Educadores

Ínicio : Pedagogia : Dissertações : Produções de Profissionais da Seed: Dissertações : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Notas (Do melhor para o pior avaliado)

Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Marco Túlio Cícero: uma nova proposta para a formação do orador Popular Versão: PDF
Atualização:  15/2/2017
Descrição:
JARDIM, Marilza de Lima.


O objetivo da dissertação é discutir a proposta de educação concebida por Marco Túlio Cícero (106-43 a.C.) para o orador, aquele que responderia às necessidades da sociedade romana de seu tempo. Portanto, buscou-se compreender em que consistia o pensamento ciceroniano no que tange à formação e verificar o modelo de educação oferecida em Roma até o período republicano.A metodologia adotada para o desenvolvimento da pesquisa foi de caráter bibliográfico, compreendendo o processo histórico em construção. Buscou-se identificar os implicativos que contribuíram para a elaboração de seu pensamento, destacando sua trajetória de vida, produções e modelo de educação por ele apresentados no seu contexto histórico. O percurso da pesquisa priorizou uma bibliografia de caráter geral que favorecesse a compreensão do processo formativo e o papel do orador para a sociedade romana. Cícero apresentava-o como o homem ideal e justificava a necessidade da aquisição de um conhecimento geral para a sua formação cujo humanitas se torna o modelo de currículo, na intenção de formar um homem que congregasse valores que o comprometesse com a pátria.

Palavras-chave: Cícero. Homem. Formação. Humanitas. Orador.

Downloads 1776  1776  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEM  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora! Inovação na Educação Pública: a Adoção de Tecnologias da Informação e Comunicação pelos Docentes Popular Versão: PDF
Atualização:  7/6/2017
Descrição:
SILVA, Alinne Marcondes Pavelski da

A inovação apresenta vantagens competitivas para as organizações, e na esfera pública as políticas inovadoras garantem uma participação democrática da sociedade e a melhoria dos serviços prestados aos cidadãos. Em um contexto educacional, a inovação traz novas práticas pedagógicas e como consequência a melhoria no ensino. Uma das principais práticas inovadoras neste campo é a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação pelos docentes nas práticas de ensino. Nesse cenário, esta pesquisa teve como objetivo analisar os principais fatores que determinam a adoção de recursos tecnológicos em suas práticas de ensino, nas escolas estaduais do município de Guarapuava. Para isso, foi realizada uma pesquisa classificada como descritiva, quanto aos procedimentos levantamento (survey) e de abordagem quantitativa. A coleta de dados foi transversal, coletados entre outubro e novembro de 2016, com o uso de questionário semiestruturado, aplicados a 319 professores atuantes nas escolas estaduais do município de Guarapuava. A análise dos dados foi por meio de estatística descritiva e análise fatorial exploratória. Como resultado, foi encontrado um alto índice de utilização das tecnologias com os alunos, além de recursos disponíveis nos Portais Dia a Dia Educação e do Professor. Como sugestões de melhorias apontadas pelos docentes para uma efetiva utilização das tecnologias em sala de aula estão a disponibilização de mais equipamentos, a atualização dos equipamentos já disponibilizados e a oferta de cursos e treinamentos voltados para a utilização. Os fatores que determinam a adoção de recursos tecnológicos nas práticas docentes são a vantagem relativa de sua adoção, a compatibilidade com o trabalho já desenvolvido, a percepção de facilidade e domínio no uso da tecnologia, a visibilidade que sua adoção traz, a imagem, e a demonstração de resultado. Os fatores que mais relacionaram com a adoção de tecnologias são a vantagem relativa e a facilidade e domínio no uso da tecnologia, demonstrando, assim, a necessidade de constantes treinamentos e ofertas de cursos para os professores, para a garantia de uma efetiva utilização das tecnologias de informação e comunicação com os alunos, melhoria esta, também apontada pelos docentes pesquisados. A identificação da utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação pelos docentes contribui para as discussões das práticas pedagógicas e eficiência do ensino público, necessárias em um contexto de mudanças tecnológicas constantes na sociedade.

Palavras chave: Inovação. Educação. Tecnologias de informação e comunicação.

