Educadores

Ínicio : Pedagogia : Teses : 

Produções de Profissionais da Seed: Teses (22)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Data (antigos listados primeiro)

Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Filosofia, ética e educação na perspectiva de Ernst Cassirer Popular Versão: 
Atualização:  24/8/2009
Descrição:
FERNANDES, Vladimir

Esta tese visa contribuir para a reflexão educacional e ética a partir da filosofia de Ernst Cassirer. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica qualitativa com enfoque na produção teórica do referido filósofo. Embora Cassirer, em sua produção intelectual, não tenha escrito diretamente sobre pedagogia ou educação, nem explorado sistematicamente a questão ética, os problemas com os quais se preocupou no decorrer de sua produção filosófica fornecem subsídios importantes para uma reflexão nesse sentido.

Palavras-chave: Cassirer. Educação. Ética. Filosofia. Formas simbólicas.

Downloads 1626  1626  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma USP  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Vozes de mulheres : educação, universidade e trabalho nos anos 40 e 50 do Século XX Popular Versão: PDF
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
TESSELER, Fani Averbuh

Este trabalho investiga como se desenvolveu a trajetória profissional de mulheres que passaram pela universidade nas décadas de 40 e 50 do século XX, pela escuta de suas memórias sobre suas trajetórias educativas, profissionais e familiares. Objetiva escutar a história da relação entre as possibilidades de acesso ao ensino superior e profissionalização para mulheres, na década de 1950, em Porto Alegre, seu significado como instituidor de identidade, limites e abrangências tendo em vista trajetórias profissionais e de vida de algumas mulheres - o que inclui o casamento como marco fundamental porque definidor de possibilidades e trajetórias e o significado social atribuído ao diploma profissional, dado por elas mesmas e pela sociedade onde se inserem, ou seja, um determinado tempo, um certo lugar e pelas pessoas com quem viveram e conviveram. As mudanças em curso não modificaram as posições das mulheres nas relações de gênero, pois a subordinação em relação ao homem se manteve, mesmo portadoras de diploma de educação superior, o que possibilitaria o acesso de algumas mulheres ao trabalho e, consequentemente, à situações e formas próprias de alcançar dinheiro, o que poderia significar liberdade, independência e autonomia, elas optaram por manter a tradição quanto aos papéis e lugares de gênero na família. A permanência em posições e lugares de marginalidade nas relações de gênero, apesar das possibilidades econômicas construídas pelo título, mostra que este não assegurava, por si só, o cumprimento dessas mudanças.

Palavras-chave: Gênero. História da educação. História oral. Memória.

Downloads 978  978  Tamanho do arquivo 924.88 KB  Plataforma Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRG  Site http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/18381
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Problematizando o “Bullying” para a realidade brasileira Popular Versão: PDF
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
CATINI, Nilza

O trabalho consiste numa investigação inicial sobre o "bullying" na realidade brasileira a partir de sua manifestação em uma escola pública da periferia de Campinas (SP). Paralelamente, apresenta manifestações da violência na comunidade na qual os participantes residem. O estudo envolveu 41 participantes, de 8 a 15 anos, de um Núcleo Comunitário e os dados foram coletados em duas etapas, compostas por um desenho e uma entrevista individual, semidirigida e gravada. Os participantes caracterizaram o "bullying" a partir de seu referencial enquanto agressores (16%), vítimas (29%) e espectadores. De seus relatos depreende-se: decadência de valores como a solidariedade e sentimento de impotência por parte dos espectadores; ansiedade e insegurança devido à expectativa de novas agressões, revolta, sentimento de impotência, autoculpa, e reflexos negativos na autoestima por parte das vítimas; insensibilidade pelo sentimento do outro, valores preconceituosos e formação de grupos que se utilizam de estratégias violentas por parte dos agressores. Das manifestações de violência na comunidade sobressaem-se as relacionadas ao tráfico e uso de drogas. As discussões têm como referência a crítica à ética competitiva e individualista, cujos valores tendem a favorecer a manifestação das diversas violências. Apresentam, ainda, o contraponto entre competição e cooperação.

