Educadores

Ínicio : Sociologia : Dissertações : 

Produções de Profissionais da Seed: Dissertações (18)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Título (A a Z)

Categoria: Sociologia Dissertações
Fazer Download agora!O poder da marca e uma construção de estilo de vida : um estudo de caso dos alunos da PUCPR  Popular Versão: pdf
Atualização:  16/8/2013
Descrição:
FONTOURA, Miriam Silva da

Resumo: Atuantes no cotidiano da sociedade como coadjuvantes da cultura, as marcas, participam da construção de um imaginário, individual e coletivo pela grande capacidade de criar diferenciação como imagem. Sob a forma de consumo, mantém uma lógica de funcionamento e semelhança nos elementos essenciais para a sua existência e permanência. Impregnadas significações, as marcas desvendam-se através de uma linguagem, revelando comportamentos recorrentes a um estilo e modo de vida. O objetivo deste trabalho é proporcionar uma reflexão sobre O Poder da Marca como uma das dimensões na construção de estilo de vida através do consumo nas sociedades contemporâneas, partindo-se da hipótese central de que as marcas são referências de identificação e distinção. Em especial a marca Puma, fio condutor da pesquisa.

Palavras-chave: Marca. Consumo. Estilo de vida. Trabalho. Produção. Classes sociais.

Downloads 6941  6941  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://dspace.c3sl.ufpr.br/dspace/handle/1884/11027
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Sociologia Dissertações
Fazer Download agora!O poder local e o coronelismo no estado do Paraná 1880-1930  Popular Versão: pdf
Atualização:  23/3/2012
Descrição:
SILVA, Monica Helena Harrich

Resumo: Análise sobre o poder local, especificamente sobre o coronelismo, no Estado do Paraná, durante os anos de 1880 até 1930. Aponta os principais aspectos que resultaram na configuração do coronelismo enquanto sistema, ou seja, o coronelismo paranaense envolveu o poder público (através do governo estadual) e o poder privado (na figura do coronel) em uma relação de cunho político, uma vez que os atores participantes estendiam-se desde a base mais simples da sociedade, que era o trabalhador rural, até o Presidente da República, tal como apresentado na análise clássica de Vitor Nunes Leal, Coronelismo, Enxada e Voto. Para tanto, o coronelismo paranaense apresenta as características gerais do coronelismo nacional, isto é, revela a fraqueza e dependência dos coronéis em relação ao governo estadual, apresenta o cerceamento da autonomia dos municípios em meio às leis emanadas pela Constituição Estadual, verifica-se a pobreza do homem do campo e a relação de fidelidade para com o coronel. A manutenção do sistema coronelista no Paraná tinha seu fundamento na garantia dos votos (sufrágio eleitoral) através da ação dos coronéis que resultava também no controle da ordem municipal, objetivado sempre pelo grupo político que dominava o Estado. Nesse sentido, através daanálise de documentação da época como Jornais, Anais da Assembléia Legislativa (e outras fontes), o presente trabalho apresenta as questões partidárias, os processos eleitorais e seus mecanismos de fraudes e, fundamentalmente, os vários aspectos das trocas de favores que envolveram o coronelismo neste Estado. O resgate da estrutura partidária está exposto na análise da trajetória dos partidos políticos: Partido Republicano Federal (situacionista), Partido Republicano (oposicionista) e a união de ambos formando o Partido Republicano Paranaense, criado em 1908 e estendendo seu poder até 1930.

Palavras-chave: Poder local. Coronelismo. Paraná. Primeira República.

Downloads 3405  3405  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://dspace.c3sl.ufpr.br/dspace/handle/1884/11747
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Sociologia Dissertações
Fazer Download agora!O trabalho vazio de subjetividade : revoluçăo tecnológica, racionalidade capitalista e alienaç& Popular Versão: pdf
Atualização:  16/8/2013
Descrição:
CINALLI, Daniel Lopes