Downloads 934  934  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicentro  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A produção acadêmica em política educacional no Estado do Paraná: um estudo mediado pela Teoria do C Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
PEREIRA, Alessandra Farias Lima Gonçalves Pereira

Este trabalho expõe uma síntese possível da pesquisa que analisou as especificidades do espaço da produção acadêmica em política educacional no Estado do Paraná, por meio das propriedades individuais e distintivas dos pesquisadores/orientadores inseridos nesse espaço, no interregno de 2003 a 2013. A proposta de análise do mundo científico de Pierre Bourdieu orientou a pesquisa empírica e, sobretudo, forneceu elementos de pensamentos universais para a apropriação da problemática da ciência, especialmente da Sociologia da Ciência, sem os quais não seria possível realizar um trabalho sério de aproximação com o objeto. A pesquisa teve como ponto de partida a construção de um estudo teórico que visou, ao mesmo tempo, entender os aspectos epistemológicos e de campo que giram em torno da problemática da produção do conhecimento, e, aperfeiçoar a apropriação do referencial teórico de Pierre Bourdieu e de seu modo de pensar. Esse ponto de partida foi essencial tanto no sentido de compreender o universo das pesquisas sobre a produção do conhecimento em política educacional – universo no qual este trabalho pretende inserir-se – quanto no sentido de mediar o processo de apreensão cognitiva do objeto. O trabalho destaca as discussões sobre a problemática da produção do conhecimento em política pública no âmbito do campo das Ciências Sociais e, também, os debates sobre a produção do conhecimento em política educacional empreendidos no campo científico da Educação. A pesquisa empírica revelou, por meio de indicadores de capital científico (grau acadêmico; bolsa de fomento à pesquisa; publicações globais; citações; coautorias; cargos em instituições de pesquisas) que os agentes desse espaço atuam de modo diferenciado, mas com o mesmo objetivo: conquistar reconhecimento no campo científico da educação.

Palavras Chaves: Produção acadêmica. Espaço acadêmico. Campo científico. Política educacional.

Downloads 1197  1197  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEM  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora! Direitos Humanos e Educação Escolar Prisional: um Estudo de Caso na Penitenciária Estadual de Cruz Popular Versão: PDF
Atualização:  6/6/2017
Descrição:
SANTOS, Ivanete Aparecida da Silva

A palavra punição sempre esteve presente na evolução da história do homem. Até a ascensão da modernidade, o sacrifício do corpo era utilizado para punir àqueles que desrespeitassem as regras sociais de uma determinada sociedade. Com a ascensão do capitalismo, uma nova forma de punir surgiu, a privação de liberdade. De acordo com seus idealizadores, esse novo modelo visa a humanização da pena, primordial para a ressocialização do indivíduo. No Brasil, a Lei de Execução Penal de 1984, com base em leis internacionais, busca assegurar educação e trabalho ao privado de liberdade como método mais eficaz para o processo de ressocialização. Destarte, apesar das garantias legais, o sistema penitenciário brasileiro assim como em outros países parece não estar conseguindo alcançar seus objetivos, a ressocialização. A reincidência é uma realidade para a maioria dos presos. Assim, em meio a uma provável crise do Sistema Penitenciário Brasileiro, refletida na superlotação dos presídios, na dificuldade do acesso à justiça e nos maus tratos denunciados constantemente por organismos que defendem os direitos humanos, o presente trabalho vem indagar: O que a educação escolar pode fazer para humanizar o sistema prisional? A educação pode emancipar o sujeito encarcerado para que o mesmo possa livrar-se da ampla vulnerabilidade que o condena? Enfim, qual a função da escola dentro do sistema prisional brasileiro? Para tentar responder essas questões, realizamos uma pesquisa de campo, na Penitenciária Estadual de Cruzeiro do Oeste, em que alunos e professores apresentaram suas visões sobre a oferta da educação escolar dentro dessa Unidade Penal. A pesquisa bibliográfica permitiu construir um breve histórico sobre os direitos humanos, ressaltando quem são os tutelados por esses direitos e sobre a negação desses direitos aos excluídos da História, dentre eles os privados de liberdade. Ao abordar a prisão atual e sua evolução desde o século XVIII, buscou-se fazer uma ligação entre a ascensão capitalista e o surgimento da prisão como medida de execução penal. A pesquisa também analisou o perfil daqueles que estão em privação de liberdade na PECO e apontou algumas dificuldades na manutenção do direito humano, educação escolar, no sistema prisional. Ao final constatou-se a importância do trabalho em conjunto do Estado e sociedade na luta pela garantia da educação plena capaz de emancipar e reinserir o preso dignamente na sociedade, embora concluímos que, apesar do reconhecimento da grande importância da educação na vida intramuros, ela não pode resolver um problema que é inerente ao sistema. Por fim, verificamos que o sistema penitenciário nada mais é do que um reflexo da sociedade capitalista que exclui o pobre, a mulher, o negro, o ex-presidiário, enfim, todos aqueles que fogem do padrão construído historicamente e/ou que de alguma forma ameaçam a propriedade privada, razão de ser do sistema econômico vigente no Brasil.

