Educadores

Ínicio : Geografia : Dissertações : Produções de Profissionais da Seed: Dissertações : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Data (novos listados primeiro)

Categoria: Geografia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!As Bases Teórico-metodológicas dos Currículos de Geografia para os Anos Finais do Ensino Fundamental Popular Versão: PDF
Atualização:  14/1/2019
Descrição:
BARBOSA, Valdivânia Pereira

A partir de meados da década de 1980, agentes da educação pública paranaense elaboraram e implementaram orientações curriculares para a rede de escolas do estado. Orientações curriculares partem não somente de órgãos oficiais, mas de outros segmentos da sociedade. O contexto histórico, os interesses de classes e as transformações no pensamento científico, filosófico e geográfico são determinantes na elaboração das proposições curriculares. A pesquisa, numa aproximação com o materialismo histórico e dialético, teve como objetivo avaliar os determinantes sócio-históricos e as bases teórico-metodológicas contidas nas propostas curriculares de Geografia para os Anos Finais do Ensino Fundamental, da rede estadual do Paraná, de 1990 a 2017. Procuramos identificar o contexto das transformações ocorridas na educação e na Geografia, bem como, a inserção dessa ciência nos currículos escolares. A investigação foi conduzida com base nos pressupostos teórico-metodológicos da pesquisa bibliográfica e documental e abrangeu o Currículo Básico para a Escola Pública do Paraná, os Parâmetros Curriculares Nacionais, as Diretrizes Curriculares Orientadoras da Educação Básica e o Plano de Estudos das Escolas Itinerantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra. Em cada proposta curricular, analisamos o objeto de estudo da Geografia e os conceitos que contribuem para explicá-lo, os objetivos de ensino, as metodologias de ensino, a concepção/função da avaliação da aprendizagem. Os quatro documentos apresentam coerência e contradições internas. As quatro propostas admitem que o objeto de estudo da Geografia é o espaço geográfico. Apenas o Currículo Básico não explicita os conceitos/categorias da Geografia. Partiu dos Parâmetros Curriculares Nacionais a proposta do emprego dos conceitos da Geografia na educação escolar. Essa proposta também apresentou, à época, nova abordagem para o ensino da cartografia. No Currículo Básico, nos Parâmetros Curriculares Nacionais e nas Diretrizes Curriculares Orientadoras da Educação Básica, os objetivos do ensino da Geografia são coerentes com os pressupostos teórico-metodológicos. O Plano de Estudos do MST, para além de objetivos de ensino, propõe a formação humana, omnilateral como princípio fundamental da educação. Os conteúdos selecionados são coerentes com os objetivos de cada proposta analisada de Geografia. O materialismo histórico e dialético é a abordagem metodológica no Currículo Básico e no Plano de Estudos do MST; os Parâmetros Curriculares Nacionais apresentam abordagem eclética com destaque para a fenomenologia; nas Diretrizes Curriculares Orientadoras da Educação Básica são as abordagens críticas. Cada documento que sucede o anterior guarda aspectos do remoto, apresenta novas abordagens da Geografia, e supera em algumas proposições.

Palavras-chave: Ensino de Geografia. Currículo básico para a escola pública do Estado do Paraná. Parâmetros curriculares nacionais. Diretrizes curriculares orientadoras da educação básica. Plano de estudos do movimento dos trabalhadores rurais sem terra.

Downloads 271  271  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicentro  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Um "Aconchego" para Chamar de Seu: Conflitos Identitários entre Brasileiros e Brasiguaios no Bairro Versão: PDF
Atualização:  11/1/2019
Descrição:
PINTO, Sérgio Ricardo Aurélio

