Educadores

Ínicio : Geografia : Dissertações : 

Produções de Profissionais da Seed: Dissertações (30)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Popularidade (Do mais para o menos procurado)

Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!Análise da arborização de vias públicas das principais zonas do plano piloto de Maringá-Pr Popular Versão: 
Atualização:  5/9/2013
Descrição:
SAMPAIO, André Cesar Furlaneto

A cidade de Maringá tem na sua arborização de vias públicas um bem muito valioso, que contribui significativamente para boa qualidade de vida da cidade e outros fatores, porém a qualidade desta arborização vem decrescendo a cada ano. Atualmente o gerenciamento destas árvores apresenta vários problemas e dentre os principais podemos contar a infraestrutura pequena e insuficiente, e dados para um manejo e planejamento desatualizados. Esta pesquisa pretende colaborar através da análise da arborização da área mais antiga de Maringá (plano piloto), onde foi feito um censo e uma análise dos dados que identificaram 85 espécies de porte arbóreo, em 28153 árvores cadastradas, sendo que 44,27% estão em condições gerais sofríveis (danos físicos, doenças e pragas), uma frequência alta de 44% da espécie Caesalpinea peltophoroides (Sibipiruna) foi observada e é considerada grave por facilitar disseminação de doenças e pragas; foi encontrada uma área verde das árvores de vias públicas que corresponde a 46,19/m2/hab. Os dados mostram uma boa qualidade do meio ambiente urbano devido ao porte das árvores, mas fica claro que novas diretrizes e um novo planejamento devem ser pensados com urgência para que essa exuberante arborização não continue seu declínio.

Palavras-chave : Arborização urbana. Censo. Manejo.


Downloads 1377  1377  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.uel.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!Professoras Negras e o Combate ao Racismo na Escola Popular Versão: 
Atualização:  5/9/2013
Descrição:
LOPES, Tania Aparecida

O tema de análise deste estudo versa sobre a autopercepção de professoras negras da rede pública de educação do Estado do Paraná, nos níveis de Ensino Fundamental e Médio, de escolas localizadas no bairro do Boqueirão, município de Curitiba, acerca de suas práticas de combate ao preconceito e a discriminação racial no interior da Escola. O trabalho foi desenvolvido a partir de análises das repostas dadas por essas professoras negras, com a aplicação de questionários e entrevistas, onde se buscou investigar a existência de uma possível relação entre o preconceito e a discriminação racial vividos por parte dessas professoras negras no decurso de suas vidas, tanto fora quanto no espaço escolar, com uma prática de combate ao racismo por elas construído na práxis pedagógica, de forma intencional ou não. Assim, também se buscou um diálogo com teorias que proporcionassem a possibilidade de ampliar e conferir um outro olhar às relações raciais no interior do espaço escolar, quebrando com “verdades” preestabelecidas, com base no “mito” da democracia racial, em nossa realidade social. Para as análises dos dados coletados, a partir dos questionários e das entrevistas, as professoras negras foram divididas em dois grupos distintos: (i) as que referem ter sido vítimas de algum tipo de discriminação na escola, e (ii) as que dizem nunca terem sofrido discriminação devido ao seu pertencimento racial. A partir das análises, foi possível constatar a existência de diferenças na práxis pedagógica de profilaxia e combate ao preconceito entre as professoras negras, que se referem sendo vítimas de algum tipo de discriminação na escola e/ou na vida em geral e, aquelas professoras que dizem nunca terem sofrido discriminação no interior da escola.

Palavras-chave: Professora negra. Preconceito. Discriminação racial. Escola. Práxis pedagógica de Anti-Preconceito. Bairro Boqueirão.

