Educadores

Ínicio : Educação Fisica : Dissertações : Produções de Profissionais da Seed: Dissertações : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Notas (Do melhor para o pior avaliado)

Categoria: Educação Fisica Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!As práticas de cultura corporal na escola: entre os significados e a obtenção do capital corporal na Popular Versão: PDF
Atualização:  15/2/2017
Descrição:
JANOWSKI, Daniele Andrea


O presente trabalho objetivou estabelecer a relação entre componentes curriculares e a possibilidade de obtenção de capital corporal a partir dos conteúdos da cultura corporal. A conexão do conceito de capital corporal com a Educação Física aparece como fio condutor desta pesquisa, sendo considerada a disciplina fundamental na veiculação da cultura corporal, no desenvolvimento e na aprendizagem de conhecimentos que possibilitem ao aluno o investimento corporal e a obtenção de capital corporal a partir de práticas e conhecimentos. Buscou-se no quadro teórico de análise do sociólogo francês Pierre Bourdieu, elementos para configurar a problematização em relação à construção social do corpo do aluno no espaço escolar, como um campo social fundamental para a consolidação do habitus, para apropriação cultural presente nos conteúdos escolares, bem como nas vivências e experiências que adquire nesse contexto. A pesquisa bibliográfica parte da cultura no espaço escolar e da cultura corporal presente nos conteúdos e nos elementos articuladores do currículo da disciplina de Educação Física presentes nas Diretrizes Curriculares da Educação do Estado do Paraná, no Projeto Político Pedagógico, no planejamento anual da disciplina de uma escola do interior do Paraná. A pesquisa empírica foi delineada em dois momentos. O primeiro contou com a produção de dados decorrentes de questionários respondidos por 134 escolares do 8º e 9º anos do ensino fundamental e o segundo com uma entrevista realizada com um professor de Educação Física que ministra aulas na referida escola para buscar esclarecimentos sobre planejamento e práticas pedagógicas ligadas aos conteúdos estruturantes da disciplina e aos conhecimentos articulados nos documentos oficiais. Após a inferência de dados foi possível concluir que existe uma significativa aceitação da disciplina de Educação Física pelos alunos e certa nitidez no entendimento com relação aos benefícios da aquisição dos conhecimentos veiculados pelos conteúdos da disciplina para a manutenção da saúde, a preservação do corpo, a potencialização do corpo para desenvolver atividades cotidianas, a importância dos cuidados com o corpo, para a saúde, a imagem e a comunicação. É expressiva a compreensão, dentro dos limites de percepção desses alunos, da possibilidade de investimento corporal atual e futuro e da existência possível de obtenção de capital corporal, não nomeada, latente, como potencial cumulativo e lucrativo.

Palavras-chave: Educação Física. Componentes curriculares. Cultura corporal. Práticas escolares. Capital corporal.

Downloads 1662  1662  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Educação Fisica Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Lazer, Inclusão e Autonomia de Pessoas com Deficiência Intelectual na Cidade de Curitiba, PR: Entre Popular Versão: PDF
Atualização:  8/6/2017
Descrição:
GIRARDI, Vania Lucia

