Educadores

Ínicio : Geografia : Artigos : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Popularidade (Do menos para o mais procurado)

Categoria: Geografia Artigos
Fazer Download agora!Educação Escolar Quilombola: Fotografia no Ensino de Geografia Popular Versão: PDF
Atualização:  22/8/2017
Descrição:
SOARES, Edimara; NETO, Clemilda Santiago

O artigo resulta de uma pesquisa no âmbito do Estado do Paraná sobre identificação, mapeamento das Comunidades Remanescentes de Quilombos/CRQs e Comunidades Tradicionais Negras/CTNs, e posterior elaboração de políticas públicas, portanto, apresenta-se um recorte dessa pesquisa, cujas fotografias compõem o acervo das autoras. A Educação Escolar Quilombola é uma modalidade de ensino, recente no âmbito da educação nacional, considerando a aprovação da Resolução Nº 08/2012 que define as Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Escolar Quilombola na Educação Básica, e os séculos de invisibilidade e exclusão escolar dos/as quilombolas. A Educação Escolar Quilombola se estrutura e se desenvolve na perspectiva de conexão entre saberes tradicionais quilombolas e o currículo escolar, portanto, trata- se de pensar o currículo escolar sintonizado as dimensões históricas, culturais e sociais pulsantes nas CRQs e CTNs. Nesse sentido, este artigo tem como objetivo principal contribuir com a implementação da Educação Escolar Quilombola na disciplina de Geografia, através do uso de fotografias. Trata-se de fornecer subsídios para prática pedagógica, na perspectiva de desvelar e interpretar espaços históricos/culturais até então ocultos no ensino da Geografia escolar. Entende-se que a Geografia ancora-se em conceitos fundantes para análise e compreensão dos fenômenos geográficos, tais como: lugar, paisagem, região, território, sociedade e natureza, diante disso, optou-se pelos conceitos de lugar e paisagem, visando uma consciência espacial dos fenômenos naturais, históricos e sociais que compõem o lugar e a paisagem quilombola. O uso das fotografias na perspectiva da Educação Escolar Quilombola no ensino da Geografia escolar constitui-se em instrumentos pedagógicos úteis à medida que contribuem para leitura do mundo a partir do seu mundo, para enfrentamento das condições ideológicas de dominação e subordinação cultural e econômica.

Palavras-chave: Educação Escolar Quilombola. Ensino de Geografia. Fotografia.

Downloads 142  142  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Copene  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Artigos
Fazer Download agora!O relevo brasileiro no contexto da América do Sul  Popular Versão: 
Atualização:  21/12/2016
Descrição:
ROSS, Jurandyr Luciano Sanches.

Este artigo têm como ênfase o relevo brasileiro, na perspectiva e contexto do continente sul-americano. A partir dos fatos geotectônicos que balizam toda a gênese da geologia e geomorfologia da América do Sul, procura-se destacar como a gênese da geomorfologia brasileira está intrinsecamente relacionada com a de todo o continente. Ainda que a preocupação central seja tratar do relevo do território brasileiro, este não se explica por si só, e assume uma outra dimensão quando se insere a dinâmica crustal que ao gerar cordilheiras como a dos Andes, produz simultaneamente uma vasta e estreita depressão central com planícies e pantanais, e ao mesmo tempo contribui para explicar a existência de serras e escarpas como as da Serra do Mar e Mantiqueira e inúmeras outras.

Artigo de autoria do professor Dr. Jurandyr Luciano Sanches Ross, Professor Titular do Departamento de Geografia da USP - Universidade de São Paulo.

Palavras-chave: Relevo. Processos estruturais. Processos esculturais. Tectônica. Orogênese. Epirogênese.

Downloads 166  166  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://rbg.ibge.gov.br/index.php/rbg/article/view/28/9
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Artigos
Fazer Download agora!Da cosmologia à Geografia: o curso de Geografia física de Imannuel Kant e a construção metafísica da Popular Versão: pdf
Atualização:  4/9/2013
Descrição:
RIBAS, Alexandre Domingues e VITTE, Antonio Carlos

O presente artigo argumenta que o curso de geografia física de Imannuel Kant é o produto de uma reflexão filosófica e cosmológica, devido a problemática em se estabelecer a regularidade da natureza, que é espacialmente diferenciada e regulada por fundamentos mecânicos e causais. A partir de problemas filosóficos relacionados às teses desenvolvidas na Crítica da Razão Pura, a partir de críticas advindas dos viajantes e naturalista sobre a sua concepção de universalidade do conceito de natureza e sobre a sua concepção de espaço; Kant é obrigado a rever sua posição filosófica, que acontecerá somente a partir de uma profunda revisão dos conceitos de metafísica, matéria, espaço e natureza. O espaço, agora, não mais ideal, passa a ser a categoria estruturante do mundo empírico, onde a geografia é qualificada como a ciência do espaço, a partir de uma reflexão metafísica sobre a natureza e Terra, erguendo assim as bases para uma filosofia da geografia na modernidade.

