Educadores

Ínicio : Ciências : Teses : 

Produções de Profissionais da Seed: Teses (3)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Data (antigos listados primeiro)

Categoria: Ciências Teses
Fazer Download agora!O Trabalho como Princípio Educativo do Ensino Popular Versão: pdf
Atualização:  16/3/2012
Descrição:
ZANELLA, Jose Luiz

Este estudo tem como objetivo analisar as determinações do trabalho e do mundo do trabalho no ensino escolar público. Mostra, a partir da filosofia da práxis, que a defesa da centralidade do trabalho está relacionada a defesa do ensino e da ciência ao mesmo tempo. Para tanto, a análise busca explicitar os pressupostos teórico-metodológicos da filosofia da práxis, mostrando que a defesa do ensino do concreto como sendo o ensino do conceito, este entendido como sendo o conceito cientifico e filosófico, pressupõe, para o professor, clareza ontológica, antropológica, epistemológica e de práxis.
A defesa do ensino a partir da defesa do trabalho, neste estudo, expressa uma primeira aproximação de crítica as tendências de ensino denominadas de “ensino reflexivo”, “professor pesquisador” e “construtivistas”. Mostra que estas tendências de ensino negam a centralidade do trabalho, ao mesmo tempo que negam o ensino da ciência na perspectiva da filosofia da práxis e articulam-se com o trabalho flexível da reestruturação do capitalismo. São, portanto, tendências do ensino do capital que expressam uma visão de mundo neoliberal e, na maioria dos casos, pós-moderna. A ênfase da tese consiste em investigar o processo de trabalho a partir da “teoria do valor”, primeiramente no pensamento de Ricardo e, depois na constituição da filosofia da práxis em Marx. A pesquisa científico-filosófica de Marx sobre o processo de trabalho nas suas diferentes mediações e dimensões, bem como a forma da organização do trabalho numa determinada sociedade, é crucial para a apreensão do que seja o homem como ser de trabalho e das formas que o processo de trabalho assume na sociedade capitalista. Com base em Marx, torna-se possível a historicização da categoria trabalho no desenvolvimento da sociedade capitalista. Na perspectiva do materialismo dialético faz-se uma breve análise do trabalho no século XX demarcando sua passagem - em processo - do fordismo ao pós-fordismo no sentido de verificar que há uma tendência positiva de avanço da tecnologia enquanto materialização das ciências nas atividades produtivas. Este avanço está na tendência de ampliação do trabalho imaterial que traz consigo exigências de qualificação tecnológica. Mas, estas transformações do processo de trabalho ocorrem na lógica de desenvolvimento da sociedade capitalista. Ampliam-se as contradições entre riqueza produzida e exclusão social e entre a possibilidade concreta de trabalho livre emancipador e trabalho flexível precarizado. Permanece a alienação do trabalho e a classe que vive do trabalho vê-se cada vez mais fragmentada. Estas determinações do trabalho trazem determinações a escola pública através de diferentes mediações. Na óptica do capital, a escola pública restringe-se a formar o trabalhador coletivo para atender as demandas do processo produtivo tal como requer a organização do trabalho. No pós fordismo, trata-se de formar o trabalhador polivalente. Na óptica da classe trabalhadora, a escola pública tem no trabalho concreto industrial mais desenvolvido seu princípio educativo. A formação requerida é unilateral, tecnológica, de emancipação humana e social. A presente tese retoma e reafirma os postulados da filosofia da práxis sobre as relações entre processo produtivo, escola e ensino para mostrar que o ensino do concreto ocorre como uma atividade no e do pensamento, pela mediação do trabalho como princípio educativo.

Downloads 13271  13271  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Teses
Fazer Download agora!Sentimento de Realidade, Afetividade e Cognição no Ensino de Ciências Popular Versão: pdf
Atualização:  16/3/2012
Descrição:
PINHEIRO, Terezinha de Fatima

O presente trabalho tem o objetivo de contribuir para o aprofundamento das reflexões a respeito da relação entre elementos da dimensão cognitiva e da dimensão afetiva e de suas implicações para o processo de ensino e de aprendizagem de ciências. Partindo do pressuposto que a realidade da vida cotidiana, a qual os estudantes do ensino médio estão submetidos, é distinta da realidade discutida no âmbito da ciência e da filosofia, utilizamos o conceito de sentimento de realidade. Tal opção se deve ao fato de julgarmos este conceito como o mais adequado para a compreensão do modo como os objetos da ciência são incorporados por estudantes do ensino médio.
Através de questionário e entrevista semiestruturada, procuramos investigar então se o realismo metafísico sofre a influência da educação científica. Para isso, procuramos verificar se os objetos da ciência são considerados reais ou não-reais. Por meio dos argumentos fornecidos como justificativa da escolha da intensidade de realidade, foi possível identificar que os componentes da dimensão afetiva se fazem presentes na definição da intensidade de realidade e na consideração de algo como real. A partir de nossos resultados podemos concluir que a intensidade de realidade e, por extensão, o sentimento de realidade - atribuído a um objeto da ciência, assim como para outros objetos, não é recorrente de critérios puramente lógicos e racionais. Crenças, convencimento, valores, nível de conhecimento, familiaridade com o objeto, entendimento e sentimentos são também definidores do sentimento de realidade.

