Educadores

Ínicio : Pedagogia : Dissertações : Produções de Profissionais da Seed: Dissertações : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Título (A a Z)

Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora! Professor da Educação Básica, Técnica e Tecnológica (EBTTs) no Processo de Ensino-Aprendizagem no Popular Versão: PDF
Atualização:  17/10/2017
Descrição:
DALLA COSTA, Melânia

A Educação Técnica e Tecnológica tem se configurado, hodiernamente, como uma modalidade de ensino fortemente marcada pelo interesse em atender à demanda do mercado de trabalho por mão de obra qualificada. Assim, os Institutos Federais de Educação Técnica e Tecnológica têm se destacado no cenário educacional como espaço de formação profissional tanto à nível médio quanto à nível superior. Entretanto, vale ressaltar que o docente que atua em tais instituições (professor EBTT) deve estar qualificado para atuar em diferentes níveis de ensino e em ementas variadas. Dessa maneira, realizou-se um estudo de caso no Instituto Federal do Paraná – Campus Palmas, no qual foram analisados 13(treze) diários de classe de docentes da instituição, de modo a avaliar se a capacitação profissional destes influencia as práticas pedagógicas em sala de aula, bem como nos índices de aprovação/reprovação das turmas. Notou-se, então, que metade dos professores possuíam quatro (4) ou mais ementas, entretanto, tal fato não mostrou-se diretamente relacionado com o aproveitamento dos professores. De igual maneira, 50% dos docentes apresentou índices de reprovação maiores de 25%, sendo a evasão escolar a principal causa de tal situação. Nesse contexto, evidencia-se que uma atuação docente de qualidade envolve diferentes processos que vão além da adequada formação pedagógica dos professores, como valorização profissional, vocação para a profissão e infraestrutura escolar. Dessa forma, é preciso que a formação pedagógica ocorra de acordo com a realidade das salas de aulas e haja um fortalecimento das políticas formativas e educacionais como um todo.

Palavras-chave: Formação de professor. Ensino-aprendizagem. Ensino profissional e tecnológico. Ensino básico.

Downloads 238  238  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A (re)construção de identidade de imigrantes na região de fronteira: um estudo a partir de uma escol Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
FERNANDES, Valéria de Oliveira

O estudo compreende e analisa a Escola Árabe Brasileira enquantoum espaço de valorização e (re)construção de identidade da comunidade árabe em Foz do Iguaçu. Segue os objetivos de: compreender os processos migratórios contemporâneos da comunidade árabe no Brasil no decorrer do século XIX e XX, perpassando pelo contexto escolar; identificar os espaços de (re)construção de identidades da comunidade árabe em Foz do Iguaçu; compreender como um estabelecimento escolar se constitui como espaço para formular, ordenar ou reordenar a identidade do grupo populacional árabe; e, por fim, analisar, a partir das fontes orais, a visão dos pais sobre a educação de seus filhos, bem como suas relações de ensino, cultura e religião nessa escola. O recorte espacial e temporal tem como foco a comunidade escolar árabe de Foz do Iguaçu a partir de meados dos anos de 1980. As análises pautam-se em estudos bibliográficos que versam sobre a diversidade populacional e as diversas facetas da comunidade árabe da região, bem como as que relacionam os processos migratórios e a educação. Além disso, se ancoram em fontes vinculadas à Escola Árabe Brasileira e permitem compreender que a escola propõe ações que possibilitam manter viva a cultura, reforçando particularidades valorizadas pela comunidade escolar, formada por árabes e descendentes, nas referências vinculadas ao povo árabe, à religião Islâmica e à nação libanesa. A prática metodológica se pauta em quatro perspectivas de geração de registros: bibliográfica, documental, fontes orais e observações de campo. No trabalho interdisciplinar foram abordados conceitos teóricos como pluralidade, intersubjetividade e identidade na fronteira (CUCHE, 1999; HALL, 2006; SILVA, 2008); a fronteira como lugar plural e de relações intersubjetivas (CERTEAU, 1994; KLAUCK, 2010; SHALLENBERGER, 2011); imigração, educação e grupos étnicos estabelecidos no Brasil (TRUZZI, 1997; KREUTZ, 1994, 1998, 2000, 2004; BARTH, 1998; CANCLINI, 2009). A estrutura compõe-se, no primeiro capítulo, da imigração e educação da comunidade árabe no Brasil entre os séculos XIX e XX, descritas de maneira geral. Os processos migratórios seguem desde as primeiras imigrações de sírios e libaneses no Brasil até as imigrações na região sul do Brasil, destacando-se a cidade de Foz do Iguaçu como palco principal deste cenário. No segundo capítulo, da contextualização dos espaços de (re)construção de identidades: religião, língua, gastronomia e participação política, que procura ordenar o grupo através das referências culturais a partir de suportes de memória. No terceiro capítulo, da escola como um espaço de interação e (re)construção de identidades, apresenta as análises em contexto escolar a partir de fontes documentais e depoimentos orais. No último capítulo, discute-se o ensino de línguas e de religião e suas relações em âmbito familiar, bem como o papel da escola como espaço de sociabilidade e de reforço dos laços de pertencimento. As análises permitem compreender como a escola, através de sua prática educativa, procura valorizar e reforçar a cultura da comunidade árabe em Foz do Iguaçu. Essas práticas, por sua vez, encontram-se vinculadas às questões religiosas, familiares e sociais nas quais este grupo encontra-se inserido.