Resumo: O texto traz à luz o mundo do trabalho esvaído de suas ações na subjetividade humana. Sob o foco do avanço tecnológico aliado a forma capitalista de pensar e agir, a atual organização produtiva do trabalho transforma as relações sociais que preenchem a vida do trabalhador, dentre as quais, a subjetividade é o tema principal dessa pesquisa. Inicia-se com uma discussão sobre o papel do trabalho na sociedade, embutido no processo de modernização reflexiva e no modo de produção flexível. Apresenta, em seguida, uma análise sobre o desenvolvimento técnico-científico conduzido pela racionalidade capitalista e seus reflexos sobre o chamado mundo da vida. O avanço do mundo sistêmico é observado sob a ótica do paradigma habermasiano da razão comunicativa e do processo de subjetivação do ser humano, permitindo a crítica à razão instrumental e abrindo a questão: está-se diante de uma racionalidade ou irracionalidade capitalista? Ao final, tem-se a corporificação do mundo da vida versus o mundo do sistema, evidenciada pelas disparidades sócio-econômicas globais e nacionais. Imerso à lógica e às regras da produção capitalista está o indivíduo, com a constituição de seu ser social distanciada de um trabalho sujeito que atue em sua interioridade e comprometida pelos contrastes da vida social à sua volta.

Palavras-chaves: Subjetividade. Tecnologia. Racionalidade. Alienação. Mundo do trabalho. Mundo da vida. Ser social. Capitalismo.

Downloads 1244  1244  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://dspace.c3sl.ufpr.br/dspace/handle/1884/6055
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Sociologia Dissertações
Fazer Download agora!Obras sociais maristas & formação do habitus religioso  Popular Versão: 
Atualização:  16/8/2013
Descrição:
ORLANDI, Miguel Antonio

Resumo: A pesquisa realizada nesta dissertação investiga as relações estabelecidas no interior do subcampo marista do RS com o intuito de, através da história, recompor como vem constituindo-se a formação do habitus religioso marista nos educandos e educadores das obras sociais. Na década de 90, enquanto o mundo se adequava às mudanças impostas pela globalização, os maristas do RS decidiram, impulsionados pela Lei da Filantropia e pelas conclusões do XIX Capítulo Geral, que as províncias deveriam voltar suas atividades para os cidadãos mais vulneráveis do espaço social. E, no ano de 1994, respondendo a estes apelos, o Subcampo Marista do RS decide favoravelmente à fundação, em Porto Alegre, de uma obra social de grande porte, inaugurada em 1996 e denominada de CESMAR. A experiência dos maristas na formação de crianças e adolescentes se restringia a colégios particulares. A nova experiência com obras sociais gera “instabilidades” quanto à aplicação dos métodos e recursos educacionais, o que provoca descontinuidade pedagógica e disputas no interior do subcampo, no que se refere à expansão das obras sociais e a manutenção de bolsas de estudo. Tal problemática se estabeleceu como objeto de pesquisa desta dissertação e através de hipóteses foi feito o tensionamento com a Teoria dos Campos de Bourdieu, utilizando-se para isso diferentes instrumentos de coleta de dados, era necessário testar as evidências. Investigar gênese da formação do habitus religioso marista e as relações do subcampo marista com o Campo do Poder e com o próprio Campo Religioso, possibilitou um resgate histórico e uma possível projeção de futuro, “sonhada” pelos principais articuladores do subcampo marista do RS. O papel que as obras sociais desempenham no subcampo marista é fundamental na sua capitalização, pois ampliam a possibilidade de formação dos cidadãos, através da educação, principal “moeda de troca” dos maristas. Optar pela manutenção e ampliação do subcampo religioso marista implica em optar pela formação do habitus religioso das crianças e adolescentes e conseqüentemente pela continuidade das obras sociais.

Palavras-chave: Formação. Habitus. Obras Sociais.

Downloads 909  909  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://tede.pucrs.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=1497
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Sociologia Dissertações
Fazer Download agora!ONGs e governo: um estudo sobre as organizações não-governamentais que trabalham com meninos(as) de Popular Versão: 
Atualização:  13/5/2008
Descrição:
Perez, Olivia Cristina

Na década de 1990 as organizações não-governamentais (ONGs) começaram a atuar de forma diferente em relação à sua gênese: passaram a trabalhar em parceria com o Estado na execução de políticas públicas. Investigo neste trabalho as bases das transformações da atuação das ONGs e as relações que hoje as organizações não-governamentais que trabalham com meninos(as) de rua no centro de São Paulo estabelecem na parceria com o governo, focalizando a participação nas políticas públicas e a autonomia das organizações diante da administração municipal. Com o objetivo de entender de forma mais clara o trabalho das instituições e a formulação de políticas públicas, apresento um histórico do atendimento às crianças e aos adolescentes em situação de risco no Brasil e descrevo, ainda que de forma sumária, as principais questões relacionadas com os meninos(as) que vivem nas ruas. Para a obtenção dos dados empíricos, utilizei as técnicas do questionário, da entrevista e da observação direta.