Palavras-chave: Filosofia kantiana. Geografia física. Metafísica. Espaço. Razão. Natureza.

Downloads 227  227  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicamp  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Artigos
Fazer Download agora!Mudanças recentes no perfil da distribuição ocupacional da população brasileira Popular Versão: pdf
Atualização:  8/5/2012
Descrição:
KON, Anita

Este estudo visou contribuir com subsídios para a análise das transformações recentes no perfil da estruturação do trabalhador brasileiro, segundo a segmentação setorial e em grupos específicos de ocupações, particularmente na década de 90. Foram examinadas inicialmente questões teóricas sobre as causas da segmentação do mercado de trabalho na atualidade. Em sequência, analisaram-se aspectos empíricos relacionados às mudanças estruturais da distribuição no mercado de trabalho em economias mundiais, procurando situar o Brasil neste contexto internacional. Para o Brasil, foram elaborados Índices de Estruturação Ocupacional e de Quocientes de Diferenciação Regional. Os resultados da análise mostram que, apesar de transformações ocupacionais significativas constatadas, as mudanças estruturais foram intra e não inter-regionais.

Palavras-chave: Trabalho. Ocupações. Setores. Regiões.

Downloads 227  227  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Artigos
Fazer Download agora!Mergulhando num mar de relações: redes sociais como agentes de transformação em bairros populares Popular Versão: 
Atualização:  4/9/2013
Descrição:
SERPA, Angelo

Neste artigo discute-se o papel desempenhado pelos agentes e redes sociais na produção do espaço urbano e seu impacto sobre os processos socioespaciais em três bairros de urbanização popular em Salvador, Bahia, apontando para a desconstrução da clássica dicotomia centro-periferia e priorizando o bairro como recorte espacial para os estudos de geografia urbana na contemporaneidade. A pesquisa objetiva, a partir dos dados e informações levantados nos bairros populares, construir novas metodologias de abordagem dos “espaços vividos” pela população de baixa renda, com o intuito de embasar políticas efetivas de planejamento participativo no contexto da capital baiana, entendendo os “bairros” como espaços de vivência e áreas prioritárias de intervenção.

Palavras-chave: Bairro popular. Redes sociais. Periferias urbanas. Espaço vivido.

Downloads 239  239  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unesp  Site http://cecemca.rc.unesp.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Artigos
Fazer Download agora!Movimento pendular e perspectivas de pesquisas em aglomerados urbanos Popular Versão: pdf
Atualização:  4/9/2013
Descrição:
MOURA, Rosa; CASTELLO BRANCO, Maria Luisa Gomes; FIRKOWSKI, Olga Lúcia C. de Freitas

O conceito de movimento pendular é revisitado e discutido neste artigo, para, com base em estudos teóricos e empíricos, apreender a novas dimensões do processo de reestruturação metropolitana. A importância desse movimento na dinâmica dos principais espaços urbanos do Brasil é revelada por observações preliminares acerca da informação de deslocamento domícilio-trabalho/estudo, pesquisado no Censo Demográfico 2000.

Palavras-chave: Movimento pendular. Mobilidade urbana. Deslocamentos intrametropolitanos.

Downloads 241  241  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Artigos
Fazer Download agora!Geografia, história e ecologia: criando pontes para a interpretação da paisagem  Popular Versão: pdf
Atualização:  2/5/2013
Descrição:
SOLORZANO, Alexandro; OLIVEIRA, Rogério Ribeiro de e GUEDES-BRUNI, Rejan Rodrigues

O artigo apresenta uma revisão analítica dos conceitos e limites de abrangência da História Ambiental comparada à Ecologia Histórica. Para tanto, foram discutidas e avaliadas as influências e raízes fundadoras, bem como a incorporação de conceitos de diferentes disciplinas de outras áreas do conhecimento, como Antropologia, História, Geografia, Arqueologia, Etnobiologia, etc. Conceitos tais como paisagem, território (paleoterritório), escalas (espacial e temporal), e região constituem os seus elementos norteadores, em maior ou menor grau de importância. Objetiva-se com esta abordagem a compreensão da História Ambiental e da Ecologia Histórica, além de identificar os conceitos unificadores, em cujo contexto a Geografia destaca-se como a área do conhecimento habilitada a integrar as disciplinas que buscam analisar as relações entre os seres humanos e o seu espaço físico.

Palavras-chave: História Ambiental. Ecologia Histórica. Geografia. Paisagem. Dicotomia ser humano-natureza.