Palavras-chave: Árabes. Imigração. Foz do Iguaçu. Educação. Identidade.

Downloads 256  256  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A APP-Sindicato e a formação política das/os educadoras/es na abrangência do núcleo sindical de Fran Popular Versão: PDF
Atualização:  22/6/2016
Descrição:
COELHO, Denila.

A organização da classe trabalhadora ao longo da história teve papel fundamental na conquista de direitos e de melhores condições de trabalho. No intuito de conhecer melhor a história de luta e a organização das/os trabalhadoras/es em educação do Paraná, realizamos esta pesquisa, com o objetivo de conhecer e entender as influências e os impactos provocados pela Escola de Formação da APP-Sindicato na formação política e sindical das/os educadoras/es do Núcleo Sindical de Francisco Beltrão -NSFB, no período de 2007 à 2014. O método de pesquisa utilizado foi o materialismo histórico dialético e as fontes de investigação foram: bibliografias; documentos produzidos pela APP-Sindicato, sendo eles: matérias no site institucional, jornal 30 de Agosto, vídeos, cadernos de formação, projetos e relatórios de estudos, fichas de inscrição e listas de presença da formação, atas do NSFB, estatuto da entidade; dados retirados do site da Secretaria de Estado da Educação –SEED, legislação do Estado e do Brasil, além de questionários respondidos por cinquenta educadoras/es do NSFB. A formação política sindical se configurou em um importante instrumento de socialização de conhecimento, ampliação de consciência e organização das/os trabalhadoras/es em educação no Estado do Paraná. Apontamos os limites e possibilidades da formação oferecida pela Escola de Formação da APP-Sindicato e a partir dos resultados apresentamos uma proposta de formação para o NSFB. Concluímos que apesar das dificuldades enfrentadas pela escola, a experiência foi/é um importante trabalho que precisa ser intensificado para que atinja o maior número possível de educadoras/es. Entendemos que a formação das/os educadoras/es é estratégica, pois estes profissionais desempenham uma tarefa importante que é a escolarização, ou seja, atuam diretamente na educação de toda a sociedade. Enfatizamos que somente uma educação pensada pela classe trabalhadora será capaz de possibilitar condições para a realização da transformação social tão almejada pelas/os trabalhadoras/es.

Palavras-chave: Formação Política e Sindical. Organização das/os trabalhadoras/es em educação. APP-Sindicato.

Downloads 861  861  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UNIOESTE  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A carreira das educadoras da educação infantil no Município de Curitiba: integração com a educação Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
HECK, Beatriz Terezinha Muraski

