Educadores

Ínicio : Educação Especial :  Produções de Profissionais da Seed: Dissertações : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Popularidade (Do mais para o menos procurado)

Categoria: Educação Especial Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Trabalho Colaborativo entre uma Professora Especialista e Professores do Ensino Comum para a Inclusã Popular Versão: PDF
Atualização:  15/2/2017
Descrição:
MARTINELLI, Josemaris Aparecida.

O objetivo desta pesquisa foi desenvolver um processo de intervenção visando à promoção de um trabalho colaborativo em uma escola estadual com Educação em Tempo Integral no município de Londrina-PR, utilizando a metodologia da pesquisa colaborativa proposta por Ibiapina (2008). Teve como participantes uma professora especialista e quatro professores das disciplinas curriculares que tinham alunos com necessidades educacionais especiais (NEE) em suas salas de aula no ensino comum. Os pressupostos básicos foram: a caracterização da Educação Inclusiva, a formação docente e a importância do trabalho colaborativo do professor especialista junto aos professores das disciplinas curriculares. A coleta dos dados foi realizada por meio do levantamento das necessidades dos envolvidos, realizado por meio de entrevista com a professora especialista PE, aplicação de questionário aos demais participantes e observações direta em sala de aula do trabalho realizado pela PE junto aos alunos com NEE e aos professores das disciplinas curriculares. Os procedimentos de intervenção desenvolvidos foram: ciclos de estudos presenciais e virtuais referente ao trabalho colaborativo no ensino comum; práticas reflexivas do trabalho colaborativo desenvolvido pela PE junto aos professores das disciplinas curriculares que tinham alunos com NEE; planejamento das aulas junto a PE e aos professores das disciplinas curriculares participantes da pesquisa com momentos presenciais e virtuais e; participação direta da pesquisadora na sala de aula para observação da parceria entre a PE e os professores participantes. Para avaliação do processo de intervenção realizamos uma entrevista final com a PE e um questionário final com os professores participantes. Os dados obtidos nas três fases da pesquisa foram organizados conforme a proposta de análise de conteúdo de Bardin (1977) em categorias e por meio de descrição de episódios considerados significativos registrados no diário de campo. No início o trabalho da PE na sala de aula do ensino comum resumia em apoiar os alunos com NEE, não havia parceria entre a PE e os professores do ensino comum. Propomos durante o processo de intervenção adequar o papel da PE para desenvolver o trabalho colaborativo junto aos professores das disciplinas curriculares no planejamento e na prática pedagógica em sala de aula. As discussões e reflexões durante esse processo foram fundamentais para que pudessem compreender a proposta do trabalho colaborativo e estabelecer a parceria entre a PE e os professores das disciplinas curriculares no planejamento e na prática pedagógica na sala de aula. Os resultados evidenciam a relevância do processo de intervenção no desenvolvimento do trabalho colaborativo e da formação em serviço da PE e dos professores das disciplinas curriculares participantes da pesquisa. Indica ainda a necessidade de desenvolver um trabalho colaborativo junto a gestão pedagógica da escola participante do estudo e dar continuidade ao trabalho colaborativo e à formação da PE e dos professores com o intuito de melhorar o processo de inclusão dos alunos com NEE.

Palavras-chave: Educação Inclusiva. Formação de Professor. Trabalho Colaborativo.

Downloads 496  496  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEL  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Educação Especial Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A Concepção da Teoria da Distância Transacional no Brasil: um Mapeamento de Teses e Dissertações n Popular Versão: PDF
Atualização:  17/10/2017
Descrição:
CABAU, Nubia Carla Ferreira