Downloads 432  432  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Teses
Fazer Download agora!Sucos de Laranja: Abordagem Química, Física, Sensorial e Avaliação de Embalagens Popular Versão: pdf
Atualização:  16/3/2012
Descrição:
FRATA, Marcela Tostes

Oito amostras comerciais de suco adoçado e néctar de laranja foram analisadas quanto às características físico-químicas e quanto à aceitação, por 101 consumidores. Constatou-se que as amostras apresentavam conformidade com a legislação vigente para os parâmetros físico-químicos. Os dados de aceitação foram analisados por ANOVA, teste de Tukey, Mapa de Preferência Interno (MDPREF) por meio de Análise de Componentes Principais (ACP), Escala Multidimensional (EM) com Análise de Agrupamentos (AA) e Mapa de Preferência Externo (PREFMAP) com AA. As notas médias obtidas variaram de 4,0 (desgostei ligeiramente) a 6,1 (gostei ligeiramente). O MDPREF por ACP não demonstrou separação nítida dos consumidores em relação à aceitação das amostras. Já o MDPFREF obtido por EM seguida por AA, demonstrou a segmentação de quatro grupos principais com relação à aceitação. Os principais atributos positivos de duas amostras mais aceitas foram doçura, cor e sabor próximo ao suco fresco e, como aspectos negativos, odor, sabor artificial, sabor de sumo e sabor cozido. No PREFMAP o comportamento dos consumidores foi semelhante ao MDPREF permitindo identificar as amostras com maior e menor aceitação em relação às características físico-químicas. Atributos de cinco embalagens comerciais de suco adoçado, suco reconstituído e néctar de laranja foram avaliados por meio das técnicas grupos de foco e análise conjunta. Foram levantados os fatores e níveis, marca (muito conhecida e menos conhecida), preço (alto e baixo), declarações (“natural, sem conservantes, rico em vitamina C” e sem informação) e tipo de bebida (suco e néctar), como relevantes na atitude de compra de consumidores. Elaboraram-se oito imagens de embalagens contendo diferentes combinações dos atributos levantados, obedecendo ao delineamento fatorial fracionado (24-1). As imagens foram avaliadas, quanto à intenção de compra, por 101 consumidores. Houve a separação dos consumidores em três grupos de acordo com a similaridade no comportamento de compra. O conhecimento prévio da marca, preço baixo e as declarações “natural”, “sem conservantes” e “rico em vitamina C” na face frontal da embalagem mostram-se importantes para a maior comercialização do produto. Pôde-se observar pelos testes de ANOVA, Tukey, MDPREF, PREFMAP e avaliação das embalagens que não houve relação definida entre o tipo de suco e a preferência do consumidor. Foram extraídos, separados, identificados e quantificados, por CLAE, 14 tipos de nucleotídeos, incluindo os 5’-mono, di- e trinucleotídeos naturalmente presentes em suco de laranja recém-extraído e integral pasteurizado. Para testar a estabilidade térmica dos nucleotídeos, as amostras de suco recém-extraído foram aquecidas a 92ºC por 1 e 10 minutos sob agitação e resfriadas imediatamente, revelando que os mesmos são instáveis sob a ação de tratamento térmico. O efeito da adição de diferentes concentrações de nucleotídeos na preferência de suco de laranja integral pasteurizado foi determinado por teste de ordenação com cerca de 30 consumidores. O IMP (5’-inosina monofosfato) e o GMP (5’-guanosina monofosfato) não foram capazes de modificar a preferência do consumidor, enquanto que o XMP (5’-xantosina monofosfato) diminuiu a preferência na concentração de 5 mg/L. A adição de 5 mg/L de AMP (5’-adenosina monofosfato), CMP (5’-citidina monofosfato), UMP (5’-uridina monofosfato) e XMP em suco comercial de laranja adoçado com sabor laranja pouco pronunciado não modificou a preferência do consumidor, pelo teste de ordenação com 40 provadores.

Palavras-chave: Sabor. Análise sensorial. Marketing e comportamento do
consumidor.

