Educadores

Ínicio : Química : Dissertações : 

Produções de Profissionais da Seed: Dissertações (11)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Título (A a Z)

Categoria: Química Dissertações
Fazer Download agora!Pensamento Crítico, Enfoque Educacional CTS e o Ensino de Química Popular Versão: 2007
Atualização:  9/8/2013
Descrição:
FREIRE, Leila Inês Follmann

Neste estudo aponto o Ensino de Química com enfoque CTS como uma das possibilidades de desenvolver junto aos alunos o pensamento crítico em relação à Ciência e à Tecnologia.

É possível perceber uma relação muito grande entre o enfoque educacional Ciência, Tecnologia e Sociedade e a perspectiva de Pensamento Crítico (PC) desenhada para esta pesquisa. Ela está alicerçada nos pensamentos de Carraher (1983), Lipman (1995) e Freire (1986; 2000). A partir destes autores, o PC passa a ser entendido como a capacidade de analisar profundamente, questionar, discutir problemas e buscar soluções racionais adequadas, levando em consideração as diferentes opiniões sobre um mesmo assunto. Aliado ao Ensino de Química num
enfoque CTS o desenvolvimento do Pensamento Crítico ganha aplicação prática na sala de aula. Neste sentido, realizei um trabalho empírico com duas turmas de estudantes do ensino médio, com atividades voltadas ao desenvolvimento do PC.

Realizei sondagens iniciais e finais sobre o nível de pensamento crítico dos participantes e pude evidenciar que após a aplicação de seqüências didáticas, estruturadas sob a perspectiva CTS-PC, a capacidade de pensamento deles melhorou. As atividades realizadas em ambas as turmas durante as seqüências didáticas se basearam em casos simulados, uma atividade típica do enfoque CTS, e atividades dirigidas à educação do pensamento.

Com resultados principais apresento as metodologias utilizadas e os seus desdobramentos. Concluo apontando os principais avanços que os estudantes tiveram em sua maneira de pensar a Ciência e a Tecnologia e o desenvolvimento que as atividades trouxeram para o pensamento crítico.

Palavras-chave: Ciência-Tecnologia-Sociedade (CTS), Pensamento crítico, Ensino de Química.

Downloads 1247  1247  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFSC - PPGECT  Site http://www.ppgect.ufsc.br/
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Química Dissertações
Fazer Download agora!Pesquisa Colaborativa e Comunidades de Aprendizagem: possíveis caminhos para a formação continuada Popular Versão: 2007
Atualização:  9/8/2013
Descrição:
MENDES, Mírian Rejane Magalhães

