Educadores

Ínicio : Pedagogia : Dissertações : Produções de Profissionais da Seed: Dissertações : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Notas (Do pior para o melhor avaliado)

Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A Implementação do PDE Escola no Município de Londrina e as Implicações à Democratização da Gestão E Popular Versão: PDF
Atualização:  5/6/2017
Descrição:
RODRIGUES, Gisele de Paula

As políticas educacionais brasileiras, implementadas a partir da década de 1990,foram fortemente influenciadas pelo ideário neoliberal e pelas prescrições dosOrganismos Multilaterais, que direcionaram o processo de Reforma do Aparelho doEstado, empreendido pelo governo Fernando Henrique Cardoso, e acarretaram aadoção do modelo gerencial no âmbito da administração pública. O Plano deDesenvolvimento da Escola foi concebido em tal governo, no contexto do Fundescola, como uma ferramenta de planejamento estratégico a ser desenvolvida pelas escolas públicas com o intuito de melhorar os resultados e fortalecer a gestão.
Oriundo de um acordo internacional de financiamento entre o Ministério da Educação e o Banco Mundial, o Programa foi direcionado às regiões prioritárias do país que demonstraram menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH). Relançado no governo Lula, incorporado ao Plano de Desenvolvimento da Educação, tornou-se um Programa nacional, disponibilizado a todas as escolas públicas que apresentaram Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) abaixo da média nacional. Neste contexto foi divulgado como um Programa de apoio à gestão escolar, baseado no planejamento participativo, com o objetivo de fortalecer a gestão democrática e melhorar a qualidade do ensino. A presente pesquisa buscou promover uma análise acerca do processo de implementação do Programa em duas escolas municipais de Londrina, que executaram a política no biênio 2015/2016, com a finalidade de compreender as implicações do mesmo ao processo de democratização da educação, em especial, à gestão escolar. Com este intuito, procurou-se identificar como os sujeitos interpretaram e traduziram a política no chão da escola, bem como, os modelos de gestão expressos pelo Programa e os limites e possibilidades apresentadas em relação ao fortalecimento da gestão democrática e melhoria da qualidade do ensino. A investigação inseriu-se em uma abordagem qualitativa de pesquisa, na qual foram eleitos como procedimentos de coleta de dados: a pesquisa bibliográfica, a análise documental e a realização de entrevistas. Para interpretar a política de forma articulada ao seu contexto, vislumbrando seus desdobramentos, mediações e contradições, utilizou cinco categorias que têm a base no materialismo, sendo elas: contradição, totalidade, reprodução, mediação e hegemonia. Os resultados obtidos acenaram que o PDE Escola contribuiu com a melhoria das condições materiais das escolas, no entanto, não se configurou como uma ferramenta de gestão capaz de fortalecer uma gestão mais democrática e participativa na medida em que preservou uma lógica gerencialista, ancorada nos pressupostos neoliberais e nas prescrições dos Organismos Multilaterais, notadamente o Banco Mundial.

Palavras-chave: Política educacional. Gestão escolar. PDE escola.

Downloads 672  672  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEL  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora! A Formação Continuada nas Semanas Pedagógicas de Fevereiro no Período 2007-2013 no Estado do Para Popular Versão: PDF
Atualização:  5/6/2017
Descrição:
TESSARI, Elisabete Valdira de Sousa

