Educadores

Ínicio : Pedagogia : Teses : 

Produções de Profissionais da Seed: Teses (22)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Data (novos listados primeiro)

Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Obstáculos na aprenizagem matemática: identificação e busca de superação nos cursos de formação de  Popular Versão: PDF
Atualização:  26/8/2013
Descrição:
GOMES, Maristela Gonçalves

Este estudo buscou identificar os obstáculos epistemológicos e didáticos que permearam a aprendizagem matemática dos futuros professores das séries iniciais – estudantes do curso de Pedagogia – com intuito de provocar desequilíbrio, de desestabilizar algumas crenças fortemente arraigadas e que comprometem a prática docente. Partimos do princípio de que a tomada de consciência dos obstáculos poderia se caracterizar como um primeiro passo para sua superação. Para tanto, sete estudantes do curso de Pedagogia foram submetidas a um pré- teste, a uma intervenção (um curso de 30 horas), um pós-teste e um pós-teste postergado realizado seis meses após o primeiro pós-teste. Os resultados obtidos comprovaram nossa hipótese de que a tomada de consciência e a compreensão dos conceitos elementares da matemática pelos futuros professores, constituem elementos primordiais na superação dos obstáculos e, conseqüentemente, promovem a mudança de concepção da Matemática dos futuros professores, o que reflete na sua prática docente. Em decorrência disso, apontamos a necessidade de uma formação que contemple em sua grade, momentos de trocas, de revisão e reconstrução de conceitos matemáticos, momentos estes que permitiriam aos futuros professores maior domínio e menos fobia em relação a esta ciência, o que contribuiria para a redução do analfabetismo matemático tão presente em nossos dias.

Palavras-chave: Obstáculo epistemológico. Obstáculo didático. Formação de professores. Ensino e aprendizagem da matemática.

Downloads 1353  1353  Tamanho do arquivo 1.28 MB  Plataforma Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC  Site http://www.ppgect.ufsc.br/teses.htm
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!O olhar de trabalhadoras de creches sobre o cuidado da criança Popular Versão: PDF
Atualização:  26/8/2013
Descrição:
VERÍSSIMO, Maria De La Ó Ramallo

Este estudo teve como objetivo apreender e analisar as representações de profissionais que atuam em creche, acerca do cuidado da criança. O referencial teórico adotado foi a Teoria das Representações Sociais de Moscovici. Os dados foram coletados junto a 7 coordenadoras e 9 educadoras, de três creches vinculadas a uma universidade pública, no Município de São Paulo. Com as coordenadoras, a coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas individuais semiestruturadas. Com as educadoras, foi realizada uma oficina pedagógica, estruturada em 4 encontros. Os tópicos estabelecidos para cada encontro visaram compreender o que os sujeitos do estudo pensam, sentem e fazem, em relação ao cuidado da criança. Os encontros e as entrevistas foram gravados, transcritos na íntegra e os dados submetidos à análise de conteúdo, segundo a técnica de análise temática. Foram obtidos os seguintes temas: A creche, O trabalho na creche, O cuidado da criança na creche e A creche e a família. Com base na análise, identificou-se que, para as coordenadoras, o cuidado é definido como as ações realizadas para atender às necessidades físicas e emocionais da criança, além de estabelecimento de vínculo afetivo. Cuidado e educação têm igual valor e se integram porque as crianças aprendem algo durante as ações de cuidado. Para as educadoras, cuidar é prover o bem-estar da criança (alimentar, higienizar, permitir o descanso, manter a segurança física). Consideram o cuidado como uma etapa preliminar das atividades pedagógicas, que permite à criança sentir-se disposta a aprender. Para ambos os grupos, o cuidado profissional é diferente do cuidado oferecido em casa porque se fundamenta em princípios científicos e rotinas institucionais. Conclui-se que as trabalhadoras, apesar de cuidarem extensivamente das crianças, não reconhecem essas ações como cuidado, o que se deve à falta de reflexão sobre um referencial teórico-conceitual para fundamentar o cuidado na creche.

Palavras-chave: Creches. Cuidado da criança. Educação infantil. Bem-estar da criança.