Neste trabalho, discorremos sobre a construção e desenvolvimento de uma proposta de formação continuada com um grupo de professores de Química do Ensino Médio. Os questionamentos que originaram este trabalho estão relacionados as nossas angústias pessoais, decorrentes de uma prática docente isolada e dificuldade de acesso a programas de formação continuada. Posteriormente, no âmbito do mestrado profissional em Ensino de Ciências, tais questionamentos passaram a ter uma maior abrangência e envolver a lógica da racionalidade técnica que direciona os programas de formação docente inicial e continuada tradicionalmente desenvolvidos. Buscando formas de superar tais problemas, propusemos aos professores de Química do Ensino Médio de Januária, Minas Gerais, uma parceria, na forma de pesquisa colaborativa, para desenvolver uma proposta de formação continuada em perspectiva crítico-reflexiva. O grupo constituído, o qual denominamos Comunidade Formação Permanente em Ensino de Química, construiu a proposta enquanto a vivenciava. Na perspectiva por nós adotada, investigação e formação se entrelaçam em um único processo. A investigação sobre a prática docente, exercida de forma colaborativa, envolveu a identificação de aspectos problemáticos relativos a essa prática e de teorias que subjazem as ações docentes. A partir desse conhecimento, foram levantados questionamentos, pesquisados novos aportes teóricos e a prática docente foi analisada à luz desses aportes. O objetivo era (re)construir conhecimentos que pudessem desencadear e alicerçar transformações que contribuíssem para a melhoria do ensino de Química e para o desenvolvimento pessoal e profissional de todos os envolvidos. Como não pretendíamos uma ação que fosse concebida e construída unilateralmente e a priori, buscamos caminhos alternativos, pelos quais pudéssemos envolver os professores não como objetos, mas como sujeitos dos processos desenvolvidos. Os posicionamentos teórico-metodológicos assumidos nos possibilitaram articular conceitos como formação continuada em uma perspectiva crítico-reflexiva, pesquisa colaborativa e comunidades de aprendizagem na implementação do nosso processo investigativo/formativo. Dos dados gerados no decorrer do processo emergiram dois focos de análise, o desenvolvimento da comunidade e o desenvolvimento do processo formativo. Embora a tarefa de análise dos dados seja tradicionalmente individual, tal perspectiva não seria coerente com o processo colaborativo por nós vivenciado até então. Assim consideramos a necessidade de incorporar as vozes dos professores-parceiros também nessa etapa. Fundamentados na concepção de que na pesquisa colaborativa pesquisadores e professores desempenham papéis diversos, porém complementares, entendemos que a contribuição dos professores-parceiros para essa etapa da nossa pesquisa não seria realizar conosco a análise sistemática, nos moldes dos trabalhos científicos, mas poderia se dar por meio de uma reflexão sobre os focos de análise identificados no processo de tratamento dos dados. A essência do nosso processo formativo, coletivo e colaborativo, é a elaboração, apropriação e aplicação de um conhecimento sistematizado, embasado na articulação teoria-prática. Dessa forma, nos constituímos sujeitos-autores dos nossos processos de formação e das nossas práticas e ampliamos nossa autonomia, enquanto construímos e percorremos os caminhos do nosso desenvolvimento pessoal e profissional.

Downloads 377  377  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UnB, PPGEC, 2007.  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Química Dissertações
Fazer Download agora!Produção de papel artesanal de fibra de bananeira: uma proposta de ensino de química por projeto Popular Versão: 2009
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
LACERDA, Nília Oliveira Santos

O projeto de produção de papel artesanal a partir da fibra de bananeira surgiu no Colégio Estadual Jardim América, em Goiânia – GO, a partir de uma experiência vivenciada por alunos do Ensino Médio, durante uma visita na Cooperativa de Reciclagem Cooprec, em função de um trabalho que estava sendo realizado sobre o tema gerador LIXO. A partir desse projeto sentimos a necessidade de um estudo mais aprofundado do tema, o que foi feito por meio de um material paradidático sobre a produção de papel e suas relações com conceitos científicos. Para fundamentação do material proposto utilizamos com referenciais norteadores: o ensino por projetos numa perspectiva freireana, o enfoque CTSA, a educação ambiental, a experimentação investigativa, a necessidade de contextualização e de interdisciplinaridade. A metodologia utilizada para aprofundamento do tema foi: pesquisas sobre história e química do papel, entrevistas semiestruturadas com os sócios da cooperativa (Cooprec), com a Assessora do Núcleo Artesanal de Reciclagem. Também foi proposto aos alunos participantes do projeto que formulassem questões que gostariam de aprender em relação ao processo e que pudesse ser explicado por meio de conceitos científicos de maneira interdisciplinar. As questões apresentadas foram analisadas e relacionadas aos conteúdos de química e áreas afins (biologia, geografia etc.). Em seguida as questões foram relacionadas com todos os tópicos que ajudariam a respondê-las, definindo os conteúdos a serem trabalhados no material paradidático. Para a elaboração desse material partimos dos seguintes princípios: (a) o aproveitamento de resíduos da bananicultura como matéria-prima natural; (b) possibilidade de um trabalho com enfoque na preservação ambiental; (c) o resgate e a valorização de técnicas artesanais; (d) a utilização de tema gerador para o ensino de conceitos científicos, ambiente e cidadania; (e) a inserção de textos que tratam sobre atitudes e valores importantes para a formação de alunos críticos e ativos. Um dos objetivos da nossa proposta apresentada é aprimorar o projeto com uma problematização, relacionando esse tema gerador com os conteúdos de química, na tentativa de tornar seu ensino mais significativo para os alunos.

