Educadores



Categoria: Língua Portuguesa Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!As Relações entre Ficção Histórica e Autobiografia na Obra Terra Vermelha de Domingos Pellegrini Popular Versão: PDF
Atualização:  3/1/2019
Descrição:
RIBEIRO, Alessandra Pilati

O presente trabalho busca analisar a obra Terra vermelha, de Domingos Pellegrini, identificando as relações entre ficção histórica e memória a fim de compreender o uso da autobiografia como estratégia de recuperação do passado histórico de uma família e afirmação de Pellegrini como escritor paranaense. Para cumprir este propósito, recuperaremos, no primeiro capítulo, os conceitos de memória coletiva e a memória individual, elencando desde os preceitos da antiguidade clássica, representados por Platão e Aristóteles, passando por Tomás de Aquino e Santo Agostinho, até as teorias literárias contemporâneas, representadas pela reflexão de Maurice Halbwachs. As reflexões sobre romance histórico, ficção histórica, metaficção historiográfica, autobiografia e autoficção também serão recuperadas, no segundo capítulo, no sentido de compreender como Pellegrini (re)constrói a história de sua família, considerando a escassez de análises da obra deste escritor dentro de um viés autobiográfico. Os autores que utilizaremos para cumprir este propósito serão Paul Ricoeur, György Lukács, Philippe Lejeune, Pedro Brum dos Santos, Marilene Weinhardt, Linda Hutcheon, entre outros. No terceiro capítulo, consideraremos a importância de Domingos Pellegrini no cenário literário brasileiro, bem como sua inserção no contexto da literatura paranaense contemporânea a as amizades com intelectuais de relevância na época de sua formação intelectual, entre eles Paulo Leminski. O que se depreende de Terra vermelha, além dos aspectos da história paranaense, é o choque entre memória coletiva e a memória individual, trazido à tona por intermédio da narração do neto, que seria o próprio Pellegrini, reforçando, com isso, o componente autobiográfico da narrativa. O referido choque permite uma reflexão, no desfecho do romance, quanto à representatividade dos valores tão bem estabelecidos pelos personagens principais na construção da autobiografia, na qual a história da colonização e agricultura paranaense servem de pano de fundo para o desenrolar da saga de uma família.

Palavras-chave: Memória. Ficção histórica. Autobiografia.

Downloads 288  288  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Uniandrade  Site http://
Avaliação: 10.00 (4 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.