O objetivo desta pesquisa foi analisar as ações nas políticas públicas de inclusão direcionadas ao lazer da pessoa com deficiência intelectual na cidade de Curitiba, PR, e verificar se repercutem nas atividades de lazer dos integrantes do grupo Amigos do Handebol. Fez parte do estudo o grupo denominado Amigos do Handebol, composto por 14 homens com deficiência intelectual, que participaram dos Jogos Abertos Paradesportivos do Paraná em 2015, bem como os 13 responsáveis pelos integrantes do referido grupo, 4 representantes da equipe pedagógica das escolas modalidade educação especial dos Amigos do Handebol e 6 gestores da Prefeitura Municipal de Curitiba. A metodologia utilizada foi de pesquisa qualitativa, com uma pesquisa-ação. Os dados foram coletados através de: observação direta do grupo, anotados em diário de campo durante 12 encontros realizados; entrevistas semiestruturadas com os 37 participantes do estudo; busca no site da Prefeitura Municipal de Curitiba, sobre o tema lazer e inclusão referente ao período 2013-2016. A análise de dados foi realizada a posteriori, com levantamento de categorias temáticas e cruzamento de dados para análise interpretativa. Os objetivos específicos foram: 1) levantar dados sobre as ações nas políticas públicas de inclusão voltadas para o lazer da pessoa com deficiência intelectual em Curitiba; 2) descrever as práticas cotidianas de lazer e suas características dentro e fora do espaço escolar dos participantes; 3) discorrer acerca das barreiras e facilitadores para as práticas tempo/espaço/lazer voltadas ao lazer da pessoa com deficiência intelectual em Curitiba; 4) analisar as possibilidades de lazer do grupo em estudo relacionadas às ações nas políticas públicas de inclusão voltadas para o lazer da pessoa com deficiência intelectual. As ações desenvolvidas nas políticas públicas de inclusão destinadas ao lazer para a pessoa com deficiência intelectual em Curitiba, seguiram um plano de ação na gestão municipal voltado para uma cidade mais humana e mais inclusiva, porém, a partir das análises, observa-se que há no cotidiano dos participantes fatores que dificultam o acesso ao lazer, como acessibilidade, conhecimento e informação sobre os direitos, os transportes, a autonomia, condições financeiras, invisibilidade, formação profissional, desconhecimento das necessidades da pessoa com deficiência intelectual, entre outras, que dificultam ou impedem a inclusão nas práticas de lazer com os demais cidadãos nos espaços da cidade. As ações implementadas no período de 2013-2016, no eixo 6 do plano Curitiba mais humana mais inclusiva, repercutiram de forma inexpressiva para os integrantes do grupo Amigos do Handebol, visto que as oportunidades de lazer relatadas nas entrevistas pela maioria deles apontam a participação em ações destinadas às escolas especializadas com um falso discurso de inclusão, configurando-se atividades integrativas entre pessoas com deficiência, evidenciando um caráter não inclusivo. O lazer como direito social e dimensão da vida pode ser efetivado desde que observados os dispostos na Lei Brasileira de Inclusão, que passou a considerar a pessoa com deficiência além dos aspectos biológicos, com um modelo social da deficiência com base nos direitos humanos. Olhar para outras dimensões do ser humano pode ser um caminho, a partir de uma educação para a inclusão e pela inclusão, através do lazer nos espaços públicos, como parques e praças. O lazer, além de uma ferramenta para o processo de autonomia da pessoa com deficiência intelectual, pode proporcionar o exercício da liberdade de escolha e o convívio com a diversidade.

Palavras-chave: Lazer. Políticas públicas. Inclusão. Autonomia. Deficiência intelectual.

Downloads 6249  6249  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Educação Fisica Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A Concepção Docente dos Jogos Cooperativos na Educação Física Escolar: Construção de Instrumento Ava Popular Versão: PDF
Atualização:  16/10/2017
Descrição:
SIKORA, Giseli