Downloads 248  248  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Artigos
Fazer Download agora!Geografia política e gestão internacional dos recursos naturais Popular Versão: pdf
Atualização:  4/9/2013
Descrição:
RIBEIRO, Wagner Costa

Combinar ideias de autores clássicos da Geografia Política com autores contemporâneos permite analisar temas ambientais em uma escala internacional. Para regular os diversos interesses em jogo, foram criadas convenções internacionais sobre o ambiente, que oferecem novas formas de intercâmbio, comércio e cooperação entre países. Mas a assimetria das relações entre as partes aponta para a necessidade de discutir soberania, sustentabilidade e segurança ambiental, conceitos centrais que sustentam a ordem ambiental internacional, o conjunto de acordos multilaterais sobre o ambiente. Por isso, é fundamental analisar as matrizes teóricas dos conceitos citados combinados com convenções internacionais elaboradas em reuniões de Cúpula, como as de Estocolmo, do Rio de Janeiro e a de Joanesburgo, para reforçar o diálogo na resolução de problemas internacionais.

Palavras-chave: Geografia política. Ambiente. Convenções internacionais sobre o ambiente. Sustentabilidade. Segurança ambiental. Soberania.

Downloads 249  249  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Artigos
Fazer Download agora!Vulnerabilidade do lugar vs. vulnerabilidade sociodemográfica: implicações metodológicas de uma velh Popular Versão: pdf
Atualização:  4/9/2013
Descrição:
MARANDOLA JR., Eduardo e HOGAN, Daniel Joseph

A pergunta "vulnerabilidade a que?" é primária nos estudos sobre riscos e perigos. Nos estudos populacionais, essa pergunta se direciona a grupos demográficos que estão sujeitos a determinados perigos, que podem estar relacionados às características da dinâmica demográfica ou à sua situação socioeconômica, ligadas ao ciclo vital, à estrutura familiar ou às características migratórias do grupo. O campo de população e ambiente acrescentou a dimensão espacial à problemática, considerando a posição e a situação (relacionais e relativas) componentes dos elementos que produzem perigos ou que fornecem condições de enfrentá-los. Notam-se, de um lado, a influência de uma abordagem ecológica, que entende o meio como um conjunto físico-social que influencia e é influenciado pela população, e, de outro, a presença de postulados materialistas, que concebe a relação sociedade-natureza como um devir histórico-social que se pauta pela produção contraditória e desigual do espaço e da sociedade. Em ambientes fortemente modificados pelo homem, como as grandes cidades, a matriz causal de riscos e de elementos que podem interferir na vulnerabilidade é consideravelmente maior, tornando difícil apreender relações de causalidade entre determinados perigos e certas características do grupo demográfico. Em vista disso, olhar para os perigos e para a vulnerabilidade do lugar é uma estratégia que permite, em microescala, captar os elementos que interferem na produção, aceitação e mitigação dos riscos. A dimensão ecológica é re-significada ao incorporar a dimensão existencial e fenomênica do lugar, entendendo os grupos demográficos em sua relação de envolvimento e pertencimento ao seu espaço vivido. A partir de uma série de trabalhos empíricos desenvolvidos nos últimos anos, este artigo reflete sobre as possibilidades dessa perspectiva teórico-metodológica, que utiliza uma prática qualitativa de campo e uma orientação geográfica na construção de um diálogo mais estreito entre Geografia e os estudos populacionais, a partir do campo População e Ambiente.

Palavras-chave: Riscos. Cidade. Espaço. Metodologias qualitativas. Geografia da população.

Downloads 251  251  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Artigos
Fazer Download agora!GEOIDEA - Geotecnologia como instrumento da inclusão digital e educação ambiental Popular Versão: pdf
Atualização:  2/5/2013
Descrição:
DI MAIO, Angelica Carvalho

O Projeto GEOIDEA (Geotecnologia como Instrumento de Inclusão Digital e Educação Ambiental) tem como objetivo desenvolver e aplicar uma metodologia focada em alunos para inclusão digital através do uso de Sistema de Informação Geográfica, em particular, nas aulas de Geografia. Este trabalho gerou, em digital ambiente, o meios de ensino e aprendizagem de assuntos relacionados à cartografia, tecnologia espacial, meio ambiente, por exemplo, temas como bacias hidrográficas, biomas e áreas naturais protegidas, foi desenvolvido para ser aplicado em escolas públicas de ensino fundamental e médio. Os recursos das geotecnologias foram usados de acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais da Geografia e do tema transversal Meio Ambiente. Um banco de dados geográficos com produtos de sensoriamento remoto e mapas, um conjunto de exercícios, um guia eletrônico, curiosidades sobre os biomas brasileiros e uma sessão de ajuda foram desenvolvidos. As atividades são ligadas ao SIG SPRING 5.0. O SPRING foi especialmente adaptado e customizado para a metodologia proposta, e denominado EDUSPRING (SPRING para a Educação). O EDUSPRING é de cerca de 70% menor que o SPRING original. O protótipo de ensino foi chamado GEOIDEA e está disponível em CD-ROM, tendo sido distribuído gratuitamente para escolas públicas. O projeto contou com a participação de professores do ensino básico no desenvolvimento do CD-ROM.

Palavras-Chave: Geotecnologias na Educação. Novas tecnologias na Geografia. Cartografia e Educação Ambiental.

Downloads 251  251  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma INPE - São José dos Campos  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


(1) 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 »