Downloads 562  562  Tamanho do arquivo 2.32 MB  Plataforma Pontifícia Universidade Católica de Campinas   Site http://www.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br/
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Reuniões pedagógicas e autoconfrontações: possíveis espaços de desenvolvimento profissional na escol Popular Versão: PDF
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
FOGAÇA, Francisco Carlos

Esta pesquisa tem por objetivo estudar as reuniões pedagógicas e os procedimentos de autoconfrontação como possíveis espaços de desenvolvimento profissional e de formação continuada e os conflitos e as relações de poder neles vivenciados. Além disso, analisa o agir dos sujeitos da pesquisa em reuniões pedagógicas, suas representações iniciais sobre as reuniões e sobre os conflitos que nelas ocorrem – a pesquisa investiga se tais representações são mantidas, revistas, modificadas a partir das autoconfrontações. Descreve e analisa os tipos de conflitos, polarizações e relações de poder manifestadas nas reuniões pedagógicas e também nas autoconfrontações. Esta pesquisa foi realizada em um contexto de escola pública, em um município do estado do Paraná. Foram gravadas reuniões pedagógicas em vídeo, além de entrevistas e autoconfrontações (simples e cruzada) com os três sujeitos da pesquisa (um professor de geografia, uma professora de matemática e uma de inglês). Os dados da pesquisa são transcrições feitas a partir de entrevistas, de momentos selecionados das reuniões gravadas em vídeo e das autoconfrontações. Para a análise foram utilizados procedimentos oriundos do Interacionismo Sociodiscursivo (ISD), principalmente, e dos Estudos Críticos do Discurso, com categorias originadas a partir dos dados. As principais teorias e autores que embasam o estudo são o Interacionismo Sociodiscursivo (BRONCKART, 1998, 2003, 2006, 2007, 2008, 2009), as idéias de Vygotsky (2000, 2005) relacionadas a desenvolvimento e aprendizagem; a noção de discurso e poder a partir de Foucault (1982, 2006) e dos estudos Críticos do Discurso (Van Dijk, 2008); a escola como locus de formação continuada (CANDAU, 2003); as reuniões pedagógicas como espaços de desenvolvimento (VASCONCELLOS, 2009; TORRES, 2010) e as autconfrontações como procedimentos metodológicos de coleta de dados e de formação profissional (CLOT, 1998, 2004, 2006a, 2006b; FAÏTA, 1997; FAÏTA et AL, 2000). A pesquisa mostrou que tanto as reuniões pedagógicas como as autoconfrontações podem ser espaços de desenvolvimento profissional, desde que os conflitos (e relações de poder) que neles ocorrem possam agir como catalisadores de desenvolvimento, o que Bronckart (2007) chama de apropriação do debate interpretativo, ou a conversão de artefatos culturais em instrumentos (MACHADO e BRONCKART, 2009).

Palavras-Chave: Desenvolvimento profissional. Conflito. Relações de poder. Reuniões pedagógicas. Autoconfrontação.

Downloads 7616  7616  Tamanho do arquivo 1.31 MB  Plataforma Universidade Estadual de Londrina - UEL  Site http://www.uel.br
Avaliação: 10.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Sentidos da democracia na escola : um estudo sobre concepções e vivências Popular Versão: PDF
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
MEDEIROS, Isabel Letícia Pedroso de

