Educadores

Ínicio : Filosofia : Dissertações : 

Produções de Profissionais da Seed: Dissertações (10)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Data (novos listados primeiro)

Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!A fundamentação da moral em Jürgen Habermas Popular Versão: 
Atualização:  29/4/2012
Descrição:
SANTOS, Fabio Eulalio dos

Esta dissertação analisa a fundamentação da moral desenvolvida pela ética do discurso de Jürgen Habermas. Defende que a ética do discurso de J. Habermas dá conta do projeto iluminista de uma moral racional ao situar o problema da fundamentação nos termos da filosofia da linguagem após a virada lingüística pragmática. Para desenvolver a análise da fundamentação da moral em J. Habermas, num primeiro momento, investiga o problema de partida da ética do discurso que é composto pelas objeções de Hegel à filosofia moral de Kant, pelo desafio de Max Weber, pela desvalorização da base religiosa-metafísica, e pela insuficiência da filosofia da consciência para a fundamentação da moral.

Palavra-chave: Habermas, Jurgen,Filosofia, moral.

Downloads 10247  10247  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFMG  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!A fundamentação metafísica do Direito na filosofia de Kant Popular Versão: 
Atualização:  29/4/2012
Descrição:
FREIRE, Leonardo Oliveira

A fundamentação metafísica do direito a que nos propomos a esclarecer na filosofia de Kant assume não somente uma análise de temas jurídicos. Temos uma questão filosófica de fundo a tratar: a justiça é possível? Tal indagação não é o tema do texto, mas o que está pressuposto. A análise kantiana, de certo modo, assume metafisicamente a possibilidade da justiça a partir do conceito de liberdade. Mas, com base na liberdade, demonstra a possibilidade da justiça na ética e no direito. A dissertação é composta por três capítulos. No primeiro capítulo, partindo da reconstrução inicial do conceito de liberdade na Crítica da Razão Pura, descrevemos a construção do conceito cosmológico de liberdade transcendental a partir do terceiro conflito antinômico e de sua solução na Dialética Transcendental. Feito isso, descrevemos o conceito de liberdade no capítulo do Cânon da Razão Pura e discutimos o problema de como compatibilizar liberdade transcendental e liberdade prática.

Palavras-chave: Fundamentação metafísica. Direito. Moral. Justiça. Liberdade. Autonomia. Imperativo categórico.

Downloads 744  744  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Federal do Rio Grande do Norte  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!A gênese ontológica do comportamento científico em Ser e Tempo de Martin Heidegger Popular Versão: 
Atualização:  29/4/2012
Descrição:
GOULART JUNIOR, Ademar Pires

O objetivo do presente trabalho consiste em realizar uma reconstrução da gênese ontológica do comportamento científico tal como esta é apresentada em Ser e Tempo (1927) de Martin Heidegger. Para Heidegger, a ciência é caracterizada como um comportamento, como um modo de ser do ser-aí. Sob esta perspectiva a ciência recebe um tratamento existencial que a considera como um modo do ser-no-mundo. Heidegger apresenta o surgimento da atitude teórica da ciência através de uma transformação que ocorre no modo de ser da ocupação. Primariamente, o ser-aí compreende os entes intramundanos a partir da disponibilidade destes entes, levando em consideração os interesses e atividades práticas do ser-aí. Quando o uso dos entes disponíveis, que vêm ao encontro na ocupação, acha-se comprometido por uma impossibilidade de emprego dos instrumentos o ser-aí pode visualizar os entes como entes que possuem determinadas propriedades independentes dos interesses práticos do ser-aí. Neste momento os entes são compreendidos como entes subsistentes que podem ser tomados como objetos de uma determinada ciência.

Palavras-chave: Martin Heideger. Ser. Tempo. Gênese ontológica.

Downloads 1060  1060  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFSM - Universidade Federal de Santa Maria  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!A inferência causal na filosofia moral de Hume Popular Versão: 
Atualização:  29/4/2012
Descrição:
JOTA, Renato de Medeiros

Partindo da ideia de que o resultado da análise humeana das inferências causais deve aplicar-se coerentemente ao restante de sua obra, incluindo sua teoria moral, a presente dissertação objetiva investigar se a filosofia moral de Hume se fundamenta no sentimento, ou se isto não seria antes essencialmente uma consequência de nossas inferências causais. A ideia central consiste em mostrar que nossas inferências morais, na medida em que para Hume são empíricas, dependem da nossa crença em uma conexão entre o que foi anteriormente observado e algo que não é observado ( mas espera-se ocorrer ou observar-se no futuro ). Assim, essa mesma crença fundamentaria nossas inferências morais sobre as ações dos indivíduos, e consequentemente, nos levaria a associar determinados comportamentos, bem como o caráter e as convicções morais dos homens a certos sentimentos “morais”.

Palavras-chave: Filosofia moral. Inferências causais. Teoria da percepção. Hume. Causa e efeito.

Downloads 767  767  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Federal do Rio Grande do Norte  Site 
Avaliação: 10.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!A arte de governar na filosofia de Michel Foucault: o poder, o inimigo e o racismo Popular Versão: 
Atualização:  29/4/2012
Descrição:
CARDOSO, Tiago

A presente dissertação enfrentará alguns conceitos fundamentais da obra foucaultiana, tais como o poder, a soberania, a disciplina, a instituição de sequestro, a vigilância, para aprofundar a análise naquilo que se refere ao tema da arte de governar. Nesse ponto, será a obra de Nietzsche, no recorte que lida com a temática do pecado, chamada a oferecer uma breve contribuição. Das novas formas de poder pastoral, em Foucault, até alcançar o tema do racismo de Estado, serão abordadas as doutrinas da razão de estado e da polícia, a história da verdade no âmbito das práticas judiciárias, o panoptismo e a origem da pena de prisão. Como ponto final, o tema do racismo – associado à figura do inimigo – dará suporte a aproximações entre a filosofia foucaultiana e problemas contemporâneos como a violência, a suspensão de direitos de determinados grupos sociais, o recrudescimento das penas e das estruturas e instituições de vigilância e controle social.

