Educadores

Ínicio : Pedagogia : Teses : 

Produções de Profissionais da Seed: Teses (22)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Popularidade (Do menos para o mais procurado)

Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!A escrita na formação continuada de professoras alfabetizadoras: práticas de autoria Popular Versão: PDF
Atualização:  26/8/2013
Descrição:
ALMEIDA, Benedita

O estudo trata de pesquisa colaborativa realizada durante um ano por dois pesquisadores universitários e um grupo de doze professores de uma escola do campo de Educação Infantil e Ensino Fundamental do sudoeste do Paraná, com a promoção de reuniões semanais para análise, discussão e estudo da prática pedagógica. O projeto de educação continuada de professores tomou a escrita sobre a prática como um importante recurso formador para a melhoria da prática e para o desenvolvimento profissional docente. Tal potencialidade é analisada com base nos pressupostos sócio-históricos da linguagem e desenvolvimento humano, de Vigotski, na perspectiva dialógica e enunciativa, de Bakhtin, e na concepção de escrita como trabalho, de Riolfi. Alguns princípios se destacaram na orientação da pesquisa. (1) O caráter simbólico cultural da escrita, cujo aprendizado desempenha papel fundamental no desenvolvimento sociocultural do sujeito, por atuar na atividade mental mediada e exigir operações analíticas complexas e mais conscientizadas; a atitude de controle e deliberação que sua especificidade de dirigir-se a um interlocutor ausente ou imaginário implica e a maior abstração e intelectualização dos motivos que a determinam (VIGOTSKI). (2) Dos estudos de Bakhtin, os conceitos de diálogo, polifonia, alteridade, exotopia, gêneros do discurso, constituição semiótica da consciência, tributários da interação verbal, contribuíram para a compreensão da escrita no vínculo com a subjetividade e a produção de conhecimento. (3) De Garrido; Garrido, Pimenta e Moura; Giovanni; Mizukami, o conceito de reflexão como orientação para os processos formativos e para o desenvolvimento profissional de professores, a integração do conhecimento teórico aos saberes e práticas docentes, a relevância do contexto sócio-político e da produção de conhecimentos e aprendizagens sobre a docência. À luz desses fundamentos, e direcionando o foco às quatro alfabetizadoras da escola, analisa-se um conjunto de escritas desencadeadas no desenvolvimento de um projeto pedagógico coletivo pela escola: atas, diários, relatos da prática, textos de análise e avaliação da experiência. A análise evidenciou o papel formador da escrita, a agregação de um elevado nível de refinamento intelectual e elaboração reflexiva, pelo efeito de retroação e compreensão que produz e que movimenta as subjetividades. A textualização escrita da prática, pela mudança do gênero de discurso, esforço analítico, inclusão da alteridade e efeitos de deslocamento, inseriu as professoras num patamar de recriação da experiência e de desenvolvimento da própria esfera da prática educativa. Entre os principais resultados deste estudo, constataram-se contribuições dos estudos da linguagem e das atividades de escrita para a formação de professores: desenvolvimento da autoria e de atitudes e competências investigativas; reconhecimento de aspectos sociopolíticos que enleiam as práticas pedagógicas; valorização da aproximação pessoal entre os membros do grupo; fortalecimento da identidade profissional; valorização do conhecimento; desenvolvimento do compromisso ético-político com o ensino; mudanças conceituais sobre a escrita e a prática pedagógica e melhoria da prática. As contribuições conceituais de Bakhtin e Vigotski, principalmente pelo papel que concedem ao outro e à linguagem na produção da autoria, evidenciaram-se como uma valiosa sustentação teórica à pesquisa colaborativa e ao desenvolvimento profissional docente.

Palavras-chave: Escrita e Formação. Formação de professores. Alfabetização. Pesquisa colaborativa. Escola do Campo. Ensino fundamental. Desenvolvimento profissional docente.

Downloads 1400  1400  Tamanho do arquivo 5.79 MB  Plataforma Universidade de São Paulo - USP  Site http://www.prosaber.org.br/
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Vozes de mulheres : educação, universidade e trabalho nos anos 40 e 50 do Século XX Popular Versão: PDF
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
TESSELER, Fani Averbuh