Palavras-chave: Criança e adolescente. Meninos de rua. ONGs. Políticas públicas.

Downloads 598  598  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma USP  Site http://www.teses.usp.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Sociologia Dissertações
Fazer Download agora!Organização e racionalidade: o caso da indústria da moda Popular Versão: PDF
Atualização:  23/3/2012
Descrição:
JUSTINO, Vanessa Alves

Com base na Sociológica das organizações, analisou-se a indústria da moda e suas especificidades em relação a outros tipos de indústria. O foco de análise privilegia asdiscussões sobre a construção dos atores e os processos que explicam suas ações e decisões dentro do contexto organizacional. Constatou-se que na cadeia produtivada indústria da moda, o estilista configura-se como um ator estratégico. Embora sua imagem esteja relacionada a de um gênio criador livre e talentoso, como a de um artista descompromissado com a realidade, suas criações resultam, de fato, de sua capacidade para conciliar os fatores objetivos que constrangem suas criações, como as características do consumidor e da própria empresa, com o lado criativo do seu trabalho. Uma das peculiaridades da indústria da moda é o fator de incerteza e risco em que as decisões estão envolvidas, num setor onde a renovação é imperativa e deve ser uma constante.

Palavras-chave: Sociologia. Indústria. Indústria da moda. Moda. Consumo.

Downloads 475  475  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFMG  Site http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/VCSA-7Q2QGD
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Sociologia Dissertações
Fazer Download agora!Os anacronautas do teutonismo virtual: Uma etnografia do neonazismo na Internet Popular Versão: PDF
Atualização:  12/12/2013
Descrição:
DIAS, Adriana Abreu Magalhães.

Esta pesquisa busca apreender o universo simbólico das URLs racistas, revisionistas e neonazistas na Internet. O propósito da investigação é, por meio da observação etnográfica das práticas e representações discursivas expostas em sites, portais, comunidades, fóruns, chats e listas de discussão, que abordam este tema, compreender que tipo de relação se constrói entre o espaço digital e a defesa da idéia de "raça ariana", realizada por meus "nativos". Como foco privilegiei os aspectos simbólicos que melhor evidenciam a interface entre estas duas dimensões, por meio da pesquisa empírica e do exercício teórico. A partir deste recorte, emergiram algumas perspectivas relevantes na construção identitária que o racista desenvolve para si e para o outro, tais como as marcas genômicas e mitológicas evidentes em seu discurso, as redefinições da fronteira entre digitalidade e realidade e a luta política "dos arianos", na WEB. O argumento central resultante da pesquisa é de que o neonazismo interpreta simbolicamente o mundo contemporâneo, nos sites analisados, articulando mitos, narrativas e rituais. Neste processo, evidencia-se a elaboração de uma forma específica de identidade: o “teutonismo”.

Palavras Chaves: Antropologia. Etnografia. Estruturalismo. Neonazismo. Identidade. Ciberespaço.

Downloads 498  498  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicamp  Site http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000419685&fd=y
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Sociologia Dissertações
Fazer Download agora!Os desembargadores do Tribunal de Justiça do Paraná : uma análise do perfil social e orientação jurí Popular Versão: pdf
Atualização:  23/3/2012
Descrição:
PALADINO, Andrea Silio

Resumo: Este trabalho tem como objeto de estudo os desembargadores do Tribunal de Justiça do Paraná na sua composição em 2006. Procura-se entender se o recrutamento para o cargo de desembargador, seja na carreira de magistrado, seja através do quinto constitucional, resulta em uma diversidade quanto à composição e orientação dos desembargadores do Tribunal de Justiça. Para tanto, é feita uma análise quanto à composição social, formação profissional e carreira para se verificar possíveis reflexos desses fatores na orientação jurídica dos desembargadores. A composição do Tribunal de Justiça mostra-se bastante homogênea em relação ao perfil social, à escola em que se graduaram e ao desenvolvimento da carreira. Em relação à orientação jurídica nota-se certa pluralidade, ainda que não exista uma oposição de opinião, relacionada à carreira a que pertencem e que é característica do ambiente profissional em que os desembargadores desenvolveram suas carreiras.

