Educadores

Ínicio : Filosofia : Dissertações : 

Produções de Profissionais da Seed: Dissertações (10)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Título (A a Z)

Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!O conceito aristotélico de phantasia deliberativa no livro III do De anima Popular Versão: 
Atualização:  29/4/2013
Descrição:
GRAMIGNA, Viviane Dutra Gramigna

Esta dissertação investiga a noção de phantasía ao longo do livro III do De anima, que consiste em uma explicitação da natureza exata do papel adquirido pela phantasía, utilizando-se das interpretações de Aristóteles que propõe explicar sua diferença em relação às demais capacidades de conhecimento e como essa noção intervém no movimento dos animais e na ação humana. A análise dos princípios que parecem ser responsáveis pelo movimento, como desejo e/ou intelecto, ressalta certas soluções adotadas no tratado que levam a algumas dificuldades e problemas relacionados com a phantasía deliberativa, uma vez que se pode reconhecer que o princípio único do movimento local é a capacidade desiderativa e que esta, por sua vez, não opera sem a phantasía. As distinções oriundas dos momentos anteriores se organizam num objetivo central que norteia toda a pesquisa, a saber: a explicitação da exata atividade da phantasía deliberativa na motivação humana e a discussão sobre seu possível caráter deliber...

Palavra-chave: Aristóteles. De anima. Aristóteles. Phantasia.

Downloads 536  536  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFMG  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!O conceito de ciência em Guilherme de Ockham  Popular Versão: 
Atualização:  29/4/2013
Descrição:
FERREIRA, Anselmo Tadeu

Esta dissertação investiga o conceito de ciência elaborado por Guilherme de Ockham (ca. 1285-1349) em suas obras Exposítío ín VIII libras physícorum - prologus (prólogo do Comentário à Física de Aristóteles) e Scríptum ín librum prímum sententiarum - prologus (prólogo do Comentário ao Livro I das Sentenças de Pedra Lombardo). Nestas obras, o autor analisa os diversos sentidos possíveis da palavra scientia e as distinções em seu uso, procurando com isso conciliar a noção aristotélica de ciência como conhecimento universal e necessário com sua convicção metafísica na absoluta singularidade e contingência do real; ele realiza essa conciliação enfatizando o caráter proposicional do conhecimento científico, isto é, estabelecendo que a ciência é sobre os termos, proposições e suas relações e não sobre as coisas reais, sendo que o nexo entre esse conhecimento e a realidade é garantido pela capacidade de suposição dos termos.

Palavras-chave: Filosofia medieval. Ciência. Escolástica.


Downloads 1463  1463  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicamp  Site http://libdigi.unicamp.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!O conceito de consciência em o ser e o nada de J.-P. Sartre Popular Versão: 
Atualização:  29/4/2013
Descrição:
AIRES, Maurilio G.

A presente dissertação tem por objetivo demonstrar como a consciência ou Para-si é tal que, de seu modo de ser ressalta-se que ela é nada, liberdade e temporalidade, na obra O Ser e o Nada de Jean-Paul Sartre. Para tanto será estabelecido como ponto de partida a concepção que Sartre empresta a noção de consciência, como sendo nada, vazia de qualquer conteúdo, que se volta para os objetos possuidores de uma existência transfenomenal, sendo em si mesmos independentes da consciência, que são Em-si. Nesse sentido, a consciência será analisada como transcendente ao objeto que ela não é, revelando assim a sua condição de reveladora-revelada, pois desvela um mundo concreto que existe a sua revelia, sendo ela, no entanto, a intencionalidade reveladora de que existem seres ao invés de nada, a prova ontológica de que fala Sartre. Daí em diante, toda consciência será sempre consciência de alguma coisa, reflexo do mundo, sem que a consciência seja nada do mundo.

Palavras chave: Para-si. Nada. Liberdade. Temporalidade. Consciência.