A presente dissertação, vinculada à linha de pesquisa Políticas e Gestão em Educação do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Maringá, tem como objeto de estudo a Teoria da Distância Transacional de Michael Grahame Moore e como objetivo principal identificar, na produção científica brasileira, onde e como a Teoria da Distância Transacional é abordada pelos pesquisadores brasileiros no período de 2000 a 2016. Para tanto, foram realizados o levantamento, o mapeamento e a análise dos pressupostos teóricos da Teoria da Distância Transacional em produções acadêmicas de pós-graduação stricto sensu no recorte temporal delimitado. O procedimento metodológico adotado foi a análise de conteúdo, enfatizando o paradigma qualitativo, com caráter bibliográfico e documental, apoiado na realização de estudo do tipo Estado do Conhecimento em teses de doutorado e dissertações de mestrado distribuídas em 19 produções acadêmicas em que estão contempladas a concepção da Teoria da Distância Transacional. O mapeamento foi empreendido utilizando-se como fontes o Banco de Teses e Dissertações da Capes, a Biblioteca Digital Vérsila, o portal Domínio Público e a Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT). Conhecer a teoria é fundamental para um pesquisador e para a sua área de concentração, compreendendo que a teoria é a base de sustentação para o conhecimento. Por meio de pesquisa documental, apontaram-se os aspectos históricos, bibliográficos e conceituais da Teoria da Distância Transacional e discorreu-se acerca do percurso percorrido por Michael Grahame Moore na construção e desenvolvimento de sua teoria. Com base na análise de conteúdo, os resultados apontam que a Teoria da Distância Transacional é utilizada por estudiosos brasileiros em pesquisas do tipo estudos de caso, validando os conceitos apresentados na Teoria e como sustentação para discutir aspectos pedagógicos, tecnológicos, de desenvolvimento e estruturação da educação a distância. O resultado do estudo revela a necessidade de pesquisas que indiquem novas hipóteses e que sejam capazes de reformular a teoria existente, adequando-se às necessidades e particularidades do sistema educacional, social e político brasileiro.

Palavras-chave: Teoria da distância transacional. Teorias em educação a distância. Educação a distância.

Downloads 484  484  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEM  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Educação Especial Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Processo de Formação para Professores de Sala de Recurso Multifuncionais sobre as Tecnologias Assist Popular Versão: PDF
Atualização:  16/10/2017
Descrição:
REIS, Juliana Irani Villanueva dos

A política educacional para a inclusão da criança com Necessidades Educacionais Especiais (NEE) tem promovido inquietações frente a este desafio que vai além do direito da matrícula em uma instituição de ensino regular. A implantação das Salas de Recursos Multifuncionais (SRM) na rede pública surge para contribuir diretamente no processo de ensino e de aprendizagem do aluno público-alvo da Educação Especial, para estas salas são disponibilizados recursos de Tecnologia Assistiva (TA) que auxiliam e contribuem no processo de inclusão deste alunado. Parte da seguinte questão de investigação: Considerando que o professor que atua na SRM vem demonstrando pouco conhecimento sobre as TA disponíveis nas SRM, de que forma a organização de um curso de formação na modalidade semipresencial pode contribuir para melhorar o conhecimento referente as TA? A presente pesquisa tem como desenvolver um programa de formação para professores especialistas sobre as TA que são disponibilizadas nas SRM. Ainda elencamos como objetivos específicos planejar, desenvolver e avaliar uma proposta de formação, para o que o professor especialista que atua no serviço do Atendimento Educacional Especializado conheça os conceitos de TA e as possibilidades de usos destes recursos. Os pressupostos teóricos estão pautados na Declaração de Salamanca (UNESCO, 1994), Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (BRASIL, 2008) e em autores que discutem a formação do professor e as tecnologias assistivas sendo eles: Mantoan (2004), Manzzini (2012), Bescher (2013), Hummel (2015). Para atingir o objetivo proposto, a metodologia utilizada foi a pesquisa de intervenção que visa contribuir para a mudança da prática pedagógica definida em dois momentos. O primeiro para o levantamento das necessidades dos professores especialista que atuam na SRM do Núcleo Regional de Educação em Londrina no que se refere ao conhecimento e uso das TA. Esta identificação culminou na elaboração de uma Unidade Didática como produto educacional visando contribuir para prática pedagógica desses profissionais. O segundo momento se deu por meio da aplicação desta Unidade Didática, por meio de um curso de formação continuado com 58 participantes, analisando os conceitos iniciais referentes às TA e a mudança destes conceitos a partir da aplicação do produto educacional. Propôs-se durante o processo de intervenção conhecimento das TA disponibilizadas nas salas de recursos e identificação das possibilidades de uso com o aluno com NEE. As discussões e reflexões durante esse processo foram fundamentais para que os professores especialistas pudessem compreender as TA para além de recursos tecnológicos.

Palavras chaves: Formação de professores. Educação especial. Sala de Recursos Multifuncional. Tecnologia assistiva. Necessidade educacional especial.

Downloads 336  336  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UTFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 (2)