Downloads 560  560  Tamanho do arquivo 1.68 MB  Plataforma  Universidade de São Paulo - USP  Site http://www.prosaber.org.br/
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!O jogo de faz-de-conta como experiência social orientada para o futuro Popular Versão: 
Atualização:  26/8/2013
Descrição:
MUDADO, Tereza Harmendani

Nesta tese, procuramos explorar o significado psicológico da atividade de jogar videojogos ou videogames entre adolescentes de 11 a 16 anos. Entendemos que o videojogo, ou videogame, se diferencia das outras formas de jogo conhecidas, a brincadeira de faz-de-conta e o jogo com regras, porque, enquanto na brincadeira a imaginação está em primeiro plano na consciência e as regras em segundo, no jogo com regras são as regras que estão em primeiro plano. No videojogo, inaugura-se um novo modo de relação com as regras do jogo. O videojogo não tem regras, ele é um conjunto de regras que podem e frequentemente são quebradas, se não pelos jogadores, pelos próprios projetistas dos jogos, em prol da imaginação. Para diferenciá-la das formas anteriores, propomos classificar essa nova forma de atividade como jogo de faz-de-conta: uma síntese e uma evolução do jogo com regras, que transforma principalmente o papel da imaginação na determinação da vontade. O jogo de faz-de-conta possibilita o retorno da imaginação para o primeiro plano da atividade, e isso redesenha os mecanismos de formação da vontade e preparação para o futuro. Associadas ao jogo de faz-de-conta, as inovações na área de comunicação de massa, produção e reprodução de imagens técnicas apontam para uma nova forma de conhecer e se relacionar com o mundo. O jogo de faz-de-conta tem um papel importante na educação dos valores sociais e formação da vontade – alguns fundamentos da atividade nesta direção foram destacados no trabalho. Para elaborar esta tese, foram consideradas as diversas abordagens sobre o tema, a fim de mostrar o caráter social desta atividade. Buscou-se na psicologia soviética o significado psicológico do jogo para L. S. Vigotski e as contribuições da psicologia da atividade para apresentar as categorias ação, imaginação, motivação e vontade, além das relações que estabelecem entre si na brincadeira e no jogo. Ainda com a ajuda da psicologia do leste europeu, procuramos mostrar como, entre as categorias vontade e imaginação, incide uma relação dialética. Enquanto a ação da imaginação é ilimitada, e por meio de sua ação a pessoa se libera das condiçõesimediatas, a ação da vontade está submetida às condições dadas pelo intelecto, principalmente pela aquisição da fala e pelas condições orgânicas e ambientais. Não é possível o exame dessas duas funções psicológicas – imaginação e vontade – fora do conceito de personalidade, visto que elas exercem funções complementares no conjunto das atividades da pessoa. Finalmente, por meio das conversas com alguns adolescentes e pela comparação com outros dados coletados por outros autores, concluímos esta tese iluminando algumas questões que nos pareceram importantes para a compreensão do princípio psicológico que fundamenta essa atividade no que diz respeito ao desenvolvimento da vontade e da imaginação.

Palavras-chave: Brincadeira de faz-de-conta. Imaginação. Vontade. Videojogo. Videogame. Adolescência. Educação.

Downloads 4152  4152  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Música na educação de jovens e adultos : um estudo sobre práticas musicais entre gerações Popular Versão: PDF
Atualização:  26/8/2013
Descrição:
RIBAS, Maria Guiomar de Carvalho

Este trabalho tem por objetivo central compreender como se articulam práticas musicais de estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Aborda questões de repertório, divergências e convergências de interesses, entre universos musicais de estudantes de distintas gerações no contexto educacional da EJA. Investiga sobre práticas daqueles/as que não se encontram em idade considerada “ideal” para iniciar ou aprofundar sua formação escolar nessa área, embora a apropriação e a transmissão da música ocupem um lugar importante em suas cotidianidades.

Palavras-chave: Educação de jovens e adultos. Música. Ensino. Educação musical.