Downloads 1454  1454  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Federal do Rio Grande   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!O conceito de felicidade na filosofia prática de Kant Popular Versão: 
Atualização:  28/8/2013
Descrição:
DIFANTE, Édison Martinho da Silva

A Dissertação busca apresentar uma reconstrução do conceito de felicidade na Filosofia prática de Kant. O tema não se restringe em Kant a uma só obra, pois comparece em várias: na Crítica da razão prática (CRPr), na Fundamentação da metafísica dos costumes (FMC), na Metafísica dos costumes (MC), na Antropologia de um ponto de vista pragmático (A), e, inclusive, na Crítica da razão pura (CRP). A parte inicial da Dissertação consiste em uma breve exposição sobre a regra moral e os princípios práticos do agir, e nela se busca esclarecer o conceito de autonomia da vontade, imprescindível para a justificação da moralidade, e sem o qual o homem não poderia ser pensado como um fim em si mesmo. Na sequência, a exposição se reporta à concepção de felicidade enquanto satisfação empírica, e tende, por um lado, a justificar por que Kant a exclui no que diz respeito à justificação do agir moral; por outro, por que a sua presença ou falta pode auxiliar ou prejudicar o cumprimento do dever moral.

Palavras-chave: Kant. Felicidade. Moral.

Downloads 1279  1279  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Federal de Santa Maria  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!O conceito de justiça em Thomas Hobbes e suas consequências jusfilosóficas Popular Versão: 
Atualização:  29/4/2013
Descrição:
SANTOS, Murilo Angeli Dias dos

A jusfilosofia é uma área ainda pouco explorada por transitar entre duas áreas distintas, embora afins: a filosofia e o direito. Poucos são os filósofos ou juristas que se atrevem a direcionar seus estudos para esse campo árido. Os filósofos preferem se dedicar à filosofia política e os juristas à hermenêutica ou, quando muito, à epistemologia do direito. Thomas Hobbes é um dos filósofos que, ao procurar meios para organizar as diversas formas as vontades e razões humanas, dedica um importante espaço ao universo jurídico. Em sua doutrina as leis são responsáveis pelo convívio harmônico e pacífico entre os homens e o conceito de justiça é exposto de forma a garantir a legitimidade do arcabouço jurídico.

Palavras-chave: Filosofia do direito. Positivismo jurídico. Jusnaturalismo. Thomas Hobbes.

Downloads 4496  4496  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma USJT - Universidade São Judas Tadeu  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!O conceito de Servo-Arbítrio em Schopenhauer Popular Versão: 
Atualização:  30/4/2012
Descrição:
ROCHA, Fabio Libório

Esta dissertação tem por objetivo advogar em favor da ausência de liberdade de querer, segundo a filosofia schopenhauriana, como consequência da fraqueza do intelecto perante a potente vontade do sujeito. A liberdade ou o livre-arbítrio, comummente entendido como ausência de necessidade, é uma impossibilidade, na filosofia schopenhauriana.

Palavras-chave: Schopenhauer. Arbítrio. Servo. Ausência de liberdade. Livre-arbítrio.

Downloads 3018  3018  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UGF  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!O Conceito kantiano de mal radical e o resgate da disposição originária para o bem Popular Versão: 
Atualização:  29/4/2013
Descrição:
PINHEIRO, Letícia Machado

A presente Dissertação é uma reconstrução do conceito de mal radical (Radicale Böse) tratado por Kant em seu artigo Sobre o mal radical na natureza humana (Über das radicale Böse in der menschlichen Natur), publicado em 1792. A partir dos dados desse texto o que se fez foi explicitar em que termos Kant aborda tanto a questão do mal moral propriamente dito (concebido posteriormente como radical), como também a da possibilidade de um progresso humano no que tange à moralidade. Nessa tratativa, Kant introduz algumas noções que são exclusivas à problemática do mal, entre elas, o conceito de intenção (Gesinnung), as noções de propensão para o mal (Hang zum Bösen) e de disposição para o bem (Anlage zum Guten), também as ideias de revolução e de reforma gradual (como meios de se alcançar o progresso moral), e, enfim, uma nova definição de natureza. Embora se sirva de termos exclusivos, o artigo sobre o mal mantém muitas das noções básicas desenvolvidas por Kant em obras anteriores. Daí porque a Dissertação não se restringe ao artigo Sobre o mal radical, mas se estende por outras obras em busca de recorrências feitas com dois objetivos bem precisos: um, elucidativo, em que se apresenta questões já plenamente consolidadas na filosofia kantiana; outro, comparativo, seja em relação a termos que adquiriram um sentido distinto, seja em vista de alterações propositivas, repensadas diante de um novo contexto e submetidas a uma nova configuração. Esse é o horizonte que esta Dissertação busca reconstruir e dentro do qual se insere.