No Município de Curitiba, a educação das crianças de 0 a 5 anos é realizada pelas educadoras e professoras nos Centros Municipais de educação Infantil (CMEI), já nas escolas, nas turmas de pré-escola, somente pelas professoras. Diante da determinação de integração das instituições de creches e pré-escolas aos sistemas de ensino pela LDB/96, uma questão se impõe: a carreira das educadoras da educação infantil no Município de Curitiba foi integrada à educação ou faz parte de um processo que consolida a marginalização? A presente pesquisa pretende examinar a conformação e o funcionamento da carreira das educadorasda Educação Infantil do Município de Curitiba, que não têm sua atuação regulamentada pelo Estatuto do Magistério, mas pelo Estatuto dos Servidores Municipais, analisando porque há duas carreiras para a atuação na educação das crianças de 0 a 5 anos, considerando a legislação vigente. Ambas as profissionais docentes pertencem à carreiras distintas: as primeiras pertencem à carreira de Educadoras e as segundas à carreira dos Profissionais do Magistério. A compreensão do objeto de estudo requereu um breve resgate histórico da consolidação das políticas para a Educação Infantil, da qual decorrem os dilemas e ambiguidades vivenciados por suas profissionais. A análise documental pautou-se em alguns dos principais documentos nacionais e do Município de Curitiba que regulamentam a condição docente na EI: Leis, Pareceres, Resoluções, Decretos, Portarias. A análise dos dados possibilitou a percepção de que a carreira de educadora é resultado da hierarquização das funções do cuidar e educar, uma construção advinda do delineamento de projetos educacionais historicamente distintos quanto aos seus objetivos para as creches e pré-escolas. Deste modo, as educadoras seguem com uma carreira que carrega os estigmas da segregação de um modelo de atendimento anterior a Constituição Federa de 1988 e a LDB/96, voltado às crianças pobres de 0 a 3 anos. A análise aponta para a necessidade de superar desigualdades quanto à jornada, remuneração, formação, restrições aos locais de atuação, aposentadoria especial, entre outros aspectos.

Palavras-chave: Carreira. Educadoras. Educação Infantil.

Downloads 232  232  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A concepção de aprendizagem, o encaminhamento metodológico e a prática pedagógica na escola de tempo Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
SCHELLIN, Maria do Carmo Souza Neto

Este trabalho analisa a educação em tempo integral desenvolvida na Rede Municipal de Ensino de Curitiba. O objetivo específico da pesquisa é levantar a concepção de Educação Integral e de aprendizagem dos profissionais que atuam nas escolas com esta oferta de ensino, bem como confrontá-la com o encaminhamento metodológico e a prática pedagógica desses profissionais. A base teórica emprega referenciais relativos à Educação Integral e à aprendizagem. Para a aprendizagem, buscaram-se subsídios na concepção piagetiana. A pesquisa de campo foi qualitativa de natureza exploratória. Os instrumentos de pesquisa utilizados com o objetivo de conhecer as concepções e verificar a convergência ou divergência entre o discurso e a prática pedagógica dos professores foram: entrevistas, análise dos planos de aula e observação das aulas. A aplicação dos instrumentos revelou desconhecimento e conflitos na visão de Educação Integral dos profissionais, pois, ao mesmo tempo que a viam como aquela que trabalha o todo do ser humano, consideravam também que ela ocorria somente no tempo ampliado. A concepção de Aprendizagem predominante entre os profissionais pesquisados foi a Empirista, presente no encaminhamento metodológico e na prática pedagógica reforçada pela visão de que uma metodologia diferenciada, com atividades prazerosas e instigadoras da reflexão deveria ser desenvolvida, preferencialmente, no contraturno. Assim, a pesquisa indica a necessidade de cursos de formação inicial e continuada que contemplem a temática Educação Integral, com a retomada da concepção de aprendizagem a partir da reflexão sobre a prática que já ocorre, para favorecer a compreensão de possíveis e necessários caminhos que qualifiquem a aprendizagem numa educação que se pretende Integral.

Palavras-chave: Educação integral. Aprendizagem. Encaminhamento metodológico. Prática pedagógica.

Downloads 194  194  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A Concepção de Educação Profissional e Tecnológica dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Popular Versão: PDF
Atualização:  19/4/2018
Descrição:
MORITZ, Jaqueline

As políticas voltadas para a Educação Profissional e Tecnológica assumem, no governo Lula e seguem no governo Dilma, um novo norte, fundamentado na expansão e no reordenamento. As medidas propostas se constituíram como estratégias com foco de superar os anos de decadência que o governo anterior instituiu nessa modalidade de ensino. Entre as políticas, destaca-se a Lei nº 11.892/2008 que estabelece a criação dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFs). Desde sua constituição legal no ano de 2008 até o ano de 2016, o crescimento quantitativo dos IFs foi expressivo. De acordo com os dados disponíveis no site do MEC, em 2009, eram 350 campi e, em 2016, a Rede Federal já contava com 618 unidades, distribuídas por todas as Unidades Federativas. Os IFs são instituições que ofertam educação superior, básica e profissional, destinadas a ofertar educação profissional e tecnológica nas diferentes modalidades de ensino. Mediante à expansão dessas instituições pelo país, a presente pesquisa tem como objetivo analisar a concepção de Educação Profissional e Tecnológica que orienta a atuação dos IFs no Brasil nos governos Lula e Dilma. A investigação será pautada na análise de documentos oficiais relacionados à oferta da educação profissional e tecnológica no Brasil e de referenciais teóricos que abordam as categorias: Estado, Políticas Sociais e Educação Profissional e Tecnológica. O estudo faz-se a partir de abordagem teórica que leva em consideração o contexto histórico, as transformações sociais e as relações entre os sujeitos.

