Educadores

Ínicio : Geografia : Dissertações : 

Produções de Profissionais da Seed: Dissertações (30)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Notas (Do melhor para o pior avaliado)

Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!Regime hidrológico do Rio Ivaí-PR Popular Versão: 
Atualização:  14/5/2013
Descrição:
DESTEFANI, Edilaine Valéria

O rio Ivaí, com uma área de drenagem de 36.587 km2 e um percurso de 680 km, é a segunda maior bacia hidrográfica interiorana do estado do Paraná; com considerável importância agrícola e potencial hidrelétrico.

Downloads 10799  10799  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!Reservatório de segredo e área de entorno: aspectos legais e modificações no uso do solo Popular Versão: 
Atualização:  9/5/2012
Descrição:
MERENDA, Elaine Aparecida

A elaboração de uma caracterização da bacia do rio Iguaçu foi importante para uma melhor compreensão do meio em que está inserido o reservatório de Segredo. Esta caracterização, feita em uma escala de análise regional, poderá servir como subsídio para
realização de outros estudos de diagnóstico e planejamento de usos na bacia em escala de detalhe.

Downloads 4339  4339  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.uem.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!Considerações sobre a água mineral e sua distribuição na cidade de Maringá-PR Popular Versão: 
Atualização:  13/5/2013
Descrição:
VENDRAMEL, Elza

A presente pesquisa realizou um estudo do processo de distribuição de água mineral engarrafada na cidade de Maringá/PR, nos anos de 2002 e de 2003. Objetivou-se fazer um levantamento das águas minerais mais comercializadas e sua procedência, caracterizar a demanda, a distribuição e cartografar as distribuidoras da cidade. O estudo foi efetuado através da análise bibliográfica levantada; de consultas a 20 empresas que ocupavam o mercado maringaense no ano de 2002, e 17 em 2003. A pesquisa evidenciou que a grande parte das marcas comercializadas pelas distribuidoras são procedentes da região norte paranaense e de outros pontos do Estado. Algumas marcas procedem do Estado de São Paulo. Entre os motivos que levam à demanda desse produto, o devido cuidado com a saúde prevalece sobre os demais. Mesmo, as pessoas mais pobres, sob orientação médica, utilizam a água mineral envasada no preparo da alimentação de crianças de pouca idade. A maior parte das zonas da cidade não possui distribuidoras de água mineral, no entanto, o abastecimento da população consumidora é realizado até nos bairros mais distantes. Os pedidos são feitos por telefone e as entregas realizadas através de moto ou de utilitários. Outro aspecto verificado são os pontos de distribuição existentes sobretudo nas zonas centrais da cidade, os quais concorrem para o crescimento das vendas de distribuidoras cuja competitividade entre si é acirrada e predatória. Esse segmento distribuidor sofre a concorrência dos supermercados que podem comercializar garrafões de 20 litros a preços mais baixos.

Palavras-chave: Água mineral. Distribuição. Demanda. Maringá-PR.

Downloads 5068  5068  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.uem.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!Análise da variabilidade espacial e temporal dos sedimentos suspensos do alto rio Paraná via imagens Popular Versão: 
Atualização:  5/9/2013
Descrição:
HAYAKAWA, Ericson Hideki