Downloads 805  805  Tamanho do arquivo 395.77 KB  Plataforma Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS  Site http://www.lume.ufrgs.br
Avaliação: 8.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Manuais de História da Educação da Coleção Atualidades Pedagógicas (1933-1977): Verba volant, script Popular Versão: 
Atualização:  26/8/2013
Descrição:
ROBALLO, Roberlayne de Oliveira Borges

O presente trabalho apresenta a análise dos manuais de História da Educação que serviram de suporte para os cursos de formação de professores, a partir de 1930, no Brasil. As obras em questão são: “Noções de História da Educação” (1933), de Afrânio Peixoto; “História da Educação” (1939), de Paul Monroe; “Noções de História da Educação” (1945), de Theobaldo Miranda Santos; “História da Educação e da Pedagogia” (1955), de Lorenzo Luzuriaga e “História da Pedagogia” (1957), de René Hubert. Os manuais escolhidos para compor esta pesquisa foram editados, no Brasil, pela Companhia Editora Nacional, e pertencem à “Coleção Atualidades Pedagógicas”, no âmbito do projeto editorial intitulado “Biblioteca Pedagógica Brasileira”, dirigido por Fernando de Azevedode 1931 a 1945, e por Damasco Penna, de 1946 a 1978.

Palavras-chave: Manuais de História da Educação. Formação Docente. Concepções de História da Educação.

Downloads 442  442  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Informática na educação : a visão das professoras Popular Versão: PDF
Atualização:  26/8/2013
Descrição:
CASAS, Trazíbulo Henrique Pardo

O estudo consiste em uma abordagem das significações da informática na prática profissional do professor, por meio de procedimentos metodológicos de pesquisa qualitativa do tipo estudo de caso etnográfico. Após a contextualização da pesquisa e a apresentação dos dois campos de conhecimento que compõem o pano de fundo de nosso trabalho, Educação Matemática e Informática na Educação, procura-se estabelecer uma relação entre os discursos das docentes com textos teóricos que abordam a formação de professores, sociedade informatizada e etnografia, sendo também levantadas algumas perspectivas da investigação.

Palavras-chave: Computador na educação. Professor. Ensino fundamental. Informática. Educação.

Downloads 826  826  Tamanho do arquivo 1.08 MB  Plataforma Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS  Site http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Formação de professores de alunos com necessidades educacionais especiais no ensino regular Popular Versão: PDF
Atualização:  26/8/2013
Descrição:
MENEZES, Maria Aparecida de

Este trabalho tem como objetivo analisar a formação de professores de alunos com Necessidades Educacionais Especiais (NEE) no ensino regular; considerando que a maioria dos professores pauta o trabalho pedagógico em sua formação inicial; e acrescem-na de conhecimentos e estratégias julgadas necessárias no decorrer de suas jornadas. Os principais autores que subsidiam o trabalho são Freire; Garcia; Imbernón; Mantoan; Mizukami; Nóvoa; Sacristán e Tardif. Também foram utilizadas a legislação e a terminologia pertinentes ao contexto educacional para embasar o diálogo dos fundamentos teóricos e a ótica das educadoras de uma escola pública sobre formação. Como opção metodológica de pesquisa; a escolha recaiu na abordagem qualitativa; cujos procedimentos utilizados foram a pesquisa bibliográfica; apoiada na análise de alguns documentos nacionais e internacionais; entrevistas individuais semiestruturadas e análise de conteúdo. A pesquisa de campo foi realizada com educadoras de uma unidade escolar de ensino fundamental de um município de São Paulo; com alunos com NEE incluídos; cujos dados obtidos foram então cotejados com o embasamento teórico. Os resultados da pesquisa apontam que a formação inicial atual dos professores pouco ou em quase nada contempla a educação dos alunos com necessidades educacionais especiais; ficando a cargo dos processos pessoais de autoformação e formação contínua municiar as demandas. As educadoras explicitaram a necessidade de obter conhecimentos básicos sobre deficiências como fundamental; por temores a algum complicador de ordem física; mas; principalmente; para subsidiá-las nas práticas pedagógicas. Formação como um processo permanente; individual e coletivo; pode prover o professor dos conhecimentos para a inclusão desses educandos; mas isso implica em atitudes e compromisso com a promoção de um ambiente no qual a diversidade seja o foco central da aprendizagem. Além disso; são necessários investimentos das redes públicas; cujos discursos são inclusivos; mas têm dificuldades em assumir rupturas nos formatos e na organização para o provimento da formação adequada aos professores para a educação dos alunos com necessidades educacionais especiais.