Palavras-chave: Política educacional. Educação profissional e tecnológica. Institutos federais de educação, ciência e tecnologia.

Downloads 137  137  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A constituição da escola pública no município de Guaraniaçu: percursos históricos Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
ZANIN, Tatiane

A dissertação A constituição da escola pública no município de Guaraniaçu: percursos históricos, tem como objeto o estudo da escola pública primária no município de Guaraniaçu, de 1950 a 2010. Para a investigação, estabelecemos como objetivos: compreender o processo de constituição da escola pública primária no município de Guaraniaçu e evidenciar os elementos históricos que contribuíram para a organização da educação institucionalizada. Nesse sentido, o problema de pesquisa foi o questionamento: como se constituíram as escolas públicas primárias no município de Guaraniaçu, no período compreendido entre 1950 e 2010? Para esclarecer o problema de investigação, propusemos as seguintes questões de pesquisa: Qual o contexto sócio-histórico de implantação das escolas públicas? Quais as primeiras instituições escolares criadas no município? Como foi o processo de criação, manutenção e cessação destas instituições no município? No desenvolvimento da investigação, analisamos o surgimento das primeiras instituições escolares até a constituição da escola pública propriamente dita, evidenciando os fatores que contribuíram para o processo de expansão e de cessação das escolas do território municipal. Nesse sentido, abordamos sobre a formação dos grupos escolares, com ênfase na história do Grupo Escolar José Francisco da Rocha Pombo, o primeiro fundado na sede do município. A pesquisa apoiou-se em fontes diferenciadas: estudo bibliográfico e pesquisa sobre documentos históricos, tais como: atas de reuniões de professores, atas de posse de professores, acervo fotográfico constante nas escolas públicas municipais, acervo pessoal de professores, entrevistas com professores e alunos, bem como legislação federal, estadual e municipal sobre a temática estudada. Para fundamentação teórico-metodológica, nos valemos das contribuições de Saviani (2004, 2005, 2006), Schaff (1991), Bencostta (2005, 2006), Wachowicz (1982, 1988), Nascimento (2006), Souza (2006, 2009), Vidal (2006), entre outros. Concluímos que o levantamento, catalogação, análise e interpretação das fontes primárias possibilitam a preservação da memória histórica local que, em diálogo com o contexto socio-histórico, permite aprofundar os conhecimentos sobre história da educação.

Palavras-chave: História da educação. Escola pública. Grupos escolares.

Downloads 595  595  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A Construção da Convivência Democrática no Ensino Fundamental Popular Versão: PDF
Atualização:  17/10/2017
Descrição:
MEDEIROS, Viviane Cristina

Esta dissertação apresenta uma investigação qualitativa e exploratória, do tipo etnográfico, sobre a construção da convivência democrática no contexto do Ensino Fundamental, em uma escola pública da rede municipal de Curitiba. O objetivo foi identificar as singularidades das práticas educativas que participam da construção da convivência democrática na escola. A pesquisa foi desenvolvida nas seguintes etapas: elaboração do referencial teórico, realização do trabalho de campo e análise. O referencial teórico foi elaborado a partir de autores como Apple e Beane (2001), Araújo (2002, 2004), Puig et al. (2000), Fierro Evans e Tapia (2013), Fierro Evans (2012, 2015), Fierro Evans, Carbajal Padilha e Martinez-Parente (2010), Fierro Evans e Fortoul Ollivier (2015), Mena e Rodríguez (2003), Mena (2008, 2011), Garcia (2014), Jares (2008), Córdoba; Del Rey e Ortega-Ruiz (2014), Carbajal Padilha (2013), entre outros. Para a coleta de dados em campo, foram aplicadas entrevistas semiestruturadas, tal como sugerem Bogdan e Biklen (1991). Ao todo, foram entrevistados quatorze participantes, entre eles: professores, alunos, funcionários, equipe gestora e pedagógica. O critério de seleção para a escolha dos participantes foi o envolvimento com as práticas educativas democráticas realizadas no cotidiano daquela escola. A seleção seguiu critérios de amostragem intencional por intensidade, encontradas em Patton (1990). Para a leitura interpretativa dos dados foi utilizado o método de Análise de Conteúdo, sob uma perspectiva proposta por Bardin (2011), com o qual elaboramos três categorias, que nos permitiram perceber algumas singularidades na construção da convivência daquela escola. São elas: legitimar as decisões; diálogo aberto e senso de coletividade. Dentre os resultados, podemos destacar que para os entrevistados, as singularidades presentes dentro das práticas educativas democráticas realizadas naquela escola englobam o envolvimento do coletivo nas ações da escola e que, para isso, é preciso compartilhar necessidades e também desejos que sustentem o modo como àquelas pessoas desejam viver juntas.

