Educadores

Ínicio : Geografia : Dissertações : 

Produções de Profissionais da Seed: Dissertações (30)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Notas (Do melhor para o pior avaliado)

Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!Terras e imigrantes na colônia Assunguy Paraná, 1854-1874 Popular Versão: 
Atualização:  5/9/2013
Descrição:
NISHIKAWA, Reinaldo Benedito

Os debates e discussões sobre as vantagens e prejuízos que a vinda de imigrantes traria a província do Paraná prosseguiram nos anos posteriores a aprovação da Lei de Terras em 1850 sem que se chegasse a algum consenso. Entretanto, os dispositivos propostos pela Lei de Terras em 1850 e sua regulamentação em 1854 fizeram com que se olhasse atentamente ao problema que a terra poderia se tornar. Se, por um lado, houve uma valorização da posse da terra - a partir de sua legitimação, medição e registro, sendo a compra e venda sua principal fonte de acesso, por outro lado, a necessidade da substituição da mão de obra que o fim do tráfico em 1850 traria, era uma preocupação, e a solução encontrada era a vinda imediata de estrangeiros (leia europeus) visando "equilibrar" os braços para o trabalho. Os imigrantes europeus aportaram nos portos brasileiros e vieram em busca de promessas, terras e um lar. O imigrante pobre não teria que entrar no país com um destino predestinado: força de trabalho para a grande lavoura. Muitas colônias de povoamento começaram a se formar depois de 1854, período em que a legitimação de terras estava em seu auge. Esperava-se que com os Registros de Terras ocorresse a valorização da terra como bem econômico em substituição à propriedade escrava. Esses lotes foram utilizados pelo governo provincial para trazer trabalhadores para labutar nas colônias do Paraná e para tanto, foi firmado um contrato no qual os originais estão à disposição no Arquivo Público do Paraná. Esses contratos apresentavam as cláusulas para que o trabalhador pudesse ter direito às terras. Foram assinados contratos nos primeiros anos da Colônia, tanto com imigrantes como com brasileiros. Entretanto, deveres e direitos se diferenciavam em relação à nacionalidade. E quando os contratos não eram cumpridos? Havia divergência de interesses entre o governo provincial, interessado em trazer imigrantes e os proprietários de terras que procuravam mão de obra? Sabemos que continuidade de palavras não significa, necessariamente continuidade de significados. Então qual foi o significado dos contratos entre os colonos e o governo provincial do Paraná na segunda metade do século XIX? Essa dissertação tem como meta responder tais questionamentos.

Palavras-chave: Colonização. Imigração. Província do Paraná. Lei de terras.

Downloads 897  897  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma USP  Site http://www.teses.usp.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!Ecologia e imaginário nos Cariris Velhos do Paraíba: memória cultural e natureza no cerimonial da vi Popular Versão: 
Atualização:  23/9/2013
Descrição:
MARIANO NETO, Berlamino

Esta é uma pesquisa realizada na Microrregião do Cariri Oriental da Paraíba, Planalto da Borborema, Nordeste do Brasil. O objetivo é analisar a constituição do imaginário e a natureza relacionando a topofilia e a percepção como elementos para a constituição de uma sociedade ecológica. O método baseia-se na história oral, memória cultural, análise de conteúdo e narrativa descritiva informativa. O trabalho busca a identificação da percepção, o grau de espiritualidade e a integração das comunidades do Rio Paraíba com a natureza, para encontrar as raízes culturais que tinham a natureza como elemento sagrado e as formas como elas deixaram de existir ou ainda remanescem no cotidiano. Relacionar os costumes e tradições locais sob as influências da modernização, no tocante ao mundo da sociedade, da natureza, os problemas de ordem socioambientais e desenvolvimento sustentável a partir das práticas de convivência com a Região Semiárida.

Palavras-chave: Topofilia. Ecologia. Sociedade. Natureza. Imaginário. Cariris velhos. Semiárido. Práticas de convivência. Percepção.

Downloads 10415  10415  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPB  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!Novas Cartografias cognitivas - uma análise do uso das tecnologias intelectuais por crianças da rede Popular Versão: 
Atualização:  14/5/2013
Descrição:
ALVES, Lynn Rosalina Gama

A história da humanidade vem sendo marcada pela presença das tecnologias intelectuais, reorganizando o contexto social, mediando novas formas de pensar e construir o conhecimento. Valendo-se das contribuições da microeletrônica, essas tecnologias foram ressignificadas, possibilitando uma redefinição de conceitos, principalmente no que se refere à dicotomia real virtual. Estes elementos tecnológicos, presentes no cotidiano dos indivíduos, chegam às escolas, exigindo o repensar do ato de ensinar e aprender. A interação das crianças com os games, softwares, TV, vídeo e a Internet, vem configurando novas cartografias cognitivas, uma vez que restabelecem a integração entre razão/emoção, favorecendo a instauração de uma lógica rizomática, na qual podem ocorrer as mais variadas conexões, sem nenhuma preocupação hierárquica; a cada nova contribuição erguem-se novos caminhos, novas cartografias cognitivas. Todavia, estamos diante da formação de uma nova cultura, de uma nova forma de pensar, exigindo da escola um repensar de sua prática pedagógica, principalmente no que se refere ao desenvolvimento cognitivo dos indivíduos. As crianças envolvidas nesta pesquisa, sinalizaram possíveis caminhos a serem trilhados para efetivar a articulação entre as tecnologias e a prática pedagógica.

