Educadores

Ínicio : História : Artigos : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Data (novos listados primeiro)

Categoria: História Artigos
Fazer Download agora!Arquivos e educação: a construção da memória educativa Popular Versão: PDF
Atualização:  4/6/2018
Descrição:
MOGARRO, Maria João

Os arquivos escolares motivam profundas preocupações relativamente à salvaguarda e preservação dos seus documentos, que constituem instrumentos fundamentais para a história da escola e a construção da memória educativa. A sua importância tem vindo a ser reconhecida, conduzindo a uma reflexão sobre a sua preservação, as condições de instalação, a organização correta dos documentos e o acesso às informações que nele estão contidas. Os arquivos escolares constituem o repositório das fontes de informação diretamente relacionadas com o funcionamento das instituições educativas, o que lhes
confere uma importância acrescida nos novos caminhos da investigação em educação, que colocam estas instituições numa posição de grande centralidade para a compreensão dos fenômenos educativos e dos processos de socialização das gerações mais jovens. Neste texto pretende-se refletir sobre: o lugar dos arquivos escolares nas instituições educativas; os documentos, a sua natureza e as potencialidades para a investigação
em educação; os arquivos escolares numa perspectiva interdisciplinar; os arquivos, a cultura escolar e a construção da memória educativa.

Palavras-chave: Cultura Escolar. Arquivo. Fontes Históricas. Memória.

Downloads 425  425  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Revista Brasileira de História da Educação  Site http://www.rbhe.sbhe.org.br/index.php/rbhe/article/view/169
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Artigos
Fazer Download agora!Comunidades Quilombolas no Paraná Popular Versão: PDF
Atualização:  11/9/2017
Descrição:
PRIORI, A., et al.

Por mais de três séculos o Brasil vivenciou as práticas de um intenso regime escravista. A inserção de negros no país, ainda que de forma vil e desumana, exerceu papel fundamental na formação da nossa sociedade. Os costumes e práticas daqueles ajudaram a moldar a rica diversidade étnica e cultural do povo brasileiro. Seja por meio da culinária, da medicina alternativa ou da própria língua, os valores africanos são passados de geração em geração e se fazem presentes em todo o país.

Palavras-chave: Regime escravagista. Escravidão no Brasil. Comunidades quilombolas no Paraná.

Downloads 1181  1181  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEM  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Artigos
Fazer Download agora!O Pioneirismo Negro no Norte do Paraná: Justiniano Clímaco da Silva, o doutor Preto Popular Versão: PDF
Atualização:  11/9/2017
Descrição:
PANTA, M.A.dos S.; SOUZA, N.R. de; PRATAVIEIRA, E.; MERISSI, Lais Celis; DINIZ, L.M.; MELO, M.A. da S.

Dentre os objetivos do projeto LEAFRO (Laboratório de Cultura e Estudos Afro-brasileiros), destaca-se a busca pelo reconhecimento e valorização de personalidades negras que fizeram história no município de Londrina. Por meio de pesquisas (oral, documental, bibliográfica, hemerográfica e iconográfica) foi possível evidenciar as contribuições da população negra para a constituição da cidade de Londrina-PR. A história oficial do município, apesar de sua heterogeneidade étnica, não menciona a comunidade negra, ainda que, sua presença possa ser constatada por meio de relatos dos descendentes dos primeiros negros que chegaram à cidade e também nas fotografias dos álbuns das famílias. Como resultados parciais, o projeto LEAFRO divulga a primeira biografia de uma das personalidades negras que desempenhou um importante papel desde o início da colonização de Londrina até o final da década de 1990, o pioneiro Justiniano Clímaco da Silva, primeiro médico negro e deputado estadual de Londrina, bem como, compreendeu e percebeu a necessidade ressaltar a identidade da população negra londrinense, que se configura também, como uma reparação do processo histórico local.

Palavras-chave: Projeto LEAFRO. Personalidades negras. Justiniano Clímaco da Silva.

Downloads 1642  1642  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEL  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Artigos
Fazer Download agora!Historiografia e a Escravidão no Paraná: alguns apontamentos Popular Versão: PDF
Atualização:  11/9/2017
Descrição:
NORAES, Airton de; ROCHA, Rita de Cássia Galdin

Este artigo analisa as quatro visões historiográficas produzidas ao longo do século XX, referente ao escravo africano presente na província paranaense. Cada qual dentro do seu contexto, elaborou um discurso priorizando elementos que vinham ao encontro da sua problemática. Sendo assim, as "verdades" expostas pelos diferentes historiadores mostraram ser verdades provisórias, já que cada presente seleciona o passado que deseja e o vê com as lentes do seu tempo.