Palavras-chave: Ensino por projetos. Papel de fibra de bananeira. Material paradidático.

Downloads 1130  1130  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UnB, PPGEC, 2009.  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Química Dissertações
Fazer Download agora!Proposta de guia para apoiar a prática pedagógica de professores de Química em sala de aula inclusiv Popular Versão: 2010
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
PIRES, Rejane Ferreira Machado

O ensino a alunos com deficiência visual é hoje uma realidade em nosso sistema educacional. Por isso, há qualquer momento, o professor pode deparar-se com um ou mais alunos com deficiência visual em suas classes regulares. Porém, muitos professores podem se sentir “despreparados” para trabalhar com esses alunos, principalmente no que se refere ao desenvolvimento de materiais adaptados apoiadores, que possam servir de base para organizar suas estratégias de ensino. Outra questão é a falta de materiais orientadores que possam apoiar a prática pedagógica do professor de alunos com deficiência visual. Daí surgiu nosso problema de pesquisa: como desenvolver um guia básico contendo orientações para adaptação e dicas de convivência para apoiar os professores que recebem alunos com deficiência visual? Este trabalho descreve o desenvolvimento de um material para apoiar a prática pedagógica de professores da educação básica que tenham alunos com deficiência visual em sua sala de aula. Embora aborde questões metodológicas mais voltadas para a disciplina Química, seu conteúdo geral pretende também ser útil a professores de quaisquer disciplinas. Desenvolvemos este trabalho tendo como base a teoria histórico cultural Vigotskiana. A proposta foi avaliada por professores e estudantes de licenciaturas durante uma oficina na IX Semana de extensão da Universidade de Brasília. Para isso, utilizamos instrumentos variados de análise das informações, proposto por González Rey (2002, 2005) com objetivo de compreender o ponto de vista dos professores e estudantes de licenciaturas quanto à aplicabilidade do guia. A análise das informações apontou para a real necessidade do desenvolvimento de um material apoiador, que forneça orientações metodológicas a professores de alunos com deficiência visual.

Palavras-chave: Deficiência visual. Inclusão. Ensino de Química.

Downloads 1225  1225  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UnB, PPGEC, 2010.  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Química Dissertações
Fazer Download agora!Questões Ambientais em Cursos de Licenciatura em Química Popular Versão: 2011
Atualização:  9/8/2013
Descrição:
ROLOFF, Franciani Becker. Questões Ambientais em Cursos de Licenciatura em Química: as vozes do currículo e professores. Dissertação. Mestrado em Educação Científica e Tecnológica - UFSC - PPGECT, Florianópolis, 2011.