Compreender as finalidades do jogo cooperativo na Educação Física e suas contribuições para o desenvolvimento do ser humano potencializa a qualidade de ensino em ambiente escolar. Este estudo teve como propósito a elaboração de instrumento investigativo, voltado a investigar a concepção docente dos jogos cooperativos na Educação Física Escolar. População e Amostra: Para este estudo utilizaram-se três populações em fases distintas no processo de elaboração do instrumento QJC. Cinco professores de Educação Física, que atuam nos diversos níveis de ensino, no estado do Paraná e três especialistas, com doutorado na área de Educação Física, para a validação de conteúdo, e ainda, 15 professores de Educação Física para a validação semântica. Instrumentos de medida: foram utilizados os seguintes instrumentos: 1) Roteiro de questões para grupo focal 2) Formulário de análise do conteúdo; 3) Formulário de análise semântica para especialistas; 4) Formulário de validação semântica para participantes do estudo piloto; e 5) Questionário Jogos Cooperativos. Ambos foram utilizados nas adequações do QJC. Desenho do estudo: Esta pesquisa caracteriza-se como descritiva, exploratória e correlacional, do tipo transversal, onde análises quantitativas foram utilizadas em consonância com análise qualitativa. Análise Qualitativa: foi utilizada a análise de conteúdo proposta por Bardin (2011), a fim de avaliar as inferências produzidas em grupo focal, para excluir e modificar itens do questionário QJC. Análise estatística: Utilizou-se o coeficiente de Concordância de Kappa, para avaliar o formulário de análise do conteúdo e a concordância por porcentagem absoluta no formulário de análise semântica aplicado em especialistas e na validação semântica aplicada em professores. Também utilizou-se o Alfa de Cronbach para verificar a consistência interna do QJC. Resultados: Na validação de conteúdo, o grupo focal indicou os questionamentos relevantes ao instrumento de investigação QJC e permitiu a exclusão e a convergência de categorias e itens do questionário. Já as análises estatísticas, provenientes da tabulação dos dados, dos formulários de análise do conteúdo e análise semântica, aplicada em especialistas, contribuíram qualitativamente para a reformulação do questionário QJC. A concordância entre especialistas, em relação à classificação de itens às suas respectivas categorias, foi moderada e após alterações sugeridas no formulário de análise semântica, conferiu ao QJC a validade de conteúdo. O questionário QJC foi validado semanticamente, em relação aos critérios simplicidade, facilidade de leitura, vocabulário adequado, objetividade e a não necessidade de adequação. A consistência interna apresentou um Alfa de Cronbach total de 0,7892. Considerações Finais: Conclui-se que o QJC possui validade de conteúdo, validade semântica e consistência interna satisfatória. Sugere-se a validação externa por meio da verificação da confiabilidade e da reprodutibilidade através da aplicação em uma amostra maior da população.

Palavras-chave: Elaboração de instrumento investigativo. Concepção docente. Questionário Jogos Cooperativos.

Downloads 537  537  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Educação Fisica Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Guia Prático para Auxílio na Execução de Exercícios com Pesos em Academia Popular Versão: PDF
Atualização:  3/1/2019
Descrição:
GRALA, Alan Pablo

Este material apresenta uma descrição detalhada das fases de elaboração do guia prático intitulado: Guia prático para auxílio na execução de exercícios com pesos em academia. A elaboração do guia prático foi realizada em 4 etapas: (1) Escolha dos exercícios, (2) Obtenção das imagens, (3) Elaboração do guia prático, e (4) Arte final. Inicialmente, foram selecionados os exercícios de musculação para compor o conteúdo do guia prático. A escolha dos exercícios e procedimentos de auxílio foi realizada mediante um consenso entre o conhecimento prévio dos pesquisadores e profissionais de Educação Física que atuam no âmbito das academias de musculação da cidade de Umuarama-PR e Londrina-PR. Após a escolha dos exercícios, um fotógrafo profissional foi contratado para obtenção das imagens ilustrativas, referentes ao posicionamento e conduta do profissional durante o procedimento de auxílio dos exercícios. As imagens foram obtidas em uma academia de ginástica com auxílio de modelos fotográficos, e tratadas posteriormente com software Adobe Photoshop® CC. Após a finalização do conteúdo, um profissional de Design Gráfico foi contratado para concluir os processos de criação, diagramação e arte final do guia prático utilizando o software Adobe Illustrator® v.23. Finalmente, o guia prático será submetido à análise de mérito editorial, visando à solicitação do número ISBN e subsequente divulgação do material. Este guia prático foi elaborado visando atender as características peculiares do curso de Mestrado Profissional em Exercício Físico na Promoção da Saúde da presente IES, cujo escopo principal é apresentar um produto técnico para auxiliar na atuação profissional direcionada ao mercado de trabalho.