Palavras-chave: Visões historiográficas. Escravidão africana. Província paranaense.

Downloads 316  316  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEL  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Artigos
Fazer Download agora!Donos de terras e escravos no Paraná: padrões e hierarquias nas primeiras décadas do século XIX Popular Versão: PDF
Atualização:  6/9/2017
Descrição:
GUTIÉRREZ, Horácio

Nas primeiras décadas do século XIX a repartição da terra no Paraná registrou um alto índice de concentração, com os fazendeiros de gado detendo as maiores propriedades.
Neste artigo examina-se o uso da mão-de-obra escrava da parte dos donos da terra, assim como o acesso à terra por parte dos proprietários de escravos. Discutem-se hierarquias sociais presentes na sociedade local e a importância da terra e dos escravos na constituição dessas hierarquias. As fontes primárias empregadas na análise foram cadastros de terras e recenseamentos de população.

Palavras-chave: Estrutura fundiária. Escravidão. Paraná colonial.

Downloads 249  249  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Revista de História  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Artigos
Fazer Download agora!Invisibilidade Negra no Oeste do Paraná: uma Revisão Historiográfica Popular Versão: PDF
Atualização:  22/8/2017
Descrição:
Duarte, Sônia Oracílio

Este artigo se propõe a apresentar a invisibilidade negra na região oeste do Paraná, utilizando-se da literatura acadêmica produzida até então. Por Invisibilidade compreende a ausência da participação negra nos relatos históricos e oficiais da região. Frente a este contexto, este trabalho está subdividido em duas fases, a primeira denominada “exaltação da frente sulista”, a qual, os autores, ao utilizarem documentos produzidos por empresas colonizadoras, reproduziram o seu discurso. Já a segunda fase, denominada “a vez do outro”, apresenta trabalhos que dão visão a novos personagens da história do Oeste Paranaense, que até o momento eram invisibilizado. Apesar de esta nova fase priorizar outros grupos, a população negra ainda permanece na invisibilidade, sendo a questão racial o ponto ainda não discutido.

Palavras-chave: Invisibilidade. Negro. Oeste do Paraná.

Downloads 268  268  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEPG  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Artigos
Fazer Download agora!História, Trabalho, e Educação: o Processo Educativo das Crianças Negras nas Comunidades Quilombolas Popular Versão: PDF
Atualização:  22/8/2017
Descrição:
PADILHA, Lucia Mara de Lima; NASCIMENTO, Maria Isabel Moura

O presente trabalho refere‐se à pesquisa de doutorado, do programa de Pós‐Graduação em Educação da Universidade Estadual de Ponta Grossa – PR. Esta pesquisa propõe investigar o processo educacional das crianças negras nas comunidades quilombolas mais antigas do Paraná no período histórico delimitado entre o final do século XIX e meados do século XX. Neste período histórico, os discursos liberais republicanos propagavam a ideia de ‘liberdade’ e ‘igualdade’, propunham que a educação fosse oferecida pelo Estado e estivesse ao alcance de todos. Esse processo se concretizou ao longo do século XX, mas com a lenta inclusão da população negra nas escolas. Com esta pesquisa em História da Educação junto às comunidades quilombolas pretende‐se realizar a reconstrução histórica, por meio do
levantamento de dados e informações junto a estas comunidades, de como se deu a educação das crianças quilombolas. A escolha desta fonte de pesquisa deve‐se ao fato de que as pesquisas realizadas sobre os quilombos no Paraná dirigem‐se às especificidades das outras áreas do conhecimento, portanto, o resgate histórico do processo educacional das crianças quilombolas será de grande importância para a compreensão da História da Educação dos negros no Paraná. O método de análise desta pesquisa terá como pressuposto teórico‐metodológico o Materialismo
Histórico e Dialético. Analisar o processo histórico educativo das crianças negras nos quilombos do Paraná, utilizando como referencia essa orientação metodológica, pressupõe realizar uma análise da totalidade das relações, políticas, econômicos e sociais, presentes na sociedade da época, pois a educação não se dá de forma isolada, mas faz parte da vida do ser humano e articula‐se às transformações do modo como os mesmos produzem materialmente a sua existência. Para dar conta desta problemática e compreendê‐la imprimiremos a investigação e a escolha das categorias de análise (Estado, Trabalho, Educação), com os quais nos aproximaremos do objeto em estudo.

Palavras‐chave: Educação. Quilombos. Paraná.

Downloads 269  269  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPB  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Artigos
Fazer Download agora!As fontes da escola e a pesquisa em história da educação: contribuições do acervo do Colégio Estadua Popular Versão: PDF
Atualização:  2/6/2017
Descrição:
RANZI, Serlei M. Fischer; GONÇALVES, Nadia G.