Palavras-chave: Formação de educadores. Inclusão escolar. Educação. Educação inclusiva.

Downloads 11451  11451  Tamanho do arquivo 2.85 MB  Plataforma Pontifícia Universidade Católica - PUC-SP  Site http://www.ced.pucsp.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Escola Pública e a Formação da Cidadania: Possibilidades e Limites Popular Versão: PDF
Atualização:  26/8/2013
Descrição:
SILVA, Aida Maria Monteiro

É possível a escola pública contribuir para a formação da cidadania democrática? Quais as possibilidades e limites? Essas questões nortearam este estudo partindo da constatação de que a maioria da população brasileira não tem os direitos básicos assegurados que possam garantir uma vida digna, entre estes: educação, saúde, moradia, trabalho, lazer. O Estado brasileiro avançou em termos político-jurídicos dos ideais proclamados da democracia, a exemplo da Constituição Federal e dos principais acordos e pactos internacionais de garantia e proteção aos direitos humanos de que é signatário. Mas o modelo de gestão governamental fundamentado no neoliberalismo dificulta o fortalecimento da democracia e da cidadania, sendo esta entendida enquanto garantia dos direitos civis, políticos e sociais.É nesse quadro de fragilidade do regime democrático e da cidadania, e por acreditarmos na educação enquanto instrumento de formação da cidadania e na escola como instituição social que trabalha com a socialização do conhecimento, formação de hábitos, valores e atitudes, que procuramos verificar qual a contribuição da escola para a formação da cidadania democrática. Nessa direção, tomamos como referência a política educacional da Secretaria de Educação de Pernambuco 1996-1999, Projeto Escola Legal, devido à ênfase dada aos direitos do aluno, ao ensino cidadão, à gestão democrática e ao professor profissional.A Secretaria, buscando efetivar o Plano Estadual de Educação, elaborou o Projeto Escola Legal com o objetivo de conscientizar os atores da escola sobre os direitos do aluno nesse âmbito.É, portanto, nesse contexto que procuramos investigar como a escola pública pode contribuir para a formação da cidadania democrática, tomando como objeto de análise o trabalho desenvolvido em 04 escolas localizadas no Recife e no Grande Recife, no período de 1997/1999. Os resultados da investigação apontam alguns requerimentos Necessários ao desenvolvimento de um projeto pedagógico nessa direção: apoio institucional e definição de política governamental; vivências de gestão democrática; projeto pedagógico orientado para a formação da cidadania, enquanto proposta global de escola; domínio dos conteúdos específicos dos direitos humanos e da cidadania por todos os atores da escola, de forma a poder integrá-los aos conteúdos curriculares; prática pedagógica que respeite o aluno como sujeito produtor do conhecimento e a escola como espaço sistemático de exercício da cidadania. Esses achados vêm confirmar a tese de que esses requerimentos Contribuem para a construção de um projeto pedagógico nessa perspectiva, mas o educador é o elemento fundamental, a partir da sua decisão e da adesão ao projeto, o que requer uma formação profissional fundamentada nos conteúdos da cidadania democrática.

