Educadores

Ínicio : Física : Artigos : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Notas (Do pior para o melhor avaliado)

Categoria: Física Artigos
Fazer Download agora!Uso das experiências de cátedra no ensino de Física Popular Versão: pdf
Atualização:  24/4/2013
Descrição:
ARRIGONI, Giovanni Maria

Neste trabalho relatam-se os resultados de uma investigação sobre a aplicação de pequenas experiências de cátedra, realizadas durante aulas teóricas na área da óptica. O objetivo da investigação foi o de avaliar a possibilidade de inclusão dessas pequenas experiências no currículo da disciplina, o seu valor, considerando a existência de aulas de laboratório didático, o valor de utilizar tempo alocado para essas experiências, e o valor dessas experiências relacionado à melhoria do processo de aprendizagem dos alunos. A relação entre ensino teórico e experimentação nas áreas da Física foi considerada, concluindo que existe uma forte ligação intelectual entre as duas fases, e que nem sempre estas são realizadas em uníssono temporal ou sequencialmente. O resultado dessa primeira fase foi a necessidade de um apoio integrado e experimental durante o ensino da teoria. Dessa forma, os alunos compreendem a teoria de forma mais fácil e também a estrutura da aula resulta mais agradável. Na segunda fase do inquérito, as reações dos alunos foram observadas durante a aplicação dos experimentos nas aulas. Também foi avaliado o desempenho dos alunos na resolução de exercícios e desenvolvimento de uma compreensão dos fenômenos físicos descritos nos experimentos. A investigação foi completada com a aplicação de um questionário referente ao nível de satisfação dos estudantes, o efeito das experiências na compreensão dos tópicos e sugestões de melhoria dos experimentos. Em geral, os alunos responderam com entusiasmo à aplicação dos experimentos e indicaram uma melhora do seu processo de aprendizagem, o que ficou comprovado na resolução de exercícios e compreensão da teoria, através da melhoria das notas dos alunos nas turmas nas quais as experiências foram aplicadas.

Palavras-chave: Experiências de Cátedra. Física. Ótica. Ensino aprendizagem.


Downloads 634  634  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Periódicos - UFSC  Site http://www.periodicos.ufsc.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Física Artigos
Fazer Download agora!Ensino de Física e a concepção freireana da educação Popular Versão: 
Atualização:  27/3/2012
Descrição:
DELIZOICOV NETO, Demétrio
O assunto é palpitante quando analisado sob os mais variados aspectos: entre eles a própria concepção de educação de Paulo Freire, cuja prática mais intensa tem se verificado em programas de educação de adultos em vários países, bem como a busca de uma inserção da educação formal num contexto concebido a partir da concepção freireana. (...)

Downloads 1307  1307  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma RBEF  Site http://www.sbfisica.org.br/rbef/pesquisa.php
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Física Artigos
Fazer Download agora!Alfabetização Científico-Tecnológica: um novo “paradigma”? Popular Versão: 
Atualização:  27/3/2012
Descrição:
AULER, Décio.
Busca-se ampliar o debate sobre a denominada Alfabetização Científico-Tecnológica. Neste âmbito, postula-se a necessidade de superar o ensino meramente propedêutico, disciplinar. Discute-se, enquanto configuração curricular, a progressiva substituição da abordagem conceitual pela abordagem temática. Tal encaminhamento está alicerçado em pressupostos do educador brasileiro Paulo Freire, bem como do denominado movimento Ciência-Tecnologia-Sociedade.

Palavras-chave: Alfabetização Científico-Tecnológica. Abordagem Conceitual. Abordagem temática.

Downloads 561  561  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Ensaio - Volume 05 / Número 1 – março de 2003  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Física Artigos
Fazer Download agora!Alfabetização Científico-Tecnológica Para Quê? Popular Versão: 
Atualização:  28/3/2012
Descrição:
AULER, Décio; DELIZOICOV, Demétrio

A Alfabetização Científico-Tecnológica (ACT), cada vez mais, tem sido postulada enquanto dimensão fundamental numa dinâmica social crescentemente relacionada ao desenvolvimento científico-tecnológico. Contudo, o rótulo ACT abarca um espectro bastante amplo de significados. Os objetivos balizadores são diversos e difusos. Neste trabalho, discute-se ACT segundo duas perspectivas, denominadas de reducionista e ampliada. A reducionista, em nossa análise, desconsidera a existência de construções subjacentes à produção do conhecimento científico-tecnológico, tal como aquela que leva a uma concepção de neutralidade da Ciência-Tecnologia. Relacionamos a esta compreensão de neutralidade os denominados mitos: superioridade do modelo de decisões tecnocráticas, perspectiva salvacionista da Ciência-Tecnologia e o determinismo tecnológico. A perspectiva ampliada, proposta neste trabalho, busca a compreensão das interações entre Ciência-Tecnologia-Sociedade (CTS), associando o ensino de conceitos à problematização desses mitos.