Neste trabalho são discutidas duas questões centrais: o processo de organização e transformação do Arquivo do CEP em um lugar de guarda e preservação de fontes relevantes para pesquisas em História da Educação; e a análise de três pesquisas realizadas, a partir de fontes identificadas nessa instituição escolar, no campo das disciplinas escolares: Educação Física, Canto Orfeônico e História. O caminho percorrido pelos autores aqui analisados – Chaves Jr. (2004), Lemos Jr. (2005) e Kawka Martins (2006) – foi de seguir a orientação de Nóvoa (1996) sobre um olhar mais atento à internalidade do trabalho escolar. Eles examinaram a instituição como um lugar privilegiado na produção das disciplinas escolares e identificaram nela aspectos comuns na compreensão e implantação de políticas públicas de educação, e algumas singularidades em função de soluções e/ou problemas específicos no local.

Palavras-chave: História das disciplinas escolares. Arquivo histórico escolar. Colégio Estadual do Paraná.

Downloads 396  396  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Revista HISTEDBR  Site https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8639663
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Artigos
Fazer Download agora!O Cinema com Recurso Didático nas Aulas de História Popular Versão: PDF
Atualização:  6/6/2014
Descrição:
Este trabalho tem o intuito de apresentar o uso do cinema como recurso importante para o ensino de História, tendo como pressupostos teórico a Educação Histórica. O cinema, enquanto produto cultural, atua na formação das "ideias históricas" e em sala de aula, devendo, assim, ocupar um lugar de destaque nas aulas de História. Desde as primeiras décadas do século XX, educadores defendem a utilização do cinema como um recurso didático, visto que quando usado em contextos escolares, colabora na formação da "consciência histórica" dos estudantes (RÜSEN, 2001). Para as pesquisadoras Olga Magalhães e Henriqueta Alface (2011, p. 255), o cinema pode ser incluido no planejamento do professor de História desde que sejam considerados algumas questões: a faixa etária do aluno, o nível de ensino, a relação direta com com os conteúdos e o respeito com os valores socioculturais do meio onde a escola está inserida. Isso porque o uso do filme não pode ser visto como apenas "passar o filme", é necessário conduzir os alunos a uma percepção crítica, tornando o filme significativo. Em relação à bibliografia especializada em cinema e educação esta sugere algumas etapas para o bom uso do filme na escola - são elas: apresentação da sinopse, exibição do filme e debate sobre temas apresentados em determinados trechos do filme. Cabe também ao professor escolher como apresentar aos estudantes o filme: se completo ou selecionar alguns fragmentos que favoreçam o processo de ensino e aprendizagem. Conforme Pablo Blasco (2006, p. 28), o uso do fragmento mostra-se eficiente porque se insere na chamada "cultura do espetáculo", marcada pela " informação rápida, o impacto, o intuitivo, em detrimento do raciocionio linear, lógico e especulativo". No entanto, a maioria dos pesquisadores consideram a fragmentação do filme como um procedimento equivocado, porque essa leitura fracionada compromete a apreciação do cinema como obra de arte (NAPOLITANO, 2009). A partir desses pressupostos teóricos que este trabalho se propõe a comparar ambas as maneiras de uso do cinema em sala de aula, em trechos ou na íntegra, a fim de auxiliar a prática docente do ensino de História.

Palavras-chave: História. coíbem. Ensino. Aprendizagem.

Downloads 2851  2851  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Revista de Educação Histórica - REDUH  Site http://www.lapeduh.ufpr.br/revista/
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Artigos
Fazer Download agora!As Questões Agrárias no Brasil Entre Nações Indígenas, Latifundiários e Governo Sob a Visão da Educa Popular Versão: PDF
Atualização:  6/6/2014
Descrição:
Este artigo tem por objetivo apresentar algumas reflexões baseadas na teoria da Educação Histórica sobre os conhecimentos apresentados por um grupo de 19 estudantes, na faixa etária entre 15 a 76 anos de idade, cursando o ensino fundamental do programa EJA em uma região de periferia de Curitiba. A questão agrária no Brasil e os conflitos envolvendo nações indígenas, proprietarios de terras e o governo foram as temáticas utilizadas para esta pesquisa de cunho qualitativo. Esta se apoia na legislação vigente e busca, por meio de diversas fontes, contribuir com a formação da consciência histórica dos jovens estudantes, bem como sua orientação temporal no que se refere às questões do período da colonização do Estado do Paraná e as disputas atuais.

Palavras-chave: Educação histórica. questão agrária. nações indígenas. legislação. consciência histórica.

Downloads 994  994  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Revista de Educação Histórica - REDUH  Site http://www.lapeduh.ufpr.br/revista/
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


(1) 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 »