Downloads 1360  1360  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://dspace.c3sl.ufpr.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!Dengue: Uma análise climato-Geográfica de sua Manifestação no Estado do Paraná (1993-2003) Popular Versão: 
Atualização:  14/5/2013
Descrição:
PAULA, Eduardo Vedor

No presente trabalho, elaborado no âmbito da Geografia da Saúde, a manifestação da dengue no estado do Paraná encontra-se analisada a partir da relação de sua incidência com a infestação predial de seus vetores e com as condições climáticas regionais. Embora os casos de dengue notificados na região Sul tenham representado apenas 2,4% do total registrado para o país de 1995 a 2003, cabe destacar que nesta região identificou-se a maior taxa de crescimento de otificações ao longo dos últimos cinco anos. A taxa média anual registrada cresceu, entre 1999 e 2003, cerca de 475% para a região e de 1.605% somente para o estado do Paraná, sendo que o crescimento médio encontrado para o Brasil no mesmo período tenha sido de 62%. O recorte temporal de análise desta pesquisa abrange o ano em que foi confirmado o primeiro caso autóctone de dengue no Paraná (1993) até o ano de 2003. No entanto, a evolução sazonal da incidência da doença, infestação dos vetores e variação térmica e pluviométrica foram delimitadas somente partir de 1997, devido à disponibilidade dos dados do SINAN e do SISFAD. Para as três cidades de maior número de casos da enfermidade em questão efetuou-se a análise mensal dos dados. A principal epidemia registrada em território paranaense, ocorrida no primeiro semestre de 2003, foi investigada de modo introdutório por meio da análise diária de sua evolução. Espacialmente a incidência da dengue no Paraná evidenciou sua estreita relação com as áreas de maior infestação dos mosquitos Aedes albopictus e Aedes aegypti, particularmente deste último. A relação entre a área de maior incidência da doença e a porção mais quente do estado, onde domina o tipo climático Cfa, também apareceram de maneira bastante explicita na abordagem aqui desenvolvida. Os poucos casos autóctones de dengue confirmados em municípios cujo tipo climático é Cfb ocorreram sob condições térmicas acima da normalidade. Com o aumento das temperaturas e das chuvas no verão a infestação de ambos vetores é ampliada, a inserção do vírus da dengue, por meio de casos importados no Paraná, ocorre geralmente na segunda metade desta estação. Assim, devido principalmente ao período de incubação extrínseca no vetor e ao tempo em que a doença leva para se manifestar no homem, é na estação de outono que se confirma o maior número de casos autóctones (78,85% das ocorrências). Como sugestões para o monitoramento e controle da dengue no estado do Paraná cita-se a utilização de um método oportuno para o levantamento dos índices vetoriais, bem como o desenvolvimento de um sistema de informações geográficas que integre os dados do SINAN, do SISFAD e informações socioambientais.

Downloads 1354  1354  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.ufpr.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!O clima como um dos fatores de expansão da cultura da soja no Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Gross Popular Versão: 
Atualização:  9/5/2012
Descrição:
ALMEIDA, Ivan Rodrigues de

O clima pode ser considerado como um dos componentes mais importantes do ambiente ao estabelecer limite às atividades humanas e à sua organização na superfície da Terra. Entre essas atividades, a agricultura exerce papel fundamental ao produzir alimentos e garantir o comércio entre as nações por intermédio da produção de excedentes. A cultura da soja coloca o Brasil no mercado internacional como o segundo maior produtor mundial, e com a participação interna liderada pelos estados do Mato Grosso, Paraná e Rio Grande do Sul. A hipótese do presente trabalho sugere que as diferentes condições climáticas no território brasileiro têm favorecido a migração dos polos de produção até então concentrados na Região Sul para a Região Centro-Oeste, produzindo impactos ambientais e acentuando desigualdades sociais. No desenvolvimento dos objetivos constatou-se essa afirmativa avaliando-se as condições da distribuição fundiária e da produção, caracterizando a menor variabilidade da pluviosidade no estado do Mato Grosso, bem como o regime e distribuição da pluviosidade, por intermédio de técnicas de geoprocessamento e da elaboração de um sistema de análise e consulta baseado nos recursos de navegação da internet, disponível em http://www.ivanrdea.pop.com.br.

