Educadores

Ínicio : Pedagogia : Dissertações : Produções de Profissionais da Seed: Dissertações : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Notas (Do melhor para o pior avaliado)

Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Avaliação do Ensino e Aprendizagem Escolar: Relações entre as Políticas Públicas de Avaliação e a Pr Popular Versão: PDF
Atualização:  4/1/2019
Descrição:
FANTINEL, Cristiane A.

A avaliação, atividade contínua de análise sobre os resultados alcançados em contradição com os objetivos determinados, gera movimento no processo de ensino e aprendizagem na relação com os métodos e conteúdos. Elemento da ação educativa, ganhou ênfase nas políticas públicas educacionais com o advento do neoliberalismo. Tema amplo e multifacetado, está presente no cotidiano da escola, permeado por questionamentos constantes sobre sua função e sua prática, em um contexto social meritocrático e excludente. Diante de tal contexto, buscamos investigar como se constituem as práticas avaliativas dos docentes do ensino fundamental, anos finais, frente às orientações para a avaliação do ensino e aprendizagem escolar emanadas das políticas públicas de avaliação para a educação básica. A investigação delineou-se por um estudo de caso, com análise documental e entrevista semiestruturada. A análise considerou a realidade socioeconômica e política à qual os dados estão relacionados. Com o objetivo de compreender as relações entre as políticas públicas de avaliação e a prática avaliativa do ensino e aprendizagem escolar, nos anos finais do ensino fundamental em um colégio estadual no município de Pato Branco/PR, historicizamos a avaliação e denotamos a relação intrínseca entre o modo de produção de cada período histórico e o modelo educacional vigente, o que condiciona o formato avaliativo de acordo com a concepção de homem, sociedade e trabalho hegemônicas, com maior destaque para o final do século XX, e a incidência das perspectivas neoliberais, condição que se desdobra pelo século XXI e que influencia a educação até a atualidade; analisamos as políticas públicas que orientam a avaliação da aprendizagem escolar na educação básica do estado do Paraná com o estudo dos documentos oficiais e orientações advindos dos órgãos gestores da educação, em que se evidenciou o direcionamento neoliberal da educação, promovendo a perspectiva do mérito, fomentando a competição, a classificação e a exclusão social, em que se valorizam competências e habilidades em detrimento do conhecimento científico historicamente construído, uma política de avaliação na qual a atenção está voltada à elevação de indicadores, ao controle da escola através de índices, formação para o mercado de trabalho e manutenção da perspectiva da educação como um bem a ser adquirido e consumido de acordo com as capacidades e talentos; e analisamos a constituição da prática avaliativa do ensino e aprendizagem no contexto escolar. Concluímos que as políticas públicas são incisivas na organização escolar e prática pedagógica, com influência na construção dos documentos oficiais da escola e direcionamento na organização avaliativa através das legislações, instruções, orientações, formações continuadas e programas. Evidenciamos a prática neotecnicista no cotidiano escolar, bem como a percepção do neoconstrutivismo como uma possibilidade salutar para superação de tal prática. Destacamos, também, na prática avaliativa, o produtivismo, a quantificação do conhecimento e o processo de culpabilização assumidos pela comunidade escolar. São evidenciadas políticas públicas de avaliação que influenciam a prática pedagógica, a partir de uma perspectiva reducionista e controladora da educação, em detrimento de uma educação com qualidade social.

Palavras-chave: Políticas públicas de avaliação. Avaliação do ensino e aprendizagem escolar. Prática pedagógica.

