Educadores



Categoria: História Teses Produções de Profissionais da Seed: Teses
Fazer Download agora!O Mais Belo Florão da Igreja: Família e Práticas de Religiosidade em um Grupo de Imigrantes Versão: PDF
Atualização:  30/10/2017
Descrição:
SCARPIM, Fábio Augusto

Esta tese tem como problemática o modelo de família proposto pela Igreja Católica e suas diferentes leituras em um grupo formado por imigrantes italianos e seus respectivos descendentes que se organizaram em torno de uma paróquia no município de Campo Largo - Paraná entre os anos de 1937 e 1965. Para entrelaçar os temas – família, Igreja Católica e imigração – em um primeiro momento buscamos compreender como a Igreja Católica construiu, ao longo de séculos, discursos específicos sobre família, matrimônio e sexualidade tendo como ponto de chegada a segunda metade do século XIX e a primeira metade do século XX, período que se desenvolveu a reação católica aos valores modernos e as tendências secularizantes. Tal período coincide com um processo de profundas mudanças na sociedade brasileira, entre elas, a renovação do catolicismo que elegeu a família como baluarte na defesa dos valores morais e de recristinização da sociedade. A defesa da família católica se constituiu como um dos principais sinais de identidade do grupo estudado que, ao longo da sua trajetória, foi atendido pela Congregação dos padres escalabrinianos criada com a finalidade de cuidar espiritualmente dos imigrantes. Pautados no binômio fé/italianidade os missionários procuraram organizar espiritualmente e religiosamente os imigrantes de modo a reconstruir o modelo parroquial trazido da pátria ancestral (o Vêneto). Assim, aos poucos, sob a direção dos missionários, foi se configurando uma “civilização paroquial” onde a família e as práticas de religiosidade exerceram papel fundamental tanto no processo de controle e disciplinamento da comunidade como na interação e na configuração das sociabilidades. Embora a comunidade fosse pautada por códigos morais e religiosos bastante rígidos, isso não impediu a ocorrência de transgressões e resistências às normas, demonstrando a complexidade das relações sociais e que o controle eclesiástico ocorria de modo incompleto. Assim, essa tese procurou demonstrar que a religiosidade, a interação comunitária e o papel preponderante de instituições como a família e a Igreja (típicas da comunidade imigrante) também convivia com tensões, disputas e jogos de interesse.

Palavras-chave: Família. Igreja Católica. Imigração. Campo Largo.

Downloads 23  23  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.