Educadores

Ínicio : Sociologia : Dissertações : Produções de Profissionais da Seed: Dissertações : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Título (A a Z)

Categoria: Sociologia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A Participação como Princípio Constitucional na República Bolivariana da Venezuela: Análise de um Mo Versão: PDF
Atualização:  8/6/2017
Descrição:
SILVA, Marcos Wílian da

Na República Bolivariana da Venezuela, a partir da ascensão do governo Hugo Chávez, em 1999, ocorre uma expressiva mudança nas estruturas do Estado. A refundação institucional se dá em decorrência da profunda desigualdade social, refletida pela crise do petróleo no final da década de oitenta, e do impacto causado pelas medidas neoliberais adotadas pelas últimas gestões governamentais signatárias do Pacto de Punto Fijo. Para a legitimação do ideal político, Chávez, de início, realiza um referendo popular que autorizou a convocação de uma Assembleia Constituinte, cujo resultado foi a promulgação da Constituição da República Bolivariana da Venezuela. Trata-se de um instrumento jurídico de organização política, jurídica, econômica e social, focado principalmente nos direitos sociais e na busca da efetivação de uma sociedade mais justa e igualitária. A partir da contextualização histórica institucional da Venezuela, a pesquisa busca verificar um possível modelo de democracia estabelecido formalmente na Constituição da República Bolivariana, por meio de um estudo dos Modelos de Democracia classificados e descritos pelo cientista político britânico David Held.

Palavras-chave: Venezuela. Constituição. Modelos de Democracia.

Downloads 12  12  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Sociologia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A pedagogia da alternância nas Casas Familiares Rurais do Paraná: uma possibilidade de integração... Versão: PDF
Atualização:  24/2/2016
Descrição:
LIMA, Humberto Rodrigues

Esta pesquisa buscou investigar se o curso técnico em nível médio, integrado à educação profissional, ofertado nas Casas Familiares Rurais do Paraná – CFRs, através da Pedagogia da Alternância, contribui para a autonomia do trabalhador do campo no que diz respeito ao domínio do conhecimento e tecnologia, contribuindo para a sua permanência e continuidade enquanto agricultor familiar. Esta pesquisa qualitativa foi desenvolvida em 03 CFRs, distribuídas nas cidades de Santa Maria D`Oeste, Sapopema e Pinhão. Partimos da análise da Pedagogia da Alternância, proposta que nasceu na França num período de crise econômica e conseqüentemente de crise na agricultura. Os jovens filhos de camponeses no sudoeste da França não queriam continuar na escola tradicional que não dialogava com a realidade do campo. Um movimento que envolveu as famílias destes jovens, os sindicatos e a igreja, teve como conseqüência a criação da primeira Maison Familiale Rurale. No Brasil, ela chega nos anos 60, onde os problemas econômicos e sociais e da agricultura se assemelhavam aos problemas vivenciados na França. No Paraná, a pedagogia da alternância chega nos anos 90, na região sudoeste do estado, coordenado pela Arcafar/Sul, associação responsável pela organização e coordenação das CFRs na região Sul do Brasil. No Paraná, atualmente existem 45 CFRs, mantidas através de convênios com o governo federal, estadual e municipais. A maior ação se dá com a Secretaria de Estado da Educação/PR que repassa recursos para contratação dos monitores, cedendo professores da base nacional comum. A análise dos cursos técnicos em agropecuária e agroecologia ofertados, através da Pedagogia da Alternância, nas CFRs pesquisadas, se deu a partir de entrevistas com os alunos egressos, professores, coordenadores, monitores dos cursos, pais de alunos, presidentes das associações das CFRs e os responsáveis na Seed/PR, no período de implantação, utilizamos ainda a análise documental que serviu para subsidiar algumas conclusões. A primeira conclusão é que, embora as CFRs tenham alcançado os objetivos propostos de promover o acesso ao conhecimento relacionando a teoria à prática, vivenciada no período de alternância, possibilitando com isto condições mais efetivas para a permanência dos jovens e suas famílias no campo, a emancipação deste trabalhador, para além do acesso ao conhecimento, se assenta em outras bases políticas e sociais. Uma segunda conclusão é de que à medida que as CFRs ampliam a disponibilização de cursos técnicos de qualidade no campo, mais os gestores públicos protelam a implantação de políticas públicas de oferta de escolarização no campo. A escola por si só não responde a todos os anseios sociais.

Palavras-chave: Educação do campo. Educação Profissional. Ensino médio integrado. Pedagogia da alternância.

