Educadores

Ínicio : Pedagogia : Teses : 

Produções de Profissionais da Seed: Teses (22)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Data (novos listados primeiro)

Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Histórias de (re)provação escolar: vinte e cinco anos depois Popular Versão: PDF
Atualização:  11/5/2012
Descrição:
AMARAL, Daniele Kohmoto

Esta pesquisa busca contemplar um aspecto pouco explorado no campo educacional brasileiro ao abordar os sentidos, as repercussões e as marcas que experiências de consecutivas reprovações escolares no início da escolarização imprimem à trajetória escolar e à história de vida dos indivíduos. Para isso, partiu-se dos quatro estudos de caso apresentados por Maria Helena Souza Patto na obra A produção do fracasso escolar: histórias de submissão e rebeldia. Como se desdobraram as histórias escolares e de vida dessas pessoas? Como lidaram com a experiência de fracasso ao longo da escolarização? Que lugar a escola ocupou na vida dessas pessoas? Tendo essas questões como ponto de partida, a investigação envolveu pesquisa empírica e ampla revisão bibliográfica. Essa última contemplou análise do periódico Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos no período de 1991 a 2008 sobre o tema do fracasso escolar, além de outras obras de referência sobre o tema. O trabalho de campo foi realizado em um bairro na cidade de São Paulo constando de três etapas principais: 1) localização dos sujeitos; 2) realização de visitas domiciliares para realização de entrevistas (com e sem gravação) com roteiros semiestruturados e elaboração de registros ampliados sobre as visitas; 3) análise dos registros ampliados e das transcrições das entrevistas. Os procedimentos metodológicos exigiram o desenvolvimento de estratégias variadas para localização das quatro pessoas envolvidas, após mais de 25 anos do estudo inicial; desde contatos com antigos moradores, associações locais, diretoria de ensino e escola, até buscas em sítios na internet. As análises dos registros e das entrevistas tiveram como aporte teórico autores que trabalham com história oral e pesquisa (auto)biográfica e apontam para trajetórias escolares que tomaram direções bastante distintas. Percebemos que as vivências escolares não determinaram de modo linear os rumos da vida de nossos entrevistados. Suas trajetórias são frutos de uma complexa combinação que envolve relações e vivências com pessoas e instituições, inclusive escolares, que são interpretadas como (im)possibilidades de apoio ou incentivo. Situações por vezes imponderáveis, que resultam das relações com o mundo, com os outros e consigo mesmo. A vida é, portanto, perpassada por uma multiplicidade de pertencimentos e interferências; cada sujeito se constitui a partir dessa complexidade de relações com diversos grupos sociais e culturais. Desse modo, a escola mostrou-se, na visão dos próprios indivíduos, como uma das instituições que os compõem, dentre tantas outras.

Palavras-chave: Educação. Escolarização. Fracasso escolar. Histórias de vida.

Downloads 1437  1437  Tamanho do arquivo 1.15 MB  Plataforma Universidade de São Paulo - USP  Site http://www.teses.usp.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!As instituições especializadas e o movimento da inclusão escolar: intenções e práticas Popular Versão: PDF
Atualização:  11/5/2012
Descrição:
NERES, Celi Corrêa

