Educadores

Ínicio : Filosofia : Dissertações : 

Produções de Profissionais da Seed: Dissertações (10)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Popularidade (Do mais para o menos procurado)

Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!A noção de causalidade final na filosofia da natureza de Aristóteles Popular Versão: 
Atualização:  26/4/2013
Descrição:
FONTES, Luis Marcio Nogueira

Esta dissertação de mestrado investiga a teleologia natural de Aristóteles, seus pressupostos e implicações. Para uma melhor compreensão da teoria aristotélica, um estudo das críticas que ele dirige a seus antecessores - platônicos e materialistas - é realizado. Por um lado, ele expõe a deficiência destas teorias para explicar certos fatos naturais, como a constância da reprodução; por outro, ele aponta que essa deficiência se origina na ênfase que esses filósofos dão a apenas uma causa (material ou formal), e que uma solução para estes problemas só pode ser alcançada se levarmos em conta as quatro causas: material, formal, eficiente e final.

Palavras-chave: Teologia. História. Filosofia. Filosofia antiga. Metafisica.

Downloads 1453  1453  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicamp  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!A transformação do papel da metafísica na filosofia de Karl Popper Popular Versão: 
Atualização:  26/4/2013
Descrição:
RIBEIRO FILHO, Saul

Neste trabalho, iniciamos discorrendo primeiramente sobre o Círculo de Viena e seu principal intuito: a demarcação entre ciência e não-ciência. Em sua busca, o Círculo sempre pretendeu descartar o que não tinha correspondência com o mundo empírico e, portanto, dessa forma, descartava a metafísica. Popper não concordava com as ideias positivistas. Primeiro ele faz um ataque mordaz à indução e, depois defende seu método lógico científico, o qual julgava ser capaz de ajudar a delimitar claramente ciência de não-ciência.

Palavras-chave: Ciência. Ideias positivistas. Método.

Downloads 1445  1445  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma USJT  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!Redução plena do Deôntico ao Ôntico Popular Versão: 
Atualização:  29/4/2013
Descrição:
LINDNER, Diogo

A presente dissertação tem como objetivo uma apresentação da proposta de Charles Kielkopf, de tradução da lógica deôntica standard em uma lógica normal alética e de seus resultados quanto à construção de um sistema de lógica deôntica que capture conceitos e princípios kantianos como necessidade causal e as formulações do Imperativo Categórico acerca do Reino da Natureza e do Reino dos Fins. Uma vez que este processo resulta em uma interpretação de aspectos da filosofia kantiana, optou-se inicialmente por uma apresentação em linhas gerais destas concepções e, tendo em vista as dificuldades referentes a aplicabilidade de um processo de tradução entre princípios deônticos e ônticos, fez-se necessária também uma exposição acerca do problema das barreiras inferenciais, bem como de sua consequência mais imediata, a saber, o Dilema de Jörgensen. Num segundo momento, também foi feita uma caracterização dos sistemas modais normais, tanto deônticos quanto aléticos, bem como da noção de tradução entre lógicas e dos modelos de Dawson. O capítulo final consiste justamente num exame crítico da proposta de Kielkopf, o qual faz uso dos modelos de Dawson para desenvolver uma lógica deôntica a partir do sistema lógico K1. Tais modelos de Dawson permitem a definição de uma lógica deôntica em termos de modalidades aléticas iteradas, com o que este modelo constitui-se em uma maneira de evitar os problemas referentes às barreiras inferenciais. O desenvolvimento de uma alternativa para a atribuição de um status lógico a concepções deônticas não constitui, contudo, o aspecto inovador desta proposta, tal aspecto encontra-se justamente na utilização por Kielkopf, de seu modelo formal como uma ferramenta para a investigação de concepções filosóficas, no caso, as concepções kantianas já citadas.

Palavras-chave: Lógica deôntica. Análise filosófica. Reino dos Fins. Tradução entre lógicas. Kant. Kielkopf.