Palavras chave: Alfabetização Científico-Tecnológica. Ciência-Tecnologia. Sociedade.

Downloads 496  496  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Ensaio - Volume 03 / Número 1 – Jun. 2001  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Física Artigos
Fazer Download agora!Análise de Situações de Controvérsias e Conflitos Cognitivos Através de uma Leitura Lakatiana Popular Versão: 
Atualização:  27/3/2012
Descrição:
LABURÚ, Carlos Eduardo

Este trabalho propõe observar a construção dos pensamentos dos alunos em sala de aula, em momentos em que são estimulados conflitos cognitivos e controvérsias. Para isso, sugere-se o emprego de um instrumento analítico-pedagógico baseado numa leitura dos programas de pesquisa de Lakatos. A ideia é empregar essa leitura para qualificar o pensamento dos alunos e estruturá-los como se fossem programas. Em seguida, aplicam-se as condições de Posner et al. para entender a razão do comprometimento dos pensamentos dos alunos aos programas.

Palavras-chave: Conflito cognitivo. Programas de pesquisa. Aprendizagem de cinemática angular.

Downloads 544  544  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma IENCI - V8(1), pp. 7-30, 2003  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Física Artigos
Fazer Download agora!Pernilongo? Elimine esse zumbido da sua vida: A aprendizagem de ondas sonoras por meio das novas tec Popular Versão: 
Atualização:  24/4/2013
Descrição:
DIOGOT, Rodrigo Claudino; GOBARA, Shirley Takeco.

Este trabalho apresenta as análises preliminares de uma pesquisa de campo em que as tecnologias da informação e comunicação foram utilizadas como recurso educacional para o ensino introdutório da Física do Som. O objetivo foi verificar se a sequência elaborada na forma de desafios facilita a aprendizagem de conceitos em Física. O material foi desenvolvido tendo como base a teoria da aprendizagem significativa. Este artigo traz a análise de apenas um dos desafios, intitulado “O Pernilongo e os sons” que foi testado pelo grupo experimental. Os resultados sugerem que o desafio testado favorece a aprendizagem e a construção do conhecimento pelo aluno, e que as tecnologias da informação e comunicação podem ser consideradas como mais um recurso a ser utilizado pelo professor para favorecer a aprendizagem de seus alunos.

Palavras-chave: Ensino de Física. Ondas sonoras. Desafios. Computador no ensino de Física.

Downloads 947  947  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Cinted - V. 5 No 2, Dezembro, 2007  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Física Artigos
Fazer Download agora!Articulações entre o Enfoque CTS e a Pedagogia de Paulo Freire como Base para o Ensino de Ciências Popular Versão: 
Atualização:  27/3/2012
Descrição:
TEXTO EM PORTUGUÊS

NASCIMENTO, Tatiana Galieta; LINSINGEN, Irlan von
Resumen: En este artículo se presentan unas relaciones teóricas entre el enfoque CTS y la filosofía educacional de Paulo Freire. Se explotan tres puntos de convergencia que por supuesto no agotan las posibilidades de articulación entre estas frentes pedagógicas y que no se quedan cerradas en sí mismas sino que dialogan entre sí. Son ellos: (i) el abordaje temática y la selección de los contenidos y materiales didácticos; (ii) la perspectiva interdisciplinar del trabajo pedagógico y el papel de la formación del profesorado; (iii) el papel del educador en el proceso de la enseñanza y aprendizaje, y en la formación para el ejercicio de la ciudadanía. Tenemos en cuenta que la articulacción de estas proposiciones educacionales es una ganancia para los dos: para el enfoque CTS por conferirle una base educacional sólida y coherente (no siempre explícita en el enfoque CTS) y, a la vez, para la pedagogía y método Paulo Freire (y sus desdoblamientos en la enseñanza de las ciencias) por hacer oportuno el abordaje de temas actuales de dimensión social, política y económica, en particular en el ámbito de la enseñanza de la ciencia y la tecnología.

Palabras clave: CTS. Educación progresista de Paulo Freire. enseñanza de las ciencias. Educación científico-tecnológica. Ciudadanía.