Esta tese elegeu como tema de investigação as intenções e práticas das instituições especializadas frente ao movimento de inclusão escolar. Assim, a presente pesquisa dedicou-se a examinar as práticas educacionais que visam proporcionar a inclusão escolar dos alunos com deficiência na escola comum, por meio da análise do Programa de Apoio à Inclusão, desenvolvido por uma instituição especializada, identificando: a) o lugar que ocupam no interior do movimento de inclusão; b) a efetivação das práticas desenvolvidas pelo Programa para a inclusão escolar dos alunos com deficiência. O termo inclusão escolar foi adotado para referir-se a um grande movimento que surge no bojo das reformas educacionais da década de 1990 como uma proposição política de incorporação dos alunos que, historicamente, têm sido excluídos da escola. A inclusão dos alunos ditos excluídos passa a ser considerada como via de inclusão social, reafirmando o ideário da escola como instrumento de equalização social. Na educação especial, a inclusão em escolas comuns de alunos com deficiência é defendida como via de superação das condições de segregação e de exclusão social às quais foram historicamente submetidos. Para apreensão do objeto de estudo, a abordagem utilizada foi a do estudo etnográfico uma vez que, conforme aponta Rockwell (1989), permite abordar um objeto particular como parte de uma totalidade maior que o determina. Essa abordagem possibilitou apreender uma gama de elementos de análise, o que é fundamental para esse tipo de investigação que propõe estudar as práticas da instituição e, ao mesmo tempo, possibilita ao investigador utilizar um leque de fontes. Os instrumentos de coleta de dados utilizados foram: entrevistas focalizadas, análise documental e observação participante que proporcionaram a análise das práticas desenvolvidas pelas instituições que visam à inclusão escolar e a seus desdobramentos. Para atender ao objetivo da análise da extensão dessas práticas na inclusão dos alunos no ensino comum, elegeram-se também duas escolas da Rede Municipal de Ensino de Campo Grande, capital do Estado de Mato Grosso do Sul, que recebiam alunos com deficiência, encaminhados pela instituição pesquisada. A presente pesquisa revelou que a instituição especializada, por força do emergente movimento de inclusão escolar, deflagrou um processo de reorganização de suas práticas, implantando serviços direcionados especificamente à inclusão dos alunos com deficiência no ensino comum. A análise das ações desenvolvidas pela instituição, especificamente do Programa de Apoio à Inclusão, demonstrou que se constituem em uma iniciativa de manutenção dos serviços da instituição. Esta é pressionada a desenvolver atividades que atendam ao que postula o movimento de inclusão escolar. As ações do Programa de Apoio à Inclusão não têm conseguido, de fato, promover a inclusão escolar dos alunos no ensino comum, conforme os dados analisados, seja por limitações materiais do Programa, que tem dificuldade para viabilizar a indicação e o acompanhamento dos alunos atendidos, conforme planejamento e metas estabelecidas, seja por barreiras pedagógicas encontradas nas escolas que produzem uma pedagogia calcada na homogeneização.

Palavras-chave: Deficiência. Educação. Inclusão escolar.

Downloads 3441  3441  Tamanho do arquivo 842.65 KB  Plataforma Universidade de São Paulo - USP  Site http://www.teses.usp.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Ação docente, formação continuada e inclusão escolar Popular Versão: PDF
Atualização:  11/5/2012
Descrição:
ANDRADE, Simone Girardi

A tese investiga a temática ação docente, formação continuada e inclusão escolar, buscando compreender as relações entre a formação continuada e o projeto político-pedagógico em um sistema de ensino, além de focalizar e analisar as singularidades necessárias a propostas de formação que se associem à educação inclusiva.

Palavras-chave: Educação especial. Prática pedagógica. Educação. Projeto Político-Pedagógico. Professor. Formação Continuada. Inclusão Escolar. Rede Municipal de Ensino: Porto Alegre.

Downloads 2020  2020  Tamanho do arquivo 606.05 KB  Plataforma UFRS  Site http://hdl.handle.net/10183/6518
Avaliação: 8.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!A experiência e a pedagogia que nós surdos queremos  Popular Versão: PDF
Atualização:  11/5/2012
Descrição:
MIRANDA, Wilson de Oliveira

A tese trata das ferramentas dos Estudos Surdos. Baseado no pensamento teórico pós-estruturalista de Derrida, a partir da experiência de Joan Mèlich, são relatadas as experiências dos professores surdos sobre a Pedagogia dos Surdos. Evidenciando a diferença entre os estudos dos surdos inclusos nas escolas regulares e o ensino específico para surdos, ministrado por professores igualmente surdos.

Palavras-chave: Educação dos surdos. Língua Brasileira de Sinais. Pedagogia. Pós-estruturalismo.