Esta dissertação discute as implicações do processo imigratório de retorno dos brasiguaios nas dinâmicas socioculturais, responsáveis pela construção da identidade e da territorialidade destes sujeitos no Bairro Jardim Santa Felicidade, Cascavel-PR. Tomando esta base como recorte espacial da pesquisa, a escala temporal (1975-2015) foi determinada a partir do período migratório identificado nas 66 famílias brasiguaias, residentes neste bairro. A partir desses dados temos como o objetivo principal analisar a gênese dos conflitos identitários sofridos por estes sujeitos em seu retorno do Paraguai para este bairro. Analisamos a hipótese de que os conflitos identitários sofridos pelos brasiguaios não esteja relacionada só no processo de territorialização e de negociação dos elementos simbólico-socioculturais, evento considerado processual no âmbito daqueles que experimentam o processo migratório. Por isso, nos objetivos específicos, averiguarmos as implicações desse processo na territorialização e da identidade, em conjunção aos processos multidimensionais-escalar-temporal. Nossos referenciais teóricos e os procedimentos metodológicos estão envolto da justificativa de analisarmos a gênese do sentimento de superioridade do brasileiro em relação ao Paraguai e, assim, àqueles que lá vivem, ou viveram, bem como, entendemos de que modo os brasileiros realizam ações de subalternização, de dominação e de legitimação a esses sujeitos, impedindo-os de materializarem sua territorialidade e demonstrarem suas referências identitárias. Para isto, realizamos trabalhos de campos de análises socioespaciais, nos quais coletamos dados primários e secundários, adquiridas através das aplicações de questionários/entrevistas. Além disso, realizamos análises iconográficas das pinturas romancistas a fim de se verificar os elementos necessários para a pesquisa. Através das entrevistas e dos questionários percebemos que a imigração de retorno desses sujeitos trouxe-lhes implicações, como construção de redes sociais entre diferentes sujeitos e territorialidades. Outra implicação é a junção do modo de vida diferente daquele que levaram consigo na emigração daquela que assimilaram em suas experiências vividas na realidade histórico-geográfica do Paraguai e que trazem consigo em seu retorno. Ou seja, a identidade brasiguaia é resultado dessa miscelânea. Compreendemos que os processos responsáveis pelo surgimento desse grupo, estão relacionados às políticas bilaterais entre Brasil e Paraguai em um plano de modernização capitalista agrário de ambos os países, que os fizeram emigrar para o Paraguai e, agora, os forçam a retornar. No entanto, em seu retorno, sofrem manifestações de aversão pela sua procedência: o Paraguai. Os conflitos que os brasiguaios sofrem, não são apenas aqueles resultantes do que o processo migratório traz em sua natureza, ou seja, estão relacionados ao sentimento de superioridade presente na legitimação da identidade nacional, a "brasilidade". Mesmo diante de atitudes de legitimação e subalternização, os mesmos se fortalecem através das redes sociais em um processo multidimensional-escalar e temporal, reconstruindo sua territorialidade, mesmo que imaterial, mantendo sua identidade por meio da resistência àqueles que intentam subalternizá-los. É mediante a estes processos que os brasiguaios se opõem à "morte matada" e refugiam-se nos sentimentos de pertencimento que os elementos simbólicos socioculturais lhes proporcionam: o "conforto da alma" e um "aconchego" para chamar de seu.

Palavras-chave: Brasiguaios. Identidade e territorialidade.

Downloads 52  52  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicentro  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Habitar Territórios e Percorrer Fluxos: Cartografias das Sexualidades que Ganham Passagem no Espaço Versão: PDF
Atualização:  9/1/2019
Descrição:
WALTRIK, Gislaine Carla

Por algum tempo a discussão sobre sexualidade na escola ficou sob a responsabilidade dos professores de Ciências e Biologia. Essa pesquisa trata de rever essa atitude escolar consolidada e pergunta-se: o que a Geografia tem a ver com as relações de gênero e sexualidade no espaço escolar? A experiência aqui apresentada é o movimento de habitar territórios na prática docente, na disciplina de Geografia escolar, quando esta é atravessada por questões da sexualidade humana. Pesquisa que segue os rumos metodológicos da cartografia, perspectivada a partir de uma mirada Deleuziana-Guattariana. Tal proposta compõe-se no processo, via oficinas, com alunos da Educação Básica e com estudantes da graduação em Geografia, vinculados ao Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID). As Oficinas foram pensadas na perspectiva de Preve e Corrêa (2011), quando o conhecer se dá no fazer: textos, desenhos,
mapas temáticos, fotos de carteiras escolares expressam ideias de sexualidade presentes no espaço escolar a partir das situações vividas pelos alunos e alunas e atravessam os conteúdos curriculares. Tais atravessamentos dão passagem aos Desafios Educacionais contemporâneos: sexualidade e relações de gênero, temas inseridos nos princípios da Educação para os Direitos Humanos. O movimento durante esse percurso é a grande oficina da produção de potência para viver a prática da docência na experiência de criar possibilidades de trabalho a respeito de temas emergentes. Sem pontos de chegada, a cartografia foi se fazendo ao mesmo tempo que novas paisagens foram percebidas, os territórios e fluxos percorridos durante as oficinas seguiram a ética de acolher e liberar forças moventes, vivenciadas no espaço escolar. Tudo isso mostra a força política do que pode a Geografia, atravessada pelas questões da sexualidade e relações de gênero, na Educação Básica.