Downloads 1429  1429  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Federal de Santa Maria  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!O papel do pirronismo nos “Pensées” de Pascal Popular Versão: 
Atualização:  2/5/2012
Descrição:
SOUSA, Joelson Pereira de

O pensamento de Blaise Pascal (1623-1662) reflete uma tradição filosófica que foi retomada em seu tempo, a saber, o ceticismo antigo. Temática que aparece em suas principais obras de filosofia, a Entretien avec Sacy sur la philosophie e os Pensées. Ele aprofunda alguns aspectos acerca do ceticismo nas filosofias de Descartes (1596-1650) e Montaigne (1533-1592), autores que certamente estavam em seu horizonte, inseridos de algum modo nas discussões sobre o ceticismo.


Palavras-chave: Filosofia Moderna. Ceticismo. Blaise Pascal.

Downloads 1410  1410  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma USJT - Universidade São Judas Tadeu  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!O labirinto da arte trágica nos primeiros escritos de Nietzsche Popular Versão: 
Atualização:  2/5/2012
Descrição:
FREITAS, Gildete dos Santos

O presente estudo ocupa-se especificamente com a arte trágica na perspectiva de O nascimento da tragédia, considerada como primeira experimentação filosófica de Nietzsche. Buscamos, nesta abordagem, trazer à tona como a questão da arte trágica, segundo a interpretação de Nietzsche, torna-se uma possibilidade de afirmação da vida apesar da dor e do sofrimento a ela inerentes. Para Nietzsche, a arte, de preferência aquela de conteúdo trágico, composta pelas forças apolínea e dionisíaca, seria um possível caminho para criar modos de existências que expressem a alegria e o prazer de viver em meio ao vir-a-ser, força imensurável de onde se originariam as dolorosas transformações da vida.

Palavras-chave: Arte trágica. Tragédia. Dionisíaco. Nietzche.

Downloads 1398  1398  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma USJT - Universidade São Judas Tadeu  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!Em torno do corpo próprio e sua imagem Popular Versão: 
Atualização:  30/4/2012
Descrição:
MANZI FILHO, Ronaldo

Meu objetivo nesta pesquisa é entender a noção de "corpo próprio" pensada por Merleau-Ponty nas suas primeiras obras. Trata-se de uma noção "cara" ao filósofo, levando-o a questionar e a dialogar tanto com a filosofia quanto com a psicologia, fisiologia e a psicanálise de sua época. De qualquer modo, é a partir da descrição deste conceito que veremos como o filósofo pôde sugerir uma subjetividade sem plena determinação de si, que nos remete a um sujeito corporal em relação com o mundo, com o outro e consigo mesmo. Desta descrição, irei seguir um desdobramento específico deste conceito: a "imagem corporal". Pretendo mostrar como a interpretação merleau-pontyana, nos cursos de Sorbonne, do "estádio do espelho" (proposto por Lacan), pode "ampliar" o questionamento em torno da problemática da relação com o outro.

Palavras-chave: Corpo próprio. Imagem corporal. Poder corporal.

Downloads 1392  1392  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma FFLCH - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!Do Argumento do Desígnio - David Hume  Popular Versão: PDF
Atualização:  30/4/2012
Descrição:
LAUX, Evelise Rosane Treptowe

Neste estudo nos propusemos a uma investigação das críticas de David Hume ao ‘Argumento do Desígnio’, existente em seu livro Diálogos sobre a Religião Natural. Críticas essas que têm por finalidade apontar as fragilidades do referido argumento, como fundamento da teoria que defende a criação do mundo a partir de Deus. Objetivamos também, explicitar o caminho dialético e rgumentativo humeano, que a partir de uma perspectiva empirista, propõe que todo o conhecimento pode, somente, provir da experiência sensível. Se Hume consegue ou não refutar e destruir esse argumento e, se propõe ou não alguma alternativa para substituição, é o que examinaremos no presente. De um total de quatro capítulos, começaremos por apresentar o ‘Argumento do Desígnio’, na forma em que ficou conhecido. A seguir entraremos, efetivamente em contato com o livro Diálogos sobre a Religião Natural, passando então à abordagem da construção das críticas elaboradas por Hume (Filo) para, finalmente demonstrarmos que, apesar de parecer ter Filo, sido vencido no diálogo - num feito que só corrobora a maestria linguística humeana - ratifica, sob um véu de discrição, a posição assumida durante todo o diálogo.