Esta dissertação tem como objeto de análise as Semanas Pedagógicas de fevereiro como modalidade de formação continuada oferecida no Paraná. O objetivo geral foi analisar a formação continuada de professores oferecida no formato de Semana Pedagógica de fevereiro no Paraná, durante os governos Roberto Requião Mello e Silva (2007-2010) e Carlos Alberto Richa (2011-2013). Por meio dos documentos orientadores das Semanas Pedagógicas buscou-se compreender nas ações desses governos o que trazem enquanto proposta de educação, como se projeta a formação continuada de professores durante as Semanas Pedagógicas, as ações desenvolvidas na escola para essa finalidade, a construção do conhecimento e concepção de educação e sociedade, uma vez que, as linhas ideológicas destes governos pareciam divergir. Para apreensão do objetivo geral da pesquisa, formulamos objetivos específicos que orientaram nossa pesquisa: apresentar a legislação educacional referente à formação continuada de professores; discutir as diferentes denominações e conceitos que a formação continuada recebeu nos documentos oficiais e autores que discutem o tema; e apresentar e analisar os documentos orientadores das Semanas Pedagógicas de fevereiro 2007-2013, tendo como ponto de partida as categorias Projeto Político-Pedagógico, Currículo, Organização do Trabalho Pedagógico e Gestão Escolar. A pesquisa realizada de caráter teórico, se fundamenta na análise bibliográfica e documental. Nessa acepção, estabelecemos interlocução com autores que vêm discutindo a temática e que nos auxiliaram a compreender a ideia de política pública de formação continuada dos professores, sua forma de organização utilizando os recursos públicos, seus limites técnicos e financeiros, suas contradições, seus possíveis limites ou contribuições para a melhoria na qualidade da educação pública no Paraná. A gestão de Roberto Requião apresentou o anúncio de superação das políticas neoliberais implantadas por seu antecessor Jaime Lerner, que se manteve nos documentos orientadores das Semanas Pedagógicas. Chegamos à compreensão de que o discurso anunciado esteve permeado de caráter contraditório, ainda que, concomitantemente houvesse um esforço por parte da SEED em superar o modelo educacional neoliberal, com uma proposta de Semana Pedagógica mais consistente no que tange ao entendimento do Currículo, PPP, Gestão Escolar e Organização do Trabalho Pedagógico. A gestão de Beto Richa e seu ‘no jeito de governar’, trouxe nos encaminhamentos dos documentos orientadores das Semanas Pedagógicas a retomada dos princípios de políticas educacionais neoliberais e transfere para as Semanas Pedagógicas o espaço formativo a proposta de formação com moldes gerenciais, motivacionais, monitoramento constante na tentativa de retomada da pedagogia de projetos, implementação de um instrumento oficial de avaliação sistemática para todo o estado SAEP, desconsiderando o instrumento federal SAEB, numa proposição ranqueamento das escolas paranaenses e o processo meritocrático.

Palavras-chave: Semanas pedagógicas. Formação continuada de professores. Políticas educacionais. Políticas públicas.

Downloads 1032  1032  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Sistemas Multiagentes para Gerenciamento Acadêmico  Popular Versão: PDF
Atualização:  5/6/2017
Descrição:
YABUSHITA, Edson

Com a disseminação das instituições de ensino que ofertam cursos superiores, um problema cada vez mais frequente é a falta de sistemas para um acompanhamento personalizado do aluno realizado pelas coordenações de curso. Várias instituições têm necessidade em armazenar informações sobre alunos relacionadas a seus conhecimentos e aproveitamento educacional, sempre procurando inseri-los no mercado de trabalho. Existem várias informações sobre os acadêmicos, uma delas importante para classificar as competências, é o nível de conhecimentos. Um sistema automatizado para realizar tal tarefa precisa coletar características dos envolvidos, efetuar a extração dos dados mais importantes e armazená-los em uma base de dados, aguardando que aconteça uma interação para dar a resposta. A arquitetura baseada em Sistemas Multiagentes (SMA) é adequada para tal sistema, essas aplicações são projetadas em termos de entidades de software autônomos chamados agentes que de forma flexível alcançam os seus objetivos, interagindo entre si utilizando protocolos de comunicação. Neste contexto, este trabalho explora o uso de SMA focado no conceito de autonomia e interação, atuando em um sitema de gerenciamento acadêmico, capaz de realizar o acompanhamento da trajetória profissional e rendimento educacional dos alunos. Assim, o objetivo desse trabalho consiste em utilizar uma abordagem que tem sido proposta para a análise e projeto, a Metodologia para a Análise e Projeto de SMA utilizando Framework de Desenvolvimento de Agentes Java (JADE) que, considera a etapa de análise genérica, enquanto a fase de concepção concentra-se nas construções fornecidas pelo JADE, a Modelagem Unificada de Agentes (AUML) é o componente principal da metodologia proposta, os diagramas desenvolvidos são apresentados neste trabalho. Todos os aspectos mais importantes analisados durante o projeto do SMA estão descritos, evidenciando a importância de cada um deles. Cada protocolo proposto foi implementado e avaliado, os resultados obtidos durante as experimentações realizadas considerando cenários váriados demonstram a importância do uso da metodologia utilizada e a funcionalidade dos protocolos propostos.

Palavras-chave: Agentes inteligentes. Sistemas multiagentes. AUML. JADE. FIPA.

