Educadores



Categoria: Espanhol Dissertações
Fazer Download agora! A construção da habilidade comunicativa em língua estrangeira na voz dos alunos: o caso da língua Popular Versão: 
Atualização:  27/9/2011
Descrição:
SUMAN, Rosane Schumann



Neste estudo se analisa a concepção de aprendizagem, no dizer do aluno, da construção da habilidade comunicativa em LE (língua estrangeira). Os sujeitos pesquisados é um grupo de seis alunas universitárias, cuja idade varia entre os 20 e 25 anos, e que estudam o espanhol como LE no curso de Secretariado Executivo em uma IES no Vale do Itajaí, SC. Os dados provêm: (1) de gravações sobre as atividades pedagógicas, feitas durante as aulas do semestre letivo de 2004/1; (2) de textos escritos que expressam a opinião das alunas de “como se aprende uma LE”; (3) de entrevistas individuais e de observações feitas pela pesquisadora e registradas em seu diário de classe. Procura-se analisar estes dados comparando-os a várias teorias de aprendizagem que são também apresentadas ao longo do estudo. A análise dos dados se faz via interpretação, para uma compreensão de como se produzem alguns significados/sentidos no desencadear do processo de aprendizagem para o desenvolvimento da habilidade comunicativa em LE. Os resultados da análise indicam que os alunos aprendem: lendo e escutando; comunicando-se

através de mensagens significativas; relacionando a língua estrangeira com a sua experiência pessoal e profissional; exercitando esta LE através de exercícios motivadores; escrevendo e falando; expondo-se contínua e freqüentemente ao novo idioma; interagindo nesta LE com colegas e professores; relacionando a língua estrangeira com sua LM (língua materna), mas também produzindo diretamente na nova língua; repetindo estruturas e palavras; pesquisando, para assim poder desvelar o novo idioma por sua própria conta; quando a representação escrita da LE acompanha simultaneamente a oralidade; quando o professor explica, corrige e ajuda o aprendiz, ou seja, está presente para atuar como mediador da aprendizagem; quando o professor leva em conta a afetividade do educando, assim como o seu estilo cognitivo individual de aprendizagem; quando estão motivados para a aprendizagem, envolvendo-se espontaneamente dentro de sala de aula, assim como fora dela. Outros aspectos importantes para a aprendizagem de uma LE também foram levantados, tais como: o ensino de uma língua estrangeira deve obedecer a um processo

ordenado, com uma progressão estruturada e seqüenciada; aprender uma LE é mais complexo que a LM; dominar um novo idioma requer amplo conhecimento do seu léxico; o reforço visual ajuda a fixar o que está sendo aprendido. Concluindo, o estudo também apresenta, nas considerações finais, os resultados pedagógicos considerados relevantes para a temática desta pesquisa. Dessa forma, este trabalho pretende contribuir para a discussão dos estudos relacionados à educação, que têm como campo de investigação a linguagem, em especial as investigações sobre o ensino e a aprendizagem de idiomas.

Palavras-chave: Aprendizagem da LE. Motivações da Aprendizagem. Teorias da
Aprendizagem.

Downloads 3733  3733  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma  Universidade Regional de Blumenau – FURB  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.