A presente tese de doutorado constitui-se de um estudo de caso sobre concepções e vivências da democracia na escola, na perspectiva de docentes e de estudantes. Trata-se de uma investigação qualitativa, em três escolas da rede pública municipal de Porto Alegre, a qual apresenta um contexto significativo em termos de implementação de mecanismos formais de gestão democrática em nível de sistema e de escolas. O referencial teórico-metodológico, desenvolvido nos quatro capítulos iniciais, traz conceitos de democracia, política e participação, a partir de várias vertentes teóricas e políticas, e a abordagem dos significados e temas significativos na articulação entre democracia e educação. Como se trata de um estudo de caso, também são apresentadas referências sobre a escola como foco de estudo. A coleta de dados se realizou considerando duas manifestações de discurso: o texto escrito dos projetos político-pedagógicos e os regimentos escolares, bem como entrevistas com os diretores de escola e com professores e alunos do terceiro ciclo do Ensino Fundamental. Na construção do dispositivo teórico-analítico salienta-se os estudos sobre linguagem, língua e a análise do discurso fundamentado em Michel Pêcheux e Eni Orlandi. No quarto capítulo, foi feita uma breve contextualização histórica da rede municipal de ensino na qual estão inseridas as escolas estudadas. Os quinto, sexto e sétimo capítulos trazem a análise de cada uma das escolas pesquisadas, apresentando uma contextualização da escola, a descrição e interpretação das entrevistas e um fechamento de cada capítulo, abordando regularidades e contradições entre os discursos. Na Escola I, a análise dos discursos possibilita a interpretação de que existe um projeto democrático próprio, que não é uma mera resposta às diretrizes externas. Muito embora em termos de planejamento e avaliação haja a evocação de uma memória da escola tradicional, com uma concepção de currículo fragmentada, organizada em conteúdos disciplinares hierarquizados. Em relação à Escola II, a análise direcionou para a conclusão de que nessa escola há uma ênfase na gestão dos processos administrativos e abertura para a participação docente, com pouca participação de outros segmentos da comunidade escolar. Na Escola III, destaca-se, a partir da interpretação, a democracia formal representativa como prática predominante, através do conselho escolar e participação em processos eleitorais, com pouca participação e envolvimento direto dos sujeitos sociais nos processos de gestão. Nas considerações finais são apresentadas as conclusões gerais do estudo realizado, retomando o referencial teórico e as questões que mobilizaram a investigação: enquanto nos textos dos projetos político-pedagógicos há a articulação entre processos de representação e de participação direta, destaca-se nos discursos dos entrevistados a democracia formal representativa como principal prática; a grande maioria dos estudantes apresenta uma frágil memória discursiva sobre democracia, evocando os discursos veiculados na mídia; sobre as perspectivas de avanço, há diferenças entre as três escolas, já que na primeira a ênfase está em aprofundar e aprimorar os processos de participação, envolvendo mais os estudantes; na Escola II, os professores acreditam que o avanço depende de questões externas à escola, porém, os estudantes reivindicam mais participação para o seu segmento; na Escola III, os docentes sugerem trabalhar mais com temas ligados à cidadania e vivência democrática, enquanto os estudantes apontam desde a melhoria do ensino, da disciplina, das condições físicas do prédio, até a ânsia por mais liberdade e participação. Ainda nas considerações finais dá-se destaque para: a constituição de redes em defesa da democracia e da democratização da educação - a participação dos atores sociais na discussão, reflexão e elaboração de políticas educacionais, voz dos alunos e possibilidade de fomentar a formação para a política e para a democracia, investir na transformação da escola e conceber a construção da democracia como processo sem-fim, sempre inacabado.

Palavras-chave: Análise do discurso. Ensino fundamental Escola. Gestão Democrática. Participação. Pêcheux. Projeto pedagógico.

Downloads 542  542  Tamanho do arquivo 1.59 MB  Plataforma Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS  Site http://www.lume.ufrgs.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!O senso comum pedagógico : práxis e resistência Popular Versão: PDF
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
BENINCÁ, Elli

A tese faz uma reflexão sobre a questão-problema teoria e prática. O problema é evidenciado quando projetos político-pedagógicos com objetivos inovadores e revolucionários não conseguem transformar-se em processos de mudança social. Traz para o debate a construção e a condução de um projeto político-pedagógico, entendido como possibilidade e fator de coerência entre as intenções educacionais e a prática pedagógica.

Palavras-chave: Educação continuada. Projeto Político-Pedagógico. Teoria - Práxis. Senso comum. Filosofia.