Downloads 446  446  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Um Estudo do Programa PDE/PR: Anotações sobre os Avanços, Limites, e Poss Popular Versão: PDF
Atualização:  4/1/2019
Descrição:
CASTRO, Carmen Lucia Porto de

O poema "Nosso Tempo", de Carlos Drummond de Andrade, proporciona um repensar, sobre o tempo sociohistórico, em que se vive. Um repensar que reflete sobre a efemeridade da vida de homens/mulheres na terra. Do mesmo modo, que se evidenciam as vicissitudes, os momentos, os avanços, limites e, as possibilidades, os sujeitos humanos, percebem-se impulsionados a agir. E a agir, por um agir que os mova e, os provoque à ação, uma ação que realize inferências e, que é capaz de qualificar socialmente o caminhar pessoal e profissional de todos. E, a partir da releitura do poema, percebe-se o esforço do poeta, em demonstrar que, os momentos sociohistóricos se reproduzem, revelando à fragmentação/recomposição, à resignação/protestação e à alienação/politização no qual o sujeito histórico se encontra. A vida aguarda-lhe e exige-lhe uma tomada de consciência/posição, de decisão/posição política. Nesse viés, compreende-se a importância do estudo da temática, Programa de Desenvolvimento da Educação, o PDE/PR, a partir da determinação em se conhecer à visão/percepção que os Coordenadores/Coordenações PDE/NRE/PR, têm do processo de formação continuada em serviço dos professores da educação básica paranaense. Portanto, o programa foi o objeto de investigação e os Coordenadores/Coordenações PDE/NRE/PR, os representantes do PDE/PR, nos Núcleos Regionais de Educação. Portanto, conhecer a trilha formativa do Programa de Desenvolvimento da Educação Paranaense, o PDE/PR, expressa no desenho do Plano Integrado de Formação Continuada, o PIFC, potencializou a produção de um novo conhecimento sobre o PDE/PR, a partir de uma importante representação do ato formativo, a sua matriz formativa: política, pedagógica, avaliativa, sociohistórica, dentre outras. Em síntese, a ação propositiva desse trabalho dissertativo foi a de analisar/compreender a política pública, o PDE/PR, direcionada especificamente, para os professores atuantes na educação básica da rede estadual paranaense, no marco 2003 a 2015, mais especificamente, na trajetória formativa das Turmas PDE/PR 2007 a 2015.

Palavras-chave: PDE/PR. Histórico.

Downloads 316  316  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UNOCHAPECÓ  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Inovação na Educação Pública: a Adoção de Tecnologias da Informação e Comunicação pelos Docentes nas Popular Versão: PDF
Atualização:  3/1/2019
Descrição:
SILVA, Alinne Marcondes Pavelski da

A inovação apresenta vantagens competitivas para as organizações, e na esfera pública as políticas inovadoras garantem uma participação democrática da sociedade e a melhoria dos serviços prestados aos cidadãos. Em um contexto educacional, a inovação traz novas práticas pedagógicas e como consequência a melhoria no ensino. Uma das principais práticas inovadoras neste campo é a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação pelos docentes nas práticas de ensino. Nesse cenário, esta pesquisa teve como objetivo analisar os principais fatores que determinam a adoção de recursos tecnológicos em suas práticas de ensino, nas escolas estaduais do município de Guarapuava. Para isso, foi realizada uma pesquisa classificada como descritiva, quanto aos procedimentos levantamento (survey) e de abordagem quantitativa. A coleta de dados foi transversal, coletados entre outubro e novembro de 2016, com o uso de questionário semiestruturado, aplicados a 319 professores atuantes nas escolas estaduais do município de Guarapuava. A análise dos dados foi por meio de estatística descritiva e análise fatorial exploratória. Como resultado, foi encontrado um alto índice de utilização das tecnologias com os alunos, além de recursos disponíveis nos Portais Dia a Dia Educação e do Professor. Como sugestões de melhorias apontadas pelos docentes para uma efetiva utilização das tecnologias em sala de aula estão a disponibilização de mais equipamentos, a atualização dos equipamentos já disponibilizados e a oferta de cursos e treinamentos voltados para a utilização. Os fatores que determinam a adoção de recursos tecnológicos nas práticas docentes são a vantagem relativa de sua adoção, a compatibilidade com o trabalho já desenvolvido, a percepção de facilidade e domínio no uso da tecnologia, a visibilidade que sua adoção traz, a imagem, e a demonstração de resultado. Os fatores que mais relacionaram com a adoção de tecnologias são a vantagem relativa e a facilidade e domínio no uso da tecnologia, demonstrando, assim, a necessidade de constantes treinamentos e ofertas de cursos para os professores, para a garantia de uma efetiva utilização das tecnologias de informação e comunicação com os alunos, melhoria esta, também apontada pelos docentes pesquisados. A identificação da utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação pelos docentes contribui para as discussões das práticas pedagógicas e eficiência do ensino público, necessárias em um contexto de mudanças tecnológicas constantes na sociedade.