Downloads 304  304  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Instituto Lactec  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora! O Movimento Estudantil Secundarista em Guarapuava Durante a Ditadura Civil-Militar Brasileira  Popular Versão: PDF
Atualização:  2/6/2017
Descrição:
SCHINEMANN, Claudineia

Este estudo tem como objetivo analisar a atuação do movimento estudantil secundarista de Guarapuava durante a ditadura civil-militar brasileira (1964 – 1985). O recorte temporal justifica-se por ter sido o período em que a organização estudantil atuou de modo significativo no cenário nacional e teve mais visibilidade social. Durante o levantamento bibliográfico encontramos a carência de fontes escritas a cerca da história da educação guarapuavana no período assinalado e a ausência de estudos sobre o movimento estudantil secundarista guarapuavano que nos levou a recorrer às fontes orais e aos periódicos veiculados na cidade. Para o desenvolvimento da pesquisa, a orientação teórico-metodológica adotada foi baseada no materialismo histórico-dialético, por ser o método que permite interpretar a realidade numa lógica dialética. A investigação desse modo deve se apropriar do objeto interpretando-o junto à sociedade e aos sujeitos envolvidos no processo da construção histórica. Deste modo, o trabalho foi dividido em três partes: no primeiro capítulo foi destacada a atuação do movimento estudantil secundarista de Guarapuava no período da ditadura civil-militar brasileira. O segundo capítulo contextualiza esse período na cidade e apresenta de modo breve a história do município para que a partir dessas informações possamos compreender como se configurava a cidade e engendrar uma discussão com o cenário nacional durante a instauração do regime militar brasileiro. O terceiro capítulo apresenta o movimento estudantil enquanto movimento social, sua trajetória no país destacando o período da ditadura civil-militar brasileira, quando a organização estudantil ganha maior visibilidade social. Percebemos com isso como a atuação dos estudantes secundaristas guarapuavanos foi significativa na história da cidade e na própria história do movimento. Acreditar que com suas ações, mesmo que locais, poderiam mudar o mundo foi uma das características do movimento estudantil de Guarapuava.

Palavras-chave: Movimento Estudantil Secundarista. História. Guarapuava.

Downloads 470  470  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicentro  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Pedagogia da Alternância e Formação do Jovem na Casa Familiar Rural De Coronel Vivida - PR: Avanço Popular Versão: PDF
Atualização:  2/6/2017
Descrição:
DETOGNI, Andreia Aparecida

O objetivo central da pesquisa foi analisar a formação dos jovens na Casa Familiar Rural de Coronel Vivida – PR, buscando compreender os possíveis limites e desafios da inserção do jovem alternante na propriedade rural e como a família recebe e auxilia nessa prática. Nesse sentido, foram realizadas entrevistas semiestruturadas com os jovens alternantes, matriculados no último ano do “Curso Técnico em Alimentos” da Casa Familiar Rural, e seus familiares. Os sujeitos da pesquisa são oito (08) jovens e sete (07) famílias. O estudo foi realizado através de uma abordagem qualitativa e quantitativa, fundamentada no método do materialismo dialético, os elementos de investigação consistiram em pesquisa bibliográfica e documental, tendo como fontes de consultas, obras que referenciam as temáticas discutidas, tais como Gramsci (2000), Caldart (2003), Saviani (2007; 2012), Molina (2006; 2015), Passador (2006), Guedin (2012), Estevam (2012) e Ribeiro (2013). Destarte, buscou-se o entendimento sobre o campo, suas contradições, modernização e implicações na história de seu povo, bem como a compreensão sobre as finalidades e contribuições da Pedagogia da Alternância na vida dos jovens e seus familiares. Deste modo, o processo de busca e análise a que nos dedicamos tornou possível a constituição de elementos para refletirmos a proposta da Pedagogia da Alternância desenvolvida na Casa Familiar Rural do município de Coronel Vivida, o que possibilitou a observação e constatação das potencialidades e limitações desta prática formativa. No resultado de nossa pesquisa, destacamos enquanto avanços da Pedagogia da Alternância o número reduzido de alunos por turma, o período integral de estudos, a segurança dos jovens alternantes e o atendimento personalizado desenvolvido pelos monitores e professores. Enquanto condições limitadoras, observamos a pouca ou inexistência da prática na propriedade familiar dos conhecimentos apreendidos e discutidos na Casa Familiar, sua estrutura física fragilizada, e sua adequação a distintas vertentes teóricas que não tomam o trabalho como princípio educativo, ocasionando uma prática que se esforça em adaptar-se a conjuntura social vigorante.

