Educadores

Ínicio : Educação Fisica : Teses : 

Produções de Profissionais da Seed: Teses (5)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Título (A a Z)

Categoria: Educação Fisica Teses
Fazer Download agora!Uso das tecnologias da informação e comunicação na formação de professores de Educação Física e desp Popular Versão: 
Atualização:  17/5/2012
Descrição:
NASCIMENTO, Ronaldo José

Este estudo buscou verificar as condições de processo, de contexto, e de programa que conferem maior eficácia ao ensino a distância e ao ensino convencional, utilizando-se os meios tecnológicos de ensino a distancia, no contexto de formação inicial de professores de Educação Física.

Palavras-chave: Educação Física. Ensino a Distância. Tecnologias da Informação e Comunicação.

Downloads 2349  2349  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Faculdade de Motricidade Humana  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Educação Fisica Teses
Fazer Download agora!Validação de testes de flexibilidade da coluna lombar Popular Versão: PDF
Atualização:  16/5/2012
Descrição:
ACHOUR JR., Abdallah

Esta pesquisa teve como principal objetivo, validar o teste de flexibilidade da coluna lombar (Testprop), utilizando-se da radiografia como teste critério e o teste flexibilidade da coluna lombar de Adrichem e Korst (1973) para o sexo feminino e masculino. Participaram 19 mulheres (média de idade = 23,2 anos e desvio padrão = 1,3) e 18 homens (média de idade = 22,3 anos e desvio padrão = 1,4), universitários, saudáveis e ativos do Curso de Educação Física e Ciências do Esporte da Universidade Estadual de Londrina - PR. Inicialmente, verificou-se a fidedignidade e objetividade dos testes de flexibilidade da coluna lombar (Testprop e Testeips). O coeficiente de correlação intraclasse mostrou que o teste de flexibilidade Testprop apresenta fidedignidade elevada para o sexo feminino (R = 0,86) e elevada para o sexo masculino (R = 0,85), e demonstrou haver objetividade moderada (R = 0,73) para o sexo feminino e elevada (R = 0,96) para o sexo masculino. Quanto ao teste de flexibilidade Testei ps, a fidedignidade foi elevada (R = 0,85) e (R = 0,86) para o sexo feminino e masculino, respectivamente. A objetividade do teste de flexibilidade Testei ps foi moderada (R = 0,62) para o sexo feminino e elevada para o sexo masculino (R = 0,91). Em relação à validade, o coeficiente de correlação de Pearson mostrou correlação baixa para o teste de flexibilidade Testprop (r = 0,11) para o sexo feminino e correlação moderada (r = 0,52) para o sexo masculino. No que diz respeito ao teste de flexibilidade Testeips, o coeficiente de correlação de Pearson foi baixo para o sexo feminino (r = 0,24) e moderado para o sexo masculino (r = 0,50). Concluiu-se que os testes de flexibilidade da coluna lombar Testprop e Testeips foram fidedignos e objetivos, mas não foram considerados válidos.

Palavras-chave: Flexibilidade. Teste. Coluna lombar. Validade.

Downloads 8349  8349  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Educação Fisica Teses
Fazer Download agora!Vôlei de praia: configurações sociais de um esporte-espetáculo de alto rendimento no Brasil Popular Versão: pdf
Atualização:  16/5/2012
Descrição:
COSTA, Marília Maciel

O objetivo do estudo foi resgatar e discutir a estruturação do vôlei de praia como produção de esporte de alto rendimento no Brasil. Após situá-lo no momento da modernidade, começou-se por levantar dados do esporte ainda quando amador; em seguida, procurou-se resgatar os fatos que foram marcantes para que o esporte passasse de amador a profissional, até chegar à realidade atual. Foram feitas análises documentais, visitas a diferentes sites, entrevistas e recortes de noticiários para proceder a uma investigação que permitisse visualizar se de fato o vôlei de praia representa a “cultura profissional” dentro dos novos paradigmas do esporte moderno e que processo o levou, ou não, à inserção nesse modelo. As atenções foram concentradas no período de 1986 a 2004, por ter sido o ano de 1986 aquele em que a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) passou a gerenciar o esporte no âmbito nacional e exercer o monopólio. Assim, sob sua gerência, ressaltou-se, em primeiro lugar, o processo de consolidação gerencial da CBV, por meio da criação de um departamento de vôlei de praia e de um manual normativo da prática da modalidade no País. A partir daí, foi importante verificar como a atuação da CBV foi incisiva na formação e na organização do Circuito Mundial, a maior competição internacional da modalidade. A criação do Circuito Nacional, em 1991, efetivado graças ao contrato de patrocínio firmado entre a Confederação e o Banco do Brasil, foi uma análise fundamental para se perceber como ocorreu a espetacularização e a mercantilização da modalidade. Outro fato que auxiliou no conhecimento do processo foi a possibilidade de verificar o empenho do Brasil para tornar o vôlei de praia um esporte olímpico, o que ocorreu em 1993, potencializando o poder de decisão do país diante das principais decisões mundiais da modalidade. Procurou-se verificar, durante o levantamento dos dados coletados, a forma e os valores que predominavam no ambiente social em que se desenvolvia essa modalidade. Para isso, foram focadas as relações que se processavam no decorrer de sua estruturação e procurou-se checar o grau de influência que elas sofreram diante das mudanças estruturais capitalistas e de novas situações conjunturais. Concluiu-se que o vôlei de praia brasileiro, na verdade, mesmo apresentando problemas inerentes à própria condição de esporte de alto rendimento, e mesmo diante das muitas adversidades que enfrenta no cenário social nacional, tem ocorrido com base nos valores ditados pelo “profissionalismo”, suplantando os valores de uma cultura “amadorística” e tradicional, predominante no universo esportivo nacional.

Palavras-chave: Vôlei de praia. Esporte Olímpico. Circuito Nacional de Vôlei de praia.

Downloads 1860  1860  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade de Brasília  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Educação Fisica Teses
Fazer Download agora!Vôlei de praia: configurações sociais de um esporte-espetáculo de alto rendimento no Brasil Popular Versão: pdf
Atualização:  8/5/2012
Descrição:
COSTA, Marília Maciel

O objetivo do estudo foi resgatar e discutir a estruturação do vôlei de praia como produção de esporte de alto rendimento no Brasil. Após situá-lo no momento da modernidade, começou-se por levantar dados do esporte, ainda quando amador; em seguida, procurou-se resgatar os fatos que foram marcantes para que o esporte passasse de amador a profissional, até chegar à realidade atual. Foram feitas análises documentais, visitas a diferentes sites, entrevistas e recortes de noticiários para proceder a uma investigação que permitisse visualizar se de fato o vôlei de praia representa "cultura profissionalização" dentro dos novos paradigmas do esporte moderno e que processo o levou, ou não, à inserção nesse modelo. As atenções foram concentradas no período de 1986 a 2004, por ter sido o ano de 1986 aquele em que a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) passou a gerenciar o esporte no âmbito nacional e exercer o monopólio. Assim, sob sua gerência, ressaltou-se, em primeiro lugar, o processo de consolidação gerencial da CBV, por meio da criação de um departamento de vôlei de praia e de um manual normativo da prática da modalidade no País.

Palavras-chave: Vôlei de praia brasileiro. Confederação Brasileira de Voleibol (CBV). Esporte olímpico.

Downloads 1266  1266  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade de Brasília  Site http://bdtd.ibict.br/busca/resultSimples.jsp
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 5 (6)