Palavras chave: Inovação. Educação. Tecnologias de Informação e Comunicação.

Downloads 290  290  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicentro  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Formação de Professores e Novas Tecnologias: Uma Mediação Possível? Popular Versão: PDF
Atualização:  3/1/2019
Descrição:
BRUSTOLIM, Adriana de Oliveira Correia

Este trabalho propôs-se a analisar de que forma o professor em sua prática e sala de aula pode mediar as novas tecnologias na formação docente em nível médio, para a construção do conhecimento sócio-histórico e científico-tecnológico em sala de aula. Para evidenciar tal questionamento, o objetivo geral foi analisar as possibilidades de mediação entre a formação de docentes e as novas tecnologias, tendo como categorias de análise que compunham esta pesquisa, a mediação, a práxis, o conhecimento e resistência. O problema da formação docente no Brasil está enraizado historicamente com o descompasso de políticas formativas, as quais nunca atenderam satisfatoriamente nos discursos, tampouco na prática. A formação docente hoje está pautada em atender as necessidades do mercado, apoiadas em políticas educacionais de uma lógica neoliberal. Este fato pode ser observado nos discursos aplicados aos currículos que segmentam a formação. Há um novo princípio educativo baseado nas novas tecnologias que trouxeram mudanças para o mundo do trabalho e consequentemente, para a educação. Desta forma, é imprescindível conceber uma pedagogia radical, entendida por Giroux (1992) como a base do novo princípio educativo, articular e apreender, enquanto professor intelectual estabelecer a mediação numa práxis que vise a transformação social e a emancipação em prol de uma luta de resistência contra a hegemonia. Com o intuito de analisar as considerações acima, foram elaborados como forma de investigação, a pesquisa de campo em educação, pesquisa bibliográfica e análise qualitativa dos dados. Diante disso, na pesquisa de campo foi elaborado um curso semipresencial, que foi realizado com professores da rede estadual de ensino, do Curso de Formação de Docentes de nível médio, das cidades de Guarapuava, cidade onde fica localizada a UNICENTRO, instituição na qual a pesquisadora faz o curso de scrictu sensu e Quedas do Iguaçu, cidade de residência da professora pesquisadora e um questionário aplicado na etapa presencial do Curso. Para efetivação do curso, foi elaborado um Projeto de Extensão. O Curso teve uma carga horária de 40 horas, com certificação através da Universidade Estadual do Centro-Oeste –UNICENTRO, com o apoio do Núcleo de Educação à Distância – NEAD, que viabilizou o curso na Plataforma Moodle da UNICENTRO. O curso teve como objetivo propiciar uma reflexão teórico-metodológica sobre as novas tecnologias. Desta forma, os instrumentos de análise que subsidiaram este trabalho foram: questionário, Curso - etapa presencial, Curso – atendimentos e Curso – fóruns e atividades que evidenciaram algumas questões debatidas ao longo da pesquisa. Através destes instrumentos foi possível verificar que há a possibilidade de mediação entre a formação de docentes e as novas tecnologias, no entanto, deve estar claro o conhecimento do novo princípio educativo: ciência, tecnologia e trabalho, a práxis como princípio curricular para que assim, professores intelectualizados possam lutar de forma a criar uma resistência contra a exploração e dominação do capital.

PALAVRAS-CHAVE: Formação docente. Mediação. Novas tecnologias. Práxis. Giroux.