A conclusão da construção da barragem de Porto Primavera (UHE Engenheiro Sérgio Motta) em 1998 e seu reservatório formado a partir do final daquele ano provocaram alterações como redução da carga suspensa do rio Paraná a jusante do reservatório, o que alterou a cor e a transparência da água, assim como diversas outras características do canal fluvial. Por essas razões, o objetivo deste trabalho é verificar a variabilidade espacial e temporal do transporte sedimentar (carga suspensa) do rio Paraná no segmento a jusante da barragem de Porto Primavera, região de Porto São José - PR por meio de dados espectrais das imagens orbitais CBERS/2. A metodologia consiste na integração entre dados espectrais e variáveis como carga suspensa, batimetria e velocidade de fluxo adquiridos em coletas de campo realizadas concomitantemente às passagens do satélite. Os resultados indicam que para a coleta de campo de 12/11/05 a variação de reflectância do canal mostrou-se conectada à variabilidade da carga suspensa total, evidenciado principalmente nas bandas 1 e 2. Para a coleta de campo de 13/05/06 não houve imageamento, porém, percebe-se que a variação de carga suspensa total possui conexão com a variação espectral do corpo d’água para cenas de várias datas, evidenciados nas bandas 1 e 2. A análise multitemporal demonstrou a variabilidade da carga suspensa total no canal entre as cenas de diferentes datas de aquisição destacando uma clara distinção entre as águas com influência e sem influência do rio Paranapanema no rio Paraná. Por fim, o trabalho permitiu a verificação da aplicabilidade do sensoriamento remoto para o estudo do transporte sedimentar, principalmente em um rio que apresenta baixos índices de carga suspensa.

Palavras-chave: Rio Paraná. Barragem. Carga suspensa. Reflectância.

Downloads 1501  1501  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.uem.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!Caracterização física das bacias de drenagem do munícpio de Maringá e os postos de combustíveis como Popular Versão: 
Atualização:  3/9/2013
Descrição:
BORSATO, Fabiano Hugo

Os problemas ambientais em bacias hidrográficas podem ser estudados isolando-as uma das outras, uma vez que as maiores interferências se devem aos focos poluidores presentes em suas superfícies e consequências no nível subterrâneo. Assim, o desenvolvimento desta pesquisa, tendo como cenário a cidade de Maringá, localizada na região noroeste do Paraná, enfatizou dois aspectos importantes relacionados à temática proposta: por um lado um estudo detalhado das características físicas das bacias hidrográficas, e, por outro, a relação que estes parâmetros podem ter com a disposição final dos resíduos oriundos dos postos de combustíveis. Para isso, a metodologia consistiu em determinar as características físicas das bacias hidrográficas dentro do perímetro urbano da cidade, dispondo-se para isso de mapas digitais e cartas topográficas, que serviram de base para a determinação da maior parte dos parâmetros; o levantamento das condições de tratamento, equipamentos presentes, e disposição final dos resíduos dos postos e distribuidoras de combustíveis, localizados pontualmente nas bacias, por meio de pesquisas de campo e em órgãos ambientais; e um estudo estatístico para análise dos resultados. Os resultados obtidos dos parâmetros fisiográficos das bacias serviram de base para avaliar o potencial poluidor em cada uma delas, em relação ao número e localização dos postos. Sendo assim, verificou-se que através desses índices, a bacia do córrego Moscado pode ser considerada como a mais propensa à poluição, em comparação com mais quatro estudadas. Com relação à disposição dos resíduos líquidos dos postos, observou-se que a maior parte dos postos possui caixas separadoras para retenção de óleo e lama e se apresentam ligados à rede de esgoto. Quanto à disposição dos resíduos sólidos contaminados com óleo, em torno da metade dos postos e distribuidoras de combustíveis fazem destinação irregular.

Palavras-chaves: Postos de combustíveis. Óleos e graxas. Características físicas. Bacias hidrográficas. Poluição.

Downloads 3068  3068  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.uem.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!A família rubiaceae juss. na vegetação ripária de um trecho do alto rio Paraná, Brasil, com ênfase n Popular Versão: 
Atualização:  9/5/2013
Descrição:
PEREIRA, Giovana Faneco

A família Rubiaceae, descrita primeiramente por Antoine Laurent de Jussieu, em 1789, inclui representantes de hábitos variados, desde árvores, arbustos, subarbustos até ervas, além de lianas e, mais raramente, epífitas. Caracterizam-se, principalmente, por apresentarem folhas simples, opostas cruzadas ou, menos frequentemente, verticiladas; estípulas interpeciolares, raramente intrapeciolares; estames isômeros, fixados ao tubo da corola, e ovário ínfero. Distribui-se, predominantemente, em regiões tropicais principalmente na América do Sul. No Brasil, a maior representatividade ocorre na Mata Atlântica, especialmente no estrato arbustivo. Constitui uma das maiores famílias de Angiospermas com cerca de aproximadamente 637 gêneros e cerca de 10.700 espécies.