Palavras-chave: Educação. Educação democrática. Convivência. Ensino fundamental.

Downloads 205  205  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Tuiuti  Site http://
Avaliação: 10.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A criança e as linguagens no primeiro ano do Ensino Fundamental de 9 anos: um estudo de teses e Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
CASAGRANDE, Roseli Correia de Barros

O tema desta pesquisa refere-se ao modo e o lugar atribuído às diversas formas de linguagem manifestadas pela criança no primeiro ano do Ensino Fundamental como instrumento de apropriação da cultura. Para apreender tal objeto foram analisadas as concepções de infância, criança e linguagem nos anos iniciais e suas implicações nas práticas pedagógicas, tendo como pano de fundo o ingresso da criança de cinco e seis anos de idade no primeiro ano do EF de 9 anos. Esta investigação teve como objetivos mapear as teses e dissertações publicadas entre os anos de 2006 - 2011, que discutem as linguagens no primeiro ano do EF de 9 anos; conhecer o sentido e o significado atribuídos às linguagens nas teses e dissertações, bem como nos documentos orientadores para implantação dessa etapa de ensino; analisar de que modo essas pesquisas e documentos oficiais compreendem e articulam os conceitos como os de infância, criança e linguagens no primeiro ano. Os aportes teóricos de Bakthin e os pressupostos teóricos deVigotski, entre outros, cujas contribuições ajudam a compreender a concepção de linguagem e tecermos relações entre a concepção de criança e infância advinda da Sociologia da Infância e da Teoria Histórico-Cultural. Este trabalho teve como método de investigação a metodologia da pesquisa qualitativa na abordagem bibliográfica e documental, utilizando-se como procedimentos metodológicos a análise documental e de conteúdos. Para análise dos dados, foram utilizadas a análise documental (materiais orientadores sobre a implantação do EF de 9 anos no Brasil) e a análise de conteúdos (das três (3) teses e sete (7) dissertações do corpus de análise) por meio dos pressupostos teórico-metodológicos de Bardin (2011). O tratamento dos resultados obtidos na análise dos trabalhos foi constituído por categorias de análise, as quais foram interpretadas à luz da fundamentação teórica construída. Três categorias com subcategorias foram constituídas da seguinte forma: (1) estudos sobre o conceito de infância: infância como categoria social e categoria da história humana; infância na escola de anos iniciais; infância e prática pedagógica no primeiro ano.(2) estudos sobre o conceito de criança: criança sujeito histórico, social e cultural; criança na escola dos anos iniciais; criança e prática pedagógica no primeiro ano. (3) estudos sobre o conceito de linguagens: a) o sentido e o significado atribuídos às linguagens manifestadas pela criança; b) as linguagens nas pesquisas; c) as linguagens no primeiro ano do EF. Como resultado da pesquisa cabe destacar que as análises realizadas tornaram possível a apreensão dos estudos sobre a infância na Escola de Anos Iniciais; a compreensão das especificidades e singularidades da criança de cinco e seis anos de idade na organização do trabalho pedagógico para o primeiro ano do EF, sobretudo a importância de a criança se expressar por meio das 10 linguagens que constituem a cultura infantil. Por fim, emergiu a compreensão das linguagens manifestadas pela criança como atos sociais e simbólicos, expressos pela linguagem verbal e não verbal que se constituem em ferramentas culturais mediadoras por meio das quais a criança do primeiro ano (e os seres humanos em geral) vai se apropriando do conhecimento, ao mesmo tempo em que vai se humanizando. Nesse sentido, o nosso estudo evidenciaa importância de ampliar e aprofundar as reflexões sobre as concepções de criança, infância e linguagem no processo de formação continuada dos professores que atuam no primeiro ano do EF; e de novas pesquisas que se debrucem sobre o desenvolvimento das linguagens na infância como possibilidade de promover o desenvolvimento do imaginário e da criatividade da criança, em outras palavras, do desenvolvimento cultural da criança nos Anos Iniciais.