Palavras chave: Pedagogia da Alternância. Casa Familiar Rural. Juventude do Campo. Educação do Campo.

Downloads 470  470  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Marco Túlio Cícero: uma nova proposta para a formação do orador Popular Versão: PDF
Atualização:  15/2/2017
Descrição:
JARDIM, Marilza de Lima.


O objetivo da dissertação é discutir a proposta de educação concebida por Marco Túlio Cícero (106-43 a.C.) para o orador, aquele que responderia às necessidades da sociedade romana de seu tempo. Portanto, buscou-se compreender em que consistia o pensamento ciceroniano no que tange à formação e verificar o modelo de educação oferecida em Roma até o período republicano.A metodologia adotada para o desenvolvimento da pesquisa foi de caráter bibliográfico, compreendendo o processo histórico em construção. Buscou-se identificar os implicativos que contribuíram para a elaboração de seu pensamento, destacando sua trajetória de vida, produções e modelo de educação por ele apresentados no seu contexto histórico. O percurso da pesquisa priorizou uma bibliografia de caráter geral que favorecesse a compreensão do processo formativo e o papel do orador para a sociedade romana. Cícero apresentava-o como o homem ideal e justificava a necessidade da aquisição de um conhecimento geral para a sua formação cujo humanitas se torna o modelo de currículo, na intenção de formar um homem que congregasse valores que o comprometesse com a pátria.

Palavras-chave: Cícero. Homem. Formação. Humanitas. Orador.

Downloads 1777  1777  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEM  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Contribuições da Psicologia Histórico-Cultural para o Ensino Médio: conhecendo a adolescência Popular Versão: PDF
Atualização:  15/2/2017
Descrição:
BARBOSA, Luciana Mara Tachini


Os embates presentes na realidade educacional brasileira pela legitimação de uma educação de qualidade associados à crescente necessidade de se pensar a educação escolar dos adolescente motivaram o desenvolvimento desta pesquisa. Tem como objetivo investigar a visão que as escolas de Educação Básica têm sobre a adolescência, as sim como qual a apropriação que fazem da Psicologia Histórico-Cultural na fundamentação do trabalho com o Ensino Médio. A análise e a reflexão desenvolvida tiveram como aporte teórico a Pedagogia Histórico-Crítica e a Psicologia Histórico-Cultural, ambas da base materialista histórico-dialética. Na efetivação do trabalho, foram organizadas três Seções: na Seção 1 intitulada Trabalho, Educação e Ensino Médio foi estudado, inicialmente, como a educação escolar se constituiu no decorrer da história da humanida de, orientada pela concepção da Pedagogia Histórico Crítica, juntamente com o estudo da última etapa da Educação Básica –o Ensino Médio; na Seção 2 intitulada Explicações e concepções da Psicologia Histórico-Cultural sobre o processo ensino-aprendizagem foram desenvolvidos os estudos da história e dos postulados da Psicologia Histórico-Cultural, algumas reflexões de em seguida, evidenciou-se como a Psicologia Histórico-Cultural se estabelece como um referencial para a pedagogia e a visão que esta teoria tem acerca da adolescência; por fim, na Seção 3 intitulada A Pesquisa: O Projeto Político Pedagógico foram apresentados os dados e respectiva análise da pesquisa que priorizou o estudo de Projetos Políticos Pedagógicos como documentos norteadores para a compreensão da realidade das escolas públicas pesquisadas. Os procedimentos adotados foram a pesquisa bibliográfica e a pesquisa documental. Nesta última, foram analisados sete Projetos Políticos Pedagógicos de escolas públicas estaduais da região noroeste do Paraná. Os pontos fundamentais encontrados nos Projetos Políticos Pedagógicos das escolas pesquisadas foram: a presença da Psicologia Histórico-Cultural; a presença ou não de conceitos, reflexões e debates acerca da adolescência; o desafio de se pensar uma educação emancipatória para o Ensino Médio. Com base nas informações obtidas, constatou-se que a adolescência não foi alvo de preocupação e reconhecimento, já que mais de 40% das escolas pesquisa das não abordaram este assunto; a apropriação da Psicologia Histórico-Cultural ocorre com pouca frequência, tendo sido encontradas apenas quatro obras de Vigotski e seus colaboradores. Conclui-se pela necessidade de aprofundamento nos estudos sobre a adolescência no universo educacional e ampliação do acesso dos educadores às produções da Psicologia Histórico-Cultural, por se defender, sobretudo, uma educação que priorize a mediação dos conteúdos sistematizados pela humanidade e que favoreça a formação omnilateral do sujeito no Ensino Médio.