Palavras-chave: Rubiaceae. Spermacoceae. Levantamento florístico. Vegetação ripária. Planície de inundação. Alto rio Paraná.

Downloads 8277  8277  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.uem.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!As unidades de paisagens e os sitemas d eprodução agrícolas no município de Floraí-Pr Popular Versão: 
Atualização:  5/9/2013
Descrição:
ANDRADE, José antônio de

Neste trabalho, realizado no território do município de Floraí, procurou-se mediante uma análise integrada dos elementos da paisagem, determinar diferentes compartimentos, com base na sua estrutura geoecológica e socioeconômica, seu funcionamento e dinâmica. O propósito do estudo foi produzir conhecimentos qualitativos e quantitativos de caráter social, econômico e ambiental que possam fornecer subsídios para aplicação no planejamento territorial municipal. Assim, no município foram identificadas três unidades de paisagem: unidade 1, denominada Platô Elevado de Floraí; unidade 2, o Platô elevado de Nova Bilac; unidade 3, o Baixo Patamar da Genúncia, que mostram as condições da evolução da paisagem nestas áreas, e conseqüentemente, fornecer parâmetros para uma destinação adequada de seu uso.

Palavras-chave: Compartimentação. Paisagem agrícola. Sistema de produção. Estrutura geoecológica.

Downloads 980  980  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.uem.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!A paisagem e o potencial Turístico no município de Tibagi: A fazenda Santa Lídia do Cercadinho – um  Popular Versão: 
Atualização:  5/9/2013
Descrição:
A paisagem e o potencial Turístico no município de tibagi: A
fazenda Santa Lídia do Cercadinho – um estudo de caso (PR)

HORNES, Karin Linete

O presente trabalho foi realizado no município de Tibagi com o intuito de estudar a paisagem local, sua compartimentação horizontal e vertical, a fim de se obter o potencial ecológico e o reconhecimento das áreas com maior disponibilidade para o desenvolvimento do ecoturismo. O reconhecimento da área envolveu o exame de bibliografia pertinente à análise de mapas: geológicos, geomorfológicos, hidrológicos, pedológicos, topográficos e biogeográficos, além da utilização de ortofotos, cartas imagem e fotos aéreas. Posterior ao embasamento teórico metodológico, deu-se início aos trabalhos de campo para a formalização do estudo paisagístico do município. A compartimentação paisagística permitiu o reconhecimento da estrutura vertical e horizontal da paisagem. Seu funcionamento e características são determinados por elementos que possuem maior influência. Desse modo, a interação dos elementos bióticos e abióticos proporcionou a formação de biomas e usos diferenciados que foram detalhados nos diferentes compartimentos paisagísticos encontrados no município. Esta aproximação permitiu a verificação dos potenciais e dos riscos que as unidades vêm sofrendo. Na Fazenda Santa Lídia do Cercadinho e na RPPN Itáytyba (Reserva Particular do Patrimônio Nacional Itáytyba) foram elaborados perfis geoecológicos a fim de investigar a distribuição da geologia, solos, vegetação, feições geomorfológicas e uso das vertentes. Estes perfis auxiliaram na verificação do desenvolvimento das atividades ligadas à prática do turismo rural e o ecoturismo, que são muito procuradas e utilizadas na região devido às belezas cênicas e formações bizarras existentes. Estas formações ocorrem principalmente sobre a primeira unidade, onde a Formação Furnas é dominante. A partir da análise paisagística do município pôde se reconhecer as potencialidades e riscos que cada unidade de paisagem possui e elaborar sugestões para a sua utilização.

Palavras-chave: Estrutura. Paisagem. Potencial ecológico. Ecoturísmo.