Downloads 802  802  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicentro  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A Gestão do Currículo Escolar para a Educação em Tempo Integral Popular Versão: PDF
Atualização:  23/4/2018
Descrição:
PROVIN, Willie Anne Martins da Silva

Com o objetivo de refletir sobre as condições existentes para a gestão do currículo da escola pública em tempo integral, assim como seus impasses e desafios, este estudo analisa a estreita articulação das concepções dos termos gestão escolar, currículo escolar e educação integral com a implantação de uma educação em tempo integral nas escolas públicas estaduais do Estado do Paraná. A partir da análise das experiências já realizadas no país, assim como da análise das concepções de gestão escolar, currículo escolar e educação em tempo integral presentes nos documentos oficiais norteadores das políticas educacionais brasileiras, foi possível compreender e apresentar os motivos pelos quais as propostas já realizadas para a educação em tempo integral no Brasil ainda apresentam fragilidades e equívocos e relação à sua finalidade e modalidades de oferta. Diante das reformas educacionais realizadas pelo Estado, que levaram à educação pública algumas práticas de gestão empresarial em detrimento dos princípios democráticos como autonomia e participação efetiva da comunidade, torna-se necessária a mudança para uma abordagem inovadora que forneça os elementos necessários à emancipação da educanda e do educando. Com o auxílio dos estudos de autores como SANTOMÉ (2015), APPLE (1999), SILVA (2015), PARO (1988; 2015), LIBÂNEO (2012; 2015), DEMO (2009), FREIRE (2015; 2016), GENTILI (2013; 2015), EVANGELISTA e TRICHES (2012) e EVANGELISTA e SHIROMA (2004; 2006), foi possível compreender as reais intenções que cercam as políticas públicas para uma educação em tempo integral no Estado. Para o desenvolvimento desta pesquisa, além da análise bibliográfica e documental, adotou-se uma abordagem qualitativa subsidiada com os dados obtidos mediante aplicação de questionário aos diretores e diretoras de 12 unidades escolares do município de Curitiba, da região central. Com o intuito de conhecer as reais condições de trabalho para compreender o papel destes na gestão do currículo da educação em tempo integral nas escolas estaduais de Curitiba, foi utilizado como referência o estudo de Judith Bell (2008) e sua metodologia para análise de conteúdo. A partir desta análise, é possível concluir que não existe nos documentos oficiais analisados uma possibilidade concreta de superação dos problemas existentes na educação pública brasileira, que não seja apenas da ordem econômica. Diante desta constatação, será necessário ocorrer uma mudança do enfoque dado nestes documentos oficiais para uma abordagem transformadora que, principalmente, forneça os elementos necessários à emancipação e à formação do ser humano, assim como propiciar as condições para a implantação de uma educação em tempo integral.

Palavras-chave: Gestão escolar. Currículo escolar. Educação integral. Educação em tempo integral.

Downloads 842  842  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PUCPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A violência na educação: o que expressam professores das escolas públicas da rede estadual no municí Popular Versão: PDF
Atualização:  20/4/2018
Descrição:
CARVALHO, Mirian Alves