Palavras-chave: Educação geográfica. Oficinas. Sexualidades no espaço escolar. PIBID. Geografia.

Downloads 19  19  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Udesc  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Geotecnologias na Educação Básica: Contribuições à Prática Pedagógica do Professor de Geografia Popular Versão: PDF
Atualização:  7/1/2019
Descrição:
PAZIO, Elizabete

A utilização das tecnologias na educação básica tem sido um desafio de modo geral e, na geografia escolar, a inserção das geotecnologias no processo de ensino ainda é incipiente. Contudo, a Geografia como componente curricular pode e deve lançar mão desses instrumentos e linguagens, apontados pela literatura como ferramenta potencial para a prática de ensino. Nesta perspectiva, na pesquisa problematiza-se a contribuição das geotecnologias no processo de ensino-aprendizagem da geografia escolar e questiona-se como podem ser incorporadas pelos professores da educação básica em seu fazer pedagógico? Nesse contexto, a pesquisa teve como objetivo geral verificar e compreender se e como o professor de geografia na educação básica tem se apropriado dessas tecnologias, bem como a sua compreensão quanto as potencialidades e os limites das mesmas no processo pedagógico. Para tanto, adotou-se a pesquisa qualitativa, integrando três modalidades, observação participante, entrevista e análise documental. Envolveu-se seis (06) professores da educação básica, 80 estudantes, por meio do desenvolvimento de ações colaborativas de pesquisa e ensino, em 3 escolas no município de Palmital, no Paraná. As ações, objetos de análise da pesquisa, consistiram na aplicação de oficinas com o uso dos programas Google Earth Pro e Google My Maps. Primeiramente com atividades de exploração das ferramentas dos programas, voltados a temas gerais da Geografia e, posteriormente, o desenvolvimento de uma ação direcionada a mobilidade urbana, usando celulares e aplicativos do google. As atividades foram realizadas com professores e, destes, com seus alunos. Por meio delas, os resultados apontaram que: o uso de tecnologias espaciais favorece o aprendizado dos conteúdos geográficos, por meio da visualização e interação, dos aspectos afetivos (motivação, participação, dedicação, interesse, envolvimento, concentração, colaboração), cognitivos (memorização, argumentação, criticidade, observação) habilidades (coleta, organização, sistematização, síntese, apresentação e gestão da informação, autonomia). Entre os limites estão: a carência de formação continuada específica para a apropriação pedagógica das geotecnologias; investimentos para ampliação do acesso e atualização dos equipamentos e softwares nas escolas, bem como da rede de internet. Em síntese, ausência de políticas públicas específicas para a melhoria das condições objetivas de inserção das tecnologias de modo geral e, das geotecnologias, em particular nas escolas da educação básica.

Palavras-chave: Formação de professores. Ensino de Geografia. Ferramentas do Google: Earth e My Maps.

Downloads 104  104  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Agronegócio e Urbanização: a Relação Rural-Urbano em Cascavel/PR Popular Versão: PDF
Atualização:  4/1/2019
Descrição:
REIS, Cirineu Ribeiro dos