Palavras-chave: Direitos humanos. Sistema penitenciário. Educação escolar.

Downloads 724  724  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora! Estratégias de Aprendizagem Utilizadas por Professores da Educação Básica da Rede Pública de Ensin Popular Versão: PDF
Atualização:  5/6/2017
Descrição:
PIANCA, Humberto José Cardoso

A partir da Psicologia Cognitiva com base na Teoria do Processamento da Informação, o uso de estratégias de aprendizagem tem sido proposto como um fator de proteção ao sucesso acadêmico, contribuindo para a aprendizagem autorregulada. No entanto, apesar de estudiosos da área destacarem a importância de o professor reconhecer-se como aprendiz, observa-se que a produção científica sobre o uso das estratégias de aprendizagem de professores, principalmente no âmbito nacional, apresenta-se incipiente. Em vista disso, o presente estudo teve como objetivo geral analisar a frequência do uso das estratégias de aprendizagem de professores da Rede Pública de Ensino Estadual, pertencentes ao Núcleo Regional de Educação de Londrina – PR. Como objetivo específico buscou estabelecer relações entre as variáveis: sexo, faixa etária, tempo de atuação como professor e a frequência no uso das estratégias de aprendizagem dos professores participantes da pesquisa. Participaram do estudo 610 professores, com idade entre 22 e 71 anos (43, 46 ± 8,91 anos), pertencentes à Rede Pública do Estado do Paraná, do Núcleo Regional de Educação de Londrina. Foi utilizada como instrumento de medida a Escala de Avaliação de Estratégias de Aprendizagem – EEA-U (BORUCHOVITCH; SANTOS, 2015), constituída por 35 itens de estratégias de aprendizagem, subdivididos em 3 fatores: (1) Estratégias de Autorregulação Cognitiva e Metacognitiva, (2) Estratégias de Autorregulação dos Recursos Internos e Contextuais e (3) Estratégias de Autorregulação Social. Os dados foram submetidos à análise descritiva e inferencial, utilizando-se o Software R. As análises evidenciaram que os professores participantes da pesquisa relatam utilizar, com frequência, as estratégias de aprendizagem. As estratégias de Autorregulação Cognitiva e Metacognitiva e as de Autorregulação dos Recursos Internos e Contextuais foram apresentadas com maior frequência em relação ao uso das estratégias de Autorregulação Social (p<0,01). Não foi verificada diferença significativa em função do sexo (p=0,22). Além disso, observou-se uma tendência de que, quanto maior a idade (p=0,08) e o tempo de experiência na ação docente (p=0,04), mais estratégico é o professor, segundo relato na EEA-U, para os fatores de Autorregulação Cognitiva e Metacognitiva e de Autorregulação dos Recursos Internos e Contextuais. Frente a esses resultados, ressalta-se a necessidade de fomentar as políticas de formação inicial e continuada de professores em relação ao incentivo do uso de estratégias de aprendizagem de processamento profundo da informação, mais precisamente as estratégias cognitivas de elaboração e organização, estratégias metacognitivas de monitoramento e regulação da aprendizagem, assim como estratégias de Autorregulação Social no que diz respeito à produção do conhecimento mediada pelas relações interpessoais, em virtude dos seus benefícios para ensinar e aprender.

Palavras-chave: Estratégias de aprendizagem. Processamento da informação. Professores. Educação Básica.