Palavras-chave: Kant. Moral. Mal radical.

Downloads 583  583  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Federal de Santa Maria  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!O convício social na filosofia de Rousseau Popular Versão: 
Atualização:  29/4/2013
Descrição:
COSTA, Edgar Rogério da

A dissertação é uma leitura da noção de convívio social em diversos escritos de Rousseau. É uma análise de como o autor dialoga com o seu tempo a partir de temas voltados à vida em sociedade. No primeiro capítulo, dedico-me a apresentar os pressupostos que dão surgimento ao debate, os quais se encontram no Discurso sobre as Ciências e as Artes e no Discurso sobre a desigualdade. No segundo capítulo, examino pontos importantes da proposta educacional de Rousseau no Emílio, a fim de destacar a necessidade de preparar o indivíduo livre e autônomo, antes dele ser inserido na sociedade. No terceiro capítulo, a partir do romance A Nova Heloísa, analiso a busca do autor por uma perfeita socialização dentro de um contexto familiar comunitário. No quarto capítulo, faço uma leitura do Contrato Social como um projeto político que também persegue uma perfeita socialização, porém aqui buscando recursos para atrair o indivíduo para dentro da comunidade, e dando-lhe uma nova identidade, pautada sobretudo nos interesses comuns.

Palavras-chave: Sociedade. Amor-próprio. Autonomia. Felicidade.

Downloads 17280  17280  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicamp  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!O estatuto do discurso filosófico no Tractatus de Wittgenstein Popular Versão: 
Atualização:  30/4/2012
Descrição:
SILVA, Guilherme Ghizoni da

O objetivo desta dissertação é o estudo do problema que se faz manifesto na seção final do Tractatus Logico-Philosophicus de Wittgenstein. Esse problema diz respeito ao estatuto do discurso filosófico. Wittgenstein, na obra, ao traçar os limites da linguagem, constata que o discurso filosófico é composto por contra-sensos. O problema da seção final se manifesta no momento em que essa caracterização é estendida às suas próprias proposições. Na bibliografia secundária, são duas as principais correntes interpretativas que buscam dar conta desse problema. O estudo dos argumentos apresentados por cada uma dessas vertentes permitiu avançar a seguinte hipótese acerca do ponto de partida para as suas divergências interpretativas: elas decorrem dos modos distintos de conceber o papel desempenhado pelo princípio do contexto na obra de Wittgenstein.

Palavras-chave: Wittgenstein. Tractatus. Contra-senso. Princípio do contexto. Sinal e símbolo. Sintaxe lógica.

Downloads 1554  1554  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!O filosofar na arte da criança surda: construções e saberes Popular Versão: 
Atualização:  28/8/2013
Descrição:
CALDAS, Ana Luiza Paganelli

Esta dissertação analisou como se deu o filosofar na arte das crianças surdas e na busca por práticas estéticas visuais no processo da construção deste filosofar. Para isto, foram realizadas entrevistas (individuais e coletivas) com 10 sujeitos surdos de uma escola municipal de surdos de Gravataí no Estado do Rio Grande do Sul, onde foram apresentadas algumas pinturas dos artistas Da Vinci, Picasso, Portinari e Baird (artista surdo). O objetivo foi o de provocar uma reflexão destes sujeitos, a partir de experiências estéticas, no sentido de que cada um pudesse expressar seus saberes, praticar a vivência do olhar, trazendo suas hipóteses e compreensões sobre as pinturas, observando como estas experiências podiam colaborar para a construção dos filosofares na arte dos sujeitos surdos.

Palavra-chave: Arte. Educação. Arte. Filosofia. Baird. Charles Crawford Chuck. Deficiente da audição. Criança. Educação artística. Linguagem visual.

Downloads 1493  1493  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 (12) 13 14 15 16 17 »