo fiel da IURD para a compreensão dos problemas do mundo e de si mesmo, exploramos também as estruturas históricas e doutrinárias desta igreja, bem como seus mecanismos teológicos, como a teologia da guerra santa e a teologia da prosperidade. As representações do Diabo ganham um significativo reforço no imaginário dos fiéis, através dos discursos da Igreja Universal dirigidos à pessoas geralmente fragilizadas. Para elas a única forma de salvação é através da associação com Deus mediante a instituição religiosa. O fiel da IURD representa o Diabo como o grande provocador de suas dores a aflições e só por meio de ações da fé e da tomada de decisão pessoal que ele pode ser derrotado.

Palavras-chave: Representação. Imaginário. Diabo. Fiel. Igreja Universal do Reino de Deus.

Downloads 4666  4666  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Domínio Público  Site http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=84240
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Dissertações
Fazer Download agora!As ressignificações de Exu dentro da Umbanda Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
ALVARENGA, Lenny Francis Campos De

O objetivo da presente dissertação foi investigar a figura de Exu e as ressignificações de sua imagem e função dentro da umbanda. Ao aprofundar no tema, mais do que apenas um caso isolado dentro da religião umbandista, o mesmo se transformou no exemplo de como estas ressignificações operam em um nível mais elevado: o das sistematizações da teologia e doutrina de umbanda expressas em suas principais correntes de pensamento. A partir de então estabeleceu-se um modelo comparativo da figura de Exu em suas origens na África e suas transformações em solo brasileiro, principalmente no que tange a umbanda. Suas principais ressignificações foram a nível icnográfico e de função, mas ambos responderam respectivamente ao sincretismo e a sistematização da teologia e da doutrina da umbanda.

Palavras-chave: Ressignificação. Exu. Umbanda. Sistematização.

Downloads 1737  1737  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Domínio Público  Site http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=84184
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Dissertações
Fazer Download agora!Aspectos da aquisição da vogal oral /a/ em língua espanhola por estudantes de língua portuguesa: a q Popular Versão: 
Atualização:  7/5/2012
Descrição:
PASCA, Maria Alejandra

No português brasileiro (PB) há basicamente dois tipos de nasalidade: a nasalidade dita fonológica é a marca de nasalidade obrigatória que recebe a vogal quando seguida por uma consoante nasal na mesma sílaba (como em ‘campo’); a nasalidade dita fonética é a marca de nasalidade que recebe a vogal de uma rima vazia seguida de uma consoante nasal no onset da sílaba seguinte (como em ‘cama’). Em língua espanhola (LEsp), considera-se que o traço [+ nasal] não tem relevância fonológica, apenas fonética. Entretanto, mesmo que ocorra alguma nasalização, esta é praticamente imperceptível para um falante nativo e também não é auditivamente relevante para os falantes não-nativos em geral. Devido à proximidade entre português e espanhol e considerando a grande quantidade de brasileiros estudantes de LEsp que nasalizam a vogal oral /a/ em LEsp quando seguida de consoante nasal, desejamos verificar se o estudante de graduação tem dificuldade em perceber esse segmento. Para isso, os sujeitos da pesquisa – estudantes do Curso de Graduação em Letras-Licenciatura da UFRGS de diferentes semestres e falantes nativos de LEsp (grupo de controle) – foram submetidos a dois testes de percepção – um constituído por um texto e outro por uma lista de palavras -, nos quais deveriam identificar se um som vocálico era nasal [ã] ou oral [a]. Com esses instrumentos e baseados nos estudos de Sampson (1999), Moraes (1997) e Beddor (1993) sobre nasalidade e percepção vocálica, desejamos verificar se os estudantes percebem categoricamente a distinção entre vogal nasal e não-nasal e também se os estudantes em níveis médio e avançado mostram uma percepção melhor do que a dos estudantes dos níveis básicos. Falantes nativos de LEsp foram submetidos aos testes para fins de controle da confiabilidade dos mesmos e para verificarmos até que ponto a nasalização indevida das vogais pode prejudicar a comunicação.

Palavras-chave: Fonética. Fonologia. Pronúncia. Gramática. Vogais. Língua espanhola (segunda língua). Pronúncia. Ensino.

Downloads 389  389  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFRGS  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


(1) 2 3 4 »