Educadores

Ínicio : Pedagogia : Artigos : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Data (novos listados primeiro)

Categoria: Pedagogia Artigos
Fazer Download agora!Conselho Escolar - a participação construindo a gestão democrática na escola Popular Versão: PDF
Atualização:  21/8/2013
Descrição:
MAFASSIOLI, Andréia da Silva

O presente trabalho relata a experiência de formação continuada realizada com os conselheiros escolares de uma Rede Pública Municipal de Ensino. Os momentos de formação foram planejados, visando o fortalecimento da gestão democrática, esclarecendo aos segmentos pais, alunos, professores e funcionários as funções do Conselho Escolar, a importância da participação na tomada de decisão sobre questões administrativas, pedagógicas e financeiras e o aprofundamento de temáticas educacionais tais como Inclusão social, Ensino Fundamental de 09 anos, superação do fracasso escolar, entre outras que permeiam os Projetos Político-Pedagógicos das instituições de ensino.

Palavras-chave: Conselho escolar. Participação. Gestão democrática.

Downloads 11142  11142  Tamanho do arquivo 163.30 KB  Plataforma Associação Nacional de Política e Administração da  Site http://www.isecure.com.br/anpae/
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Artigos
Fazer Download agora!Compre um kit neoliberal para a Educação Infantil e ganhe grátis os dez passos para se tornar um pro Popular Versão: PDF
Atualização:  21/8/2013
Descrição:
ARCE, Alessandra

O objetivo deste artigo é contribuir para a reflexão sobre a formação do professor de educação infantil na atualidade. Para tanto parte-se de uma revisão da bibliografia, que tem alertado para as interfaces do neoliberalismo e do pós-modernismo com as políticas educacionais e, em especial, as políticas de formação de professores. São analisados, enquanto norteadores da implementação do ideário neoliberal no campo da formação de professores da educação infantil, os documentos produzidos pelo MEC como Referências tanto para a formação de professores como para delimitar conhecimentos a serem trabalhados na educação de 0 a 6. Conclui-se que as tendências deste processo são o aligeiramento da formação de professores, a gradativa perda de controle dos mesmos sobre seu exercício profissional e a transformação das salas de educação infantil em laboratórios de implementação dos ideários pedagógicos, afinados com o neoliberalismo e o pós-modernismo.

Palavras-chave: Educação infantil. Formação de professores. Neoliberalismo. Pós-modernismo. Políticas educacionais.

Downloads 891  891  Tamanho do arquivo 240.52 KB  Plataforma Scielo  Site http://www.scielo.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Artigos
Fazer Download agora!Como incluir? O debate sobre o preconceito e o estigma na atualidade Popular Versão: PDF
Atualização:  21/8/2013
Descrição:
SCHILLING, Flávia Schilling; MIYASHIRO, Sandra Galdino

O objetivo deste artigo é provocar um debate que amplie os termos habituais da discussão sobre a Educação Inclusiva. Essa discussão tem como um dos seus eixos a questão do preconceito que cerca aquele considerado “diferente”. Propõe-se, no presente artigo, que, além do preconceito, há de se considerar as formas atuais do estigma. O ponto de partida é dado pela análise já clássica de Goffman, atualizada pelas propostas de Zygmunt Bauman. Um grupo “invisível” — pois cercado pelo segredo — que freqüenta as salas escolares, é aquele formado por crianças e jovens que vivem — ou viveram — o encarceramento de um dos progenitores. No Brasil, o “estigma”, associado aos filhos de presidiários, tem origem no século XIX, por meio da penetração de teorias criminais, originárias em grande parte da Europa, das políticas eugenista e higienista. O discurso educacional se apropriou dessas concepções e, ao longo de décadas, despendeu esforços no sentido de tentar recuperar indivíduos já “viciados geneticamente” ou influenciados pelo meio familiar e social. Esse foi o grupo estudado para compreender como operam com o estigma que os cerca e que se concretiza na maneira como suas imagens são fixadas e amalgamadas às figuras criminosas de seus pais. Como resultado, vêm-se vidas marcadas pela ambivalência: emergem as figuras dos “indefiníveis”, dos “estranhos”. Como lidar com esse grupo em uma proposta inclusiva? Quais são as possibilidades e os limites da ação educativa em uma sociedade na qual o estigma parece se reatualizar? Essas são algumas reflexões que este artigo pretende introduzir.

Palavras-chave: Educação Inclusiva. Filhos de presidiários. Estigma. Direitos Humanos. Preconceito.

Downloads 1015  1015  Tamanho do arquivo 91.72 KB  Plataforma Educação e Pesquisa  Site http://www.scielo.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Artigos
Fazer Download agora!Bullying: comportamento agressivo entre estudantes Popular Versão: PDF
Atualização:  21/8/2013
Descrição:
LOPES NETO, Aramis A.

