Educadores

Ínicio : História : Teses : 

Produções de Profissionais da Seed: Teses (10)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Popularidade (Do menos para o mais procurado)

Categoria: História Teses
Fazer Download agora!Palácios da Instrução: História da Educação e Arquitetura das escolas normais no Estado do Paraná Popular Versão: pdf
Atualização:  6/3/2018
Descrição:
CORREIA, Ana Paula P.

A presente pesquisa insere-se no âmbito dos estudos da História das Instituições Escolares. Tem como objetivo investigar os debates acerca da implantação dos projetos que desencadearam as políticas de construção dos edifícios destinados às Escolas Normais do Paraná, implantados nas cidades de Curitiba, Ponta Grossa e Paranaguá. O estudo baseia-se no pressuposto de que o edifício escolar, concebido e construído para fins educativos, incorpora em seu espaço as demandas pedagógicas, sanitárias e os códigos de posturas construtivas vigentes. Uma das questões a ser debatida refere-se às relações existentes entre os projetos arquitetônicos e os projetos políticos/educacionais que se veiculavam no período estudado. O recorte temporal priorizado data do início do século XX até 1927, justifica-se pela construção, em 1904, do prédio que abrigou o Ginásio Paranaense e a Escola Normal de Curitiba, e o ano de 1927, com a construção da Escola Normal de Paranaguá. Priorizou-se a análise dos prédios escolares públicos, considerados estabelecimentos de domínio e controle do poder estadual, pois revelam a intenção política dos governos. Desta forma, esta pesquisa analisa os espaços escolares inseridos na cidade e estruturados a partir dos mecanismos de ocupação, por meio das tendências da arquitetura, da vontade política dos governantes e do simbolismo que se tentava transmitir aos habitantes através dos prédios escolares. As fontes pesquisadas foram: as mensagens governamentais, os programas de ensino, os periódicos da época, as plantas arquitetônicas, imagens e filmes documentários produzidos no período estudado. Os referenciais teóricos utilizados, cujas obras contribuíram para abrir o campo da investigação destacam-se: Anne-Marie Châtelet (1999), Antonio Vinão e Augustín Escolano (1998), Rosa Fátima de Souza (1998), Marcus Levy Bencostta (2005), Silvia Ferreira Santos Wolff (1996), Giulio Carlos Argan (1998), Walter Benjamin (2010), dentre outros. Desta maneira, acredita-se ser possível apresentar explicações históricas sobre a organização da cultura e da arquitetura escolar no período do discurso “modernizador” do estado do Paraná.

Palavras-chave: História da Educação, Arquitetura Escolar, Cultura Escolar.

Downloads 223  223  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://www.humanas.ufpr.br/portal/historiapos/?lang=pt
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Teses
Fazer Download agora!Violência e mobilidade social nos filmes de gângster Popular Versão: PDF
Atualização:  24/10/2013
Descrição:
BENOSKI, Diogo A.

O objetivo deste trabalho é analisar a mobilidade social e a violência existentes nos filmes de gângster. A mobilidade social pode ser entendida como toda a passagem de um gângster ou de um grupo criminoso de uma posição social para outra, dentro de uma constelação de grupos e de estratos sociais. A violência, por sua vez, é o uso de ações ou palavras que machucam outras pessoas. Para os gângsteres das películas, a maneira mais fácil e eficiente de alcançar o topo da sociedade foi através do crime e transformando o crime em um negócio organizado. No entendimento do crime organizado, a oportunidade de obter grandes lucros contínuos com riscos reduzidos representava uma grande possibilidade. Surge dessa perspectiva, a seguinte tese: os gângsteres, mostrados nas películas, foram homens de negócio em busca de ascensão social. Eles elaboraram empresas complexas, com altos graus de hierarquia e organização e estruturaram o funcionamento dessas empresas na violência. Neste trabalho são analisados os filmes de gângster, suas origens e características principais. Em segundo lugar, estão a violência, suas justificativas e os métodos narrativos de representação. Em terceiro, está a mobilidade social, advinda dos diversos negócios mantidos pelos gângsteres. A tese busca, ainda, apresentar as transformações nos filmes de gângster, na representação da violência e dos negócios no decorrer das décadas; e analisar a influência do contexto na produção daqueles e compreender por que os filmes de gângster se apoiaram tanto em elementos da realidade.

Palavras-chave:Violência. Filmes. Crime. Gângster.

Downloads 349  349  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PPGH - UFSC  Site http://ppghistoria.ufsc.br/
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Teses
Fazer Download agora!Lar escola Dr. Leocádio José Correia: história de uma proposta de formação Popular Versão: PDF
Atualização:  23/10/2013
Descrição:
FUCKNER, Cleusa M.