Este trabalho investiga como se desenvolveu a trajetória profissional de mulheres que passaram pela universidade nas décadas de 40 e 50 do século XX, pela escuta de suas memórias sobre suas trajetórias educativas, profissionais e familiares. Objetiva escutar a história da relação entre as possibilidades de acesso ao ensino superior e profissionalização para mulheres, na década de 1950, em Porto Alegre, seu significado como instituidor de identidade, limites e abrangências tendo em vista trajetórias profissionais e de vida de algumas mulheres - o que inclui o casamento como marco fundamental porque definidor de possibilidades e trajetórias e o significado social atribuído ao diploma profissional, dado por elas mesmas e pela sociedade onde se inserem, ou seja, um determinado tempo, um certo lugar e pelas pessoas com quem viveram e conviveram. As mudanças em curso não modificaram as posições das mulheres nas relações de gênero, pois a subordinação em relação ao homem se manteve, mesmo portadoras de diploma de educação superior, o que possibilitaria o acesso de algumas mulheres ao trabalho e, consequentemente, à situações e formas próprias de alcançar dinheiro, o que poderia significar liberdade, independência e autonomia, elas optaram por manter a tradição quanto aos papéis e lugares de gênero na família. A permanência em posições e lugares de marginalidade nas relações de gênero, apesar das possibilidades econômicas construídas pelo título, mostra que este não assegurava, por si só, o cumprimento dessas mudanças.

Palavras-chave: Gênero. História da educação. História oral. Memória.

Downloads 1458  1458  Tamanho do arquivo 924.88 KB  Plataforma Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRG  Site http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/18381
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Obstáculos na aprenizagem matemática: identificação e busca de superação nos cursos de formação de  Popular Versão: PDF
Atualização:  26/8/2013
Descrição:
GOMES, Maristela Gonçalves

Este estudo buscou identificar os obstáculos epistemológicos e didáticos que permearam a aprendizagem matemática dos futuros professores das séries iniciais – estudantes do curso de Pedagogia – com intuito de provocar desequilíbrio, de desestabilizar algumas crenças fortemente arraigadas e que comprometem a prática docente. Partimos do princípio de que a tomada de consciência dos obstáculos poderia se caracterizar como um primeiro passo para sua superação. Para tanto, sete estudantes do curso de Pedagogia foram submetidas a um pré- teste, a uma intervenção (um curso de 30 horas), um pós-teste e um pós-teste postergado realizado seis meses após o primeiro pós-teste. Os resultados obtidos comprovaram nossa hipótese de que a tomada de consciência e a compreensão dos conceitos elementares da matemática pelos futuros professores, constituem elementos primordiais na superação dos obstáculos e, conseqüentemente, promovem a mudança de concepção da Matemática dos futuros professores, o que reflete na sua prática docente. Em decorrência disso, apontamos a necessidade de uma formação que contemple em sua grade, momentos de trocas, de revisão e reconstrução de conceitos matemáticos, momentos estes que permitiriam aos futuros professores maior domínio e menos fobia em relação a esta ciência, o que contribuiria para a redução do analfabetismo matemático tão presente em nossos dias.

Palavras-chave: Obstáculo epistemológico. Obstáculo didático. Formação de professores. Ensino e aprendizagem da matemática.

Downloads 1623  1623  Tamanho do arquivo 1.28 MB  Plataforma Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC  Site http://www.ppgect.ufsc.br/teses.htm
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Histórias de (re)provação escolar: vinte e cinco anos depois Popular Versão: PDF
Atualização:  11/5/2012
Descrição:
AMARAL, Daniele Kohmoto

Esta pesquisa busca contemplar um aspecto pouco explorado no campo educacional brasileiro ao abordar os sentidos, as repercussões e as marcas que experiências de consecutivas reprovações escolares no início da escolarização imprimem à trajetória escolar e à história de vida dos indivíduos. Para isso, partiu-se dos quatro estudos de caso apresentados por Maria Helena Souza Patto na obra A produção do fracasso escolar: histórias de submissão e rebeldia. Como se desdobraram as histórias escolares e de vida dessas pessoas? Como lidaram com a experiência de fracasso ao longo da escolarização? Que lugar a escola ocupou na vida dessas pessoas? Tendo essas questões como ponto de partida, a investigação envolveu pesquisa empírica e ampla revisão bibliográfica. Essa última contemplou análise do periódico Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos no período de 1991 a 2008 sobre o tema do fracasso escolar, além de outras obras de referência sobre o tema. O trabalho de campo foi realizado em um bairro na cidade de São Paulo constando de três etapas principais: 1) localização dos sujeitos; 2) realização de visitas domiciliares para realização de entrevistas (com e sem gravação) com roteiros semiestruturados e elaboração de registros ampliados sobre as visitas; 3) análise dos registros ampliados e das transcrições das entrevistas. Os procedimentos metodológicos exigiram o desenvolvimento de estratégias variadas para localização das quatro pessoas envolvidas, após mais de 25 anos do estudo inicial; desde contatos com antigos moradores, associações locais, diretoria de ensino e escola, até buscas em sítios na internet. As análises dos registros e das entrevistas tiveram como aporte teórico autores que trabalham com história oral e pesquisa (auto)biográfica e apontam para trajetórias escolares que tomaram direções bastante distintas. Percebemos que as vivências escolares não determinaram de modo linear os rumos da vida de nossos entrevistados. Suas trajetórias são frutos de uma complexa combinação que envolve relações e vivências com pessoas e instituições, inclusive escolares, que são interpretadas como (im)possibilidades de apoio ou incentivo. Situações por vezes imponderáveis, que resultam das relações com o mundo, com os outros e consigo mesmo. A vida é, portanto, perpassada por uma multiplicidade de pertencimentos e interferências; cada sujeito se constitui a partir dessa complexidade de relações com diversos grupos sociais e culturais. Desse modo, a escola mostrou-se, na visão dos próprios indivíduos, como uma das instituições que os compõem, dentre tantas outras.