Palavras-chave: Cognição. Aprendizagem. Tecnologias intelectuais. Saberes. Cartografia cognitiva. Lógica. Currículo rizomático. Escola.

Downloads 1691  1691  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFBA  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!Paisagem: uma análise no ensino da Geografia Popular Versão: 
Atualização:  5/9/2013
Descrição:
PUNTEL, Geovane Aparecida

Este trabalho consiste em um estudo da paisagem no ensino da Geografia que tem como eixo central investigar como está sendo abordada a construção desse conceito na 5ª série do Ensino Fundamental. Primeiramente, foi realizado um levantamento bibliográfico referente ao conceito de paisagem na Geografia. Também foi averiguado os métodos adotados pelos professores, o uso do livro didático, além do tratamento dado à paisagem nos 2 livros didáticos mais utilizados pelos professores. Para tanto, 11 professores de 9 escolas de Educação Básica da Rede Pública Estadual de Santa Cruz do Sul/RS foram entrevistados. Verificou-se que o conceito de paisagem é anterior à ciência geográfica, passando no decorrer dos tempos por diferentes métodos de aplicação. Em relação à sua construção na 5ª série do Ensino Fundamental, percebeu-se que ele, na maioria dos casos analisados, não está sendo trabalhado de forma significativa, já que os alunos pouco aprendem a fazer uso desse conceito na interpretação da realidade em que estão inseridos. Igualmente, constatou-se que está faltando domínio de conceitos básicos da ciência geográfica para o professor. Verificou-se isso através do entendimento que os professores têm do conceito paisagem, o que dificulta o trabalho desses conhecimentos básicos da Geografia. A carga horária intensa também é argumento para justificar a ausência de temas reflexivos e de situações de aprendizagem que vão além das quatro paredes da sala de aula. Ficou claro que o livro didático de Geografia é um recurso muito utilizado pelo professor, sem prévia e devida análise da proposta conceitual apresentada pelos autores. Essa análise não é realizada pelo professor porque ele próprio não possui clareza conceitual da Geografia e se limita a constantes reclamações e demonstrações de desinteresse em relação à qualidade dos recursos utilizados e às reflexões sobre o processo ensino/aprendizagem da Geografia. Por tudo isso, é preciso pensar em saídas, na busca de uma educação geográfica reflexiva e significativa. No entanto, isso depende muito do querer e da necessidade de cada educador.

Palavras-chave: Paisagem. Livro didático. Professor de Geografia. 5ª série do Ensino fundamental.

Downloads 944  944  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFRGS  Site http://www.lume.ufrgs.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!A Cartografia escolar e os desafios de práticas pedagógicas transformadoras no ensino de Geografia Popular Versão: 
Atualização:  8/2/2019
Descrição:
TOLEDO, Victor Machado de.

A presente dissertação tem como objetivo geral analisar o uso de um encaminhamento metodológico para o ensino e aprendizagem de conceitos Cartográficos. Objetiva-se apresentar contribuições práticas para trabalhar Cartografia nas aulas de Geografia, assim culminando na apresentação de uma proposta de utilização de recursos didáticos diferenciados, principalmente, com o uso de representações visuais, com a finalidade de trabalhar os conteúdos cartográficos, na tentativa de propiciar aos alunos uma aprendizagem consciente e crítica em relação ao espaço em que estão inseridos.
Os resultados indicaram que a leitura de imagens e o uso de tecnologias, apesar de ainda distantes da realidade das escolas públicas do país, precisam ser incluídos como elementos frequentes nas aulas de Cartografia, para que a realidade dos alunos se aproxime cada vez mais do que é estudado e trabalhado em sala de aula. Constatou-se ainda que o uso de diferentes estratégias didáticas, tais como utilização de recursos visuais, contribui para o ensino e a aprendizagem enriquecedora e que possibilitou, na prática, a melhora nos conceitos cartográficos dos alunos.

Palavras-chave: Cartografia escolar. Educação Básica. Encaminhamento metodológico. Ensino e aprendizagem. Representações visuais.

Downloads 2663  2663  Tamanho do arquivo 4.56 KB  Plataforma UFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 (17)