O espaço entendido como instância social (Santos, 1993) é a materialidade das ações humanas e vem sendo modificado ao longo da história. O surgimento de novas cidades e seu processo de desenvolvimento está associado a diversos fatores. É possível perceber que o principal deles é o dinamismo de sua economia. O surgimento da indústria foi fundamental para a ampliação do processo de urbanização. O êxodo rural, intenso na década de 1970, possibilitou um acirrado processo de urbanização no Brasil. Localizada na Mesorregião Oeste do Paraná o município de Cascavel é polo regional e passou por intenso processo de atração populacional que se seguiu nas décadas de 1970, 1980 e 1990. Na década de 1970, a região já despontava com indústria e comércio crescente, especialmente voltado para agropecuária. Hoje, a centralidade de Cascavel na área do agronegócio está relacionada à sua planta agroindustrial e ao fornecimento de agro serviços. A ampliação das cadeias produtivas do agronegócio fez surgir empresas a montante e a jusante da produção agropecuária, intensificando as atividades comerciais e industriais na zona urbana e atraindo a massa populacional. Desenvolvendo outras atividades "fora da porteira" houve uma diversificação dos empregos na cidade. No período da colonização da Região Oeste, entre 1940 e 1960, a atividade madeireira foi a principal fonte de renda e empregos, também a principal responsável pela fixação de população. Porém isso se alterou, sendo que o agronegócio assumiu este papel. No Brasil o desenvolvimento de um processo de substituição de importação alavancou a economia nacional e formou um forte mercado interno para produtos agropecuários. O desenvolvimento da agropecuária está associado a investimentos públicos em infraestrutura, na implantação de leis e políticas que incentivaram o financiamento privado. A criação de vários órgãos públicos e estatais de telefonia (TELEPAR); energia (COPEL); transporte (DER); pesquisa e extensão (EMATER e EMBRAPA), da mesma forma a garantia de preços mínimos e o Sistema Nacional de Crédito Rural (SNCR) criaram condições para a aplicação dos resultados de "Revolução Verde" e levou o país a passar de um país agrário exportador para urbano industrial. Em Cascavel isso significou mais produção e produtividade na agropecuária e a especialização em serviços voltados ao agronegócio, atendendo as demandas regionais e desenvolvendo os complexos agroindustriais da soja, milho, frango, suíno, e leite. O desenvolvimento das forças produtivas foi o principal responsável pela urbanização.

Palavras chaves: Urbanização. Agronegócio. Economia. Campo. Cidade.

Downloads 188  188  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Análise de Parâmetros Ecológicos de Dyckia Encholirioides (Gaudich.) Mez – Bromeliaceae, Considerand Versão: PDF
Atualização:  4/1/2019
Descrição:
XAVIER, Carla Barboza

O estudo de parâmetros ecológicos das populações de Dyckia encholirioides em costões rochosos da Ilha do Mel, litoral do Paraná, teve como objetivos identificar as variações nos parâmetros estruturais e biométricos desta espécie e relacioná-las com as características geomorfológicas e pedológicas de encostas distintas. Para tal, foram realizadas amostragens em três tipos de feições: convexa-divergente (CvD), convexa-retilínea (CvR) e côncava-convergente (CcC), as quais foram compartimentadas em terços superior, médio e inferior. As encostas convexas (divergentes e retilíneas) são constituídas dominantemente por Neossolo Litólico com baixa saturação por bases, enquanto a côncava-convergente, por Neossolo Regolítico com maiores teores em saturação por bases. Para o estudo dos parâmetros estruturais foram alocadas 10 parcelas de 1 m2 por área de amostragem (terço da encosta), totalizando 90, e contabilizado os dados referentes à cobertura, densidade e frequência de D. encholirioides. No estudo da biometria da espécie, em cada área de amostragem foram coletadas 7 rosetas com seus respectivos rizomas, totalizando 63 indivíduos amostrados e mensurado a altura e diâmetro de projeção da roseta, também foram contabilizados o número e o comprimento das folhas, o comprimento e diâmetro do rizoma e mensuradas as biomassas fresca e seca da roseta, rizoma e total do indivíduo. Para verificar a interferência dos fatores pedológicos sobre a variação nos parâmetros estruturais e sobre a biometria das populações estudadas, os dados dos atributos do solo foram submetidos à análise de componentes principais (PCA) e os resultados foram expressos por meio de uma matriz de correlações, a qual teve como objetivo analisar a significância do coeficiente de correlação (r) entre os parâmetros estruturais e as variáveis biométricas dos indivíduos de D. encholirioides em relação aos atributos do solo. Complementarmente, os parâmetros estruturais e biométricos foram submetidos à análise de variância (ANOVA). Foram contabilizadas 169 rosetas de D. encholirioides, a cobertura da feição CcC e a densidade da população em CvD foi significativamente maior e menor que as demais encostas, respectivamente. A frequência foi considerada similar entre as encostas. Em relação à biometria os resultados demonstraram que as populações diferiram, ao menos entre duas encostas, nos parâmetros: altura e diâmetro da roseta, número e comprimento das folhas, massa seca da roseta e total do indivíduo, estas diferenças foram mais evidentes entre as encostas e discretas entre os terços. De maneira geral, as populações com menores indivíduos estão inseridas na feição CvR enquanto os maiores em CcC, ficando os intermediários em CvD. A conformação da encosta foi determinante quando associada às peculiaridades do solo para a diferenciação na ocupação e biometria de D. encholirioides.