O objetivo norteador deste estudo foi constituir aspectos da trajetória histórica do Lar Escola Dr.Leocádio José Correia, no período entre 1963 e 2003. Esta escola fundada na cidade de Curitiba, pelo professor e médium Maury Rodrigues da Cruz, é vinculada à SBEE (Sociedade Brasileira de Estudos Espíritas), que é uma Instituição filantrópica e beneficente, que tem por objetivo estudar as manifestações espíritas, divulgar os princípios da doutrina dos espíritos e proporcionar assistência social às famílias carentes. Através de doações da comunidade foi construída a sede atual, ampla e com espaços diferenciados para a educação infantil. Ao longo de sua trajetória a escola passou por práticas diferenciadas, atendendo meninos órfãos, educação especial e ensino fundamental. A partir de 1998 a escola centralizou seu trabalho na Educação Infantil. Desde o início das atividades desenvolvidas por essa Instituição, o objetivo maior, segundo o seu estatuto, foi o de "educar para a liberdade consciente". Atualmente a Instituição é também a mantenedora da Faculdade Dr. Leocádio José Correia, que desenvolve entre outros, os cursos de Administração de Empresas, Pedagogia e Teologia Espírita, objetivando formar profissionais na área educacional e com o referencial da doutrina espírita. Este trabalho está dividido em duas partes na primeira intitulada: Espiritismo e Educação: uma construção histórica, a nossa proposta é analisar antecedentes do pensamento educacional espírita, bem como as obras didáticas de Hippolyte Léon Denizard Rivail (Allan Kardec), intelectual da educação francesa e depois autor das obras de codificação da doutrina espírita; Investigamos também na primeira parte o espiritismo no seu processo histórico de consolidação e a relação com a educação, compreendendo o movimento espírita na cidade de Curitiba. Na segunda parte que chamamos Da Teoria à Vivência na Prática procuramos compreender a figura de Leocádio José Correia, o patrono e mentor intelectual da Instituição a partir da sua ação enquanto Inspetor Paroquial das Escolas de Paranaguá no período de 1885-1886, bem como suas ideias e permanências na Instituição que hoje leva seu nome. Trabalhamos com as fontes escritas e orais da Instituição no sentido de construir uma análise fundamentada nas fontes da trajetória da escola como proposta e prática de uma educação espírita a partir da categoria cultura escolar. Este trabalho se fundamentou na História Cultural enquanto olhar investigativo de uma determinada realidade e concepção de mundo. Refletimos nosso objeto a partir da fundamentação de Pesavento, Chartier e autores da História Cultural que nos ajudaram a compreender as fontes constituídas pelo arquivo da escola, da SBEE, além das fontes da Igreja e da imprensa.

Palavras-chave: Instituição Espírita. Educação. História. Memória.

Downloads 372  372  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PPGE - UFPR  Site http://www.ppge.ufpr.br/inicio.htm
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Teses
Fazer Download agora!A história da cidade: consciência histórica e identidades de jovens escolarizados Popular Versão: PDF
Atualização:  21/10/2013
Descrição:
GERMINARI, Geyso D.

A investigação tem como tema a relação entre história da cidade, tomando como objeto de estudo a consciência histórica de jovens escolarizados e formação de suas identidades acerca da cidade de Curitiba-PR. O objetivo é analisar como a identidade de jovens escolarizados que vivem em Curitiba expressa a consciência histórica sobre a cidade de Curitiba. O estudo enquadra-se no domínio cientifico da Educação Histórica, cuja atenção volta-se ao conhecimento sistemático das ideias históricas de alunos e professores, tomou como referência principal a teoria da história de Jörn Rüsen, particularmente, a ideia de consciência histórica, que, segundo este autor, articula o passado como experiência e o presente e o futuro como campos de ação orientados pelo passado, e tem como funções essenciais a orientação temporal e a criação de identidades individuais e coletivas. Este trabalho indica que há contradições entre a história vivida pelos jovens da pesquisa e a articulação entre a sua consciência do passado da cidade, fortemente matizada pelo processo de escolarização e pelo discurso oficial sobre a cidade, e a formação das suas identidades de pertencimento à Curitiba. Esta tese de doutorado foi desenvolvida na linha de Pesquisa Cultura Escola e Ensino, do programa de Pós-Graduação em Educação, da Universidade Federal do Paraná.

Palavras-chave: Jovens escolarizados. Consciência histórica. Identidade. Ideia de Curitiba. Cidade modelo.