Palavras-chave: Adolescência. Educação. Ensino Médio. Psicologia Histórico-Cultural.

Downloads 292  292  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEM  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Alfabetização Matemática: um ato lúdico Popular Versão: PDF
Atualização:  15/2/2017
Descrição:
MARTINS, Iloine Maria Hartmann


Esta pesquisa, apresentada sob a forma de um texto dramático, composto de episódios e cenas, versa sobre a Alfabetização Matemática com enfoque no letramento. Esta ação lúdica, envolveu professores e crianças, protagonistas do primeiro ciclo de alfabetização, com propósito de constituir fontes orais sobre o tema. Tais fontes foram construídas a partir de relatos a respeito das relações estabelecidas com a Matemática pelos professores na infância, na formação acadêmica e em sua prática de sala de aula, assim como as relações que estabelecem com seus alunos na atualidade. Ainda, para a consubstanciação dessas fontes orais, foram ponderadas as reflexões realizadas pelas Formadoras de Matemática e Língua Portuguesa, que participam do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC). O estudo está fundamentado nos pressupostos da Teoria Histórico-Cultural, notadamente nas ideias de Vigotski, e para a constituição das fontes orais foram realizadas entrevistas baseadas na metodologia da História Oral Temática. O desenvolvimento das referidas entrevistas, por sua vez, deu-se a partir de dois questionamentos: o primeiro, endereçado aos professores, foi formulado por meio da seguinte questão: Como foi a Alfabetização Matemática? O segundo questionamento, dirigido aos professores e alunos, foi o seguinte: Como é a Alfabetização Matemática? As entrevistas deram cabo às fontes que, após transcritas e textualizadas, foram organizadas em forma de narrativas e as Formadoras foram convidadas a dialogar sobre elas a partir de suas próprias experiências, estabelecendo relações e conexões, instituindo, desse modo, outro olhar, novos sentidos e perspectivas sobre o tema.

Palavras-chave: Alfabetização Matemática. Lúdico. Contar histórias. História Oral. Letramento. Formação de professores.

Downloads 17319  17319  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!O liberalismo e as proposições de John Dewey para a educação elementar Popular Versão: PDF
Atualização:  22/6/2016
Descrição:
MEDEIROS, Verenice Mioranza de

Nosso propósito com a realização desta pesquisa é a análise do liberalismo em seu processo histórico de rearticulação. Fazemos esta análise a partir do estudo das proposições do teórico John Dewey para a educação elementar, aqui entendida com o aquela destinada a ensinar os rudimentos mínimos para os trabalhadores, como diria Adam Smith no século XVIII. Esse estudo justifica-se pela necessidade que sentimos de aprofundar os subsídios teóricos para que nos permitam analisar as políticas sociais e educacionais implementadas por estados liberais. Entendemos que o estudo de Dewey nos possibilita compreender as implicações do liberalismo para o campo educacional. Na introdução apresentamos nosso objeto, a organização do estudo e considerações a respeito da concepção de Estado e de políticas sociais que orientam nossa análise. Na seção intitulada “O pensamento liberal em suas diferentes fases”, discorremos sobre as fases do liberalismo e seus processos de crise e rearticulação com o sistema capitalista. No terceiro capítulo, situamos Dewey e o movimento da escola progressista no contexto social, político e econômico dos Estados Unidos. Na seção “John Dewey e as proposições para a educação elementar: relações com o liberalismo”, situamos o pensamento de Dewey como um clássico em diálogo com as questões sociais, políticas e econômicas de seu tempo e apresentamos reflexões sobre suas proposições para a educação elementar. Nas considerações finais, recuperamos algumas questões apresentadas ao longo do texto e destacamos nossa compreensão a respeito de que John Dewey, como os demais liberais de seu tempo, temiam perder o comando para os grupos socialistas ou fascistas em ascendência no período. Nessa direção, a saída proposta por Keynes,na segunda fase do liberalismo, juntou-se ao modelo educacional proposto por Dewey, resultando em uma reforma ideológica ampla que obteve total apoio dos capitalistas, a qual chega até nossos dias.

