Educadores

Ínicio : Espanhol : Dissertações : 

Produções de Profissionais da Seed: Dissertações (4)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Popularidade (Do mais para o menos procurado)

Categoria: Espanhol Dissertações
Fazer Download agora!Formando leitores na era digital: reflexões sobre a abordagem da leitura no ensino de E/LE através d Popular Versão: 
Atualização:  19/4/2012
Descrição:
Formando leitores na era digital: reflexões sobre a abordagem da leitura no ensino de E/LE através do mundo virtual

LIMA, Francis Chagas
Este trabalho trata-se de um estudo documental de caráter descritivo, no qual pesquisamos a abordagem de leitura presente nos sites que oferecem gratuitamente materiais didáticos para o ensino de espanhol como língua estrangeira. Pressupõe-se que a formação de leitores deve ser uma preocupação de todos que se dedicam à docência. Costuma-se, porém, relacionar essa questão somente ao trabalho do alfabetizador, ou aos professores de língua materna. Isso pode dever-se a uma visão tradicional de leitura como decodificação, ou seja, como conhecimento e manejo de letras, sílabas, palavras e frases. No entanto, ler envolve diferentes aspectos, habilidades e conhecimentos que são ativados desde o primeiro contato com o texto, considerando aqui a visão sociointeracional. Tomamos por base teóricos como Kleiman (1999, 2004), Junger (2007, 2009), Moita Lopes (1996, 2002) e Koch (1997) para fundamentar sobre a compreensão leitora. Os estudos de Santos (2005, 2007) e Lajolo (2001) foram utilizados na questão da formação de leitores e professores, além de Marcuschi (2004), Ribeiro (2005) e Vieira (2007) considerados na temática referente ao letramento digital e educação. Pesquisas linguísticas realizadas no Brasil pelo Ministério da Educação têm reconhecido que o ensino de uma segunda língua possibilita inúmeros benefícios, fato este que é mencionado nos próprios PCNs de língua estrangeira. O desenvolvimento de estratégias e conhecimentos requeridos durante a leitura pode ser um deles. No ensino de Espanhol na Educação Básica do Rio de Janeiro, não há a adoção obrigatória de livros didáticos, favorecendo a seleção e elaboração de exercícios pelos professores. Nesse sentido, o uso da Internet tem surgido como fonte para a coleta de materiais, já que ela apresenta uma variedade de textos, gêneros e atividades aplicáveis em sala de aula. Pensando nesta situação, propomos observar as abordagens de leitura para ensino de língua espanhola presentes nesse suporte, a partir da observação das atividades sugeridas na rede e da avaliação de suas propostas. Para isso, em nossa pesquisa, objetivamos suscitar reflexões sobre a abordagem leitora em propostas de ensino-aprendizagem de E/LE, realizando um levantamento nos sites que oferecem materiais didáticos aos professores de Espanhol, discutindo se favorecem ou não a formação de leitores competentes. Apesar do crescimento do uso da Internet, observamos que ainda é necessário preparar o leitor tanto para ler no ambiente virtual, quanto para uma prática de leitura sociointeracional. Também é preciso enfatizar que a leitura considera o texto verbal e o não-verbal. Enfim, neste trabalho apresentamos o material encontrado, descrevemos suas características e discutimos a abordagem leitora adotada, utilizando uma abordagem de análise qualitativa.

Palavras-chave: Compreensão leitora. Ensino de língua estrangeira. Escola e o uso das novas tecnologias. Leitura via Internet.

Downloads 8810  8810  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UERJ  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Espanhol Dissertações
Fazer Download agora!O Canto Doloroso de José Emilio Pacheco: Da imagem inicial de Tenochtitlan ao caos da vida moderna Popular Versão: 
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
SILVA JÚNIOR, Antonio Ferreira da

O México Subterrâneo e o aparecimento de suas primeiras manifestações artísticas e culturais. A historiografia poética mexicana e o surgimento do canto elegíaco de José Emilio Pacheco. A cidade como espaço fragmentado e a imagem do caos da modernidade. O discurso poético simbólico de Pacheco e a construção de uma identidade mexicana no cenário da globalização mundial.