Palavras-chave: Geomorfologia. Solos. Parâmetros estruturais. Biometria. Ecologia.

Downloads 33  33  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Tríade da Conscientização: uma Metodologia de Educação Ambiental Pautada no Ensino de Geografia, Fac Versão: PDF
Atualização:  23/4/2018
Descrição:
MARQUES, Silvia Patrícia da Silva

A educação é uma forma de intervenção no mundo, conforme Freire (1996), logo, para se repensar a educação é necessário saber que mundo necessitamos, se levarmos em consideração a sociedade imediatista, hedonista, conectada e consumista de hoje, cujas relações ser humano - meio ambiente e ser humano - ser humano, são de injustiça, percebemos que necessitamos de uma educação que busque estabelecer relações mais justas, por meio da sensibilização e da conscientização do educando e por consequência da sociedade. E é nesta perspectiva, que este trabalho propõe a metodologia Tríade da Conscientização, que integra Educação Ambiental contínua e um ensino de Geografia que estimule o educando a pensar e agir por um mundo mais justo nas questões socioambientais, utilizando-se para tanto dos recursos didáticos tecnológicos disponíveis na escola pública, dando ênfase às redes sociais, como forma de manter a interação educador-educando e educando-educando, mesmo fora do espaço escolar. A metodologia foi aplicada junto a uma turma do 2º ano do ensino médio, num período de dois meses, a fim de observar a aplicabilidade da proposta diante dos desafios e contratempos da escola pública, para tanto, foi feito uso dos recursos didáticos tecnológicos disponíveis, a fim de aprofundar e trazer conteúdos e informações além das disponíveis no livro didático, neste período os educandos também foram avaliados por meio da participação nas redes sociais, atividades e trabalhos realizados em sala de aula, por meio desta metodologia, a Educação Ambiental torna-se inerente ao ensino de Geografia e o ensino de Geografia relevante ao educando.

Palavras-chave: Tríade da conscientização. Redes sociais. Educação ambiental. Ensino de Geografia. Ensino público.

Downloads 48  48  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicentro  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Avaliação da Implantação e dos Resultados do Subprograma Gestão por Bacias, Programa Cultivando Água Popular Versão: PDF
Atualização:  23/4/2018
Descrição:
SILVA, Silvana Severino da

Em 2003, iniciou-se uma atividade socioambiental no espaço de fronteira entre o Brasil e o Paraguai, o Programa Cultivando Água Boa (CAB) Itaipu, o qual é formado por 20 subprogramas, dentre eles o Subprograma Gestão por Bacias. A problemática que norteia esse estudo relaciona-se à necessidade de conhecer a implantação e os resultados do Subprograma até 2015, na Bacia do Paraná III. No objetivo geral da pesquisa analisamos a implantação do Subprograma Gestão por Bacias da Itaipu Binacional e os resultados das ações de preservação da bacia hidrográfica Santa Rosa município de Cascavel, no Brasil. Para garantir o aprofundamento necessário da pesquisa definiu-se como delimitação para o estudo somente um município e uma bacia hidrográfica, que fazem parte do Programa CAB. Considerando a área de gestão da Bacia do Paraná III, selecionamos a sub-bacia de Santa Rosa, na linha Novo Horizonte na área rural do município de Cascavel, Paraná. Apresentamos dados gerais e específicos referentes a uma temporalidade que oferece documentos, planilhas, mapas e imagens suficientes para sabermos como se deu a participação dos membros dos comitês gestores Central e municipal e dos produtores rurais na gestão por bacias hidrográficas, no período de 2003-2015. Durante o estudo da gestão por bacias hidrográficas, realizamos pesquisa de campo com produtores rurais e identificamos que as ações executadas pelo Programa CAB-Itaipu contribuíram para a preservação das bacias hidrográficas locais, tendo como maior benefício para as propriedades rurais as seguintes ações: adequação e cascalhamento das estradas, mata ciliar, com a cerca de proteção e a proteção de nascentes.