Downloads 394  394  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PPGE - UFPR  Site http://www.ppge.ufpr.br/inicio.htm
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Teses
Fazer Download agora!Um Flâneur Perdido na Metrópole do Século XIX: História e Literatura em Baudelaire Popular Versão: PDF
Atualização:  24/10/2013
Descrição:
MENEZES, Marcos A. de

O presente trabalho discute, a partir das poesias de Baudelaire reunidas em Quadros Parisienses do livro As Flores do Mal, a modernidade imposta ao espaço urbano no século XIX. Esta modernização transformou profundamente não só os lugares mas também as pessoas e as relações entre elas. Neste estudo vamos usar a edição bilíngüe – francês/português – de As Flores do Mal. Nossa leitura de Baudelaire se pautará na necessidade apontada por Fredric Jameson de se "restaurar para a superfície do texto a realidade reprimida e soterrada da (...) história". Vamos, assim, ao encontro do que foi exposto na tese VII de Walter Benjamin, Sobre o conceito da história, em que ele afirma que "nunca houve um documento da cultura que não fosse também um documento da barbárie". No primeiro capítulo, o tema da revolução é explorado via leitura das poesias A uma passante e O cisne, reunidas nos Quadros Parisienses. A Revolução de 1848 será pensada através da associação entre as imagens do quadro de Delacroix A Liberdade Conduzindo o Povo, que retrata a Revolução de 1830, e o poema A uma passante, que falaria do "trauma de 1848". No poema O cisne, o tema da revolução está presente outra vez. Por ser alegórico – talvez o mais alegórico de As Flores do Mal – e o mais marcante entre os que têm como tema a cidade, o poema oferece não só elementos para a interpretação do espaço urbano, como também para compreendermos as opções estéticas de Baudelaire. No segundo capítulo, apresento as cidades como sendo, no século XIX, o espaço que mais passou por transformações. Dessa combinação nasce uma paisagem caótica, desconcertante, descrita pela literatura da primeira metade do século XIX. Para Simmel e Benjamin, a cidade – aquela fruto da indústria e técnica do século XIX – criará um indivíduo que não mais consegue associar seu passado ao presente na elaboração do futuro. O terceiro capítulo procura entender as opções estéticas do poeta. A modernidade de Baudelaire traz em si o seu contrário: a resistência à modernidade. O "novo" do poeta é desesperado, que é justamente uma possibilidade de sentido do francês spleen. Ele se torna ambivalente a essa modernidade cuja invenção lhe é atribuída. A visão alegórica de Baudelaire transforma a cidade em ruínas. Neste trabalho, procuramos contribuir para que historiadores não tenham a interdisciplinaridade apenas como retórica, mas façam uso de fato dos novos objetos. Desse modo, incorporamos a possibilidade de a poesia de Baudelaire ser utilizada como referência para os estudos históricos à medida que ela suscita uma reflexão sobre os vários temas que emergiram, em determinado momento, no seio da sociedade – sobretudo na européia. Procuramos, também, contribuir para a história cultural, que a cada dia ganha espaço e adeptos.

Palavras-chave: Baudelaire. Literatura. História. Revolução. Modernidade.

Downloads 409  409  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PGHIS - UFPR  Site http://www.humanas.ufpr.br/portal/historiapos/?lang=pt
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Teses
Fazer Download agora!Partidos, candidatos e eleitores: o Rio Grande do Norte em campanha política (1945-1955) Popular Versão: PDF
Atualização:  23/10/2013
Descrição:
LIMA, Jailma M. de

Esta tese acompanha as dinâmicas das campanhas eleitorais ocorridas no estado do Rio Grande do Norte, entre 1945 e 1955, considerando partidos políticos, candidatos, eleitores e Justiça Eleitoral como seus atores principais. Como fontes utilizamo-nos da imprensa escrita publicada no estado, considerada também um ator político, já que os jornais apresentavam opção político-partidária bastante evidente. Assim, a partir de referenciais teóricos ligados à Nova História Política e Cultural, ao longo do texto, dialogamos com a literatura norte-rio-grandense produzida sobre o período abordado, em especial a memorial. Momento importante da experiência democrática brasileira, o período foi vivenciado no estado de forma intensa, ocorrendo então a ampliação do número de eleitores e de partidos políticos; além do desenvolvimento de estratégias de propaganda política para atrair o voto dos eleitores. Estes passaram a ocupar o espaço público e a vivenciar e participar das campanhas eleitorais.

Palavras-chave: Campanhas eleitorais. Partidos políticos. Candidatos. Eleitores. Propaganda política.

Downloads 414  414  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PPGH - UFF  Site http://www.historia.uff.br/stricto/
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Teses
Fazer Download agora!Arquitetura das Escolas Públicas do Paraná (1853-1955) Popular Versão: PDF
Atualização:  21/10/2013
Descrição:
AMORIM, Elisabeth de Castro

O edifício escolar é um produto cultural histórico. Assim, esta pesquisa realiza a interpretação da historia da educação pela arquitetura dos edifícios escolares analisando o processo de constituição histórica dos edifícios escolares do Paraná entre 1853 e 1955, distribuídos em cinco períodos. Para o desenvolvimento do estudo são utilizadas categorias analíticas próprias da disciplina como o programa de necessidades, o partido arquitetônico, a técnica construtiva e a modenatura, que identificam permanências e mudanças e a constituição de tipologias espaciais. Considerando que a racionalidade, a utilidade, a economia e a adequação integram o caráter do edifício escolar em todo o período, é examinada a solução da arquitetura para as diferentes necessidades e imposições pedagógicas e higienistas.