Downloads 5130  5130  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFRJ  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Espanhol Dissertações
Fazer Download agora!O uso do presente e do pretérito indefinido do espanhol por alunos brasileiros universitários  Popular Versão: 
Atualização:  23/4/2012
Descrição:
RODRIGUEZ, Monica Nariño Rodriguez

Esta dissertação descreve o uso do Presente do Indicativo e do Pretérito Indefinido do Indicativo, da Língua Espanhola, por alunos brasileiros, universitários, aprendizes de espanhol como Língua Estrangeira. Pretendemos com este estudo contribuir para a reflexão de pesquisadores de Linguística Aplicada e professores de Espanhol como língua estrangeira . O objetivo desse estudo é descrever o uso do Presente do Indicativo e do Pretérito Indefinido do Indicativo da Língua Espanhola por alunos brasileiros, universitários, aprendizes de espanhol como Língua Estrangeira, constatando que os aprendizes de espanhol como língua estrangeira trocam a primeira pessoa do singular pela terceira pessoa do singular e vice-versa, nos tempos verbais acima indicados. Os verbos investigados na nossa pesquisa são: jugar, dar, poner, ir, tener, salir, hacer e decir. Assim, nos baseamos nas teorias de Aquisição e Aprendizagem de Língua Estrangeira, focalizando nosso estudo na transferência, na interlíngua, na noção de fossilização e no estudo com foco na forma. Para tanto, descrevemos os tempos verbais que servem de base para nossa pesquisa. Nossas hipóteses iniciais eram que as referidas trocas aconteciam por influência da língua materna ou por transferência da terminação verbal do presente para o pretérito e que os equívocos diminuem à medida que aumenta o nível de proficiência dos aprendizes deste estudo.

Palavras-chave: Aquisição de línguas estrangeiras. Tempos verbais. Ensino e aprendizagem.

Downloads 4815  4815  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFRGS  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Espanhol Dissertações
Fazer Download agora!A leitura compreensiva em espanhol língua estrangeira: como trabalhar? que outros caminhos empregar? Popular Versão: 
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
BECHEL, Andrea Maria Crestani

(Re)ver a prática de leitura e compreensão do professor de língua estrangeira e contribuir para outros caminhos, é a proposta desta dissertação. Embora muito se discuta sobre a questão da leitura, percebemos que a ação do professor em sala de aula ainda permanece norteada por tradicionais concepções de leitura e compreensão. (Re)pensar o sujeito aluno; o sujeito professor e a prática de leitura compreensiva em língua estrangeira, através da Análise do Discurso, de linha francesa: é a principal discussão deste estudo. Aqui entendemos o sujeito sócio-histórico e ideológico e o processo de leitura e compreensão como produção de sentidos e o professor como agente desse processo de produção permitindo voz e vez aos sujeitos-alunos. Por conseguinte, contribuir e propor caminhos para instigar o profissional de língua estrangeira, neste estudo especificamente o professor de língua espanhola, a buscar outros gestos, outros olhares, para termos outras leituras, outras compreensões e, conseqüentemente outros sujeitos-alunos e sujeitos-professores inseridos em diversos contextos sociais.

Palavras-chave: Leitura compreensiva. Análise do Discurso. Produção de sentidos. Sujeito-aluno. Sujeito-professor.

Downloads 4789  4789  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Espanhol Dissertações
Fazer Download agora!Contos de fadas nas aulas de Espanhol como língua estrangeira Popular Versão: 
Atualização:  14/9/2011
Descrição:
SILVA, Flávia Conceição Ferreira da

Considerando a produção escrita uma prática social, destacamos o desenvolvimento de atividades textuais em que seja trabalhado o gênero escolar Contos de Fadas, com o objetivo de verificar: a) quais tempos e aspectos verbais estão sendo usados na construção da temporalidade narrativa, bem como os marcadores temporais que indiciam as fases constitutivas do texto; b) e se o corpo do texto está sendo estruturado considerando-se os planos do discurso. O corpus dessa pesquisa foi composto por vinte e seis textos considerados como Contos de Fadas pelos alunos do sexto e do oitavo períodos do curso de Letras/espanhol (segundo semestre de 2002), da Universidade Federal de Pernambuco.

Downloads 4523  4523  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Federal de Pernambuco  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Espanhol Dissertações
Fazer Download agora!Formas de Tratamento no Espanhol de Buenos Aires (Argentina) e no Português de Curitiba (Brasil) Popular Versão: 
Atualização:  23/4/2012
Descrição:
FOTI, Lidia Beatriz Selmo de