O objetivo é alertar sobre a alta prevalência da práticade bullying entre estudantes, conscientizando-os da importância de sua atuação na prevenção, diagnóstico e tratamento dos possíveis danos à saúde e ao desenvolvimento de crianças e adolescentes, além da necessidade em orientar as famílias e a sociedade para o enfrentamento da forma mais freqüente de violência juvenil. Foram acessados bancos de dados bibliográficos e páginas de relevância na Internet, identificando-se artigos e textos recentes sobre o tema. O comportamento agressivo entre estudantesé um problema universal, tradicionalmente admitido como natural e frequentemente ignorado ou não valorizado pelos adultos. Estudos realizados nas 2 últimas décadas demonstraram que a sua prática pode ter conseqüências negativas imediatas e tardias para todas as crianças e adolescentes direta ou indiretamente envolvidos. A adoção de programas preventivos continuados em escolas de educação infantil e de ensino fundamental tem demonstrado ser uma das medidas mais efetivas na prevenção do consumo de álcool e drogas e na redução da violência social. A prevenção do bullying entre estudantes constitui-se em uma necessária medida de saúde pública, capaz de possibilitar o pleno desenvolvimento de crianças e adolescentes, habilitando-os a uma convivência social sadia e segura.

Downloads 1370  1370  Tamanho do arquivo 178.68 KB  Plataforma Jornal de Pediatria  Site http://www.scielo.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Artigos
Fazer Download agora!Avaliação da Aprendizagem Escolar: do Instrumento de Coerção às Práticas Avaliativas Emancipadoras Popular Versão: pdf
Atualização:  21/8/2013
Descrição:
PEREIRA, R. F. P. G.

Em uma concepção progressista de educação, a avaliação é condição intrínseca para que se obtenha um processo de ensino e aprendizagem de qualidade. Para tanto ela deve ser diagnóstica, contínua, formadora. Porém, nas escolas, apesar de haver uma proposta voltada para a formação de um aluno crítico e cidadão, a avaliação ainda está aquém de cumprir com tal objetivo. Ao analisar a proposta curricular, percebe-se uma seleção de conteúdos e metodologia voltados para uma pedagogia progressista, mas a avaliação colocada em prática ainda percorre uma educação seletiva e fragmentada. Torna-se necessária, então, uma reflexão acerca da legislação vigente sobre avaliação, a concepção de educação que cumpra com a função social da escola que se quer, bem como concepções de avaliação com a função de instrumentalizar o educando para a emancipação e transformação da sociedade.

Palavras-chave: Avaliação. Professor. Conhecimento.

Downloads 29340  29340  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Adobe Reader  Site http://
Avaliação: 1.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Artigos
Fazer Download agora!As contradições expressas nos discursos sobre inclusão/exclusão Popular Versão: PDF
Atualização:  21/8/2013
Descrição:
ARAUJO, Débora Cristina de

O presente artigo pretende discutir como práticas contraditórias são encontradas em discursos informais de uma turma de pós-graduação, cujo tema de estudo era inclusão e exclusão. A defesa pelo estudo crítico de tal assunto, embora permeasse as pesquisas de todos os membros da turma analisada, não se apresentou condizente com a postura destes frente ao Outro, ao diferente. O artigo estrutura-se em três partes: a primeira trata de conceitos contraditórios acerca das desigualdades raciais no Brasil, demonstrando que o discurso sobre igualdade, diisseminado pelo mito da democracia racial, sofreu “atualizações” por meio, sobretudo, dos estudos acadêmicos, que associam constantemente a desigualdade estrutural do país ao conflito de classes e não ao racial. A segunda parte trata das falácias argumentativas em que ora a inclusão é defendida e ora veementemente combatida, sem a explicitação dos critérios. A terceira parte, dividida em dois sub-tópicos, apresenta o perfil da turma analisada, o diálogo apontado neste artigo como preconceituoso e sua micro-análise discursiva. No primeiro subtópico discute-se sobre alguns aspectos evidenciados na postura dos participantes: a crítica feita ao “politicamente correto” como sendo uma “polícia do pensamento” e não uma forma de reconhecimento de que a linguagem reproduz preconceitos e, portanto, precisa ser combatida; a atitude de alguns dos presentes no evento que se incomodaram com a manifestação preconceituosa, mas preferiram ou aguardar uma tomada de atitude de outrem ou resignar-se em seus estigmas. O segundo sub-tópico, embasado nos estudos de van Dijk (2000; 2008), analisa que o racismo manifestado por meio do discurso obedece a estruturas rígidas que também são evidenciadas no diálogo em questão. Deste modo, a conclusão aponta para a necessidade constante de se estudar tais discursos como forma de combate ao racismo, sobretudo porque o campo da educação pode ser o responsável pela reprodução ou superação de práticas discriminatórias.

Palavras-chave: Discurso. Inclusão/exclusão. Racismo. Desigualdade.

