Educadores



Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A Escolarização e o Tempo na Vida das Trabalhadoras/Estudantes do Ceebja de Irati-PR Versão: PDF
Atualização:  9/10/2017
Descrição:
MAROCHI, Ana Claudia

Esta dissertação tem por objetivo analisar os sentidos dos usos do tempo e da escolarização a partir das percepções das trabalhadoras/estudantes do CEEBJA, na cidade de Irati, Paraná. Entendemos que as trabalhadoras/estudantes, sujeitas desta pesquisa, precisam organizar o tempo entre o trabalho remunerado, estudos e cuidados com a casa e família para que possam retornar à escola e dar continuidade aos estudos e que esta organização demandou e demanda para estas mulheres escolhas ao longo da vida. A modalidade de ensino EJA tem como proposta o atendimento de uma parcela da população que está fora da idade considerada correta para cada nível de educação e que por diversos motivos tiveram que abandonar a escola, sendo que, no caso desta pesquisa, o cuidado com a casa e com os filhos foi o principal motivo declarado por elas. Para analisar e compreender quais caminhos estas mulheres percorreram e como suas escolhas influenciaram ou não no tempo para os estudos, bem como os sentidos que a escolarização tem para elas, foi preciso compreender a realidade em que vivem. Desta forma, o pressuposto metodológico da pesquisa é a teoria social de Marx e sua contribuição em relação ao conceito de trabalho, bem como da categoria de totalidade, compreendida como o complexo das relações sociais entendidas em suas determinantes e correlações, dinâmicas e contradições. Como instrumentos da pesquisa foram utilizados, em um primeiro momento, a coleta de dados quantitativos por meio da aplicação de 95 questionários para todas as estudantes que estavam presentes às aulas nos três turnos durante uma semana. Após esta primeira abordagem foram entrevistadas em profundidade sete trabalhadoras/estudantes do CEEBJA-Irati. A entrevista teve como propósito dar voz aos relatos de suas vivências sobre a tripla jornada diária entre o trabalho produtivo, reprodutivo e a escola e que sentido a escolarização tem para elas. A partir destas entrevistas quatro categorias foram delimitadas: 1) A família: ponto de partida e de chegada; 2) As violências na vida das Marias; 3) Resiliência e a decisão de seguir em frente; e 4) Trabalho, escolarização e cuidados: percepções do tempo na vida das Marias. Os dados empíricos mostraram que para estas mulheres estar na escola significa uma retomada de vida, uma valorização pessoal e como mulher, mas também os dados deixam claro que a família é a grande mediadora dos usos do tempo.

Palavras-chave: Trabalho e Educação. Patriarcado e capitalismo. EJA e mulheres trabalhadoras. Usos do tempo. Trabalho reprodutivo.

Downloads 6  6  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicentro  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.