Downloads 1084  1084  Tamanho do arquivo 1.82 MB  Plataforma UFRS  Site http://hdl.handle.net/10183/1542
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Formação de professores e avaliação educacional: o que aprendem os estudantes das licenciaturas dura Popular Versão: PDF
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
MENDES, Olenir Maria

O presente estudo, de cunho socioeducacional, teve como objeto a formação de professores e a avaliação educacional no ensino superior. Procurou-se identificar, nos cursos de licenciatura, as aprendizagens sobre avaliação propiciadas aos estudantes. Buscou-se, ainda, conhecer e discutir as condições favoráveis para que os estudantes das licenciaturas tornem-se professores, capazes de realizar a avaliação escolar. Para tanto, utilizou-se como referência os estudos de Freitas, Luckesi, Romão, Hoffmann, Vasconcellos, dentre outros, os quais procuram discutir avaliação em uma perspectiva crítica e sociológica, considerando, dentre outros aspectos, as relações de poder que a temática envolve. O presente estudo objetivou não só identificar, mas também compreender e explicitar os nexos entre o fazer cotidiano do trabalho pedagógico, no que se refere à avaliação e ao processo de formação de professores, a partir de sua realidade político-social, histórica e educacional. Em linhas gerais, este estudo representou a possibilidade de tornar mais explícito o conhecimento sobre o que se pensa, diz e faz sobre avaliação, e por isso oferece importantes elementos para reflexão e para eventuais transformações das práticas de avaliação, especialmente, e de formação de professores de modo geral.

Palavras-chave: Avaliação educacional. Cursos de licenciatura. Ensino superior. Formação de professores. Práticas avaliativas.

Downloads 2853  2853  Tamanho do arquivo 841.31 KB  Plataforma Universidade de São Paulo - USP  Site http://www.teses.usp.br/
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Formação em avaliação: a formação de docentes no enfrentamento de um processo de avaliação a serviço Popular Versão: PDF
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
TAVARES, Cristina Zukowsky

Nessa investigação articulada com a linha de pesquisa em Educação; Currículo e Avaliação da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo problematizei algumas questões relacionadas à hegemonia da “avaliação como medida” nas ações e concepções docentes; e a necessidade de a formação de professores fazer frente a um encaminhamento mais formativo e emancipatório em avaliação. A pesquisa teve como objetivo utilizar a reflexão e prática em avaliação como estratégia de formação; contribuindo para a construção e mudança de construtos teórico-práticos em avaliação a serviço da aprendizagem com docentes do Ensino Básico e Superior do Centro Universitário Adventista de São Paulo - Brasil. Intervir no curso da ação educacional enquanto se procedeu à investigação de natureza qualitativa foi uma opção metodológica coerente com a perspectiva crítico-dialética; interpretando a dinâmica da contradição existente na construção do real e as possibilidades de superação dessas contradições no decurso das ações. A pesquisa se caracterizou como uma pesquisa-ação em que as questões relacionadas com os desafios práticos e conceituais enfrentados pelos docentes na sala de aula se articularam com preocupações concernentes à formação continuada. Os seminários coletivos com os oito docentes participantes ( dezembro de 2004 a abril de 2006); as entrevistas individuais com docentes e discentes; a análise documental e o grupo focal de avaliação constituíram os procedimentos dessa investigação. Entendendo que o processo de mudança não se dá de uma vez; mas por aproximações sucessivas; a pesquisa indicou a relevância de um projeto de formação contínua e uma proposta de currículo e gestão educacional que permitissem ao docente formular um quadro teórico-prático mais amplo para nortear suas ações; dialogando a epistemologia da prática com estudos e investigações na área; abrindo caminhos que pudessem ser teorizados; discutidos e reconceptualizados. Embora mudanças radicais não tenham sido observadas nas concepções e práticas docentes em avaliação; uma progressão significativa pôde ser registrada por meio do depoimento dos participantes em processo e no grupo focal como uma contribuição para a sua autoavaliação da prática; um aumento de conflitos; contrastes e questionamentos diante da avaliação; uma diversificação das estratégias de atendimento ao aluno; e a oportunidade de refletir coletivamente sobre um tema tão complexo como a avaliação; o que desencadeou o fortalecimento de conceitos e atitudes um pouco mais críticas na análise das concepções que norteiam nossas práticas; muitas vezes solitárias; ingênuas e desvinculadas de um significado político; econômico e social mais amplo.

Palavras-chave: Avaliação formativa. Formação de professores. Currículo.