Downloads 1235  1235  Tamanho do arquivo 470.69 KB  Plataforma UFRS  Site http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/13581
Avaliação: 10.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!A conectividade radical como princípio e prática da educação em Paulo Freire Popular Versão: PDF
Atualização:  11/5/2012
Descrição:
MAFRA, Jason Ferreira

Esta tese focaliza e problematiza a categoria conectividade subjacente à antropologia de Paulo Freire. Conectividade, princípio incidente em todas as coisas, é tomada aqui como uma condição que, no gênero humano, ganha centralidade em razão de sua natureza intencional, quer dizer, da consciência individual e histórica. Traduz-se, neste caso, por um conjunto de disposições epistemológicas, axiológicas e praxiológicas, dimensões componentes da totalidade existencial. Entre os objetivos centrais deste estudo, destacamos três: contribuir para o pensamento a respeito do sentido da conectividade no campo das ciências sociais, em especial o da Educação; explicitar as características dessa categoria na vida e na obra de Paulo Freire; apontar indicações e pistas possíveis à aplicabilidade prática e teórica desse descritor categorial. Embora tenha se estruturado a partir de subsídios de informações e elementos empíricos, esta pesquisa possui caráter predominantemente teórico. Para tanto, as reflexões aqui expostas se fundam nos exames e análises de vasta bibliografia e de outras fontes de natureza variada, como teses, dissertações, trabalhos de conclusão de curso, entrevistas, jornais, revistas, vídeos, áudios e documentos eletrônicos. À ideia de conectividade associa-se a noção de infância. O hibridismo dessas categorias deu origem à construção de uma metáfora que se materializou no arquétipo menino conectivo, autoimagem do educador, tomada por nós como instrumento de interpretação neste trabalho. Além do referencial paulo-freiriano, nossas análises se nutrem das categorias de autores que desenvolvem reflexões no campo do pensamento dialético, seja de origem marxista, seja da perspectiva da pós-modernidade crítica. O presente estudo revelou que a conectividade é uma categoria-mestra que, em Paulo Freire, aglutina e amarra um conjunto de outras categorias fundantes na forma de construir conhecimento, valores e práticas sociais. Este trabalho se consolidou também como um esforço para pensar o sentido dessa categoria como tema epocal e suas possíveis implicações na organização da vida, em favor da construção da cultura da planetaridade e da vida sustentável, em oposição à lógica desumanizadora do sistema-mundo fundado no paradigma da globalização predatória e, por sua natureza, opressora.

Palavras-chave: Paulo Freire. Conectividade. Epistemologia. Axiologia. Praxiologia. Infância. Educação libertadora. Comunidade. Paradigma.

Downloads 7189  7189  Tamanho do arquivo 1.29 MB  Plataforma Universidade de São Paulo - USP  Site http://www.prosaber.org.br/
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora! O Discurso sobre as Novas Tecnologias e a Subjetivação Docente: A Docência na Rede Popular Versão: PDF
Atualização:  11/5/2012
Descrição:
KLEIN, Rejane

Os discursos que circularam na revista Nova Escola descritos nesta tese foram percebidos como material integrante de uma rede discursiva mais ampla. Procurou-se mostrar como se ensina modos de ser docente e de se exercer a docência nos artigos, nas propagandas e nas notícias veiculadas pela revista, tomando como recorte o tema sobre as novas tecnologias. Alguns enunciados propagados pela publicação podem ser observados também em outros materiais, tais como: nos textos que tratam da criação do Ministério da Ciência e Tecnologia, dos projetos de educação via rádio, televisão e correspondências e ainda dos programas de informatização das escolas públicas. Nos textos da revista, associam-se saberes pedagógicos e da comunicação, produzindo-se efeitos de verdade, através dos quais os/as docentes são nomeados, classificados e posicionados. Os efeitos de verdade são criados através da recorrência a outros campos do saber e, também, por meio de alguns procedimentos observados na confecção da publicação, dentre eles: a recorrência à lógica binária, representando-se um certo modo de ser docente como modelo ideal e um outro como ultrapassado. Dentre os procedimentos, utiliza-se o passo-a-passo, ativando o dispositivo da gradualidade e os relatos de experiência apresentados como exemplos de práticas bem sucedidas. A análise do discurso aqui utilizada ancorou-se na perspectiva foucaultiana, valendo-se dos estudos arqueológicos e genealógicos. Nos discursos da revista são construídos dois modos de ser docente e de exercer a docência: o/a docente da era tecnológica e o da era pré-digital. O primeiro é mostrado como um sujeito pertencente à cultura digital ou em processo de aprendizagem desta. Este é representado como um sujeito autônomo, cooperativo, democrático, esforçado e criativo. É nomeado como professor/a pontocom, plugado/a, conectado/a. Exerce a docência interagindo com seus/suas alunos/as, é aberto a críticas, troca experiências com outros/as professores/as através da internet, atualiza-se constantemente. O segundo é mostrado como autoritário, despreparado, dependente e antiquado. Na sala de aula, torna os alunos/as passivos, o conhecimento está centrado nele/a, não aceita críticas. De modo geral, é classificado como tradicional e as deficiências da escola são atribuídas aos professores/as adeptos desta prática. Os/as docentes que se negam ou rejeitam a informatização das escolas não aparecem no discurso descrito.