Downloads 1799  1799  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEL  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A Implementação do PDE Escola no Município de Londrina e as Implicações à Democratização da Gestão E Popular Versão: PDF
Atualização:  5/6/2017
Descrição:
RODRIGUES, Gisele de Paula

As políticas educacionais brasileiras, implementadas a partir da década de 1990,foram fortemente influenciadas pelo ideário neoliberal e pelas prescrições dosOrganismos Multilaterais, que direcionaram o processo de Reforma do Aparelho doEstado, empreendido pelo governo Fernando Henrique Cardoso, e acarretaram aadoção do modelo gerencial no âmbito da administração pública. O Plano deDesenvolvimento da Escola foi concebido em tal governo, no contexto do Fundescola, como uma ferramenta de planejamento estratégico a ser desenvolvida pelas escolas públicas com o intuito de melhorar os resultados e fortalecer a gestão.
Oriundo de um acordo internacional de financiamento entre o Ministério da Educação e o Banco Mundial, o Programa foi direcionado às regiões prioritárias do país que demonstraram menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH). Relançado no governo Lula, incorporado ao Plano de Desenvolvimento da Educação, tornou-se um Programa nacional, disponibilizado a todas as escolas públicas que apresentaram Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) abaixo da média nacional. Neste contexto foi divulgado como um Programa de apoio à gestão escolar, baseado no planejamento participativo, com o objetivo de fortalecer a gestão democrática e melhorar a qualidade do ensino. A presente pesquisa buscou promover uma análise acerca do processo de implementação do Programa em duas escolas municipais de Londrina, que executaram a política no biênio 2015/2016, com a finalidade de compreender as implicações do mesmo ao processo de democratização da educação, em especial, à gestão escolar. Com este intuito, procurou-se identificar como os sujeitos interpretaram e traduziram a política no chão da escola, bem como, os modelos de gestão expressos pelo Programa e os limites e possibilidades apresentadas em relação ao fortalecimento da gestão democrática e melhoria da qualidade do ensino. A investigação inseriu-se em uma abordagem qualitativa de pesquisa, na qual foram eleitos como procedimentos de coleta de dados: a pesquisa bibliográfica, a análise documental e a realização de entrevistas. Para interpretar a política de forma articulada ao seu contexto, vislumbrando seus desdobramentos, mediações e contradições, utilizou cinco categorias que têm a base no materialismo, sendo elas: contradição, totalidade, reprodução, mediação e hegemonia. Os resultados obtidos acenaram que o PDE Escola contribuiu com a melhoria das condições materiais das escolas, no entanto, não se configurou como uma ferramenta de gestão capaz de fortalecer uma gestão mais democrática e participativa na medida em que preservou uma lógica gerencialista, ancorada nos pressupostos neoliberais e nas prescrições dos Organismos Multilaterais, notadamente o Banco Mundial.

Palavras-chave: Política educacional. Gestão escolar. PDE escola.

Downloads 668  668  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEL  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora! A Formação Continuada nas Semanas Pedagógicas de Fevereiro no Período 2007-2013 no Estado do Para Popular Versão: PDF
Atualização:  5/6/2017
Descrição:
TESSARI, Elisabete Valdira de Sousa

Esta dissertação tem como objeto de análise as Semanas Pedagógicas de fevereiro como modalidade de formação continuada oferecida no Paraná. O objetivo geral foi analisar a formação continuada de professores oferecida no formato de Semana Pedagógica de fevereiro no Paraná, durante os governos Roberto Requião Mello e Silva (2007-2010) e Carlos Alberto Richa (2011-2013). Por meio dos documentos orientadores das Semanas Pedagógicas buscou-se compreender nas ações desses governos o que trazem enquanto proposta de educação, como se projeta a formação continuada de professores durante as Semanas Pedagógicas, as ações desenvolvidas na escola para essa finalidade, a construção do conhecimento e concepção de educação e sociedade, uma vez que, as linhas ideológicas destes governos pareciam divergir. Para apreensão do objetivo geral da pesquisa, formulamos objetivos específicos que orientaram nossa pesquisa: apresentar a legislação educacional referente à formação continuada de professores; discutir as diferentes denominações e conceitos que a formação continuada recebeu nos documentos oficiais e autores que discutem o tema; e apresentar e analisar os documentos orientadores das Semanas Pedagógicas de fevereiro 2007-2013, tendo como ponto de partida as categorias Projeto Político-Pedagógico, Currículo, Organização do Trabalho Pedagógico e Gestão Escolar. A pesquisa realizada de caráter teórico, se fundamenta na análise bibliográfica e documental. Nessa acepção, estabelecemos interlocução com autores que vêm discutindo a temática e que nos auxiliaram a compreender a ideia de política pública de formação continuada dos professores, sua forma de organização utilizando os recursos públicos, seus limites técnicos e financeiros, suas contradições, seus possíveis limites ou contribuições para a melhoria na qualidade da educação pública no Paraná. A gestão de Roberto Requião apresentou o anúncio de superação das políticas neoliberais implantadas por seu antecessor Jaime Lerner, que se manteve nos documentos orientadores das Semanas Pedagógicas. Chegamos à compreensão de que o discurso anunciado esteve permeado de caráter contraditório, ainda que, concomitantemente houvesse um esforço por parte da SEED em superar o modelo educacional neoliberal, com uma proposta de Semana Pedagógica mais consistente no que tange ao entendimento do Currículo, PPP, Gestão Escolar e Organização do Trabalho Pedagógico. A gestão de Beto Richa e seu ‘no jeito de governar’, trouxe nos encaminhamentos dos documentos orientadores das Semanas Pedagógicas a retomada dos princípios de políticas educacionais neoliberais e transfere para as Semanas Pedagógicas o espaço formativo a proposta de formação com moldes gerenciais, motivacionais, monitoramento constante na tentativa de retomada da pedagogia de projetos, implementação de um instrumento oficial de avaliação sistemática para todo o estado SAEP, desconsiderando o instrumento federal SAEB, numa proposição ranqueamento das escolas paranaenses e o processo meritocrático.