Palavras-chave: Desenvolvimento regional. Impacto ambiental. Pluviosidade. Geoprocessamento. Glicyne max.

Downloads 1243  1243  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.unesp.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!Dinâmica sedimentar e hidrológica na confluência do rio Ivaí com o rio Paraná, município de Icaraím Popular Versão: 
Atualização:  5/9/2013
Descrição:
BARROS, Carolina Silva


O estudo das confluências de rios ainda é pouco destacado dentro da geomorfologia fluvial e da hidrologia comparado aos outros sítios dos sistemas fluviais. O rio Paraná e o rio Ivaí são rios tropicais de características particulares que se fundem a partir de sua área de confluência. É nesta área que este trabalho foi desenvolvido para compreender a dinâmica sedimentar e hidrológica da confluência desses rios, onde o acesso terrestre se dá pelo município de Icaraíma, no Paraná. Foram levantados quatro perfis transversais aos canais para coletas de dados e observações. Ao longo deste perfil foram coletadas carga de suspensão, de fundo e tomadas as medidas de velocidade da corrente, ao longo de um período de 8 meses. O primeiro perfil no rio Ivaí está num canal encaixado de curso sinuoso, muito próximo à confluência com o rio Paraná. O segundo perfil está localizado no canal secundário do rio Paraná, antes de encontrar o rio Ivaí, sendo o menos profundo de todos os perfis. Os terceiro e quarto pontos estão no rio Paraná, após a confluência, e distam um do outro apenas 500m. A dinâmica sedimentar apresentou uma quantidade 5 vezes maior de sedimento em suspensão no rio Ivaí do que no rio Paraná.

Palavras-chave: Confluência de rios. Canais fluviais. Dinâmica sedimentar. Dinâmica hidrológica.

Downloads 1239  1239  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.uem.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!A geografia do atrito: dialética espacial e violência em Campinas - SP Popular Versão: 
Atualização:  9/5/2013
Descrição:
MELGAÇO, Lucas de Melo

A presente dissertação tem como objetivo central promover uma discussão a respeito do diálogo entre a Geografia e o estudo da Violência. Porém, diferentemente da maioria das pesquisas feitas na área de violência urbana, as quais têm no método analítico o seu principal referencial teórico, procura-se, aqui, trazer uma reflexão dialética à questão. No atual período técnico-científico e informacional, torna-se impossível entender esta prática espacial denominada violência se a considerarmos apenas como um recorte analítico da realidade. É por este motivo que não pretendemos fazer uma “geografia da violência” ou, muito menos, uma “geografia do crime”, e sim uma geografia dos usos do território e das suas relações com a temática do crime e da violência. É necessário, então, um método que entenda o espaço geográfico enquanto um todo em movimento, um sistema indissociável de objetos e ações (SANTOS, 1997c, 1998, 1999a). Nessa busca por uma compreensão das relações entre território e violência, o Geoprocessamento se mostrou uma ferramenta de fundamental importância, tanto por suas potencialidades, quanto por suas limitações enquanto instrumento de representação do espaço geográfico. Aliando a técnica do Geoprocessamento à profundidade do método dialético foi possível se perceber o potencial da Geografia enquanto modo de compreensão da violência e, mais amplamente, enquanto instrumento de planejamento territorial. Nesta reflexão, alguns conceitos e autores aparecem com contribuições fundamentais, dentre eles o de território usado (SANTOS et al. 2000a), solidariedades geográficas (SANTOS, 1994, 1998), cotidiano (CERTEAU, 1994), além das concepções de poder e violência trazidas por Hannah Arendt (1994). Conclui-se que a violência urbana é uma questão de caráter muito mais político que propriamente técnico, e que a violência em Campinas-SP é fruto dos usos corporativos do território e das escolhas históricas feitas por esta cidade e pela formação socioespacial na qual está inserida. Pôde-se, ainda, vislumbrar o quanto a Geografia pode se aproximar de uma ciência da ação.