Downloads 747  747  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Convergencia, núm. 42, septiembre-diciembre 2006  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Física Artigos
Fazer Download agora!Discutindo Modelos de Visão Utilizando a História da Ciência Popular Versão: 
Atualização:  27/3/2012
Descrição:
SILVA, Boniek Venceslau da Cruz
Embora perguntar o porquê enxergamos um objeto venha a nos parecer uma pergunta tão trivial, em determinadas situações é bastante comum as explicações advindas do público escolarizada ou não serem totalmente contraditórios a explicação científica atual. Em alguns casos, as respostas dadas, por exemplo, em sala de aula, são encaradas como erros grosseiros, sendo repelidos e rechaçados pelos professores de ciências. O objetivo deste trabalho é mostrar que, em muitas situações, existe uma correlação entre os erros apresentados pelos alunos em sala de aula com modelos desenvolvidos por cientistas em épocas passadas. Portanto, ciente desta correlação, o docente poderá desenvolver práticas que aproximem às respostas dos alunos a explicação científica atual. Objetivamos mostrar uma possibilidade de se trabalhar um conceito científico bastante discutido, tomando como ponto de partida a vivência dos alunos.

Palavras-chave: História da Ciência. Óptica. Modelos de visão. Ensino de Física.

Downloads 521  521  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Holos, Ano 25, Vol. 3 - 2009  Site http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/index
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Física Artigos
Fazer Download agora!Calor e temperatura e suas explicações por intermédio de um enfoque histórico Popular Versão: 
Atualização:  27/3/2012
Descrição:
CINDRA, José Lourenço; TEIXEIRA, Odete Pacubi Baierl. Calor e temperatura e suas explicações por intermédio de um enfoque histórico. In: MARTINS, R. A.; MARTINS, L. A. C., P.; SILVA, C. C.; FERREIRA, J. M. H. (eds.). Filosofia e história da ciência no Cone Sul: 3o Encontro. Campinas: AFHIC, 2004. Pp. 240-248. (ISBN 85-904198-1-9)

No presente trabalho procuramos discutir a categorização das explicações realizadas por Halbwachs relacionando-a com o desenvolvimento histórico dos conceitos de calor e temperatura. Identificamos e discutimos as explicações homogênea, heterogênea e batígena no contexto histórico destes conceitos. Verificamos que as explicações utilizadas pelos cientistas para formularem teorias do calor e da temperatura, de modo geral, refletem os tipos de explicações indicadas por Halbwachs. Constatamos, por exemplo, que o conceito de temperatura, que no início ainda não havia se separado do conceito de calor, foi aos poucos se estabelecendo como uma grandeza física fenomenológica. Uma espécie de explicação homogênea era suficiente para conceituá-la, e o mesmo pode ser dito no que tange ao conceito de calor. Posteriormente, à medida em que houve um aprofundamento na compreensão dos fenômenos térmicos, todo o enfoque conceitual da questão caminhou no sentido de uma explicação mais profunda, por isso, podemos afirmar que os cientistas passaram a fazer uso de explicações batígenas para o de temperatura. A grandeza entropia, que inicialmente foi introduzida por Clausius como uma grandeza fenomenológica, aceitava também explicação homogênea. Contudo, no enfoque de Boltzmann, que procurou dar um tratamento estatístico para a entropia, houve a introdução de uma explicação batígena.

Downloads 1811  1811  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Física Artigos
Fazer Download agora!Calor e Temperatura no Ensino Fundamental: relações entre o ensino e a aprendizagem numa perspectiva Popular Versão: 
Atualização:  23/4/2013
Descrição:
AGUIAR JR., Orlando
Nesse trabalho, iremos examinar, em caráter exploratório e preliminar, as possibilidades e contribuições de um Modelo de Ensino como instrumento auxiliar ao planejamento, desenvolvimento e avaliação de propostas de ensino de ciências, voltados para a promoção de mudanças cognitivas. Para isso, serão descritos os instrumentos utilizados no planejamento de um curso introdutório de Calor e Temperatura junto a alunos/as de 8ª série do ensino fundamental, e analisados seus resultados. O Modelo proposto procura estabelecer patamares pedagógicos concebidos a partir das tríades sucessivas que marcam a evolução do conhecimento causal em termos intra, inter e trans-objetais (Piaget e Garcia, 1987). A avaliação dos resultados do trabalho, a partir da análise dos materiais escritos produzidos pelos estudantes ao longo do processo, nos levam a afirmar a complexidade intrínseca da aprendizagem humana, entendendo por complexidade fenômenos históricos, irreversíveis, imprevisíveis e indeterminados (Prigogine e Stengers 1997/1984). Concluímos com reflexões acerca do alcance das mudanças efetivadas no ensino de ciências e da improcedência de uma leitura linear de seus resultados. A análise do modelo será conduzida em termos do ensino, da aprendizagem e, sobretudo, das relações entre ensino e aprendizagem.

Palavras-chave: Calor e temperatura. Ensino e aprendizagem. Modelo de ensino.

Downloads 699  699  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Investigações em Ensino de Ciências – V4(1), pp. 7  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 (23) 24 25 26 27 28 29 30 31 »