Este trabalho constitui-se em uma investigação acerca da inserção de questões ambientais em cursos de Licenciatura em Química de instituições de ensino superior das regiões sul e sudeste do país, num total de nove universidades e doze cursos analisados. Objetivou-se identificar indícios do tratamento de assuntos ligados ao meio ambiente e sua possível relação com a Química, em disciplinas ofertadas pelos departamentos de Química dessas instituições e que continham, em sua nomenclatura, algum termo que remetesse ao meio ambiente, tais como: ecologia, toxicologia e poluição. Para tanto, foram analisados diferentes descritores presentes nos documentos curriculares, sejam eles: ementas, planos de ensino, objetivos, programas e bibliografia das disciplinas. Partindo desse refinamento, definiu-se o recorte da pesquisa e a amostra de professores a ser entrevistada. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com oito professores formadores atuantes em disciplinas de cunho ambiental, nas quais se buscou identificar em que perspectivas as questões atreladas ao ambiente vêm sendo abordadas nesses cursos, além de possíveis aproximações com a Química Verde. A análise das informações qualitativas deu-se através dos procedimentos da Análise Textual Discursiva. De forma geral, apesar da maioria dos formadores reconhecerem o meio ambiente de forma reducionista, por este ser percebido de maneira naturalista ou ainda antropocêntrica, apresentaram-se outras visões que as superam. Os formadores perceberam a necessidade da inserção de outras variáveis sistêmicas no tratamento da temática ambiental, percepções globalizantes e de superação do antropocentrismo. Todavia, as questões ambientais foram reconhecidas por muitos apenas como problemas ambientais, e, nesse sentido, como sendo resultantes de substâncias e atividades químicas. Nesse aspecto, à Química foi designado o papel de remediar e também de prevenir problemas ambientais. Já com relação às perspectivas de abordagem das questões ambientais em sala de aula, o enfoque central apresentado pelos professores entrevistados foi o da Química Ambiental, caracterizada pela Química do e no ambiente. A importância e necessidade do trabalho concomitante às perspectivas da Educação Ambiental e do enfoque Ciência-Tecnologia-Sociedade também foram identificadas. Embora apenas um entrevistado tenha explicitamente afirmado trabalhar com a perspectiva da Química Verde, ou seja, da Química para o ambiente, associada à Química Ambiental, indícios e possibilidades do trabalho com os princípios balizadores daquela foram também identificados na fala de outros professores formadores. As informações obtidas apresentam ainda indícios de que a formação inicial dos licenciandos em Química, no tocante à relação entre Química e o ambiente, é baseada em abordagens amplas e complexas, e são realizadas sob diferentes perspectivas de ensino, embora as visões reducionistas de ambiente e de ciência dos formadores acabem refletindo fortemente na prática docente.

Palavras-chave: Meio ambiente. Formação de professores de Química. Docência na educação superior. Química Verde.

Downloads 5983  5983  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFSC-PPGECT  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Química Dissertações
Fazer Download agora!Questões socioambientais no ensino de ciências: superando visões naturalistas no Ensino Fundamental Popular Versão: 2008
Atualização:  9/8/2013
Descrição:
SANTANA, Valéria Raquel

A presente dissertação refere-se a um trabalho desenvolvido com estudantes do nono ano do Ensino Fundamental em uma escola particular em Brasília, no ano de 2007. O trabalho desenvolvido teve como objetivo planejar, aplicar e avaliar uma abordagem pedagógica de Educação Ambiental (EA) em aulas de ciências, visando ampliar as percepções dos estudantes sobre meio ambiente e problemas ambientais, e contribuir para o desenvolvimento de uma preocupação socioambiental. A necessidade de se realizar o presente trabalho surgiu em meio a discussões em sala de aula acerca de temas relacionados ao meio ambiente. A análise das percepções iniciais dos estudantes revelou que os mesmos possuem uma percepção de meio ambiente naturalista, ou seja, com foco centrado nos aspectos naturais. Nesse sentido, buscou-se ampliar essas percepções por meio de abordagens de temas socioambientais nas aulas de ciências. A abordagem desenvolveu-se por meio de atividades como aulas expositivas, discussões de textos, saídas de campo, apresentação de seminários, palestras e trabalhos desenvolvidos pelos estudantes. Para a coleta de dados foram utilizados observação das aulas com registros no diário de aula e gravação em vídeo; aplicação de questionários; atividades desenvolvidas pelos estudantes e uma exposição de fotografias. Os questionários utilizados buscavam identificar as representações sociais dos estudantes acerca de meio ambiente e problemas ambientais e foram aplicados no inicio, no meio e no fim da pesquisa. À medida que se analisavam os dados, as aulas e as atividades iam sendo planejadas a fim de se alcançar os objetivos pretendidos.

Palavras-chave: Educação ambiental. Ensino de Ciências. Ensino fundamental. Percepção de meio ambiente. Questões socioambientais.