Palavras-chave: Semanas pedagógicas. Formação continuada de professores. Políticas educacionais. Políticas públicas.

Downloads 1023  1023  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Sistemas Multiagentes para Gerenciamento Acadêmico  Popular Versão: PDF
Atualização:  5/6/2017
Descrição:
YABUSHITA, Edson

Com a disseminação das instituições de ensino que ofertam cursos superiores, um problema cada vez mais frequente é a falta de sistemas para um acompanhamento personalizado do aluno realizado pelas coordenações de curso. Várias instituições têm necessidade em armazenar informações sobre alunos relacionadas a seus conhecimentos e aproveitamento educacional, sempre procurando inseri-los no mercado de trabalho. Existem várias informações sobre os acadêmicos, uma delas importante para classificar as competências, é o nível de conhecimentos. Um sistema automatizado para realizar tal tarefa precisa coletar características dos envolvidos, efetuar a extração dos dados mais importantes e armazená-los em uma base de dados, aguardando que aconteça uma interação para dar a resposta. A arquitetura baseada em Sistemas Multiagentes (SMA) é adequada para tal sistema, essas aplicações são projetadas em termos de entidades de software autônomos chamados agentes que de forma flexível alcançam os seus objetivos, interagindo entre si utilizando protocolos de comunicação. Neste contexto, este trabalho explora o uso de SMA focado no conceito de autonomia e interação, atuando em um sitema de gerenciamento acadêmico, capaz de realizar o acompanhamento da trajetória profissional e rendimento educacional dos alunos. Assim, o objetivo desse trabalho consiste em utilizar uma abordagem que tem sido proposta para a análise e projeto, a Metodologia para a Análise e Projeto de SMA utilizando Framework de Desenvolvimento de Agentes Java (JADE) que, considera a etapa de análise genérica, enquanto a fase de concepção concentra-se nas construções fornecidas pelo JADE, a Modelagem Unificada de Agentes (AUML) é o componente principal da metodologia proposta, os diagramas desenvolvidos são apresentados neste trabalho. Todos os aspectos mais importantes analisados durante o projeto do SMA estão descritos, evidenciando a importância de cada um deles. Cada protocolo proposto foi implementado e avaliado, os resultados obtidos durante as experimentações realizadas considerando cenários váriados demonstram a importância do uso da metodologia utilizada e a funcionalidade dos protocolos propostos.

Palavras-chave: Agentes inteligentes. Sistemas multiagentes. AUML. JADE. FIPA.