Das dificuldades de aquisição apresentadas pelos estudantes brasileiros e dos diversos problemas na utilização adequada das formas de tratamento (F/T), surge a necessidade de definir as nuances de sua utilização tanto em Buenos Aires (Argentina), quanto em Curitiba (Brasil). Perguntas a esse respeito aparecem em sala de aula com frequência, em especial formuladas pelos alunos que em sua vida profissional devem utilizar o espanhol nas relações comerciais com os países membros do MERCOSUL, ou com outros países hispânicos. As dúvidas dos aprendizes referem-se à adequação de seu discurso, quando há necessidade de apresentar relatórios, redigir correspondências ou manter relações sociais diretas em casos de atendimento pessoal ao cliente.
As dificuldades não se restringem a esses âmbitos, pois surgem também como erros recorrentes dos aprendizes brasileiros de espanhol, principalmente, quando devem fazer uso das F/T, em textos escritos, considerando o contexto como um todo. Os problemas mencionados aparecem tanto entre os alunos do nível básico quanto os do avançado, e são constatados em diferentes grupos de alunos. As mencionadas dificuldades são de uso sociopragmático e do uso correto da flexão morfológica do verbo, quanto do uso adequado dos pronomes anafóricos da coesão. No presente estudo foram consideradas as produções escritas dos alunos do Centro de Línguas da Universidade Federal do Paraná.
Como o uso das F/T em espanhol e em português é explicado pelos respectivos gramáticos e é trabalhado pelos livros didáticos de espanhol como LE, é possível que o problema resida no fato de que tanto os professores quanto os manuais não levam em consideração o aspecto sociopragmático: em que contexto se usa usted ou tú ou vos em Buenos Aires? Do mesmo modo, cabem as perguntas: em que contexto são usados você e o senhor / a senhora em Curitiba? Existe equivalência de uso? Por este motivo nesta dissertação examinaremos as F/T citadas acima de ambas as cidades sob o aspecto sóciopragmático de uso real em jornais de grande circulação.
Após examinar os dados coletados nos suplementos dominicais dos jornais de Buenos Aires e de Curitiba, chegamos a algumas conclusões que podem servir de subsídio ao ensino de espanhol aos falantes de português.

Palavras-chave: Formas de tratamento. Análise Contrastiva. Sociopragmática. Voseo. Ustedo. Você. o Senhor.

Downloads 4503  4503  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Espanhol Dissertações
Fazer Download agora!A (inter)língua do além-mar: o contato lingüístico e as representações da língua espanhola na mídia  Popular Versão: 
Atualização:  8/5/2008
Descrição:
LOPES, Eduardo Vessoni

Este trabalho tem como objeto de estudo a análise de textos e imagens extraídos dos meios de comunicação e produção escrita de alunos aprendizes de espanhol, e as diferentes representações que aparecem nesses documentos acerca da América Latina e da Espanha.

Downloads 4290  4290  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma USP  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Espanhol Dissertações
Fazer Download agora!Linguística de corpus e ensino de espanhol a brasileiros: descrição de padrões e preparação de ativi Popular Versão: 
Atualização:  23/4/2012
Descrição:
JACOBI, Claudia Cecilia Blaszkowski de

O objetivo do estudo descrito aqui é utilizar instrumentos da Linguística de Corpus (LC), tais como concordâncias e descrição de língua baseada em padrões e informação frequencial, na preparação e utilização de material didático para o ensino de espanhol a brasileiros.
A Linguística de Corpus é uma área da Linguística que se dedica à pesquisa através da observação de uma grande quantidade de textos naturais armazenados eletronicamente (corpus) e analisados através de programas de computação capazes de selecionar, ordenar, contar e calcular.
Embora existam hoje dicionários, gramáticas e material didático em geral para o ensino de inglês baseados em corpora, o mesmo não ocorre em relação ao espanhol. Dessa forma, este trabalho busca fazer uma contribuição original para a LC ao expandir suas aplicações ao ensino de espanhol no contexto brasileiro, no que se refere ao desenvolvimento de material didático.
No presente estudo são descritos os padrões de uso de decir/hablar/falar; mesmo/mismo e mientras/en cuanto/aunque. A partir da descrição desses padrões são organizadas atividades didáticas. Por último, é avaliada a reação dos alunos frente a esse tipo de atividade. A escolha desses temas obedeceu tanto a dúvidas e dificuldades manifestadas pelos meus alunos, como à escassez de informação contida nos livros didáticos e nas gramáticas de referência.
Os resultados indicaram que, a partir da análise de concordâncias e da descrição de padrões de uso de palavras ou estruturas, é possível desenvolver atividades que propiciam a conscientização linguística e a independência do aluno. A análise das respostas aos questionários indica que a metade dos alunos reage positivamente às atividades baseadas em concordâncias e que alguns reconhecem nesse tipo de trabalho uma forma diferente de aprender, que estimula a reflexão, o trabalho em grupo e a independência na aprendizagem.

Palavras-chave: Linguística de corpus. Ensino de L2. Material didático.