Downloads 395  395  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UnB, PPGEC, 2008.  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Química Dissertações
Fazer Download agora!Química e cidadania : uma abordagem a partir do desenvolvimento de atividades experimentais investig Popular Versão: 2009
Atualização:  9/8/2013
Descrição:
OLIVEIRA, Ricardo Castro de

Este trabalho teve por objetivo investigar a contribuição das atividades experimentais investigativas no desenvolvimento do processo de tomada de decisão e formação cidadã dos alunos. A coleta de dados se deu por meio da aplicação de um minicurso de 40 horas para uma turma de alunos do primeiro ano do Ensino Médio de uma Escola Pública do Município de São Carlos, localizada no Estado de São Paulo. O tema discutido foi combustível e as atividades experimentais investigativas estavam relacionadas à gasolina, ao álcool e ao biodiesel. Antes da realização dessas atividades, o pesquisador promoveu debates dentro da perspectiva de Educação em Ciência-Tecnologia-Sociedade (CTS). Para a análise dos dados, solicitou-se que os alunos registrassem por escrito os procedimentos adotados durante cada atividade, além da filmagem e anotações realizadas pelo pesquisador. A partir da análise dos resultados, constatou-se que o uso de atividades experimentais por meio da abordagem investigativa aliada à realização dos debates auxiliou os alunos no processo de tomada de decisão em situações sócio-científicas controversas, indispensável no desenvolvimento da cidadania. Essas atividades contribuíram em vários aspectos para a formação dos alunos, tais como no desenvolvimento de habilidades conceituais, procedimentais e atitudinais, proporcionando aos alunos o reconhecimento da Ciência como uma atividade humana em permanente construção.

Palavras-chave: Ensino de Química. Atividades experimentais investigativas. Cidadania.

Downloads 831  831  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFSCar  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Química Dissertações
Fazer Download agora!Química e Cidadania: uma abordagem a partir do desenvolvimento de atividades experimentais investiga Popular Versão: 2009
Atualização:  9/8/2013
Descrição:
OLIVEIRA, Ricardo Castro de. Química e Cidadania: uma abordagem a partir do desenvolvimento de atividades experimentais investigativas. Dissertação (Mestrado), UFSCar, São Carlos, 2009.

Este trabalho teve por objetivo investigar a contribuição das atividades experimentais investigativas no desenvolvimento do processo de tomada de decisão e formação cidadã dos alunos. A coleta de dados se deu por meio da aplicação de um minicurso de 40 horas para uma turma de alunos do primeiro ano do Ensino Médio de uma Escola Pública do Município de São Carlos, localizada no Estado de São Paulo. O tema discutido foi combustível e as atividades experimentais investigativas estavam relacionadas à gasolina, ao álcool e ao biodiesel. Antes da realização dessas atividades, o pesquisador promoveu debates dentro da perspectiva de Educação em Ciência-Tecnologia-Sociedade (CTS). Para a análise dos dados, solicitou-se que os alunos registrassem por escrito os procedimentos adotados durante cada atividade, além da filmagem e anotações realizadas pelo pesquisador. A partir da análise dos resultados, constatou-se que o uso de atividades experimentais por meio da abordagem investigativa aliada à realização dos debates auxiliou os alunos no processo de tomada de decisão em situações sócio-científicas controversas, indispensável no desenvolvimento da cidadania. Essas atividades contribuíram em vários aspectos para a formação dos alunos, tais como no desenvolvimento de habilidades conceituais, procedimentais e atitudinais, proporcionando aos alunos o reconhecimento da Ciência como uma atividade humana em permanente construção.

Palavras-chave: Ensino de Química. Atividades experimentais investigativas. Cidadania.