Palavras-chave: Governamentalidade. Norma. Inquérito. Política. Confissão.

Downloads 13733  13733  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade do Vale do Rio do Sinos  Site 
Avaliação: 6.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!A concepção de pessoa na teoria da justiça eqüitativa de J.Rawls Popular Versão: 
Atualização:  29/4/2012
Descrição:
PELLIZZARO, Kerlly

O presente trabalho tem como objetivo pesquisar como a concepção de pessoa é apresentada nas obras de Rawls, qual sua importância para a teoria da justiça equitativa e quais suas implicações nas sociedades democráticas atuais. A forma como os cidadãos estão representados na cultura política pública de uma sociedade, como são considerados e como eles próprios se consideram cidadãos livres e iguais, faz com que as instituições sociais sejam mais justas. Isto ocorre porque a participação e a representação das pessoas em uma sociedade justa obrigam que as instituições promovam direitos básicos de cidadania, como a liberdade e a igualdade, em suas regras internas, pautando-se em um modelo ideal de democracia.

Palavras-chave: Pessoa moral. Concepção política de pessoa. Concepção política de justiça. Justiça equitativa. Capacidades morais. Posição origina. Sociedade bem ordenada. Cooperação social.


Downloads 3333  3333  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site 
Avaliação: 9.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!A crítica a psicologia em História da Loucura Popular Versão: 
Atualização:  29/4/2012
Descrição:
MIOTTO, Marcio Luiz

Essa dissertação é resultado de um projeto maior, intitulado “Sobre a Morte do Homem e a Psicologia, em Michel Foucault”. Esse projeto busca analisar as diversas nuances argumentativas empregadas por Foucault nas críticas às “antropologias”, figuradas em seus livros ditos “arqueológicos”. Para isso, parte-se de uma dupla problematização: a autocrítica feita pelo próprio Foucault a seus escritos dos anos 50, tributários de querelas epistemológicas e de fundação da psicologia e das ciências humanas; e a descrição mesma dessas querelas, tomando como base problemas históricos e epistemológicos da fundação da psicologia (no caso, questões relativas à sua unidade, especificidade e objetividade).

Palavras-chave: Foucault. Arqueologia. História da loucura. Psicologia. Ciências humanas. Doença mental. Modernidade. Alteridade. Humanismo.

Downloads 2328  2328  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!A Crítica de Hegel ao Realismo Ingênuo Popular Versão: 
Atualização:  29/4/2012
Descrição:
GUISOLFI, Rafael Claudio

O senso comum sempre despertou interesse filosófico tanto para Hegel como para os demais filósofos. Seja para superá-lo, seja para compreendê-lo, criticá-lo ou analisá-lo, o senso comum sempre se fez presente em teorias filosóficas. No presente trabalho, pretende-se analisar o senso comum segundo uma de suas formas específicas, a saber, o realismo ingênuo conforme a exposição feita por Hegel em sua obra Fenomenologia do espírito.

Palavras-chave: Hegel. Realismo ingênuo. Crítica. Saber absoluto.

Downloads 7062  7062  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PUCRS  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!A epistemologia pós-Darwiniana de Sir Karl Popper Popular Versão: 
Atualização:  29/4/2012
Descrição:
COSTA, Rogerio Soares da

A dissertação A Epistemologia Pós-Darwiniana de Sir Karl Popper pretende esclarecer um ponto específico na obra do filósofo austro-britânico Sir Karl Popper: a função desempenhada; na epistemologia popperiana; pela teoria evolutiva de Charles Darwin.

Palavras-chave: Epistemologia. Epistemologia evolucionária. Filosofia. Darwinismo. Heodarwinismo. Indução. Conjecturas e refutações. Lógica. Ciência. Naturalismo.

Downloads 4075  4075  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PUCRJ  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!A recepção de Frege da noção kantiana de existência Popular Versão: 
Atualização:  29/4/2012
Descrição:
VAZ, Bruno Rafaelo Lopes

Este trabalho apresenta um estudo da relação entre duas célebres abordagens do conceito de existência. A primeira, apresentada por Kant, exclui o conceito de existência do conjunto dos possíveis predicados ou propriedades de objetos. A segunda, apresentada mais tarde por Frege, trata o conceito de existência como um predicado de nível superior, i.e., apresenta o conceito como um predicado de predicados, e não como um conceito que se aplica diretamente a objetos. Apesar de ambas abordagens se parecerem muito entre si, um estudo mais aprofundado de ambas servirá para mostrar que a diferença entre os sistemas teóricos em que se inserem, bem como entre os objetivos que visavam, sugerem que seria precipitado identificá-las. Tentar-se-á mostrar, neste trabalho, que Kant desenvolve suas concepções a respeito deste conceito num contexto epistemológico, tendo em vista, como fica claro na sua opus magnum, garantir o requisito de que todo conhecimento deve ter, além do elemento conceitual, também uma contraparte advinda da intuição. Frege, por sua vez, apresenta suas teses a respeito do tema dentro de um contexto basicamente lógico, onde se fazia necessária uma rigorização do tratamento das expressões que compõem a linguagem.

Palavras-chave: Ser. Existência. Predicado real. Predicado de nível superior. Juízos existenciais.

Downloads 2102  2102  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Federal de Santa Maria  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 (16) 17 »