Downloads 88  88  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Sociologia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Cinema nacional e ensino de sociologia: como trechos de filme e filmes na íntegra podem contribuir c Versão: PDF
Atualização:  1/3/2017
Descrição:
ANGREWSKI, Elisandra

Estudar o cinema na perspectiva da Sociologia passa, antes de tudo, por uma questão cultural, mas não se limita a isto. Pensar os desdobramentos que cercam a temática do cinema é, também, se deparar com questões de ordem social, política, econômica e ideológica das relações entre indivíduo e sociedade, levando-se em conta que as mesmas são estruturadas a partir das esferas da produção e do consumo. Este conjunto de relações constitui por si mesmo uma problemática das Ciências Sociais. Por isso, quando se trata da sala de aula, a projeção de um filme ou de um trecho de filme, não pode se restringir somente ao lazer ou ao entretenimento. Com a implantação da Lei n° 13.006 de junho de 2014, que torna obrigatória a exibição por 2 horas mensais de filmes nacionais nas escolas, a busca por maneiras de trabalhar o cinema nacional de forma significativa na sala de aula tornou-se premente.Foi a busca pela identificação de diferentes perspectivas de trabalho com cinema nacional no ensino de Sociologia na Educação Básica que motivou esta pesquisa. A abordagem metodológica partiu de uma revisão bibliográfica sobre a temática e, na sequencia, foram analisados materiais associados ao cinema presentes na página de Sociologia do Portal Dia a Dia Educação – portal educacional da Secretaria de Educação do Estado do Paraná -, procurando compreender quais as perspectivas de trabalho apresentadas e como estas podem contribuir com a formação crítica do sujeito.

Palavras-chave: Sociologia. Ensino de Sociologia. Cinema. Cinema nacional. Formação crítica.

Downloads 31  31  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site https://www.portal.ufpr.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Sociologia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Mulheres e Trabalho: Diversidade Sexual, Vivências Profissionais e Desenvolvimento Versão: PDF
Atualização:  8/6/2017
Descrição:
SALINO, Rita Estela

Este estudo investigou a relação entre mulheres e seus trabalhos, com foco nas intersecções entre diversidade sexual, vivências profissionais e desenvolvimento humano e sustentável. Partiu-se das perguntas norteadoras: Em que medida a diversidade sexual das mulheres influencia suas relações com o mundo do trabalho? Como a diversidade sexual de mulheres e sua relação com o trabalho interpela o desenvolvimento humano e sustentável? A abordagem metodológica envolveu a pesquisa quali-quantitativa com 108 mulheres com orientação sexual homossexual e bissexual de diversas regiões do Brasil, entre junho a outubro de 2016. Os dados quantitativos foram obtidos mediante questionário online e compilados mediante estatística descritiva; os dados qualitativos emergiram mediante 25 entrevistas em profundidade realizadas com questões semiestruturadas, gravadas, transcritas, codificadas. Os dados do campo foram cotejados com a literatura pertinente, especialmente com os estudos de gênero relacionados ao desenvolvimento humano e sustentável. A análise dos dados permitiu a elaboração de três artigos que integram a seção de resultados. No primeiro artigo, abordam-se as oportunidades de emprego e renda das mulheres homo e bissexuais, suas conquistas e desafios e a relação desses com o desenvolvimento sustentável. No segundo tratou-se das violências de gênero no acesso ao emprego, ascensão na carreira e das interações profissionais cotidianas que interpelam o desenvolvimento humano e sustentável. No terceiro, abordou-se a interseccionalidade de gênero, orientação sexual e raça/cor no acesso ao emprego, ascensão na carreira e interações profissionais para o desenvolvimento das mulheres. Por fim, são tecidas considerações sobre todo ouvido, lido e vivido nesse período. Com este estudo, em síntese, argumenta-se que: 1) a diversidade sexual engendra preconceitos no trabalho, que se interseccionam com questões de gênero; 2) o ambiente do trabalho configurou-se por um território com exercício de poder heteronormativo; 3) o trabalho pode caracterizar-se como um espaço limitador da autonomia feminina, uma vez que impede o direito das mulheres homo e bissexuais de terem asseguradas suas liberdades substantivas e de viverem de acordo com seus próprios valores; e por isso implica em entraves para o desenvolvimento humano e sustentável de mulheres com orientação sexual homossexual e bissexual no trabalho.

Palavras-chave: Gênero. Diversidade. Trabalho. Desenvolvimento humano. Desenvolvimento sustentável.

Downloads 24  24  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)