Educadores

Ínicio : Pedagogia : Dissertações : Produções de Profissionais da Seed: Dissertações : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Título (A a Z)

Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Experiências de educação em tempo integral no Brasil e no município de Francisco Beltrão - PR: Qual Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
FICANHA, Kathiane

Esta pesquisa pretende discutir a compreensão de “formação integral” presente nas propostas de educação em tempo integral no Brasil, partindo do pressuposto de que quanto mais tempo se passa na escola, instituição cuja função social precípua é a de ensinar os fundamentos dos conhecimentos historicamente produzidos e acumulados pela humanidade, mais facilmente se podem criar as condições para uma formação emancipatória. Dada a importância que a educação em tempo integral adquiriu na educação para as classes populares, constatamos a necessidade de compreendê-la melhor, numa tentativa de superar os limites do assistencialismo rumo à formação onilateral. Para isso, desenvolvemos esta pesquisa, através da qual pretendemos analisar a história da educação em tempo integral no Brasil, delimitando a discussão na necessidade da ampliação do tempo escolar em função de um determinado modelo de formação para as crianças da classe trabalhadora, para, a partir da totalidade, compreender a particularidade dessa modalidade de ensino implantada na rede municipal ensino de Francisco Beltrão desde 1994, no que se refere à ampliação do tempo escolar para uma formação integral dos alunos que permanecem mais tempo na escola, observando seus limites e possibilidades. Eis que surge a necessidade de estudos com uma fundamentação teórico-metodológica que propicie o embasamento sobre uma Educação em Tempo Integral que privilegie a formação de sujeitos autônomos e ativos socialmente, capazes de refletir e analisar os conhecimentos históricos, políticos e sociais sob a luz de uma teoria crítica, articulada ao contexto social capitalista, haja vista a estreita relação entre a educação e a sociedade. Desse modo, é preciso fazer uma análise da sociedade como um todo histórico e socialmente construído, para então entendermos a realidade específica na qual se insere a escola de tempo integral. Por isso, buscamos um referencial teórico baseado no materialismo histórico dialético, numa tentativa de chegar à síntese sobre a história da educação em tempo integral no Brasil, sua influência no município de Francisco Beltrão e as possibilidades de superação da perspectiva liberal. Nessa perspectiva, organizamos nossa pesquisa em três capítulos, nos quais buscaremos atingir os objetivos específicos da pesquisa, sejam eles: 1) conhecer a história de implantação da educação em tempo integral no país, em relação à forma de organização do tempo ampliado e a formação defendida para as crianças em quatro grandes experiências (Escola-Parque, CIEPs, PROFIC e Programa Mais Educação); 2) a influência dessa história nas experiências de ampliação do tempo escolar em Francisco Beltrão, e as formas com as quais se referem às possibilidades de formação integral dos alunos; 3) compreender como se daria a formação emancipatória a partir da educação em tempo integral com base na perspectiva marxista de formação onilateral e tomando o trabalho como princípio educativo. Por fim,analisamos a necessidade de superação do modelo liberal,tomando a educação em tempo integral como importante ferramenta na formação das classes populares.

Palavras-chave: Educação em tempo integral. História da educação. Marxismo. Formação onilateral. Escola unitária.

Downloads 889  889  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UNIOESTE  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Formação de Professores e Novas Tecnologias: Uma Mediação Possível? Versão: PDF
Atualização:  3/1/2019
Descrição:
BRUSTOLIM, Adriana de Oliveira Correia