Palavras-chave: Dialética espacial. Planejamento territorial. Segurança pública. Uso do território. Violência.

Downloads 1235  1235  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma USP  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!Impacto do processo de inserção do aglomerado metropolitano de Curitiba nas redes globais sobre o me Popular Versão: 
Atualização:  23/9/2013
Descrição:
CROOPE, Silvana

Este trabalho apresenta uma proposta para o estudo da configuração mais atual do mercado de trabalho do setor de serviços da região de Curitiba, considerando o período a partir da década de 90, no processo de inserção nas redes globais. Essa pesquisa tem como ponto de partida o conceito de redes, mais uma abordagem sobre as relações entre globalização, emergência de cidades mundiais, e reestruturação produtiva enfocando o setor de serviços, bem como o reflexo da inserção de Curitiba nas redes globais sobre o mercado de trabalho local. Historicamente é possível verificar a intencionalidade de intervenção governamental nos processos de construção do espaço e nos mecanismos de regulação junto ao mercado de trabalho no Brasil, e em outra escala, Curitiba. Nos anos 90 a estrutura produtiva da região de Curitiba observa a diversificação da indústria principalmente no segmento de veículos leves, mas também com outras linhas de tecnologia, consolidando a integração de sua área urbana às de algumas cidades vizinhas em função de intensificação de seus relacionamentos, conferindo uma nova dimensão espacial, urbana e de serviços, observando então um melhor posicionamento local e relevante participação junto à Rede Urbana Brasileira. Assim, conclui-se que Curitiba sofreu alterações na configuração do seu mercado de trabalho do setor de serviços, tanto das empresas como da diversificação profissional, este com uma participação crescente no mercado considerando os outros setores econômicos, sofrendo impacto no contexto do processo de globalização, mas, até o presente, sem inserção direta nas Redes Globais.

Palavras-chave: Redes globais. Redes urbanas. Mercado de trabalho. Serviços.

Downloads 1217  1217  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.ufpr.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!A Geografia do Atrito Dialética espacial e violência em Campinas-SP Popular Versão: 
Atualização:  9/5/2013
Descrição:
A Geografia do Atrito Dialética espacial e violência em Campinas-SP

Lucas de Melo Melgaço

A presente dissertação tem como objetivo central promover uma discussão a respeito do diálogo entre a Geografia e o estudo da Violência. Porém, diferentemente da maioria das pesquisas feitas na área de violência urbana, as quais têm no método analítico o seu principal referencial teórico, procura-se, aqui, trazer uma reflexão dialética à questão. No atual período técnico-científico e informacional, torna-se impossível entender esta prática espacial denominada violência se a considerarmos apenas como um recorte analítico da realidade. É por este motivo que não pretendemos fazer uma “geografia da violência” ou, muito menos, uma “geografia do crime”, e sim uma geografia dos usos do território e das suas relações com a temática do crime e da violência. Faz-se necessário, então, um método que entenda o espaço geográfico enquanto um todo em movimento, um sistema indissociável de objetos e ações (SANTOS, 1997c, 1998, 1999a). Nessa busca por uma compreensão das relações entre território e violência, o Geoprocessamento se mostrou uma ferramenta de fundamental importância, tanto por suas potencialidades, quanto por suas limitações enquanto instrumento de representação do espaço geográfico. Aliando a técnica do Geoprocessamento à profundidade do método dialético foi possível se perceber o potencial da Geografia enquanto modo de compreensão da violência e, mais amplamente, enquanto instrumento de planejamento territorial. Nesta reflexão, alguns conceitos e autores aparecem com contribuições fundamentais, dentre eles o de território usado (SANTOS et al. 2000a), solidariedades geográficas (SANTOS, 1994, 1998), cotidiano (CERTEAU, 1994), além das concepções de poder e violência trazidas por Hannah Arendt (1994). Conclui-se que a violência urbana é uma questão de caráter muito mais político que propriamente técnico, e que a violência em Campinas-SP é fruto dos usos corporativos do território e das escolhas históricas feitas por esta cidade e pela formação sócio-espacial na qual está inserida. Pôde-se ainda vislumbrar o quanto a Geografia pode se aproximar de uma ciência da ação.