Palavras-chave: Discurso. Tecnologias. Subjetivação. Mídia impressa.

Downloads 2712  2712  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Federal do Paraná - UFPR  Site http://www.ppgeufpr.pr.gov.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Cyberbullying em Portugal: uma perspectiva sociológica Popular Versão: PDF
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
PINHEIRO, Luzia

A dissertação consiste num estudo exploratório sociológico do fenómeno do cyberbullying entre os jovens portugueses universitários. Na sua componente teórica, faz uma exploração dos conceitos de bullying, cibercultura e cyberbullying, passando pela questão de como estudar o cyber, onde se avança com um modelo epistemológico, adoptando fundamentalmente o contributo fundamental de Gregory Bateson no estudo deste fenómeno emergente. Demonstrando a importância do desenvolvimento do conceito de quadro de interacção, sublinha-se a ambiguidade na comunicação entre seres humanos, defendido por Gregory Bateson. Neste sentido e ainda sob a influência de Bateson, é adoptada neste trabalho uma perspectiva interdisciplinar que inclui a psicologia social e a sociologia da comunicação. Tendo em conta que os fenómenos emergentes são de difícil estudo, foi adoptada uma estratégia de investigação combinando técnicas qualitativas e quantitativas que incluíram observação, grupos focais, entrevistas e inquérito. Assim sendo, este trabalho, cujo objectivo passava por explorar e definir as características do cyberbullying em Portugal, analisa o comportamento dos jovens universitários face ao mesmo, em termos de informação, atitudes e crenças mostrando que existe uma grande ambiguidade na forma como o fenómeno é visto e praticado.

Downloads 869  869  Tamanho do arquivo 3.23 MB  Plataforma Universidade do Minho - Portugal  Site http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/9870
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Formação em avaliação: a formação de docentes no enfrentamento de um processo de avaliação a serviço Popular Versão: PDF
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
TAVARES, Cristina Zukowsky