Palavras-chave: Educação. Escolarização. Fracasso escolar. Histórias de vida.

Downloads 1767  1767  Tamanho do arquivo 1.15 MB  Plataforma Universidade de São Paulo - USP  Site http://www.teses.usp.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!A Educação do MST no Contexto Educacional Brasileiro Popular Versão: PDF
Atualização:  26/8/2013
Descrição:
D'AGOSTINI, Adriana

A presente tese tem como objeto de estudo a proposta educacional do MST. Objetivou analisar e debater a educação do MST dentro do contexto educacional brasileiro, indicando seu caráter e sua importância, principalmente na década de 1990, como uma afronta e contraposição as políticas educacionais neoliberais e atualmente diante da crise mundial do capital, demonstra a necessidade de construção de propostas educacionais de classe voltadas a emancipação humana e ao projeto histórico socialista. Neste sentido, após a pesquisa bibliográfica e documental confirmaram-se as hipóteses levantadas a partir do problema de pesquisa que foi delimitado da seguinte forma: como se situa a educação do MST no contexto educacional brasileiro? Quais suas contradições, dificuldades e possibilidades de tornar-se uma educação de classe para a emancipação humana no sentido de indicar elementos de superação da sociedade de classes? A partir dos dados da realidade, das ideias pedagógicas no Brasil, da análise da proposta de educação do MST e do levantamento das contradições apresentadas pela produção acadêmica foi possível localizar e analisar a educação do MST no contexto educacional brasileiro e afirmar que da década de 1990 em diante ela tem sido o movimento de educação de classe que mais oferece resistência as políticas educacionais neoliberais. Isso se dá a partir de seus princípios, suas práticas pedagógicas e da pressão política. Porém uma educação para além do capital dentro de uma sociedade capitalista sempre será desenvolvida por e com contradições, entre elas destacamos a relação entre Movimento e Estado e a relação teoria/prática. Apontamos a possibilidade de superação destas contradições através da adoção e aprofundamento teórico no materialismo histórico dialético e contribuímos com argumentos sobre necessidade e a atualidade desta teoria do conhecimento para a educação do MST.

Palavras - chave: Educação brasileira. Educação do campo. Educação do MST.

Downloads 1943  1943  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Federal da Bahia - UFBA  Site http://www2.faced.ufba.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Filosofia, ética e educação na perspectiva de Ernst Cassirer Popular Versão: 
Atualização:  24/8/2009
Descrição:
FERNANDES, Vladimir

Esta tese visa contribuir para a reflexão educacional e ética a partir da filosofia de Ernst Cassirer. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica qualitativa com enfoque na produção teórica do referido filósofo. Embora Cassirer, em sua produção intelectual, não tenha escrito diretamente sobre pedagogia ou educação, nem explorado sistematicamente a questão ética, os problemas com os quais se preocupou no decorrer de sua produção filosófica fornecem subsídios importantes para uma reflexão nesse sentido.

Palavras-chave: Cassirer. Educação. Ética. Filosofia. Formas simbólicas.

Downloads 2009  2009  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma USP  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Ação docente, formação continuada e inclusão escolar Popular Versão: PDF
Atualização:  11/5/2012
Descrição:
ANDRADE, Simone Girardi

A tese investiga a temática ação docente, formação continuada e inclusão escolar, buscando compreender as relações entre a formação continuada e o projeto político-pedagógico em um sistema de ensino, além de focalizar e analisar as singularidades necessárias a propostas de formação que se associem à educação inclusiva.

Palavras-chave: Educação especial. Prática pedagógica. Educação. Projeto Político-Pedagógico. Professor. Formação Continuada. Inclusão Escolar. Rede Municipal de Ensino: Porto Alegre.