A presente dissertação expõe os resultados de pesquisa desenvolvida de 2015 a 2016, com os objetivos de realizar estudos teóricos que permitam compreender a violência relacionada à educação apoiados na Psicologia Histórico-Cultural (PHC) e conhecer o que expressam professores das escolas públicas da rede estadual no município de Cascavel/PR que passaram por situações de violência no dia 29 de abril de 2015. Justifica-se a realização da presente pesquisa, pois, ao se buscar por uma escola básica de qualidade, ainda são necessários estudos a respeito do que a faz perder seus propósitos, sendo que um dos fatores é a violência contra ou envolvendo o professor. Consideramos que a Psicologia, enquanto ciência e profissão, pode contribuir para o enfrentamento de algo tão sério, e que a sociedade precisa ter mais elementos que permitam maior compreensão do que ocorreu com os professores e funcionários da educação do Estado do Paraná. A pesquisa desenvolveu-se com estratégias de investigação teórica e de campo. A respeito da primeira, apresentamos diferentes estudos do tema violência, que abordam causas, conceitos, manifestações e ações de enfrentamento às diferentes formas de violência, como, por exemplo, os realizados por Guimarães (1984), Martin-Baró (1997), Spósito (1998), Chauí (1999), Abramovay (2002), Silva (2006), Vázquez (1977/2007), Barroco e Costa (2014), entre outros. Também discutimos sobre a Psicologia Histórico-Cultural em relação à concepção de desenvolvimento humano, com base em autores clássicos, tais como Vigotski (1993, 1994, 1996), Leontiev (1978a, 1978b) e Luria (1986, 1991). Sobre a investigação de campo, o desenvolvimento realizou-se por meio de entrevistas semiestruturadas com quatorze professores que estiveram em Curitiba no dia 29/04/2015, abordando-se quais foram os reflexos da violência sofrida para suas vidas e atuações profissionais. Importava-nos saber quem eram esses professores, como eles percebiam a violência na escola, o que relatariam sobre a estadia em Curitiba no citado dia, como se sentiram ao retornar ao trabalho após o episódio de violência, quais seriam as suas perspectivas em relação à educação e à vida pessoal. Os resultados da investigação bibliográfica apontam para os fatores multicausais da violência na escola, mas com ênfase na intrínseca relação com a reprodução da vida sob o capitalismo. Pela PHC se reafirma a impossibilidade de constituição das personalidades à parte das relações sociais sob tal reprodução. A investigação de campo aponta que a violência do dia 29/04/2015 promoveu grande sofrimento psicológico e físicoaos participantes, impactando negativamente suas personalidades; suas vidas pessoal e profissional. Conclui-se que o ocorrido corrobora com o processo de desvalorização dos professores e da escola pública, dentro de uma lógica neoliberal, e que os entrevistados demonstraram muita indignação pelos fatores conjunturais e políticos que culminam com tamanha violência. Porém, mesmo tendo passado pelas situações relatadas expressaram o desejo de continuar na profissão de professor, lutando contra as violências do Estado para com os trabalhadores da educação.

Palavras-chave: Violência. Educação. Professores. Psicologia histórico-cultural. Psicologia escolar.

Downloads 3331  3331  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEM  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Ensinando o Futuro - Visões da Ficção Científica sobre o Ato de Lecionar Popular Versão: PDF
Atualização:  19/4/2018
Descrição:
FRANCO, Jefferson Luiz

Esta pesquisa apresenta uma abordagem teórico-analítica da questão da representação da docência em textos de ficção científica de três autores norte-americanos do século XX: Isaac Asimov, autor do conto Como se se divertiam, de1951; Lloyd Biggle Jr, que escreveu Maneira doida de lecionar em 1966 e Connie Willis, cuja narrativa analisada tem o título Muito barulho por nada e data de 1990.
[...]

Palavras-chave: Literatura norte-americana. Ficção científica. Representação ficcional do docente. Isaac Asimov. Lloyd Biggle Jr. Connie Willis.

Downloads 283  283  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UTFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A Concepção de Educação Profissional e Tecnológica dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Popular Versão: PDF
Atualização:  19/4/2018
Descrição:
MORITZ, Jaqueline

As políticas voltadas para a Educação Profissional e Tecnológica assumem, no governo Lula e seguem no governo Dilma, um novo norte, fundamentado na expansão e no reordenamento. As medidas propostas se constituíram como estratégias com foco de superar os anos de decadência que o governo anterior instituiu nessa modalidade de ensino. Entre as políticas, destaca-se a Lei nº 11.892/2008 que estabelece a criação dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFs). Desde sua constituição legal no ano de 2008 até o ano de 2016, o crescimento quantitativo dos IFs foi expressivo. De acordo com os dados disponíveis no site do MEC, em 2009, eram 350 campi e, em 2016, a Rede Federal já contava com 618 unidades, distribuídas por todas as Unidades Federativas. Os IFs são instituições que ofertam educação superior, básica e profissional, destinadas a ofertar educação profissional e tecnológica nas diferentes modalidades de ensino. Mediante à expansão dessas instituições pelo país, a presente pesquisa tem como objetivo analisar a concepção de Educação Profissional e Tecnológica que orienta a atuação dos IFs no Brasil nos governos Lula e Dilma. A investigação será pautada na análise de documentos oficiais relacionados à oferta da educação profissional e tecnológica no Brasil e de referenciais teóricos que abordam as categorias: Estado, Políticas Sociais e Educação Profissional e Tecnológica. O estudo faz-se a partir de abordagem teórica que leva em consideração o contexto histórico, as transformações sociais e as relações entre os sujeitos.