Este trabalho propôs-se a analisar de que forma o professor em sua prática e sala de aula pode mediar as novas tecnologias na formação docente em nível médio, para a construção do conhecimento sócio-histórico e científico-tecnológico em sala de aula. Para evidenciar tal questionamento, o objetivo geral foi analisar as possibilidades de mediação entre a formação de docentes e as novas tecnologias, tendo como categorias de análise que compunham esta pesquisa, a mediação, a práxis, o conhecimento e resistência. O problema da formação docente no Brasil está enraizado historicamente com o descompasso de políticas formativas, as quais nunca atenderam satisfatoriamente nos discursos, tampouco na prática. A formação docente hoje está pautada em atender as necessidades do mercado, apoiadas em políticas educacionais de uma lógica neoliberal. Este fato pode ser observado nos discursos aplicados aos currículos que segmentam a formação. Há um novo princípio educativo baseado nas novas tecnologias que trouxeram mudanças para o mundo do trabalho e consequentemente, para a educação. Desta forma, é imprescindível conceber uma pedagogia radical, entendida por Giroux (1992) como a base do novo princípio educativo, articular e apreender, enquanto professor intelectual estabelecer a mediação numa práxis que vise a transformação social e a emancipação em prol de uma luta de resistência contra a hegemonia. Com o intuito de analisar as considerações acima, foram elaborados como forma de investigação, a pesquisa de campo em educação, pesquisa bibliográfica e análise qualitativa dos dados. Diante disso, na pesquisa de campo foi elaborado um curso semipresencial, que foi realizado com professores da rede estadual de ensino, do Curso de Formação de Docentes de nível médio, das cidades de Guarapuava, cidade onde fica localizada a UNICENTRO, instituição na qual a pesquisadora faz o curso de scrictu sensu e Quedas do Iguaçu, cidade de residência da professora pesquisadora e um questionário aplicado na etapa presencial do Curso. Para efetivação do curso, foi elaborado um Projeto de Extensão. O Curso teve uma carga horária de 40 horas, com certificação através da Universidade Estadual do Centro-Oeste –UNICENTRO, com o apoio do Núcleo de Educação à Distância – NEAD, que viabilizou o curso na Plataforma Moodle da UNICENTRO. O curso teve como objetivo propiciar uma reflexão teórico-metodológica sobre as novas tecnologias. Desta forma, os instrumentos de análise que subsidiaram este trabalho foram: questionário, Curso - etapa presencial, Curso – atendimentos e Curso – fóruns e atividades que evidenciaram algumas questões debatidas ao longo da pesquisa. Através destes instrumentos foi possível verificar que há a possibilidade de mediação entre a formação de docentes e as novas tecnologias, no entanto, deve estar claro o conhecimento do novo princípio educativo: ciência, tecnologia e trabalho, a práxis como princípio curricular para que assim, professores intelectualizados possam lutar de forma a criar uma resistência contra a exploração e dominação do capital.

PALAVRAS-CHAVE: Formação docente. Mediação. Novas tecnologias. Práxis. Giroux.

Downloads 84  84  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicentro  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Formação do Professor para Uso da Internet: o Que Querem os Professores Versão: PDF
Atualização:  8/6/2017
Descrição:
MIKOSZ, Marco Aurelio

Esta pesquisa está inserida na linha de pesquisa Cultura, Escola e Ensino, do Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná – UFPR, tendo como Área de Concentração em Educação, Cultura e Tecnologia. O fato de a tecnologia adentrar no espaço escolar vem provocando mudanças no cotidiano da sala de aula. Os professores percebem que disputam a atenção dos alunos com um elemento "invisível", mas presente - A internet. Muitos professores, ou quase todos já são
usuários do ciberespaço, porém poucos fazem uso deste meio em suas aulas. Alegação de senso comum é de não estar preparado para tal utilização. A partir deste entendimento, definiu-se como problema de pesquisa: o que os professores do ensino médio, de uma escola pública, estadual, precisam em sua formação continuada para utilizar a internet em sala de aula? Como objetivo da pesquisa queremos identificar o que é necessário ser trabalhado numa formação continuada dos professores para uso da internet em sala de aula. O contexto para o desenvolvimento desta investigação dividiu-se em duas etapas, tendo como instrumento de coleta de dados um questionário, na primeira etapa da pesquisa e uma entrevista semiestruturada, realizada na segunda etapa. Participaram da pesquisa 12 professores de uma escola estadual de Curitiba/PR, que responderam de forma espontânea os questionários e destes foram selecionados 4 para participar da entrevista. A estruturação metodológica da pesquisa seguiu os princípios da pesquisa qualitativa, tomando por base os estudos de Alves-Mazzotti e Gewandsznadjer (1998), Laville e Dionne (1999), Lessard-Hébert, Goyette e Boutin (1990) e Günther (2006). O referencial teórico utilizado para a construção das reflexões sobre os envolvidos na formação do professor para uso da internet em sala de aula foram Marcelo-Garcia (1999), Lévy (1999), Moran (1997, 2001, 2011), Chantraine-Demailly (1995), Brito e Purificação (2011) e Abreu (2009) entre outros. Para a análise dos dados obtidos, utilizou-se a proposta de análise de conteúdo de Bardin (1977). Os resultados indicaram que a formação técnica é ainda a principal necessidade dos professores para ser trabalhada em cursos de formação para uso da internet em sala de aula. Dentre outros pontos que a análise apresentou, verificamos também que o grupo, embora sem ter em sua formação inicial preparação para uso da internet, já vivenciou uma prática com seus alunos.

