Educadores

Ínicio : Filosofia : Dissertações : 

Produções de Profissionais da Seed: Dissertações (10)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Notas (Do pior para o melhor avaliado)

Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!Os fundamentos da teoria política lockeana: Locke leitor de Filmer Popular Versão: 
Atualização:  3/5/2012
Descrição:
FRANKS, Ronne

Em meados do século XVII, o tema da legitimação do poder dominou o debate político na Inglaterra. Era um período conturbado e marcado por sucessivas guerras civis. John Locke defende, naquela ocasião, a instituição de um poder político descentralizado e com limites de atuação, oferecendo assim uma resposta à doutrina do patriarcalismo, inspirada, sobretudo, em Robert Filmer que procurava sustentar o poder absoluto do rei. A teoria política apresentada por Locke encontra fundamentos na forma como ele descreve o homem em seu estado natural, uma condição hipotética construída numa tentativa de iluminar a natureza essencial do homem.

Palavras-chave: Leis da Natureza. Liberdade. Igualdade. John Locke.

Downloads 2609  2609  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma USJT _ Universidade São Judas Tadeu  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!A visão de homem em Nietzche e Paulo Popular Versão: 
Atualização:  26/4/2013
Descrição:
MEDEIROS, Humberto Duarte de

Neste trabalho busco analisar a visão básica de homem presente no pensamento do filósofo Nietzsche e do apóstolo Paulo. Nesse olhar dobrado procuro contemplar a relação existente na visão de homem nietzschiana e na visão paulina. Essa busca se dá a partir dos escritos dos autores e de seus comentadores, procurando identificar a fundamentação da visão de homem de cada um dos pensadores em foco. A primeira parte do texto procura identificar o conceito de corrupção do homem. Para Nietzsche, a corrupção presente no homem é resultado da realidade do cristianismo. Ele atribui à fé cristã a responsabilidade pela corrupção da humanidade. Esse processo se deu pela invenção da ideia de um Deus punidor e recompensador. Relacionada a ideia de Deus, o pecado e suas consequências também foi uma invenção cristã para manipular a humanidade. Assim, ele mostra que o homem precisa romper com essas ideias, por que elas negam, destroem a vida. Enquanto Nietzsche nega a realidade do pecado, Paulo edifica seu conceito de corrupção exatamente em cima disso. Ele apresenta um Deus responsável pela criação do homem a sua ‘imagem e semelhança’, o que implica o homem como um ser responsável, ético. Assim, o não viver em conformidade com o Criador consiste na corrupção do homem.

Palavras-chave: Pecado. Deus. Salvação. Ética. Além-do-homem. Eterno Retorno. Vontade Poder. Nietzsche. Paulo.

Downloads 1665  1665  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade do Vale do Rio do Sinos  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!Escravos, súditos e homens: a noção de consentimento na polêmica Locke-Filmer Popular Versão: 
Atualização:  28/8/2013
Descrição:
ALMEIDA, Maria Cecilia Pedreira de

Os Dois tratados sobre o governo, de John Locke, têm um papel de destaque na filosofia política das Luzes. Neles, ao afirmar as ideias de liberdade e igualdade naturais dos homens, o autor mina as bases do pensamento absolutista. Apesar de ser no Segundo tratado que o autor estabelece de modo mais evidente sua teoria política, é importante notar que o pressuposto lógico desta obra é o Primeiro tratado sobre o governo, texto menos conhecido e estudado pela história da filosofia, no qual Locke refuta de forma minuciosa as ideias de Robert Filmer, sistematizador da doutrina patriarcalista e do direito divino dos reis. Ao rejeitar argumentos de Filmer, Locke mostra que o poder político não se constitui apenas de vontade, mas envolve consenso, lei e entendimento. O propósito deste trabalho é apresentar o lado menos conhecido desse debate: os argumentos elaborados por Filmer para criticar a teoria da soberania popular e o contratualismo nem sempre são respondidos com eficácia absoluta por Locke. Além disso, a intenção é também expor o quanto o pensamento lockiano é marcado pelas asserções de Filmer, cujas ideias podem ter mais importância do que história da filosofia lhe tem atribuído.

Palavras-chave: Consentimento. Lei natura. Liberdade. Patriarcalismo. Poder político.

Downloads 669  669  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!A teoria da ciência no modelo Black-Scholes de apreçamento de opções Popular Versão: 
Atualização:  27/8/2013
Descrição:
OGA, Luis Fernando

O presente trabalho pretende introduzir uma visão das Finanças sob o aspecto da Filosofia da Ciência. Para permitir um estudo mais detalhado, optou-se por utilizar um dos modelos mais utilizados em Finanças, o modelo Black-Scholes de apreçamento de opções, e situá-lo dentro do campo de aplicação da Filosofia da Ciência. Primeiramente buscou-se, antes de entrar numa análise do texto original que apresentou o modelo, contextualizá-lo no campo da Economia e das Finanças e reconstruir historicamente suas bases conceituais. Em seguida são apresentados alguns dos elementos principais que caracterizam os modelos filosóficos de mudança científica posteriores à posição definida pelo positivismo lógico. Especial atenção é dada às concepções Realista e Anti-Realista da Ciência. Ao final, é feita uma descrição de algumas peculiaridades empíricas do modelo Black-Scholes e é analisada a função do modelo dentro do campo da Economia e das Finanças.