Palavras-chave: Treinamento com pesos. Academia. Movimento. Auxílio. Técnica de movimento.

Downloads 3395  3395  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unopar  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Educação Fisica Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Respostas Agudas e Crônicas da Pressão Arterial entre o Exercício Resistido Tradicional e o Exercíci Popular Versão: PDF
Atualização:  7/1/2019
Descrição:
DOMINGOS, Everton

O exercício resistido com restrição de fluxo sanguíneo (RFS) e baixa intensidade é uma alternativa aos protocolos tradicionais de exercícios de alta intensidade visando obtenção e manutenção de força muscular, principalmente para populações com limitações à alta carga. Entretanto, estudos envolvendo respostas da pressão arterial (PA) a essa estratégia de exercício ainda são inconsistentes. Nesse sentido, o objetivo deste estudo foi realizar uma revisão sistemática da literatura sobre os efeitos do exercício resistido com RFS nas respostas de PA agudas e crônicas e, por meio da meta-análise, identificar variáveis associadas. Métodos: As buscas foram realizadas nas bases PubMed, SPORTDiscus e Web of Science, resultando em 2581 referências. Após análises baseadas nos critérios de inclusão e exclusão, 18 referências foram selecionadas para compor a revisão sistemática e meta-análise. A PA foi o desfecho principal para as análises de efeito agudo, efeito hipotensivo e efeito crônico ao exercício resistido com RFS. O effect size (ES) foi calculado utilizando o modelo de efeito randômico. A influência de variáveis moderadoras, transformadas em work-rest ratio (WRR), foi verificada pela meta-regressão. ANOVA baseada em teste Q foi usada para identificar possíveis diferenças em subgrupos. Resultados: Quando o exercício tradicional foi realizado com alta carga, ocorreram valores mais elevados (P<0,01) para a PA diastólica (PAD) no exercício com RFS (ES=17,84) em relação ao exercício tradicional (ES=5,53). No exercício tradicional realizado com baixa carga, a PA sistólica (PAS) apresentou diferença entre esse exercício e o exercício com RFS para pessoas hipertensas (ES=48,05 vs 69,83; P=0,03) e pessoas treinadas (ES=22,36 vs 32,30; P=0,02). Para a PAD, também foram observadas diferenças em pessoas hipertensas (ES=28,37 vs 43,66; P=0,04) e pessoas treinadas (ES=17,54 vs 24,47; P=0,03). A meta-regressão mostrou associação significativa apenas para a PAS e o WRR tanto no exercício com RFS (slope=50,55; P=0,03) quanto no exercício tradicional (slope=30,77; P=0,02). Para o efeito hipotensivo, houve diferença na medida de 30-60 pós-exercício (P=0,02), na PAS, entre exercício com RFS (ES=-5,13) e exercício tradicional (ES=-3,76), e na PAS (P<0,01), entre o exercício com RFS (ES=-4,70) e o exercício tradicional (ES=-3,04). Pessoas hipertensas também apresentaram diferença entre os dois tipos de exercício na PAS (P<0,01), enquanto pessoas normotensas mostraram diferença na PAD (P=0,01), com maior efeito hipotensivo na RFS. A meta-regressão mostrou associação significativa, com efeito hipotensivo, para a PAD e o WRR apenas no exercício resistido tradicional (slope=0,11; P<0,01). Conclusão: O exercício com RFS apresentou maiores valores de PAD em relação ao exercício tradicional com alta carga; e maiores valores de PAS e PAD em relação ao exercício tradicional com baixa carga, principalmente em pessoas hipertensas. Dessa forma, a prescrição da RFS deve ser feita com cautela quando o controle da PA for necessário durante o exercício.

Palavras-chave: Pressão arterial. Respostas hemodinâmicas. Exercício resistido. Restrição do fluxo sanguíneo. Kaatsu training.

Downloads 773  773  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEM/UEL  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 (2)