Downloads 1108  1108  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade de São Paulo - USP  Site http://www.dhnet.org.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Desistência e Resistência no Trabalho Docente: Um Estudo das Professoras e Professores do Ensino Fun Popular Versão: PDF
Atualização:  26/8/2013
Descrição:
CALDAS, Andréa do Rocio

Este estudo tem como objetivo analisar os processos de desistência e resistência no trabalho docente, dos professores(as) do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Educação de Curitiba. O pressuposto que rege as análises é que tais processos advêm da relação contraditória que o trabalho na sociedade capitalista contemporânea pressupõe, entre as determinações da alienação e as possibilidades de libertação. Parte-se da análise da dupla dimensão do trabalho, como reprodução em si e como atividade social genérica, a fim de identificar como este processo de tensão afeta a realização concreta do trabalho educativo. Considera-se que a atividade escolar relaciona-se com esta dupla determinação, tanto do ponto de vista dos conteúdos de seu trabalho, que têm sua gênese e finalidades demarcadas pelo mundo do trabalho, quanto pela forma de realização do trabalho escolar, como espaço de reprodução da existência individual e social. Desta forma, o presente trabalho busca analisar os componentes estruturais que no atual momento acentuam o sofrimento e a precarização do trabalho docente, e identificar as possibilidades de ruptura com tal quadro, que ensejem potencialidades emancipatórias. Defende-se que o estudo destas manifestações, a desistência e a resistência, deve considerar a necessária relação dialética entre estrutura social e ação humana, tomadas historicamente e, portanto, em permanente movimento de construção e reconstrução. A investigação toma como referência o relato de professores(as) municipais, indicados pelo Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Educação de Curitiba (SISMMAC) e pelos pares mais próximos da escola, que vivem situações de comprometimento e desmotivação com o trabalho escolar. A partir destas análises, o estudo em questão pretende contribuir para o desvelamento dos entraves que obstaculizam a relação consciente com o trabalho e com sua finalidade humanizadora, e, ao mesmo tempo, destacar os processos representativos de resistência que estão em curso nas práticas escolares.

Palavras-chave: Trabalho docente. Alienação. Sofrimento no trabalho. Desistência. Resistência.

Downloads 624  624  Tamanho do arquivo 566.56 KB  Plataforma Universidade Federal do Paraná - UFPR  Site http://www.ppgeufpr.pr.gov.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Casa Familiar do Mar em Santa Catarina: Complexidades de uma prática educativa Popular Versão: PDF
Atualização:  26/8/2013
Descrição:
CORRÊA, Cirlei Marieta de Sena

Apresento nas páginas seguintes um estudo que se traduz na produção de um conhecimento sobre uma escola diferente, denominada Casa Familiar do Mar Luiz Carlos Perin (CFM). Para escrever sobre esta escola realizei estudos sobre referenciais teóricos que justificam a existência de uma escola chamada Casa. A mudança de paradigma inicia-se na denominação do espaço formal da educação e segue em todos os elementos que o constituem, desde o pressuposto filosófico inserido no pensamento complexo até o processo de formação por meio da pedagogia da alternância. Tem ressonância, na escolha do local de investigação, a saber, uma cidade localizada no litoral que, no contexto da atual demarcação do imenso território brasileiro insere-se na chamada Amazônia Azul. Sobre os sujeitos que conduzem a justificativa do objeto investigado, a mudança paradigmática é observada nos seguintes questionamentos: Por que a profissão de pescador artesanal não pode exercida por pessoas que estudam? Por que não pensarmos em pessoas que estudam e exercem a profissão de pescador artesanal? E ainda sobre os sujeitos que estudam na CFM, verifiquei que durante o seu processo de formação, constroem os seus projetos de vida. No primeiro momento, são projetos planejados e escritos para a conclusão do ensino fundamental, posteriormente para alguns jovens egressos, constituem-se como projetos executados. Considero a CFM uma das alternativas para os jovens que necessitam concluir o ensino fundamental, contribuindo com o desenvolvimento local por meio de atividades inseridas no contexto de comunidades litorâneas e representando um processo inovador de formação escolar dos jovens. A estratégia para coletar informações neste estudo de caso constituiu-se fundamentalmente de observações. Algumas vezes estas se caracterizaram como participante, pois algumas interferências foram realizadas para obtenção de dados informativos.

Palavras-chave: Pensamento complexo. Casa familiar do mar. Pedagogia da alternância.

Downloads 676  676  Tamanho do arquivo 1.12 MB  Plataforma Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC  Site http://www.ppgect.ufsc.br/teses
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 (2) 3 4 5 »