Downloads 665  665  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFSCar  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Química Dissertações
Fazer Download agora!Representações de estruturas submicroscópicas no ensino de ciências da natureza e suas tecnologias:  Popular Versão: 2010
Atualização:  9/8/2013
Descrição:
SANGIOGO, Fábio André

Considerando-se que é incipiente o número de estudos sobre o uso de representações de estruturas submicroscópicas em livros didáticos e em aulas da área de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, esta pesquisa analisa tais representações, focalizando reflexões sobre o uso das mesmas numa perspectiva direcionada à promoção de conhecimentos científicos escolares mais significativos e socialmente relevantes. Foram analisados livros didáticos de Biologia e Química do ensino médio, bem como interações de sujeitos em formação para o ensino, na área. Para isso, foram desenvolvidos e acompanhados módulos de interação em aulas de componentes curriculares dos cursos de Licenciatura em Ciências Biológicas e em Química da Unijuí, com aplicação de questionários e registro de depoimentos sobre representações de estruturas submicroscópicas, em reuniões com sujeitos participantes do módulo. Com base na vertente teórica bachelardiana, a atenção se volta para alguns obstáculos epistemológicos que acompanham o ensino das Ciências. Por outro lado, a partir do referencial histórico-cultural, o olhar se volta para processos de construção de conhecimentos escolares mediante interações típicas a aulas de Ciências da Natureza, considerando-se a multiplicidade de contextos socioculturais em que professores e estudantes aprendem e se desenvolvem. Resultados indicam a importância de discussões sobre limites e potencialidades no uso de representações de estruturas submicroscópicas que acompanham abordagens de conteúdos/conceitos escolares. Conclui-se o trabalho ressaltando a necessidade da mobilização de saberes docentes importantes de serem considerados no processo de mediação didática de conteúdos/conceitos que envolvem o uso de representações de estruturas submicroscópicas. Abordagens, discussões e reflexões sobre as mesmas no ensino e na formação de professores podem contribuir no enfrentamento de obstáculos que limitam o acesso a conhecimentos científicos escolares que sejam coerentes com as Ciências e, também, relevantes para a formação de uma cidadania socialmente responsável.

Palavras-Chave: Formação de professores; Ensino de Ciências; Interações; Obstáculos epistemológicos; Representações de estruturas submicroscópicas.

Downloads 2473  2473  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UNIJUÍ  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Química Dissertações
Fazer Download agora!Um Panorama da Capacitação de Professores em Processos de Formação Continuada: O caso do Curso de Co Popular Versão: 
Atualização:  9/8/2013
Descrição:
LOBO, Márcia Eunice

Os baixos índices de rendimento escolar, a introdução de novas tecnologias de informação e comunicação, aliadas à emergência de um mercado, marcado pela competitividade e exigindo níveis mais elevados de formação profissional, propõem mudanças nas organizações e nos modelos educacionais. As melhorias propostas para a Educação Básica, sugerem desafios à formação dos professores. Na sociedade contemporânea, o papel do professor formado na escola tradicional tem sido questionado. Observa-se que, somadas à discutida má formação para a carreira docente e consequente desvalorização da mesma, está a falta de qualificação profissional, que contribui à acentuada deficiência na qualidade educacional. A busca de alternativas, que proporcionem condições de estudo aos professores e políticas que favoreçam a constituição de um corpo docente mais qualificado, traz a educação a distância como uma possibilidade de formação continuada, devido às sua características. A educação a distância vem se destacando como alternativa de atualização, capacitação e formação profissional, em todos os níveis e áreas do conhecimento. Este trabalho trata inicialmente de aspectos relacionados a formação continuada de professores, inferindo na educação continuada no ambiente empresarial, analisando a utilização da educação a distância nas ações de ensino e na melhoria da qualidade da educação. É apresentado como estudo de caso o Curso de Complementação para Licenciatura em Química, Física, Matemática e Biologia, implementado no Estado da Bahia, por um convênio entre a Secretaria de Educação do referido estado e a Universidade Federal de Santa Catarina.

Palavras-Chave: Educação continuada. Formação docente. Educação a distância.

Downloads 572  572  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PPGEP-UFSC  Site http://www.ppgep.ufsc.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 (5) 6 »