Palavras-chave: Arquitetura. Edifícios Escolares. Escolas Públicas. História da Educação. História do Paraná.

Downloads 447  447  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PGHIS - UFPR  Site http://www.humanas.ufpr.br/portal/historiapos/?lang=pt
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Teses
Fazer Download agora!Memórias de infância em Maringá: transformações urbanas e permanências rurais 1970/1990 Popular Versão: PDF
Atualização:  23/10/2013
Descrição:
MORELLI, Ailton J.

O objetivo desta pesquisa é a análise das memórias de infância durante a urbanização da cidade de Maringá, entre 1970 e 1990. A cidade de Maringá foi fundada no final da década de 1940, integrando a colonização do Norte do Paraná. Nas duas décadas seguintes, as características da cidade ficaram mais definidas. Maringá tornou-se centro de distribuição de bens e de prestação de serviços para a região, contando com investimentos empresariais e escritórios regionais de vários órgãos do governo estadual. Além disso, com o avanço do plantio de soja e outros produtos agrícolas, a produção de café deixou de ser a principal fonte econômica da cidade. Até o início da década de 1970, houve um crescimento demográfico expressivo, registrando-se cerca de 130 mil habitantes. Em 1967 foi elaborado, sob orientação do governo estadual, o Plano Diretor de Desenvolvimento que constatou a adiantada urbanização da região central de Maringá e a necessidade de ações públicas urgentes nas áreas periféricas. Para analisar como esse processo, desenvolvido entre 1970 e 1990, foi vivido pelas crianças da época, o uso de fontes orais demonstrou ser o mais indicado. As entrevistas foram realizadas com pessoas que moraram em Maringá no período analisado, nascidas entre 1960 e 1980. Seguiu-se uma distribuição geográfica de suas moradias, estratégia que permitiu uma visão mais ampla da cidade, inclusive da periferia. A abrangência das perguntas possibilitou uma análise da relação dos entrevistados com o seu cotidiano: moradia, alimentação, brincadeiras, trabalho, relações de vizinhança e dos adultos com as crianças; e com a cidade e os serviços oferecidos: saúde, educação, lazer, transporte, entre outros. O trabalho com as fontes orais, além de analisar como o processo complexo de urbanização da cidade ficou registrado na memória dos depoentes, ainda permitiu o aprofundamento na questão da formação da memória da infância nos adultos.

Palavras-chave: História das Crianças. História do Paraná. Memória de Infância. História de Maringá.

Downloads 454  454  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PPGHE - USP  Site http://historia.fflch.usp.br/posgraduacao/he
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Teses
Fazer Download agora!A semear horizontes: leituras literárias na formação da infância, Argentina e Brasil (1915-1954). Popular Versão: PDF
Atualização:  21/10/2013
Descrição:
SOARES, Gabriela Pellegrino

Esta tese discute, de forma comparada, a construção de um espaço de produção e circulação de obras literárias para crianças na Argentina e no Brasil, entre 1915 e 1954... Os problemas centrais da investigação referem-se ao papel atribuído às leituras literárias na formação infantil e à natureza dos repertórios que se quis proporcionar, para além dos textos escolares, a esse público.

Palavras-chave: Argentina. Brasil. Educação. Infância. Literatura.

Downloads 544  544  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PPGHS - USP  Site http://historia.fflch.usp.br/posgraduacao/hs
Avaliação: 10.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Teses
Fazer Download agora!Os meia-cara: africanos livres em São Paulo no século XIX Popular Versão: PDF
Atualização:  23/10/2013
Descrição:
BERTIN, Enidelce

Este trabalho tem por objeto os africanos livres que estiveram sob custódia do Estado prestando serviços em estabelecimentos públicos da Província de São Paulo. Através deles objetiva-se a análise das vicissitudes das relações entre africanos livres e Estado, percebendo os diferentes significados da tutela para ambas as partes. Sendo conhecedores da singularidade de sua condição, os africanos livres colocaram-se diante das autoridades como indivíduos livres, o que se chocava frontalmente com a prática dos seus tutores. Para os administradores públicos, os africanos livres não deveriam estar à parte da lógica escravista, por isso toda a "proteção" que a tutela guardava relacionava-se com uma perspectiva de manutenção da escravidão.

Palavras-chave: Africanos livres. Emancipação. Escravidão. São Paulo. Tutela.

Downloads 561  561  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PPGHS - USP  Site http://historia.fflch.usp.br/posgraduacao/hs
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


(1) 2 3 4 5 6 7 »