Palavras-chave: Economia, Filosofia da ciência. Finanças. Modelo Black-Scholes. Opções.

Downloads 920  920  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!Hábito - expectativa: uma noção de sujeito a partir de David Hume Popular Versão: 
Atualização:  30/4/2012
Descrição:
STIVAL, Monica Loyola

O intuito desta pesquisa é encontrar o vínculo entre percepção e relações contingentes na filosofia de David Hume. Uma vez que o autor nos diz que tudo o que há são percepções, surge a tarefa de precisar o modo segundo o qual relações como espaço e tempo - relações filosóficas e contingentes - se constituem. Afinal, a noção chave desta filosofia, a de causalidade, traz já a necessidade de certa percepção de tais ideias abstratas (espaço e tempo): elas devem ser derivadas de alguma experiência sensível (impressão), mesmo sendo exteriores às qualidades da experiência sensível. Será possível, assim, vislumbrar a imbricação entre o atomismo e o associacionismo humiano, delimitando o sentido da experiência para este pensamento e apontando as consequências dessa perspectiva em relação à problemática da época - o conhecimento - ou àquela que nascia como consequência - a subjetividade.

Palavras-chave: Empirismo. Espaço. Experiência. Hábito. Hume. Sujeito. Tempo.

Downloads 3333  3333  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma USP  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!O niilismo de Schopenhauer Popular Versão: 
Atualização:  28/8/2013
Descrição:
SALVIANO, Jarlee Oliveira Silva

Nosso trabalho pretendeu analisar a ideia da negação da vontade em Schopenhauer a partir do conceito de niilismo tal como se apresenta no contexto da recepção da filosofia kantiana no início do século XIX e que será uma temática constante na filosofia de Nietzsche, que se tornará o maior crítico do pensamento schopenhaueriano. Tal crítica se fará principalmente através deste conceito aqui estudado. A pesquisa se desenvolve a partir da hipótese de que o niilismo do autor de O mundo como vontade e representação não é absoluto, mas relativo.

Palavras-chave: Negação. Niilismo. Pessimismo. Vontade.

Downloads 1391  1391  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma USP  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!A inteligibilidade da existência externa na filosofia humeana  Popular Versão: 
Atualização:  26/4/2013
Descrição:
CACHEL, Andrea

Esta Dissertação tem por objetivo analisar a discussão humeana sobre a crença nos corpos, desenvolvida na seção Da Filosofia Acadêmica ou Cética, das Investigações acerca do Entendimento Humano, e sobretudo na seção Do ceticismo quanto aos sentidos, do Tratado da Natureza Humana. Particularmente visa apontar a questão da inteligibilidade da existência externa como o tema central dessa discussão e, consequentemente, como base das oposições nela existentes, tais como, razão e imaginação, verdade e crença, sistema filosófico e sistema vulgar. A partir desse exame, pretende-se evidenciar as intensões de Hume de se contrapor a uma forma específica de refutar o ceticismo quanto aos sentidos, qual seja, a berkeleyana.

Palavras-chave: Hume. A Inteligencia da Existência externa. A teoria das ideias. A teoria da crença.

Downloads 870  870  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!O sumo bem na filosofia prática de Kant Popular Versão: 
Atualização:  29/4/2013
Descrição:
NASCENTES, Zama Caixeta

A dissertação aborda as relações entre moral e História na filosofia prática de Kant. O fio a partir do qual serão tecidas é o conceito de sumo bem, pelo qual, na Dialética da Crítica da razão prática, felicidade e moralidade se reúnem. A ética kantiana tem no dever e no imperativo categórico alguns dos seus conceitos mais conhecidos. Eles expressam as bases puramente racionais em que se assenta a referida ética e funcionam como critérios para os juízos morais, ou seja, permitem avaliar como portadora de valor moral uma ação humana.

Palavras-chave: Kant. Sumo bem. Filosofia prática. Ética. História.

Downloads 8638  8638  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!A ciência do sujeito na teoria lacaniana Popular Versão: 
Atualização:  26/4/2013
Descrição:
FRANÇOIA, Carla Regina

Este trabalho tem como intenção traçar a gênese teórica de alguns conceitos fundamentais no desenvolvimento da obra de Lacan – do início até os anos 50. Para isso, é preciso questionar o que permitiu e o que precisou ser revisto e organizado para que tanto o simbólico quanto o significante fizessem sua entrada na obra de Lacan a partir do contexto inicial do imaginário; é preciso pontuar o que aconteceu com o período do imaginário que tornou necessária a entrada do simbólico, como tema privilegiado, e a partir deste, a entrada do significante.

Palavras-chave: Lacan. Desejo. Intersubjetividade.

Downloads 2701  2701  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!Imaginaçăo e razăo no tratado da natureza humana Popular Versão: 
Atualização:  28/8/2013
Descrição:
ALVES, Derley Menezes

O objetivo do presente trabalho é compreender como se articulam no Tratado da Natureza Humana os conceitos de razão e imaginação. Para tanto, estabelecemos dois grandes momentos em nossa leitura, em primeiro lugar, analisamos a explicação humeana acerca da causalidade e apontamos neste passo, que o fundamento da causalidade reside na faculdade de imaginar, na medida em que tal faculdade opera associando ideias segundo regras gerais fundadas na experiência.

Palavra-chave: Imaginário. Razão. Solução naturalista.

Downloads 786  786  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 (4) 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 »