Palavras-chave: Internet. Formação continuada. Sala de aula.

Downloads 59  59  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Formação pedagógica continuada no ensino superior: uma experiência de intervenção Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
SARTORI, Glauber

A presente dissertação insere-e dentro da temática de formação pedagógica continuada no ensino superior e teve como problemática propor uma formação pedagógica continuada institucional em uma instituição pública de ensino superior do sudoeste do Paraná especializada na área tecnológica, que considerasse as características do seu corpo docente e a possível contribuição no processo de mudanças paradigmáticas na prática docente. Para tanto foi estabelecido como objetivo geral desenvolver um processo de formação pedagógica continuada no âmbito do ensino superior a partir das características dos professores que atuam numa instituição pública de ensino superior especializada na área tecnológica, analisando as necessidades levantadas tendo em vista a melhoria da qualidade da ação docente. Como objetivos específicos foram estabelecidos realizar uma pesquisa bibliográfica sobre práticas de formação continuada no ensino superior, pesquisar sobre o paradigma da complexidade para subsidiar a formação pedagógica continuada no ensino superior, proporcionar um curso de formação pedagógica continuada, levantar as contribuições dos atores envolvidos no processo de formação e apontar possíveis contribuições para a proposição de processos de formação pedagógica continuada na instituição. A fundamentação teórica do trabalho orientou-se pelo paradigma da complexidade na qual tomou-se como base os trabalhos de Morin (2000; 2011), Morin e Kern (2011), Moraes (2002; 2004; 2010), Demo (2002), Tescarolo (2005), Behrens (2008) entre outros. Para a discussão teórica sobre a formação pedagógica no ensino superior utilizou-se os autores Pimenta e Anastasiou(2002), Vasconcelos (2009), Moraes (2002), Anastasiou (2011), Behrens (2007; 2011) entre outros. O método escolhido para esse estudo foi a pesquisa qualitativa, tipo pesquisa-ação a qual orientou-se pelos estudos de Sandin Estevan (2010) e Thiollent (1996). A pesquisa foi dividida em quatro fases sendo que na primeira fase foi realizado um Estado da Arte sobre o tema formação pedagógica para a docência no ensino superior na plataforma da CAPES e um estudo documental sobre a formação pedagógica institucional. Na segunda fase foi realizada um planejamento e elaborado uma proposta de intervenção apresentada à instituição. Na terceira fase foi aplicado um curso de formação pedagógica voltado aos docentes que teve a participação de 20 professores. Na quarta fasefoi realizada uma avaliação e replanejamento do trabalho seguido da aplicação de um questionário para o grupo de professores da instituição para levantar suas proposições sobre a formação pedagógica. O estudo proporcionou a introdução do debate sobre a formação pedagógica continuada na instituição pesquisada e alavancou os trabalhos de institucionalização a partir da estruturação de setores responsáveis pela formação pedagógica, levando em consideração as sugestões propostas pelos professores. Junto a isso, abriu-se o espaço para a discussão da prática docente no ensino superior sob a luz da complexidade na instituição. Por meio da pesquisa foi possível perceber que existe uma necessidade de institucionalização dos processos de formação continuada que alie o saber específico e pedagógico com a valorização da prática docente e incentive a sua reflexão, tendo como base o paradigma da complexidade como alternativa para superação do modelo de formação cartesiano.

Palavras-chave: Formação pedagógica continuada. Ensino superior. Paradigma da complexidade.