Palavras-chave: Não informado

Downloads 929  929  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://dspace.c3sl.ufpr.br/dspace/handle/1884/12063
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Sociologia Dissertações
Fazer Download agora!Os gerentes de contas do Unibanco em Porto Alegre Popular Versão: 
Atualização:  23/3/2012
Descrição:
ALMEIDA, Mateus Carrilho de

Resumo: A pesquisa de campo foi realizada com gerentes de contas do Unibanco em Porto Alegre visando retratar seu ofício e seu perfil. O trabalho do gerente bancário adquiriu maior importância nas atividades bancárias no Brasil a partir de meados dos anos 1990, com a reestruturação produtiva ocorrida no setor financeiro brasileiro, principalmente após o Plano Real de 1994. A estabilização da moeda nacional, aliada ao aumento da concorrência, intensificada pela entrada de bancos estrangeiros no mercado nacional, fez com que os bancos buscassem novas formas de lucro. A perda da receita oriunda da ciranda inflacionária levou os bancos a adotarem novas formas de gestão, a ampliarem a oferta de serviços, a minimizarem custos por meio de demissões de funcionários, informatização crescente, terceirizações, subcontratações e flexibilização das relações de trabalho. Inserido em ambiente de forte concorrência, o gerente tornou-se o principal responsável pelos negócios de varejo no Unibanco. A dissertação procura retratar e analisar as atividades, as funções, as condições de trabalho, as qualificações e o perfil deste profissional. Suas funções e responsabilidades exigem do gerente de contas prioritariamente habilidades sociais mais do que o domínio e o conhecimento técnico para a realização de seu trabalho. Por isso este profissional deve ter escolaridade superior, ser hábil socialmente, ser comunicativo e persuasivo, qualidades de um bom vendedor, para atingir as elevadas metas que lhe são impostas.

Downloads 1615  1615  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Puc Rs  Site http://tede.pucrs.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=34
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Sociologia Dissertações
Fazer Download agora!Outra vez sem terra : uma análise dos egressos da organizaçăo do Assentamento Vitória da Uni Popular Versão: pdf
Atualização:  23/3/2012
Descrição:
GOUVEIA, Celia Gonçalves

Resumo: O estudo proposto pretende acompanhar a trajetória dos agricultores que um dia entraram na posse de um lote no Projeto de Assentamento Rural Vitória da União, Mangueirinha, PR, e que dele se afastaram posteriormente. Este estudo contempla um recorte que abrange o período entre 1983 e 1988, isto é, desde a preparação para a ocupação até os três primeiros anos agrícolas nas novas propriedades. A pesquisa em questão parte do fato de que a luta pela terra no Brasil está presente em quase todos os momentos da história do país, tendo atingido ultimamente, um grau de intensidade sem precedentes. Neste contexto o Movimento dos Agricultores Sem-terra - MST, surge com o claro objetivo de operar no país uma Reforma Agrária sob o controle dos trabalhadores, em contraposição ao discurso oficial endossado por uma prática que misturava reforma agrária com regularização fundiária e expansão de fronteiras agrícolas. Contrariando o chamamento feito pelo governo, os agricultores se organizaram optando pela ocupação de terras ociosas, com a meta de estabelecerem o conflito tido pelo então vigente Estatuto da Terra como justificativa defensável para a desapropriação. Pretende-se aqui estudar os motivos que levaram as famílias a deixar os assentamentos, orientado pelas seguintes hipóteses: (A) Um importante fator de fracasso dos agricultores assentados é a inadequação dos solos existentes nos projetos de assentamento rural em relação à capacidade econômica dos assentados; (B) Há um descompasso importante entre os objetivos que movem os agricultores que participam das ocupações em busca de terra para produzir e as metas que orientam o Movimento dos Sem-terra, voltadas para a Reforma Agrária de um modo geral; e (C) Os financiamentos destinados aos assentamentos da reforma agrária, em seus primeiros anos não fluiram no ritmo adequado às necessidades reais dos assentados, não levando em conta que um lote de assentamento é uma propriedade em fase de estruturação, em geral, terrenos de mata a serem abertas para a agricultura. Significa que não foram consideradas todas as dificuldades que seriam enfrentadas pelos assentados quando se planejou os financiamentos, tendo estes muitas vezes se transformado em empecilhos em vez de facilitadores. Os dados têm como fonte de informação as fichas de produtores e ex-assentados que serão entrevistados mediante um roteiro de pesquisa.

Palavras-chave: Não informado

Downloads 1430  1430  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://dspace.c3sl.ufpr.br/dspace/handle/1884/4244
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 (15) 16 17 18 19 20 »