Palavras-chave: Liberalismo. Educação Elementar e John Dewey.

Downloads 10737  10737  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UNIOESTE  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Representações e atitudes linguísticas na (re)construção da identidade indígena dos Guarani do Pinha Popular Versão: PDF
Atualização:  22/6/2016
Descrição:
KONDO, Rosana Hass

Este trabalho tem por finalidade investigar a relação que se estabelece entre representações e atitudes linguísticas –em relação às línguas e culturas presentes na comunidade –e (re)construção da identidade indígena dos Guarani da Aldeia do Pinhalzinho, Tomazina, Paraná, de modo que a comunidade possa, a partir de uma maior compreensão sobre si mesma, vislumbrar formas de construir políticas linguísticas que possibilitem uma educação de fato específica, que atenda suas necessidades, desejos e direitos. Através dele discutimos alguns aspectos relativos à identidade indígena, representação de identidade indígena e formação de professores indígenas, mais especificamente a forma como estes se situam diante da exigência de alcançar uma educação específica, diferenciada, intercultural e bilíngue (RCNEI, 1998). As informações de análise desta dissertação reúnem dados gerados a partir de observações, entrevistas semiestruturadas (gravadas em áudio e vídeo), diário de campo e intervenções colhidos etnograficamente (LÜDKE; ANDRÉ, 1986). A pesquisa em questão é de cunho qualitativo/interpretativista com proposta de intervenção (ANDRÉ, 1995; TELLES, 2002; BARBIER, 2007; THIOLLENT, 2011), uma vez que nosso objetivo não foi simplesmente coletar e comprovar dados, mas também a partir deles fazermos uma investigação sobre as necessidades e desejos da comunidade no que diz respeito à língua Guarani e demais línguas faladas na região e aspectos que (re)definem o que é ser índio (MAHER, 1996) na sociedade atual, para posteriormente, juntos com a comunidade indígena, discutirmos e refletirmos sobre propostas e ações que possam subsidiar o trabalho dos professores em sala de aula de forma que a educação destinada para essa comunidade indígena os preparem para o enfrentamento de políticas contrárias advindas da sociedade dominante. Ao todo, participaram da pesquisa quatorze (14) pessoas, as quais desempenham na comunidade e/ou escola importantes papeis, quais sejam: um (01) membro da liderança indígena da comunidade e, da escola Yvy Porã, dois (02) membros da equipe pedagógica, dois (02) professores indígenas, quatro (04) professores não-indígenas e cinco (05) alunos indígenas. O aparato teórico que deu sustentação ao trabalho norteou-se por contribuições advindas da Linguística Aplicada (CESAR,CAVALCANTI, 2007; MAHER, 1996, 1998, 2007a, 2007b), dos Estudos Culturais (HALL, 1997; WOODWARD, 2009),da Antropologia (CUCHE, 1999; MOTA, 1994, 2006), dentre outros. Os resultados obtidos na análise dos dados sugerem que: a) a educação (escolar) indígena possui grande influência na formação de líderes críticos e atuantes tanto na comunidade indígena quanto na sociedade não-indígena; b) falta autonomia e há verticalização das políticas educacionais, isto é, os aspectos relativos à educação não estão sendo construídas em conjunto com a comunidade; c) há ausência de formação continuada específica para professores indígenas e não-indígenas; d) as atitudes da Secretaria Estadual de Educação e de alguns professores não-indígenas a respeito de língua, cultura e identidade muitas vezes são etnocêntricas; e) a representação que os Guarani apresentam sobre língua, cultura e identidade indígena são influenciadas pelas concepções do que os não-indígenas elegeram como critérios definidores para tal. Nossa expectativa é que esta pesquisa possa subsidiar o trabalho dos professores (indígenas e não-indígenas) na construção de uma educação condizente com suas necessidade e desejos, com currículos interculturais de formação de docentes que possibilitem que as vozes dos Guarani se façam presentes na sociedade de modo a ao menos amenizar o processo de exclusão do qual esse grupo minoritário é vítima.

Palavras chave: Identidade indígena. Representação. Educação
(escolar) indígena. Formação de professor indígena.

Downloads 1104  1104  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEPG  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 5 6 7 (8) 9 10 »