Downloads 4161  4161  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PUC-SP  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Espanhol Dissertações
Fazer Download agora!A interferência lexical e a compreensão leitora em espanhol como língua estrangeira  Popular Versão: 
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
LIMA, Christiane Alves de

Nesta dissertação conduziu-se um estudo de caso com uma turma de aprendizes brasileiros de língua espanhola em uma instituição de ensino superior militar localizada no Estado do Rio de Janeiro. O objetivo era investigar o comportamento dos informantes durante o acionamento de estratégias metacognitivas de inferência lexical no processamento da compreensão leitora em textos específicos de sua área profissional-militar. Analisou-se a importância do léxico nas diferentes concepções de leitura e no ensino de leitura de acordo com cada vertente. Avaliou-se o papel da metacognição para o desenvolvimento da compreensão a partir de algumas pesquisas recentes voltadas para o ensino das línguas materna e estrangeira. Com base nestes estudos, decidiu-se observar os procedimentos adotados pelo aprendiz de uma língua estrangeira durante a leitura, em espanhol, a partir de momentos distintos: com e sem instrução de estratégias metacognitivas de inferência lexical, levando-se em consideração a proximidade lingüística entre LM e LE. Os dados foram coletados através de instrumentos introspectivos e analisados quantitativa e qualitativamente. Os resultados da análise demonstram que o informante não consegue ativar o uso de estratégias metacognitivas de forma adequada e, tampouco, desenvolve uma consciência crítica das sutilezas lingüísticas que diferenciam o português do espanhol.

Downloads 3944  3944  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Espanhol Dissertações
Fazer Download agora! A construção da habilidade comunicativa em língua estrangeira na voz dos alunos: o caso da língua Popular Versão: 
Atualização:  27/9/2011
Descrição:
SUMAN, Rosane Schumann



Neste estudo se analisa a concepção de aprendizagem, no dizer do aluno, da construção da habilidade comunicativa em LE (língua estrangeira). Os sujeitos pesquisados é um grupo de seis alunas universitárias, cuja idade varia entre os 20 e 25 anos, e que estudam o espanhol como LE no curso de Secretariado Executivo em uma IES no Vale do Itajaí, SC. Os dados provêm: (1) de gravações sobre as atividades pedagógicas, feitas durante as aulas do semestre letivo de 2004/1; (2) de textos escritos que expressam a opinião das alunas de “como se aprende uma LE”; (3) de entrevistas individuais e de observações feitas pela pesquisadora e registradas em seu diário de classe. Procura-se analisar estes dados comparando-os a várias teorias de aprendizagem que são também apresentadas ao longo do estudo. A análise dos dados se faz via interpretação, para uma compreensão de como se produzem alguns significados/sentidos no desencadear do processo de aprendizagem para o desenvolvimento da habilidade comunicativa em LE. Os resultados da análise indicam que os alunos aprendem: lendo e escutando; comunicando-se

através de mensagens significativas; relacionando a língua estrangeira com a sua experiência pessoal e profissional; exercitando esta LE através de exercícios motivadores; escrevendo e falando; expondo-se contínua e freqüentemente ao novo idioma; interagindo nesta LE com colegas e professores; relacionando a língua estrangeira com sua LM (língua materna), mas também produzindo diretamente na nova língua; repetindo estruturas e palavras; pesquisando, para assim poder desvelar o novo idioma por sua própria conta; quando a representação escrita da LE acompanha simultaneamente a oralidade; quando o professor explica, corrige e ajuda o aprendiz, ou seja, está presente para atuar como mediador da aprendizagem; quando o professor leva em conta a afetividade do educando, assim como o seu estilo cognitivo individual de aprendizagem; quando estão motivados para a aprendizagem, envolvendo-se espontaneamente dentro de sala de aula, assim como fora dela. Outros aspectos importantes para a aprendizagem de uma LE também foram levantados, tais como: o ensino de uma língua estrangeira deve obedecer a um processo

ordenado, com uma progressão estruturada e seqüenciada; aprender uma LE é mais complexo que a LM; dominar um novo idioma requer amplo conhecimento do seu léxico; o reforço visual ajuda a fixar o que está sendo aprendido. Concluindo, o estudo também apresenta, nas considerações finais, os resultados pedagógicos considerados relevantes para a temática desta pesquisa. Dessa forma, este trabalho pretende contribuir para a discussão dos estudos relacionados à educação, que têm como campo de investigação a linguagem, em especial as investigações sobre o ensino e a aprendizagem de idiomas.

Palavras-chave: Aprendizagem da LE. Motivações da Aprendizagem. Teorias da
Aprendizagem.

Downloads 3803  3803  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma  Universidade Regional de Blumenau – FURB  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


(1) 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 »