Downloads 17056  17056  Tamanho do arquivo 3.47 MB  Plataforma Pontifícia Universidade Católica - PUC-SP  Site http://www.ced.pucsp.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Cyberbullying em Portugal: uma perspectiva sociológica Popular Versão: PDF
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
PINHEIRO, Luzia

A dissertação consiste num estudo exploratório sociológico do fenómeno do cyberbullying entre os jovens portugueses universitários. Na sua componente teórica, faz uma exploração dos conceitos de bullying, cibercultura e cyberbullying, passando pela questão de como estudar o cyber, onde se avança com um modelo epistemológico, adoptando fundamentalmente o contributo fundamental de Gregory Bateson no estudo deste fenómeno emergente. Demonstrando a importância do desenvolvimento do conceito de quadro de interacção, sublinha-se a ambiguidade na comunicação entre seres humanos, defendido por Gregory Bateson. Neste sentido e ainda sob a influência de Bateson, é adoptada neste trabalho uma perspectiva interdisciplinar que inclui a psicologia social e a sociologia da comunicação. Tendo em conta que os fenómenos emergentes são de difícil estudo, foi adoptada uma estratégia de investigação combinando técnicas qualitativas e quantitativas que incluíram observação, grupos focais, entrevistas e inquérito. Assim sendo, este trabalho, cujo objectivo passava por explorar e definir as características do cyberbullying em Portugal, analisa o comportamento dos jovens universitários face ao mesmo, em termos de informação, atitudes e crenças mostrando que existe uma grande ambiguidade na forma como o fenómeno é visto e praticado.

Downloads 661  661  Tamanho do arquivo 3.23 MB  Plataforma Universidade do Minho - Portugal  Site http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/9870
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora! O Discurso sobre as Novas Tecnologias e a Subjetivação Docente: A Docência na Rede Popular Versão: PDF
Atualização:  11/5/2012
Descrição:
KLEIN, Rejane

Os discursos que circularam na revista Nova Escola descritos nesta tese foram percebidos como material integrante de uma rede discursiva mais ampla. Procurou-se mostrar como se ensina modos de ser docente e de se exercer a docência nos artigos, nas propagandas e nas notícias veiculadas pela revista, tomando como recorte o tema sobre as novas tecnologias. Alguns enunciados propagados pela publicação podem ser observados também em outros materiais, tais como: nos textos que tratam da criação do Ministério da Ciência e Tecnologia, dos projetos de educação via rádio, televisão e correspondências e ainda dos programas de informatização das escolas públicas. Nos textos da revista, associam-se saberes pedagógicos e da comunicação, produzindo-se efeitos de verdade, através dos quais os/as docentes são nomeados, classificados e posicionados. Os efeitos de verdade são criados através da recorrência a outros campos do saber e, também, por meio de alguns procedimentos observados na confecção da publicação, dentre eles: a recorrência à lógica binária, representando-se um certo modo de ser docente como modelo ideal e um outro como ultrapassado. Dentre os procedimentos, utiliza-se o passo-a-passo, ativando o dispositivo da gradualidade e os relatos de experiência apresentados como exemplos de práticas bem sucedidas. A análise do discurso aqui utilizada ancorou-se na perspectiva foucaultiana, valendo-se dos estudos arqueológicos e genealógicos. Nos discursos da revista são construídos dois modos de ser docente e de exercer a docência: o/a docente da era tecnológica e o da era pré-digital. O primeiro é mostrado como um sujeito pertencente à cultura digital ou em processo de aprendizagem desta. Este é representado como um sujeito autônomo, cooperativo, democrático, esforçado e criativo. É nomeado como professor/a pontocom, plugado/a, conectado/a. Exerce a docência interagindo com seus/suas alunos/as, é aberto a críticas, troca experiências com outros/as professores/as através da internet, atualiza-se constantemente. O segundo é mostrado como autoritário, despreparado, dependente e antiquado. Na sala de aula, torna os alunos/as passivos, o conhecimento está centrado nele/a, não aceita críticas. De modo geral, é classificado como tradicional e as deficiências da escola são atribuídas aos professores/as adeptos desta prática. Os/as docentes que se negam ou rejeitam a informatização das escolas não aparecem no discurso descrito.

Palavras-chave: Discurso. Tecnologias. Subjetivação. Mídia impressa.

Downloads 2045  2045  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Federal do Paraná - UFPR  Site http://www.ppgeufpr.pr.gov.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


(1) 2 3 4 5 »