Downloads 162  162  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PUC-PR  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Funcionários das Escolas Públicas: História, Legislação e Luta Sindical Popular Versão: PDF
Atualização:  16/10/2017
Descrição:
OLIVEIRA, Everton Josimar de

O objeto de estudo desta dissertação são os trabalhadores em educação, frequentemente nominados funcionários, que atuam nas escolas públicas estaduais do Paraná, considerando o recorte temporal entre 2003 e 2014. Com o objetivo de analisar sua constituição histórica, discutimos sua presença nas escolas e as funções desempenhadas, com fundamentos nos aspectos históricos, legais e políticos. Consideramos essa temática pouco explorada pela academia, pois a história de um grande contingente de trabalhadores incorporados à rotina escolar ao longo do tempo, tem sido pouco conhecida. Observando esta problemática, discutimos quem são, o que fazem, como foram reconhecidos pela legislação e a forma como se organizaram na luta sindical. Partimos da hipótese de que a escola pública, como produtora e reprodutora das relações sociais, ao longo de sua história, foi permeada, em sua organização, por interferências das teorias administrativas de base tayloristas e que as funções agregadas a ela, de certa forma, refletiram os interesses dos grupos dominantes. As análises de Enguita (1989), Silva Júnior (1993), Marx (199; 1998; 2008; 2013), Frigotto (1999), Kuenzer (2001), Feiges (2003), Paro (2005), Alves (2006), Nascimento (2006; 2007), Saviani (2012; 2013; 2014) e Monlevade (1995; 2007; 2009; 2014), demonstraram a escola pública composta por diferentes profissionais e a burocratização dos processos escolares interferindo no ensino e na aprendizagem. Na análise documental realizada em leis, leis complementares, emendas, decretos, resoluções, portarias, orientações, cadernos temáticos, atas, cartas abertas, materiais para debate, boletins informativos e jornais, com destaque ao Jornal sindical “30 de Agosto”, extraímos categorias relacionadas às funções, relações de trabalho, campanhas e pautas sindicais. Discutir os trabalhadores em educação das escolas estaduais do Paraná e a forma como se organizaram enquanto categoria profissional, exigiu um percurso que passou pela história, estudo de conceitos e análise de documentos. Compreendemos que a mobilização sindical foi fundamental para os avanços obtidos na legislação, no sentido do reconhecimento social e profissional, sendo grande o desafio para que todos os funcionários gozem dos direitos assegurados pela lei e sejam reconhecidos como profissionais da educação básica.

Palavras-chave: Trabalhadores em educação. História da educação. Legislação educacional. Luta sindical. Funcionários.

Downloads 205  205  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site http://
Avaliação: 10.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!História da formação de professores em Cascavel entre 1951 e 1971: a trajetória das escol as normais Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
FACCHI, Jehnny Zélia Kalb

