Educadores



Categoria: Língua Portuguesa Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora! Avaliação e Autoavaliação da Produção Escrita de Alunos do 7º Ano: Avanços, Tensões e Desafios Versão: PDF
Atualização:  7/6/2017
Descrição:
SCHNORR, Lucilene Aparecida Spielmann

O texto do aluno frequentemente é visto como um produto pronto e acabado, para o qual se direciona um olhar que busca capturar "erros de português". Aspectos como conteúdo, coerência e atendimento à situação de produção recebem menos atenção do que os desvios da norma padrão. Enfatizar um determinado componente textual como o mencionado é necessário. Todavia, não podemos perder de vista a ideia de que um texto compreende um projeto de dizer. Tal projeto deverá se realizar por meio da escolha de um gênero de discurso, e se materializar por meio de um texto. Isso mostra a necessidade de focalizar outros aspectos, e também de avaliá-los para, em caso de dificuldades observadas na produção dos alunos, propor atividades para sua superação. Com esse entendimento, buscamos refletir sobre o processo de avaliação de textos escritos por alunos de um 7º ano de uma escola da rede pública estadual de ensino de um município do Oeste do Paraná, a fim de verificarmos se a aplicação de instrumentos com critérios de avaliação da produção escrita contribui para um melhor desempenho acadêmico dos alunos. A sala de aula foi o contexto de nosso estudo. Foi nele que surgiu o fenômeno em investigação: a avaliação da produção textual escrita. Como docente-pesquisadora, interessamo-nos em compreender tal fenômeno por meio da investigação de nossa própria prática pedagógica. Assim, o objetivo geral dessa pesquisa foi analisar os efeitos da aplicação de instrumentos diagnósticos – tabela de diagnóstico e lista de controle/constatações – para a avaliação e autoavaliação da produção textual escrita e da utilização de diferentes formas de correção textual, entre elas, as formas propostas por Serafini (1998), Ruiz (2013[2001]) e Biasotto e Conceição (2015). Por isso, a reflexão compreendeu a discussão sobre critérios e instrumentos de avaliação e formas de correção, apresentados à turma por meio de diferentes estratégias de interação entre professora e alunos. Situada no campo da Linguística Aplicada, trata-se de uma pesquisa qualitativa-interpretativa, com cunho etnográfico, caracterizada como pesquisa-ação. As análises realizadas permitiram verificar que os objetivos foram atendidos, pois a utilização de instrumentos de avaliação e autoavaliação e de diferentes formas de correção da produção textual escrita possibilitaram ao professor um reconhecimento mais exato dos aspectos dominados e não dominados na produção textual, sendo uma via de diálogo que conduziu os alunos, progressivamente, a um melhor desempenho acadêmico.

Palavras-chave: Produção textual escrita. Ensino. Avaliação.

Downloads 58  58  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.