Palavras-chave: Itaipu binacional. Programa cultivando água boa. Gestão por bacias.

Downloads 189  189  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A Presença Árabe Muçulmana na Fronteira: o caso da cidade de Guaíra - PR Popular Versão: PDF
Atualização:  18/4/2018
Descrição:
ALVARES, Graciele

A pesquisa em tela tem por objetivo problematizar a presença dos imigrantes árabes muçulmanos no contexto socioeconômicos da fronteira da cidade de Guaíra, no Oeste do Paraná. O ambiente de fronteira destaca-se pelo remanescente crescimento do setor comercial, estimulando principalmente pelas atividades em faixa de fronteira. Em anos recentes se instalaram na fronteira diversas famílias árabes muçulmanas vindas de vários países do Oriente Médio, com o intuito de comercializar a partir do Paraguais. Estas, inicialmente fixaram-se na cidade de Foz do Iguaçu-PR, nas décadas posteriores a 1950, ocorreu um deslocamento secundário em Ciudad Del Este-PY. Nos últimos anos, ocorreu um deslocamento secundário dos imigrantes da Ciudad Del Este para a cidade de Guaíra-PR. As possibilidades de comércio na fronteira motivam a mobilidade dos grupos migrantes. A pesquisa procurou compreender as práticas, as representações e os significados construídos acerca do processo de chegada dos imigrantes. Para aprofundar a análise, a investigação ainda se propôs a contextualizar a cultura árabe e a imigração desse povo para o Brasil, em especial, o fluxo orientado para a cidade de Guaíra-PR. As entrevistas indicam especificidades da etnicidade árabe em Guaíra, assim como possibilidades de analisar a contribuição decorrente da imigração para o município.

Palavras-chave: Migração. Fronteira. Muçulmanos. Comércio. Identidade. Guraíra-PR.

Downloads 674  674  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Olhar Atento para a Educação Ambiental nas Escolas do Campo Versão: PDF
Atualização:  17/4/2018
Descrição:
SCHMITT, Estela Lidia

Esta dissertação apresenta aspectos sobre a Educação Ambiental praticada nas Escolas do Campo. O objetivo principal foi compreender o que caracteriza a Educação Ambiental na prática pedagógica na instituição escolar do campo. São 45 Escolas do Campo pertencentes ao Núcleo Regional de Educação de Francisco Beltrão – PR, sendo que destas, 25 participaram na pesquisa. Os sujeitos dessa pesquisa foram 132 professores que trabalham com as disciplinas escolares. Destes, foram entrevistados 5 (cinco) professores que trabalham a disciplina de Geografia. Os instrumentos de coleta de dados foram: os Projetos Políticos Pedagógicos das Escolas do Campo; questionários com perguntas abertas e fechadas, entrevistas semi-estruturadas, dirigidas aos professores. Dentre os autores utilizados podemos citar Leff, Loureiro, Lima, Carvalho, Layrargues, Brüger, Caldart, Arroyo, Saviani, Franscichett, Fazenda, Callai e Sacristán, entre outros. Verificou-se que nas Escolas do Campo, ocorre Educação Ambiental, porém sem a observância das Diretrizes Curriculares do Campo do estado do Paraná, que propõe ao professor que tome como ponto de partida para a prática pedagógica o lugar de vida do sujeito do campo, a sua realidade local, considerando suas experiências. Partindo destas premissas a prática pedagógica da Escola do Campo não se aproxima da abordagem socioambiental, que considera as questões sociais e ambientais. A pesquisa mostrou que os professores que atuam na Escola do Campo trabalham com Educação Ambiental, porém fortemente influenciados pela metodologia convencional, com práticas conservadoras Pragmáticas. Buscam respostas pontuais, sem relação com a dimensão complexa da problemática, sem um olhar atento para a perspectiva da realidade da Escola do Campo.

Palavras-chave: Educação ambiental. Escola do campo. Práticas pedagógicas.

Downloads 37  37  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


(1) 2 3 »