Esta pesquisa tem como objeto de estudo a formação dos educadores no município de Cascavel, entre os anos de 1951 e 1971, com foco para a Escola Normal Regional Carola Moreira (1956-1968) e Escola Normal Colegial Irene Rickli (1963-1971). Em torno do objeto, levantamos o seguinte problema: Quais os determinantes históricos que contribuíram para construira necessidade de formação do professorado cascavelense por meio das Escolas Normais? Esta questão expressa o objetivo de analisar o percurso histórico e a estruturação das Escolas Normais de Cascavel, bem como compreender os desafios políticos e pedagógicos enfrentados pelos docentes naquele período, assim como as práticas escolares empreendidas para superá-los. Nosso recorte histórico está delimitado a partir de 1951, porque foi o ano da emancipação política de Cascavel, além de ter sido um período em que iniciou uma intensa migração populacional para a região. A análise alcança o ano de 1971,quando ocorreu a reforma no ensino de 1º e 2º graus pela Lei n.º 5.692, a qual extinguiu a formação de professores na modalidade Normal e instituiu a formação profissionalizante de nível médio, denominada “Magistério”. O intuito é buscar compreender a essência histórica dessas Escolas Normais e, para atingir este objetivo, alicerçamos a pesquisa na análise de fontes documentais, fontes orais com a participação de 8 entrevistados, entre os quais 3 ex-professores e 5 ex-normalistas, fontes iconográficas, e da imprensa periódica. O primeiro capítulo aborda os aspectos históricos e legais do ensino normal no Brasil com ênfase na Lei Orgânica do Ensino Normal de 1946, na Lei n.º 4.024/61 e na Lei n.º 5.692/71. No segundo capítulo, procuramos analisar a formação de professores nas escolas normais paranaenses antes e depois da Lei Orgânica para o Ensino Normal, destacando as ações de Erasmo Pilotto. Ainda neste capítulo apresentamos os aspectos políticos, econômicos e sociais do município de Cascavel a fim de compreender o surgimento da necessidade de instalação de escolas normais. O terceiro capítulo adentra na história das instituições escolares já mencionadas procurando explicitar suas origens. O último capítulo, por fim, aborda a organização das Escolas Normais, suas bases pedagógicas, as práticas desenvolvidas, bem como os conflitos e dificuldades enfrentadas. A pesquisa constatou que ambas as escolas tiveram sua origem num processo articulado entre as necessidades de uma elite local, que via a escolarização como elemento fundamental para manter-se enquanto elite e nas políticas estaduais de implantação dessas escolas como elemento propulsor da melhoria da qualidade de vida e de controle social. Procuramos demonstrar que apesar das escolas normais terem sido uma vitória para toda a sociedade cascavelense, ela o foi muito mais para a classe que usufruiu dela primeiro, pois das primeiras turmas saíram dirigentes educacionais, empresariais e políticos do município.

Palavras-chave: História da Educação. Formação de Professores. Escolas Normais.

Downloads 102  102  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UNIOESTE  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!História do ensino primário rural em Cianorte- PR (1950 - 1990) Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
LIMA, Rosangela de

Este trabalho se insere no campo da História e Historiografia da Educação e se consubstancia em uma representação da história do ensino primário rural no Município de Cianorte, Estado do Paraná, entre as décadas de 1950 e 1990. Inclui-se, portanto, nos estudos acerca da Educação Rural sob uma perspectiva regional. O recorte temporal marca, na década de 1950, a fundação do Patrimônio de Cianorte em 1953, sua elevação a município em 1955 e a construção das primeiras unidades escolares rurais em 1956. Nos anos de 1990, ocorreu a nucleação e, em seguida, a extinção das escolas primárias rurais, mediante a transferência da última escola rural e dos alunos para a zona urbana. A pesquisa, de caráter bibliográfico e documental, pautou-se na análise de fontes históricas e na historiografia produzida na área, tendo como objetivo investigar a contribuição das escolas primárias rurais para a escolarização do município. A existência de um acervo documental expressivo, porém disperso, sobre tais instituições no município apontou a necessidade de intervenção nos arquivos, consubstanciando em um inventário de fontes, que, além de subsidiar esta e outras pesquisas, contribui para a preservação do patrimônio histórico escolar da comunidade em questão. Com base em tais documentos, na bibliografia sobre o tema e em documentos oficiais da época, como a legislação educacional e mensagens e relatórios de secretários e governos do Estado do Paraná, foram caracterizadas as escolas primárias rurais quanto à organização do ensino. Como resultado, considera-se que o ensino primário rural teve papel relevante frente à escolarização primária no município. Concomitante a este processo, os documentos favorecem o entendimento de que a questão da cessação das atividades escolares nestas instituições ocorreu de maneira compulsória tanto em relação aos processos de nucleação das escolas rurais quanto à sua extinção. São apontados, dentre os fatores, a municipalização do ensino de 1ª à 4ª séries, no início da década de 1990 no Estado do Paraná, e questões referentes à subvenção das escolas. Como consequência tem-se a reorganização da administração municipal com o intuito de atender às demandas impostas pelo aumento do número de matrículas neste nível de ensino.

Palavras-chave: História da Educação. Educação rural. Ensino Primário Rural em Cianorte-PR.