Downloads 4051  4051  Tamanho do arquivo 79.98 KB  Plataforma VIII Congresso Nacional de Educação - EDUCERE  Site http://www.pucpr.br/eventos/educere/educere2008/anais/pdf/158_268.pdf
Avaliação: 9.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Artigos
Fazer Download agora!Alfabetização visual para a produção de objetos educacionais Popular Versão: PDF
Atualização:  21/8/2013
Descrição:
GRANDO, Anita; KONRATH, Mary Lúcia Pedroso; TAROUCO, Liane

Este artigo descreve alguns princípios para a produção de objetos educacionais ergonômicos, os quais possibilitam a maximização da aprendizagem com redução da sobrecarga cognitiva.

Palavras-chave: Objetos educacionais. Projeto gráfico. Carga cognitiva.

Downloads 683  683  Tamanho do arquivo 193.07 KB  Plataforma Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS  Site http://www.cinted.ufrgs.br/renote/set2003/artigos/artigo_anita.pdf
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Artigos
Fazer Download agora!Alfabetização Rural no Brasil na Perspectiva das Relações Campo-Cidade e de Gênero Popular Versão: 2012
Atualização:  21/8/2013
Descrição:
FERRARO, A. R.

O artigo começa analisando a trajetória da taxa de alfabetização no Brasil através das sucessivas gerações presentes nos censos 2000 e 1950, buscando colocar em evidência tanto o estado e como a dinâmica das desigualdades quanto à alfabetização na perspectiva de sua relação cruzada com campo-cidade e gênero. Busca, então, elementos teóricos de inteligibilidade dessas desigualdades. Os resultados obtidos são: o latifúndio é o principal determinante estrutural do analfabetismo no campo; o analfabetismo está tornando-se numericamente um problema predominantemente urbano; a histórica superioridade masculina quanto à alfabetização e escolarização está cedendo lugar a uma crescente superioridade feminina, tanto no campo como na cidade.

Palavras-chave: Alfabetização. Escolarização. Campo-Cidade. Gênero. Brasil.

Downloads 544  544  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Educ. Real., Porto Alegre, v. 37, n. 3, p. 943-967  Site http://www.ufrgs.br/edu_realidade
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Artigos
Fazer Download agora!A violência escolar e a crise da autoridade docente Popular Versão: PDF
Atualização:  21/8/2013
Descrição:
AQUINO, Júlio Groppa

O presente artigo discute a relação entre os conceitos de violência e autoridade no contexto escolar e, particularmente, na relação professor-aluno. Para tanto, contrapõe uma leitura de cunho institucional da violência escolar às abordagens clássicas da temática, demonstrando a tese de que há um quantum de violência “produtiva” embutido na ação pedagógica.

Palavras-chave : Violência escolar. Relação professor-aluno. Autoridade docente. Instituição escola.

Downloads 1211  1211  Tamanho do arquivo 37.70 KB  Plataforma Cadernos Cedes  Site http://www.scielo.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Artigos
Fazer Download agora!A Tecnologia e a Educação Tecnológica: elementos para uma sistematização conceitual Popular Versão: PDF
Atualização:  21/8/2013
Descrição:
LIMA FILHO, Domingos Leite; QUELUZ, Gilson Leandro

O objetivo principal do presente texto é construir elementos que possam contribuir para uma sistematização conceitual sobre a tecnologia e sua relação com a educação tecnológica. Apresentamos inicialmente os pressupostos filosóficos fundamentais que orientam nossa análise desta temática, na qual se relacionam as categorias trabalho, educação, ciência e ecnologia. A seguir, a partir da explicitação de que a tecnologia assume papel central na sociabilidade, ou seja, na produção da realidade e do imaginário (universo real e simbólico), buscamos evidenciar que tal centralidade se dá marcada predominantemente por elementos de descontextualização conceitual, narrativas e determinismos tecnológicos, discutindo a origem destes e suas implicações. Analisamos tais efeitos, tratando, em particular, de verificar as bases do processo de racionalização e hierarquização de práticas, saberes e conhecimentos que permeia determinadas concepções de tecnologia. Na sequência, com base nos pressupostos, análises e críticas desenvolvidas nos tópicos anteriores, buscamos delinear o que entendemos como ponto de partida para a construção de matrizes conceituais acerca da tecnologia, destacando fundamentalmente duas concepções: (i) a matriz relacional, que compreende a tecnologia como construção, aplicação e apropriação das práticas, saberes e conhecimentos;(ii) a matriz instrumental, que compreende a tecnologia como técnica, isto é, como aplicação prática de saberes e conhecimentos. Ainda tratando de elementos conceituais, buscamos, no tópico seguinte, sintetizar as formulações do conceito de tecnologia como ciência do trabalho produtivo, propostas por Rui Gama, evidenciando a atualidade deste conceito e a contextualização da educação tecnológica frente às possibilidades e limites deste conceito complexo. Por fim, apresentamos um conjunto de considerações que, antes que a pretensão de uma conclusão, constituem-se em um convite ao prosseguimento do debate.

Downloads 1147  1147  Tamanho do arquivo 69.21 KB  Plataforma Revista Educação & Tecnologia  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 5 6 7 (8) 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 »