Downloads 2171  2171  Tamanho do arquivo 606.05 KB  Plataforma UFRS  Site http://hdl.handle.net/10183/6518
Avaliação: 8.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora! O desafio da construção da educação integral: formação continuada de professores alfabetizadores d Popular Versão: PDF
Atualização:  26/8/2013
Descrição:
BRANCO, Veronica

Este estudo relata a pesquisa-ação realizada por pesquisadoras da Universidade Federal do Paraná com profissionais da educação da rede pública de ensino municipal de Porecatu, cidade situada na região norte do Estado do Paraná. O trabalho considerou como prioritária a Formação Continuada dos Professores tendo como embasamento teórico os conteúdos de Didática, Psicologia da Educação e Língua Portuguesa: Alfabetização e Letramento. A formação teve como objetivo principal orientar no planejamento e no desenvolvimento do ensino nas escolas de Educação Integral em Tempo Integral daquele município e foi executada nos anos de 2005 a 2007. Os resultados revelam as possibilidades, as dificuldades e as superações dos docentes das séries iniciais do Ensino Fundamental para aprenderem os conteúdos focados. Este trabalho apresenta também um conjunto de materiais de ensino e aprendizagem, de estratégias didáticas e de metodologias desenvolvidas com os participantes no decorrer do processo de formação continuada, além de testar materiais previamente concebidos pelas pesquisadoras dentro da instituição UFPR. Acredita-se que esses materiais podem servir como subsídio para a formação continuada de um número maior de professores, instrumentalizando-os para a implementação da Educação Integral em Tempo Integral.

Palavras-chave: Formação continuada na educação integral. Alfabetização e letramento. Cognição e aprendizagem.

Downloads 2207  2207  Tamanho do arquivo 8.20 MB  Plataforma Universidade Federal do Paraná - UFPR  Site http://dspace.c3sl.ufpr.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!As legislações e políticas para a educação infantil no Brasil e no Paraná e seus atores (1990-2016): Popular Versão: 
Atualização:  7/3/2019
Descrição:
LOPES, Lindicéia Batista de França

Esta tese analisa a participação do empresariado na trajetória de elaboração das legislações e políticas para a educação infantil no Brasil e no Paraná entre 1990 a 2016. Empreende um estudo da Deliberação nº 02/2014 CEE/PR, a normatização vigente para a educação das crianças de 0 a 5 anos paranaenses com foco em analisar seu conteúdo e processo de elaboração.

Palavras-chave: Educação infantil. Empresariado. Políticas educacionais.

Downloads 2697  2697  Tamanho do arquivo 2.95 KB  Plataforma UEM  Site http://
Avaliação: 1.00 (12 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora! O Discurso sobre as Novas Tecnologias e a Subjetivação Docente: A Docência na Rede Popular Versão: PDF
Atualização:  11/5/2012
Descrição:
KLEIN, Rejane

Os discursos que circularam na revista Nova Escola descritos nesta tese foram percebidos como material integrante de uma rede discursiva mais ampla. Procurou-se mostrar como se ensina modos de ser docente e de se exercer a docência nos artigos, nas propagandas e nas notícias veiculadas pela revista, tomando como recorte o tema sobre as novas tecnologias. Alguns enunciados propagados pela publicação podem ser observados também em outros materiais, tais como: nos textos que tratam da criação do Ministério da Ciência e Tecnologia, dos projetos de educação via rádio, televisão e correspondências e ainda dos programas de informatização das escolas públicas. Nos textos da revista, associam-se saberes pedagógicos e da comunicação, produzindo-se efeitos de verdade, através dos quais os/as docentes são nomeados, classificados e posicionados. Os efeitos de verdade são criados através da recorrência a outros campos do saber e, também, por meio de alguns procedimentos observados na confecção da publicação, dentre eles: a recorrência à lógica binária, representando-se um certo modo de ser docente como modelo ideal e um outro como ultrapassado. Dentre os procedimentos, utiliza-se o passo-a-passo, ativando o dispositivo da gradualidade e os relatos de experiência apresentados como exemplos de práticas bem sucedidas. A análise do discurso aqui utilizada ancorou-se na perspectiva foucaultiana, valendo-se dos estudos arqueológicos e genealógicos. Nos discursos da revista são construídos dois modos de ser docente e de exercer a docência: o/a docente da era tecnológica e o da era pré-digital. O primeiro é mostrado como um sujeito pertencente à cultura digital ou em processo de aprendizagem desta. Este é representado como um sujeito autônomo, cooperativo, democrático, esforçado e criativo. É nomeado como professor/a pontocom, plugado/a, conectado/a. Exerce a docência interagindo com seus/suas alunos/as, é aberto a críticas, troca experiências com outros/as professores/as através da internet, atualiza-se constantemente. O segundo é mostrado como autoritário, despreparado, dependente e antiquado. Na sala de aula, torna os alunos/as passivos, o conhecimento está centrado nele/a, não aceita críticas. De modo geral, é classificado como tradicional e as deficiências da escola são atribuídas aos professores/as adeptos desta prática. Os/as docentes que se negam ou rejeitam a informatização das escolas não aparecem no discurso descrito.

Palavras-chave: Discurso. Tecnologias. Subjetivação. Mídia impressa.

Downloads 3071  3071  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Federal do Paraná - UFPR  Site http://www.ppgeufpr.pr.gov.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 (3) 4 5 »