Downloads 88  88  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEM  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Histórias e Sentidos da Institucionalização da Criança Pobre em Cianorte Popular Versão: PDF
Atualização:  17/4/2018
Descrição:
FERREIRA-CAMPIOTTO, Fabiana Fernandes

Este trabalho se insere no campo da infância e se propõe a conhecer, sistematizar e analisar a história institucional da criança pobre no município de Cianorte-PR por meio de Organizações Não Governamentais de assistência à infância. O recorte temporal baseia-se no início da fundação do município, em 1955, e vai até o ano 2000, correspondendo este último aos dez primeiros anos de implementação do Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA. A pesquisa tem como objetivos específicos: registrar e organizar aspectos históricos de Organizações Não Governamentais de Cianorte a fim de preservar sua memória; relacionar e significar a história contada com a teoria sobre a institucionalização de crianças no Brasil. A metodologia, de caráter bibliográfico e documental, envolveu o estudo de oito organizações não governamentais do município de Cianorte, as quais apresentavam um acervo disperso no que se refere à infância, apontando a necessidade de organização e registro dos arquivos encontrados nestas instituições privadas sem fins lucrativos, já que não havia atendimentos institucionais governamental até o ano 2000. Na pesquisa, foram utilizados os seguintes documentos: atas de fundação e de diretoria, fotos, regimentos internos, estatutos sociais, recortes de jornais, ofícios, solicitações, convênios, orientações, lista de alunos, requerimentos, escritura, memorial, contrato de comodato, relatórios, convocação, certidões, projetos e plantas de casas. Com base no acervo acessado, foi encontrada uma variedade documental de instituições que prestaram/prestam atendimento à criança pobre no munícipio, evidenciando a relevância de seus trabalhos para o período estudado, sobretudo no que se refere à necessidade de valorizar a experiência prática. Para a efetivação desta investigação, foram entendidas como necessárias a nomeação e a sistematização dos documentos localizados, tais procedimentos de arquivística representam o início da visibilidade da história institucional da criança que, até então, não existia. O estudo teórico e a análise documental apontaram, entre outros resultados, a presença de uma forte cultura institucional de caráter filantrópico e caritativo para crianças pobres, apoiada por concepções de infância que dificultam o aperfeiçoamento de práticas igualitárias que contemplem o direito para todos independente da classe social. A institucionalização da criança tem se reconfigurado em diferentes épocas e, mesmo após a implantação do ECA, não têm ocorrido mudanças significativas na política municipal de atendimento. É possível observá-la nos atendimentos atuais chamados em meio aberto, como nas creches, ou instituições sociais voltadas para a assistência social. É possível afirmar que a institucionalização da criança é um dos mecanismos de controle social e da pobreza, apoiados por concepções constituídas na modernidade e criadas exclusivamente para a criança pobre, além da existência de controles velados destas instituições privadas, os quais afetam a participação política da comunidade local e de crianças em instâncias de decisão sobre temáticas infanto-juvenis.

Palavras-chave: Institucionalização da Criança. Infância. Entidades não governamentais de Cianorte/PR. Poder(es). Educação social.

Downloads 397  397  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEM  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Identidade do pedagogo dos anos iniciais do ensino fundamental na Escola Pública Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
TULIO, Juliana Maria Capeline Furman