Downloads 682  682  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.uem.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!Delimitação do leito maior do baixo rio Ivaí e estabelecimento de sua sazonalidade Popular Versão: 
Atualização:  5/9/2013
Descrição:
TEREZAN, Ester Langowski

Este trabalho teve como objetivo o estudo para a definição do leito maior do rio Ivaí, considerando a ocorrência de fatores temporais para a caracterização da sazonalidade das cheias. O desenvolvimento das pesquisas abrangeu uma área piloto localizada na margem direita do mesmo, entre os afluentes rios Caveira e da Prata. Este ambiente é parte integrante da Área de Proteção Ambiental das Ilhas e Várzeas do Rio Paraná no Município de Querência do Norte, no noroeste do estado. A escolha da região definiu-se pelo fato de suas características serem semelhantes ao ecossistema regional. Para a obtenção dos dados de cheias, foram utilizadas as informações da estação de captação e registro de Taquara. Na área de estudo foi definida uma rede de pontos planialtimétricos, com auxílio de nível, estação total e sistema GPS. Os pontos tiveram como referência um marco geodésico da Rede Nacional Geodésica do IBGE. Definiu-se que o nível do rio Ivaí em Porto Taquara atingiu maior cheia nos últimos 31 anos, com uma marca de 15,72 metros na régua limnimétrica, e que o nível máximo de cheias que mais se repetiu neste período, abordando 97% dos anos analisados, foi de 9 metros na leitura da mesma régua. Tal repetitividade confirma a sazonalide anual. A influência desta cheia estudada por meio de MNT, demonstra a área de abrangência do leito maior do rio, atingindo uma dimensão de 754,8 ha representados por um corredor de área contígua ao dique marginal (barranco), com uma largura variando entre 1.900 a 1.137 metros. Área esta que atualmente está sendo utilizada para cultivo e pastagem, e conta com a inserção de elementos artificiais antrópicos como canais de drenagem e diques de contenção.

Palavras-chave: Área de proteção ambiental. Sazonalidade de cheias. Sistema de informações geográficas. Imagens orbitais.

Downloads 2622  2622  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.uem.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!Análise da precipitação pluvial da bacia do rio Rio Iguaçú-Paraná Popular Versão: 
Atualização:  5/9/2013
Descrição:
AZEVEDO, Luiz Carlos de

O objetivo deste trabalho foi discutir a variabilidade da precipitação pluvial na bacia hidrográfica do rio Iguaçu, no período de estudo de 1965 a 2002. Para análise, utilizaram-se dados diários, mensais e anuais de precipitação pluvial, cedidos pela Superintendência de Desenvolvimento dos Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental (SUDERHSA) do Governo do Estado do Paraná e Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) através de alguns parâmetros estatísticos tais como: média, desvio padrão, frequência da precipitação pluvial, análise multivariada e correlação linear, foram realizados cálculos que se constituíram na base estatística para inferências das variabilidades pluviais da bacia. Com dados de temperatura e precipitação pluvial, utilizou-se modelos de balanço hídrico através do método de Thornthwaite e Mather (1955). Também se calculou as anomalias para alguns anos específicos de extremos pluviais. Estas anomalias possibilitaram, a correlação linear entre a precipitação pluvial da bacia e a anomalia da temperatura da superfície do mar (TSM) no Oceano Pacífico Equatorial. Ainda, analisou-se dados de fluviometria da área da bacia, correlacionando-os com a Temperatura da Superfície do Oceano Pacífico. Pode-se considerar a variabilidade da precipitação pluvial na bacia do rio Iguaçu, em períodos anuais e eventuais de El Niño e La Niña e variabilidade espacial da precipitação pluvial, com maior intensidade à jusante da bacia e menor à montante.

Palavras chaves: Variabilidade climática. Precipitação pluvial. Bacia hidrográfica do Iguaçu. Anomalia climática. Frequência. Precipitação pluvial.

Downloads 1223  1223  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.uem.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 5 6 7 8 (9) 10 11 12 13 14 15 16 17 »