Palavras-chave: Linguagem. Linguagens. Infância. Criança. Primeiro ano do EF de 9.

Downloads 154  154  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFSC  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A discussão sobre a docência universitária nas teses e dissertações produzidas nos programas stricto Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
BELADELLI, Ediana Maria Noatto

A Educação Superior tem sido foco de discussões significativas nos últimos anos em âmbito nacional e internacional, apontando temas emergentes, como a Docência Universitária. E é sobre essa temática, que decidimos investigar, partindo do pressuposto que a Docência Universitária corresponde a um campo de pesquisa profícuo pois “o terreno é acidentado, pleno de possibilidades, mas também de lacunas que impulsionam a necessidade de investigação” ( ÁVILA, 2013. p.19). Nesse sentido, o objetivo central da pesquisa consiste em apresentar um mapeamento das produções (teses e dissertações) e das discussões sobre docência universitária realizadas em todos os programas de pós –graduação stricto sensu ofertados nas universidades públicas do estado do Paraná e na PUC-PR, no período de 2000 a 2013. A finalidade do mapeamento centra-se em esboçar o “estado da arte” nesse campo de investigação e apontar por meio da analise dos resumos os temas evidentes e silenciados nas discussões sobre a Docência Universitária. Isso porque temos por problemática algumas questões, entre elas: quantas produções são defendidas no período de 2000 a 2013 nas universidades públicas do estado do Paraná e na PUC-PR que apresentam a temática Docência Universitária? Em que programas de pós-graduação stricto sensu esta temática se evidencia? Em que ano as produções se destacam? Que discussões são realizadas a respeito da Docência Universitária? Que temas estão em foco nas discussões e quais demandam novas investigações? Para alcançarmos o objetivo proposto assim como buscar respostas as nossas indagações, fundamentamos o estudo na metodologia denominada “estado da arte”, caracterizada como bibliográfica; qualitativa do tipo descritiva e analítica. Nossa hipótese se fundamenta na suposição que as discussões sobre Docência Universitária centram-se nos programas de pós-graduação stricto senso em Educação e que trazem em sua essência temas relacionados à ausência de políticas públicas de formação para o exercício da docência na Educação Superior silenciando temas como a formação ética do professor universitário. O levantamento das produções se realizou por meio de fontes eletrônicas via bibliotecas digitais, repositórios acadêmicos, banco de teses e dissertações da Capes e sites das universidades do estado do Paraná. Nas buscasutilizamos os seguintes descritores: educação superior, ensino superior, docência universitária e professor universitário. A partir da analise dos dados constatamos que as discussões sobre Docência Universitária, compõem um campo de produção significativo no período investigado, pois das 306 produções que trazem a temática Educação Superior, 106 delas são específicas sobre a Docência Universitária, correspondendo a 34%. Além disso, evidenciamos que as produções sobre Docência Universitária centram-se nos cursos de pós-graduação stricto sensu em Educação, com percentual de 78%. Pontuamos também que 14% das produções sobre Docência Universitária foram defendidas no ano de 2013, tendo um número significativo de produções em 2006 de 13%, ano que marca o aumento crescente das produções. Consideramos relevante apontar também que das 106 produções 58 foram defendidas na PUC-PR, representando 55%.Com relação ao tema mais evidente, a formação docente foi apontada em 96 das 106 produções (90%), destacando-se estudos sobre a prática pedagógica em 51 das 106 produções (48%). Diante dos dados expostos, esperamos fomentar a importância da investigação a fim de que novas pesquisas sejam realizadas sobre a temática em foco, demonstrando a necessidade de se pensar sobre a Docência Universitária a partir de seu universo, que é complexo e contextualizado.

Palavras-chave: Estado do Paraná. Universidades. Programas de pós-graduação stricto sensu. Teses e dissertações. Docência Universitária

Downloads 198  198  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UNIOESTE  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 (2) 3 4 5 6 7 8 9 10 »