Downloads 8593  8593  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Estadual de Londrina - UEL  Site http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000134692
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Teses
Fazer Download agora!Você Vê Essa Adaptação? A Aula de Campo em Ciências Entre o Retórico e o Empírico Popular Versão: pdf
Atualização:  16/3/2012
Descrição:
FERNANDES, José Artur Barroso

Este trabalho se baseia em dados obtidos a partir do registro das interações comunicativas entre monitor e alunos de sexta série do Ensino Fundamental envolvidos em atividades conjuntas realizadas em três viagens de estudo de ecossistemas litorâneos realizadas no Parque Estadual da Ilha do Cardoso (SP). Dentre as várias atividades de campo que se realizam nas viagens de estudo, investigamos o que chamamos, neste trabalho, de aula de campo: momentos em que os monitores protagonizam uma interação em que se fornece, de forma dialogada e com participação variável dos alunos, explicações relativas ao ambiente que se visita. Nosso objetivo foi investigar as interações comunicativas entre monitores e alunos durante as aulas de campo, procurando revelar quais modos semióticos são utilizados nas explicações, bem como investigar as funções que esses modos desempenham em tais atividades.

Palavras-chave: Ensino de Ciências. Atividade de campo. Multimodalidade. Marcos Referenciais. Explicação.

Downloads 808  808  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade de São Paulo - USP  Site 
Avaliação: 10.00 (2 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Teses
Fazer Download agora!O Conhecimento Etnobotânico da Comunidade Quilombola do Varzeão, Dr. Ulysses (PR): no Contexto do De Popular Versão: PDF
Atualização:  26/7/2017
Descrição:
Lopes, Claudemira Vieira Gusmão

Esta tese analisa as potencialidades e desafios ao desenvolvimento rural sustentável de uma comunidade quilombola, situada no Vale do Ribeira, PR, Brasil, a partir do levantamento do seu conhecimento etnobotânico. Esse conhecimento serviu de instrumento para diagnosticar as principais fortalezas e fragilidades presentes na comunidade e as principais oportunidades e ameaças presentes no meio externo que poderiam limitar ou potencializar seu desenvolvimento sustentável. Na atualidade o desenvolvimento sustentável de comunidades quilombola, num contexto de pós-revolução Verde apresenta-se como um desafio aos profissionais das Ciências Agronômicas. Compreender as especificidades das comunidades quilombola poderá contribuir para o sucesso dos planos de desenvolvimento sustentável. A metodologia está organizada em três etapas. Na primeira etapa consultou-se a bibliografia necessária, visitou-se a comunidade para pedir o consentimento da mesma, aplicou-se um questionário piloto, e escolheram-se as técnicas que seriam utilizadas. O trabalho de campo consistiu na coleta das informações sobre os usos que a comunidade fazia dos vegetais, na coleta de material botânico para as esxicatas (para posterior identificação botânica), na coleta de informações sobre as fortalezas e fragilidades locais, na entrevista com gestores que atuam em DRS no serviço público estadual e na consulta à bibliografia para a identificação das oportunidades e ameaças ao desenvolvimento sustentável. Posteriormente, todos os dados levantados sofreram análise usando a abordagem quantitativa para o levantamento etnobotânico (Valor de Uso) e qualitativa para os dados inerentes às potencialidades e desafios ao DRS (metodologia DAFO). Os quilombolas citaram diversos usos para os vegetais, porém, a categoria medicinal foi a que apresentou maior número de citações com 85 espécies, distribuídas em 81 gêneros e 46 famílias botânicas, sendo que houve destaque para Asteraceae com 14 espécies. Depois do conhecimento etnobotânico, talvez a ocorrência deBaccharis dracunculifolia D.C. possa vir a ser uma fortaleza para a comunidade com potencial de gerar renda, por meio da produção de própolis. Dentre as fragilidades existentes na comunidade, destaca-se o fato dos jovens terem perdido o interesse pelo conhecimento dos mais velhos. Para mitigar essa situação, os quilombolas contam com as Leis N.º 10.639/2003 e 11.645/2008 que torna obrigatório o ensino dos pressupostos civilizatórios africanos e indígenas em todas as escolas públicas do ensino fundamental ao médio.Dentre as oportunidades que a comunidade poderá usar para promover o seu DRS merece destaque a existência de recursos financeiros por parte do governo federal para o financiamento dos seus projetos e a possibilidade dos mesmos contarem com assistência técnica e a existência de uma política nacional de assistência técnica e extensão rural com ênfase no DRS de comunidades tradicionais. A ameaça ao DRS da comunidade representada pelo Pinus ssp, poderá ser amenizada por meio do cumprimento por parte dos órgãos competentes da Portaria 125/2007 do IAP, criada para solucionar o problema no Estado com a contaminação biológica com as exóticas invasoras.

Palavras-chave: Conhecimento etnobotânico. Desenvolvimento rural sustentável. Fortalezas e deficiências. Oportunidades e ameaças.

Downloads 122  122  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 (3)