A presente pesquisa teve como tema a identidade do pedagogo escolar. Este estudo procurou responder a seguinte questão: Qual é a identidade do pedagogo atuante na escola pública nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental? Objetivou-se analisar, compreender e caracterizar a identidade do pedagogo escolar atuante na escola pública. Constituíram-se objetivos específicos desta investigação: a) Realizar levantamento e análise bibliográfica sobre a Pedagogia no Brasil e suas implicações para a contribuição da identidade do Pedagogo; b) Caracterizar o papel do Pedagogo na escola dos anos iniciais do Ensino Fundamental; c) Contribuir com subsídios teóricos e metodológicos para a definição da identidade do Pedagogo na escola dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. As reflexões basearam-
se nos estudos de: Brzezinski (1996), Sá (1997; 2000; 2012; 2013), Silva (1999), Libâneo (2008), Libâneo e Pimenta (1999), Scheibe (2007), Morin (2000; 2002; 2003; 2005; 2012), Franco; Pimenta; Libâneo (2007), Forquin (1993), Saviani (2000; 2008; 2009) e Franco (2008a/b). A pesquisa utilizou-se de uma abordagem qualitativa (Oliveira, 2012; Ludke e André, 1986; André, 2001; 2013) tendo como procedimentos metodológicos a aplicação de questionário, na fase exploratória, via e-mail, através do Programa Google Drive, e na etapa seguinte, a entrevista semiestruturada. As duas técnicas de coletas de dados foram realizadas junto aos pedagogos que atuam com os Anos Iniciais do Ensino Fundamental na Rede Municipal de Ensino de Curitiba (trinta pedagogos responderam os questionários e nove participaram da entrevista). A investigação teve início no ano de 2013 com o estudo exploratório e transcorreu até o ano de 2015, com a realização das entrevistas e análise e interpretação dos dados. Para caracterizar a identidade do pedagogo partiu-se das três dimensões: epistemológica, política e profissional que constituem a identidade do educador, conforme os princípios da Associação Nacional pela Formação dos Profissionais da Educação (ANFOPE, 1992). A análise dos dados revelou uma nova dimensão: a relacional. Os resultados apontaram que a identidade do pedagogo (escolar) que atua no Ensino Fundamental das escolas da Rede Municipal de Educação de Curitiba apresentam as dimensões (epistemológica, profissional, política e relacional).

Palavras-chave: Identidade do Pedagogo. Pedagogo Escolar. Escola Pública.

Downloads 306  306  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Inovação na Educação Pública: a Adoção de Tecnologias da Informação e Comunicação pelos Docentes nas Versão: PDF
Atualização:  3/1/2019
Descrição:
SILVA, Alinne Marcondes Pavelski da

A inovação apresenta vantagens competitivas para as organizações, e na esfera pública as políticas inovadoras garantem uma participação democrática da sociedade e a melhoria dos serviços prestados aos cidadãos. Em um contexto educacional, a inovação traz novas práticas pedagógicas e como consequência a melhoria no ensino. Uma das principais práticas inovadoras neste campo é a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação pelos docentes nas práticas de ensino. Nesse cenário, esta pesquisa teve como objetivo analisar os principais fatores que determinam a adoção de recursos tecnológicos em suas práticas de ensino, nas escolas estaduais do município de Guarapuava. Para isso, foi realizada uma pesquisa classificada como descritiva, quanto aos procedimentos levantamento (survey) e de abordagem quantitativa. A coleta de dados foi transversal, coletados entre outubro e novembro de 2016, com o uso de questionário semiestruturado, aplicados a 319 professores atuantes nas escolas estaduais do município de Guarapuava. A análise dos dados foi por meio de estatística descritiva e análise fatorial exploratória. Como resultado, foi encontrado um alto índice de utilização das tecnologias com os alunos, além de recursos disponíveis nos Portais Dia a Dia Educação e do Professor. Como sugestões de melhorias apontadas pelos docentes para uma efetiva utilização das tecnologias em sala de aula estão a disponibilização de mais equipamentos, a atualização dos equipamentos já disponibilizados e a oferta de cursos e treinamentos voltados para a utilização. Os fatores que determinam a adoção de recursos tecnológicos nas práticas docentes são a vantagem relativa de sua adoção, a compatibilidade com o trabalho já desenvolvido, a percepção de facilidade e domínio no uso da tecnologia, a visibilidade que sua adoção traz, a imagem, e a demonstração de resultado. Os fatores que mais relacionaram com a adoção de tecnologias são a vantagem relativa e a facilidade e domínio no uso da tecnologia, demonstrando, assim, a necessidade de constantes treinamentos e ofertas de cursos para os professores, para a garantia de uma efetiva utilização das tecnologias de informação e comunicação com os alunos, melhoria esta, também apontada pelos docentes pesquisados. A identificação da utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação pelos docentes contribui para as discussões das práticas pedagógicas e eficiência do ensino público, necessárias em um contexto de mudanças tecnológicas constantes na sociedade.

Palavras chave: Inovação. Educação. Tecnologias de Informação e Comunicação.

Downloads 21  21  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicentro  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 5 (6) 7 8 9 10 »