Palavras-chave: Uso do Território. Violência. Segurança Pública. Planejamento Territorial. Dialética Espacial.

Downloads 1182  1182  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.usp.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!Riscos ambientais na Bacia Hidrográfica do Ribeirão das Pedras, Campinas / São Paulo Popular Versão: 
Atualização:  5/9/2013
Descrição:
Ricardo de Sampaio Dagnino

Este trabalho trata dos riscos ambientais na Bacia Hidrográfica do Ribeirão das Pedras, uma importante sub-bacia do Ribeirão das Anhumas, no Município de Campinas, Estado de São Paulo. O Ribeirão das Pedras drena águas do Distrito de Barão Geraldo e dos Bairros Santa Genebra, Jardim Costa e Silva, Alto Taquaral, Jardim Primavera e outros. Nesta bacia se localizam os campi de diversas instituições de ensino e pesquisa como a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Pontifícia Universidade Católica de Campinas, além de diversas indústrias e estabelecimentos comerciais de grande porte. Na área da bacia, 29,7 km2, residem cerca de 36 mil habitantes, totalizando mais de 1200 hab/km2. O mapa final, elaborado com base na representação proposta por Journaux (1985), utilizou dados adquiridos em trabalhos de campo, além de outros resultados do Projeto Anhumas – Fapesp. Dentre o total de 120 situações de riscos mapeadas, os maiores, em área, foram identificados como riscos relacionados ao cultivo agrícola, com a utilização de agrotóxicos e o cultivo de Organismos Geneticamente Modificados (OGM), além das situações de riscos especiais, relacionados à presença da Unicamp e do Shopping Parque D. Pedro como as principais fontes de riscos da Bacia. Ao final, são feitas sugestões de continuidade para o estudo de riscos ambientais utilizando o mapeamento participativo de riscos e a proposta de cartografia elaborada com base em Journaux (1985).

Palavras-chave: Risco ambiental. Cartografia ambiental. Mapeamento de riscos. Poluição.

Downloads 1173  1173  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.unicamp.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações
Fazer Download agora!Papel das elites no desenvolvimento político e econômico do município de Uberaba (MG) - 1910 a 1960 Popular Versão: 
Atualização:  5/9/2013
Descrição:
WAGNER, Roberta Afonso Vinhal

A presente dissertação de mestrado analisa o papel das elites no desenvolvimento político e econômico do município de Uberaba, bem como os reflexos na produção do espaço geográfico, no período que se estende de 1910 a 1960. A partir de uma abordagem teórico-metodológica da Geografia histórica, procuramos compreender as relações de produção econômica, social, política e cultural na cidade mencionada, construindo uma análise das elites em sua diversidade, e do poder destes grupos em diferentes dimensões. O conhecimento da historicidade de determinados grupos sociais ajuda a explicar as transformações geográficas ocorridas em seu espaço, e impede a construção de modelos que não condizem com a realidade. Nesta perspectiva, é imprescindível compreender a (re)construção do poder hegemônico destas elites, como também seus valores e estratégias. No desenrolar da pesquisa, constatamos que o político, enquanto instrumento de manutenção do poder nas relações econômicas,elaborou, em Uberaba (1910-1960), teias sociais que formaram uma sociedade resistente ao processo de desenvolvimento capitalista.

Palavras-chave: Geografia histórica. Geografia política. Elites. Poder. Uberaba-MG.

Downloads 1171  1171  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.ufu.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 (11) 12 13 14 15 16 17 »