Downloads 295  295  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Instituto Lactec  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora! O Movimento Estudantil Secundarista em Guarapuava Durante a Ditadura Civil-Militar Brasileira  Popular Versão: PDF
Atualização:  2/6/2017
Descrição:
SCHINEMANN, Claudineia

Este estudo tem como objetivo analisar a atuação do movimento estudantil secundarista de Guarapuava durante a ditadura civil-militar brasileira (1964 – 1985). O recorte temporal justifica-se por ter sido o período em que a organização estudantil atuou de modo significativo no cenário nacional e teve mais visibilidade social. Durante o levantamento bibliográfico encontramos a carência de fontes escritas a cerca da história da educação guarapuavana no período assinalado e a ausência de estudos sobre o movimento estudantil secundarista guarapuavano que nos levou a recorrer às fontes orais e aos periódicos veiculados na cidade. Para o desenvolvimento da pesquisa, a orientação teórico-metodológica adotada foi baseada no materialismo histórico-dialético, por ser o método que permite interpretar a realidade numa lógica dialética. A investigação desse modo deve se apropriar do objeto interpretando-o junto à sociedade e aos sujeitos envolvidos no processo da construção histórica. Deste modo, o trabalho foi dividido em três partes: no primeiro capítulo foi destacada a atuação do movimento estudantil secundarista de Guarapuava no período da ditadura civil-militar brasileira. O segundo capítulo contextualiza esse período na cidade e apresenta de modo breve a história do município para que a partir dessas informações possamos compreender como se configurava a cidade e engendrar uma discussão com o cenário nacional durante a instauração do regime militar brasileiro. O terceiro capítulo apresenta o movimento estudantil enquanto movimento social, sua trajetória no país destacando o período da ditadura civil-militar brasileira, quando a organização estudantil ganha maior visibilidade social. Percebemos com isso como a atuação dos estudantes secundaristas guarapuavanos foi significativa na história da cidade e na própria história do movimento. Acreditar que com suas ações, mesmo que locais, poderiam mudar o mundo foi uma das características do movimento estudantil de Guarapuava.

Palavras-chave: Movimento Estudantil Secundarista. História. Guarapuava.

Downloads 470  470  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicentro  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Pedagogia da Alternância e Formação do Jovem na Casa Familiar Rural De Coronel Vivida - PR: Avanço Popular Versão: PDF
Atualização:  2/6/2017
Descrição:
DETOGNI, Andreia Aparecida

O objetivo central da pesquisa foi analisar a formação dos jovens na Casa Familiar Rural de Coronel Vivida – PR, buscando compreender os possíveis limites e desafios da inserção do jovem alternante na propriedade rural e como a família recebe e auxilia nessa prática. Nesse sentido, foram realizadas entrevistas semiestruturadas com os jovens alternantes, matriculados no último ano do “Curso Técnico em Alimentos” da Casa Familiar Rural, e seus familiares. Os sujeitos da pesquisa são oito (08) jovens e sete (07) famílias. O estudo foi realizado através de uma abordagem qualitativa e quantitativa, fundamentada no método do materialismo dialético, os elementos de investigação consistiram em pesquisa bibliográfica e documental, tendo como fontes de consultas, obras que referenciam as temáticas discutidas, tais como Gramsci (2000), Caldart (2003), Saviani (2007; 2012), Molina (2006; 2015), Passador (2006), Guedin (2012), Estevam (2012) e Ribeiro (2013). Destarte, buscou-se o entendimento sobre o campo, suas contradições, modernização e implicações na história de seu povo, bem como a compreensão sobre as finalidades e contribuições da Pedagogia da Alternância na vida dos jovens e seus familiares. Deste modo, o processo de busca e análise a que nos dedicamos tornou possível a constituição de elementos para refletirmos a proposta da Pedagogia da Alternância desenvolvida na Casa Familiar Rural do município de Coronel Vivida, o que possibilitou a observação e constatação das potencialidades e limitações desta prática formativa. No resultado de nossa pesquisa, destacamos enquanto avanços da Pedagogia da Alternância o número reduzido de alunos por turma, o período integral de estudos, a segurança dos jovens alternantes e o atendimento personalizado desenvolvido pelos monitores e professores. Enquanto condições limitadoras, observamos a pouca ou inexistência da prática na propriedade familiar dos conhecimentos apreendidos e discutidos na Casa Familiar, sua estrutura física fragilizada, e sua adequação a distintas vertentes teóricas que não tomam o trabalho como princípio educativo, ocasionando uma prática que se esforça em adaptar-se a conjuntura social vigorante.

Palavras chave: Pedagogia da Alternância. Casa Familiar Rural. Juventude do Campo. Educação do Campo.

Downloads 454  454  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 5 6 7 (8) 9 10 »