Palavras-chave: Política educacional. Educação profissional e tecnológica. Institutos federais de educação, ciência e tecnologia.

Downloads 1040  1040  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A criança e as linguagens no primeiro ano do Ensino Fundamental de 9 anos: um estudo de teses e Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
CASAGRANDE, Roseli Correia de Barros

O tema desta pesquisa refere-se ao modo e o lugar atribuído às diversas formas de linguagem manifestadas pela criança no primeiro ano do Ensino Fundamental como instrumento de apropriação da cultura. Para apreender tal objeto foram analisadas as concepções de infância, criança e linguagem nos anos iniciais e suas implicações nas práticas pedagógicas, tendo como pano de fundo o ingresso da criança de cinco e seis anos de idade no primeiro ano do EF de 9 anos. Esta investigação teve como objetivos mapear as teses e dissertações publicadas entre os anos de 2006 - 2011, que discutem as linguagens no primeiro ano do EF de 9 anos; conhecer o sentido e o significado atribuídos às linguagens nas teses e dissertações, bem como nos documentos orientadores para implantação dessa etapa de ensino; analisar de que modo essas pesquisas e documentos oficiais compreendem e articulam os conceitos como os de infância, criança e linguagens no primeiro ano. Os aportes teóricos de Bakthin e os pressupostos teóricos deVigotski, entre outros, cujas contribuições ajudam a compreender a concepção de linguagem e tecermos relações entre a concepção de criança e infância advinda da Sociologia da Infância e da Teoria Histórico-Cultural. Este trabalho teve como método de investigação a metodologia da pesquisa qualitativa na abordagem bibliográfica e documental, utilizando-se como procedimentos metodológicos a análise documental e de conteúdos. Para análise dos dados, foram utilizadas a análise documental (materiais orientadores sobre a implantação do EF de 9 anos no Brasil) e a análise de conteúdos (das três (3) teses e sete (7) dissertações do corpus de análise) por meio dos pressupostos teórico-metodológicos de Bardin (2011). O tratamento dos resultados obtidos na análise dos trabalhos foi constituído por categorias de análise, as quais foram interpretadas à luz da fundamentação teórica construída. Três categorias com subcategorias foram constituídas da seguinte forma: (1) estudos sobre o conceito de infância: infância como categoria social e categoria da história humana; infância na escola de anos iniciais; infância e prática pedagógica no primeiro ano.(2) estudos sobre o conceito de criança: criança sujeito histórico, social e cultural; criança na escola dos anos iniciais; criança e prática pedagógica no primeiro ano. (3) estudos sobre o conceito de linguagens: a) o sentido e o significado atribuídos às linguagens manifestadas pela criança; b) as linguagens nas pesquisas; c) as linguagens no primeiro ano do EF. Como resultado da pesquisa cabe destacar que as análises realizadas tornaram possível a apreensão dos estudos sobre a infância na Escola de Anos Iniciais; a compreensão das especificidades e singularidades da criança de cinco e seis anos de idade na organização do trabalho pedagógico para o primeiro ano do EF, sobretudo a importância de a criança se expressar por meio das 10 linguagens que constituem a cultura infantil. Por fim, emergiu a compreensão das linguagens manifestadas pela criança como atos sociais e simbólicos, expressos pela linguagem verbal e não verbal que se constituem em ferramentas culturais mediadoras por meio das quais a criança do primeiro ano (e os seres humanos em geral) vai se apropriando do conhecimento, ao mesmo tempo em que vai se humanizando. Nesse sentido, o nosso estudo evidenciaa importância de ampliar e aprofundar as reflexões sobre as concepções de criança, infância e linguagem no processo de formação continuada dos professores que atuam no primeiro ano do EF; e de novas pesquisas que se debrucem sobre o desenvolvimento das linguagens na infância como possibilidade de promover o desenvolvimento do imaginário e da criatividade da criança, em outras palavras, do desenvolvimento cultural da criança nos Anos Iniciais.