Nessa investigação articulada com a linha de pesquisa em Educação; Currículo e Avaliação da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo problematizei algumas questões relacionadas à hegemonia da “avaliação como medida” nas ações e concepções docentes; e a necessidade de a formação de professores fazer frente a um encaminhamento mais formativo e emancipatório em avaliação. A pesquisa teve como objetivo utilizar a reflexão e prática em avaliação como estratégia de formação; contribuindo para a construção e mudança de construtos teórico-práticos em avaliação a serviço da aprendizagem com docentes do Ensino Básico e Superior do Centro Universitário Adventista de São Paulo - Brasil. Intervir no curso da ação educacional enquanto se procedeu à investigação de natureza qualitativa foi uma opção metodológica coerente com a perspectiva crítico-dialética; interpretando a dinâmica da contradição existente na construção do real e as possibilidades de superação dessas contradições no decurso das ações. A pesquisa se caracterizou como uma pesquisa-ação em que as questões relacionadas com os desafios práticos e conceituais enfrentados pelos docentes na sala de aula se articularam com preocupações concernentes à formação continuada. Os seminários coletivos com os oito docentes participantes ( dezembro de 2004 a abril de 2006); as entrevistas individuais com docentes e discentes; a análise documental e o grupo focal de avaliação constituíram os procedimentos dessa investigação. Entendendo que o processo de mudança não se dá de uma vez; mas por aproximações sucessivas; a pesquisa indicou a relevância de um projeto de formação contínua e uma proposta de currículo e gestão educacional que permitissem ao docente formular um quadro teórico-prático mais amplo para nortear suas ações; dialogando a epistemologia da prática com estudos e investigações na área; abrindo caminhos que pudessem ser teorizados; discutidos e reconceptualizados. Embora mudanças radicais não tenham sido observadas nas concepções e práticas docentes em avaliação; uma progressão significativa pôde ser registrada por meio do depoimento dos participantes em processo e no grupo focal como uma contribuição para a sua autoavaliação da prática; um aumento de conflitos; contrastes e questionamentos diante da avaliação; uma diversificação das estratégias de atendimento ao aluno; e a oportunidade de refletir coletivamente sobre um tema tão complexo como a avaliação; o que desencadeou o fortalecimento de conceitos e atitudes um pouco mais críticas na análise das concepções que norteiam nossas práticas; muitas vezes solitárias; ingênuas e desvinculadas de um significado político; econômico e social mais amplo.

Palavras-chave: Avaliação formativa. Formação de professores. Currículo.

Downloads 208366  208366  Tamanho do arquivo 3.47 MB  Plataforma Pontifícia Universidade Católica - PUC-SP  Site http://www.ced.pucsp.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Formação de professores e avaliação educacional: o que aprendem os estudantes das licenciaturas dura Popular Versão: PDF
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
MENDES, Olenir Maria

O presente estudo, de cunho socioeducacional, teve como objeto a formação de professores e a avaliação educacional no ensino superior. Procurou-se identificar, nos cursos de licenciatura, as aprendizagens sobre avaliação propiciadas aos estudantes. Buscou-se, ainda, conhecer e discutir as condições favoráveis para que os estudantes das licenciaturas tornem-se professores, capazes de realizar a avaliação escolar. Para tanto, utilizou-se como referência os estudos de Freitas, Luckesi, Romão, Hoffmann, Vasconcellos, dentre outros, os quais procuram discutir avaliação em uma perspectiva crítica e sociológica, considerando, dentre outros aspectos, as relações de poder que a temática envolve. O presente estudo objetivou não só identificar, mas também compreender e explicitar os nexos entre o fazer cotidiano do trabalho pedagógico, no que se refere à avaliação e ao processo de formação de professores, a partir de sua realidade político-social, histórica e educacional. Em linhas gerais, este estudo representou a possibilidade de tornar mais explícito o conhecimento sobre o que se pensa, diz e faz sobre avaliação, e por isso oferece importantes elementos para reflexão e para eventuais transformações das práticas de avaliação, especialmente, e de formação de professores de modo geral.

Palavras-chave: Avaliação educacional. Cursos de licenciatura. Ensino superior. Formação de professores. Práticas avaliativas.

Downloads 3095  3095  Tamanho do arquivo 841.31 KB  Plataforma Universidade de São Paulo - USP  Site http://www.teses.usp.br/
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!O senso comum pedagógico : práxis e resistência Popular Versão: PDF
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
BENINCÁ, Elli

A tese faz uma reflexão sobre a questão-problema teoria e prática. O problema é evidenciado quando projetos político-pedagógicos com objetivos inovadores e revolucionários não conseguem transformar-se em processos de mudança social. Traz para o debate a construção e a condução de um projeto político-pedagógico, entendido como possibilidade e fator de coerência entre as intenções educacionais e a prática pedagógica.

Palavras-chave: Educação continuada. Projeto Político-Pedagógico. Teoria - Práxis. Senso comum. Filosofia.

Downloads 1218  1218  Tamanho do arquivo 1.82 MB  Plataforma UFRS  Site http://hdl.handle.net/10183/1542
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 (4) 5 »