Palavras-chave: Hume. Crítica. Argumento do Desígnio. Religião Natural.

Downloads 1387  1387  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PUCRS  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!O Valor Cognitivo da Arte Popular Versão: 
Atualização:  2/9/2013
Descrição:
ALMEIDA, Aires

Que a arte tem valor é algo que ninguém contesta seriamente. Mas o que faz a arte ter valor? Formalismo, hedonismo e instrumentalismo estético são algumas das principais teorias candidatas a explicar o valor da arte. O formalismo defende que as obras de arte têmalor intrínseco e que este é independente de quaisquer aspectos extra-artísticos. O hedonismo defende que a arte tem valor porque é um meio para obter prazer. O instrumentalismo estético defende que a arte é valiosa porque nos proporciona experiências estéticas compensadoras.

Palavras chave: Valor. Arte. Estética. Conhecimento. Cognitivismo. Instrumentalismo.

Downloads 1384  1384  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa - FL  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!Uma defesa da razão pública no liberalismo político de John Rawls Popular Versão: 
Atualização:  30/4/2012
Descrição:
DIANA, Andrea Regina da Silva

O presente trabalho é uma análise sobre a justificação pública defendida por John Rawls na teoria do Liberalismo Político. Para o escopo desta pesquisa, justificar é apresentar razões. Estas devem garantir a validade e a legitimidade do que está sendo justificado. Dessa forma, a justificação pública relaciona-se a com solução razoável dos conflitos. Serve para o convencimento da razoabilidade dos princípios sobre os quais as pretensões e juízos estão fundados. Para Gerald Gaus e a teoria do Liberalismo justificatório, o Liberalismo Político falha na defesa da justificação pública por não considerar uma teoria da epistemologia da justificação. A crítica engloba análise das crenças e a relação destas com os indivíduos que convivem em sociedade.

Palavras-chave: Liberalismo. Razão pública. Epistemologia da justificação.

Downloads 1377  1377  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade de Brasília  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!Aportes filosóficos à compreensão do princípio da dignidade humana: os (des)caminhos do direito cons Popular Versão: 
Atualização:  30/4/2012
Descrição:
COPETTI, Alfredo Neto

O presente estudo trata da compreensão do Princípio da Dignidade Humana no Direito Constitucional. Tem o intuito de fazer um apanhado filosófico acerca de como o Homem foi visto no decorrer da história ocidental. Parte do exemplo privilegiado da literatura clássica, especificamente da obra Antígona de Sófocles, para trazer à tona a condição humana elementar, não-metafísica. Para tanto, auxilia-se no pensamento pré-socrático, sobretudo em Heráclito, lido a partir da Filosofia Hermenêutica. Depois, passa pelas metafísicas clássica e moderna, respectivamente, abordando as questões relacionadas ao homem com base em diversos autores. Termina apontando em direção do novo paradigma da Hermenêutica Filosófica como aquele condizente com a ordem constitucional contemporânea, cujo fundamento encontra-se no Princípio da Dignidade Humana.

Palavras-chave: Princípio da Dignidade Humana. Ethos. Metafísica clássica. Metafísica moderna. Dignidade Humana. Compreensão. Antropologia. Estado Democrático de Direito. Constitucionalismo. Homem. Mundo. Filosofia Hermenêutica. Standard de racionalidade.

Downloads 1376  1376  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade do Vale do Rio do Sinos  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 5 6 7 (8) 9 10 11 12 13 14 15 16 17 »