Palavras-chave: Linguagem. Linguagens. Infância. Criança. Primeiro ano do EF de 9.

Downloads 401  401  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFSC  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Construção social do conceito de adolescência e suas implicações no contexto escolar Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
MELO, Marcia Cristina Henares de

Este trabalho tem como objeto de estudo a construção social do conceito de adolescência e suas implicações no contexto escolar. Os objetivos gerais da pesquisa são identificar a forma como professores e alunos do ensino médio percebem a adolescência e analisar a influênciadessas percepções nas relações que se estabelecem entre esses sujeitos e suas implicações no contexto escolar. Utilizou-se como fundamentação teórica, principalmente, as contribuições de Muuss (1966) sobre as principais teorias da adolescência postuladas pela Psicologia do Desenvolvimento, como a Teoria da Psicologia Biogenética, de S. Stanley Hall, a Teoria Psicanalítica, de Sigmund Freud e a Teoria do Estabelecimento da Identidade do Ego, de Erik Erikson. Os conceitos de Habitus, Campo e Violência simbólica, de Pierre Bourdieu (1992), e os conceitos de Estigma, Identidade social e real, de Erving Goffman (2004), direcionam, nesta pesquisa, a compreensão acerca da forma como se engendram as relações objetivas e subjetivas entre indivíduo e sociedade. A pesquisa de campo foi realizada em uma escola de Ensino Médio da Rede Estadual de Ensino do Município de Ibaiti – PR, e utilizou os seguintes instrumentos de coleta de dados: a) a pesquisa documental, que recorreu aos registros da coordenação pedagógica sobre situações de conflitos envolvendo professores e alunos; e, b) a roda de conversa, uma adaptação da técnica do Grupo Focal, que contou com dois grupos distintos de participantes: um de professores e outro de alunos. Para análise e tratamento das informações, utilizou-se a técnica da Análise de Conteúdo (BARDIN, 1977). Os resultados alcançados indicam que: a) professores e alunos possuem uma imagem pré-concebida sobre a adolescência, fortemente ligada à ideia de curtição, adrenalina, prazer e irresponsabilidade; b) as percepções apresentam influência de discursos psicologizados, porém, apesar de não se apresentarem conectadas à ideia de crises, conflitos e turbulência, remetem à imagem do sujeito despreocupado, irresponsável e desinteressado do mundo adulto de maneira geral, o que permite inferir a presença de uma estigmatização do comportamento adolescente; c) o reconhecimento de uma identidade singular nas relações que se estabelecem no interior da escola é objeto de desejo tanto do aluno adolescente quanto do professor; d) apesar dos constantes conflitos que permeiam as relações entre adolescentes e adultos a presença de uma referência adulta é reivindicada pelos adolescentes participantes desta pesquisa; e) as dificuldades geradas pelos conflitos oriundos das percepções estigmatizadas sobre a condição adolescente promovem a demissão do ato educativo. Os resultados desta pesquisa apontam para uma necessária superação dos impactos provenientes da estigmatização da adolescência no cotidiano escolar. Direcionam também algumas provocações para o desvelamento das verdadeiras identidades dos sujeitos escolares e levantam reflexões acerca das possibilidades para que estes possam construir conjuntamente uma prática educativa interativa comprometida com as demandas dos indivíduos reais que compõem a escola.

Palavras-chave: Adolescência. Habitus. Estigma. Relações professor/aluno.

Downloads 744  744  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEPG  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 (5) 6 7 8 9 10 »