Educadores



Categoria: Educação Fisica Teses Produções de Profissionais da Seed: Teses
Fazer Download agora!As Duas Culturas da Educação Física Escolar e Suas Repercussões na Formação do Professor Popular Versão: PDF
Atualização:  22/1/2019
Descrição:
BATISTA FILHO, Amador Cordeiro

O presente trabalho tem por objetivo analisar a repercussão das duas culturas da Educação Física Escolar na formação do professor. Dentro desta perspectiva, a pesquisa bibliográfica se mostra de grande valia para a incursão sistemática, ampla e quase completa nos domínios das duas culturas que influenciam até hoje a formação dos professores do curso de licenciatura em Educação Física. Ora, em decorrência da abertura política, a comunidade acadêmica existente no país, durante o governo militar, passou a reclamar maior liberdade. Com isso, em todo o território nacional, o fluxo das ideias educacionais alterou-se de modo significativo. De tão sufocante foi a influência do marxismo sob o quadro dos professores, que terminou por fortalecer a dicotomia entre as ciências naturais e as ciências sociais nutrida na Alemanha nos primeiros anos do século XX. Certamente, houve uma continuidade entre as tendências sociológicas que vinham se consolidando no campo da Educação e no espaço conquistado, desta feita, principalmente no movimento renovador da Educação Física Escolar. Em particular, escapou praticamente aos olhos dos vários membros do movimento renovador, o não reconhecimento da inserção do pensamento social na medicina. Na verdade, a falta de consenso, em torno da natureza e dos valores da Educação Física Escolar entre os professores atuantes na escola, tem comprometimento quase por completo a crescente reivindicação de muitos estudiosos pela difusão do conhecimento da área da Atividade Física ou do Exercício Físico. Na verdade, escapou a todos os estudiosos do movimento renovador a diferença crucial exibida entre o “saber que” e o “saber como” e que se mostrou tão útil aos teóricos cognitivos da psicologia educacional. Assim, o trabalho foi estruturado inicialmente (Capítulo I) em torno de uma proposta naturalista para a Educação Física Escolar. O ponto importante é que no estado atual da evolução da espécie humana, muitos comportamentos desenvolvidos e transmitidos às novas gerações acabaram deixando bilhões de pessoas doentes. O capítulo II, denominado “As duas culturas do curso de licenciatura em Educação Física”, tem a pretensão de apresentar os aspectos fundamentais da cultura iluminista e romântica norteiam a formação do professorado de Educação Física Escolar. A cultura iluminista toma o ser humano como parte da natureza e dá muita importância a ciência. Principalmente porque acolhe a Tradição Crítica consolidada nas antigas cidades da Jônia. Quanto à cultura romântica, tornou-se lugar comum na segunda metade do século XVIII na Alemanha. Ao ver dos românticos, a questão mais importante está diretamente associada às ações adequadas ao viver bem ou emancipação do mundo atual. O capitulo III apresenta as implicações gerais dessas duas culturas para o tipo de homem que a Educação Física Escolar espera formar. Destacam-se aí as correntes teóricas da filosofia educacional que encabeçam a formação do licenciado em Educação Física. Devido ao retrato romântico pintado pelos autores do movimento renovador, a oportunidade de uma Educação Física Escolar naturalista foi perdida. Nas considerações finais procurou-se sintetizar prioritariamente o desenvolvimento progressivo da cultura iluminista e a mudança na missão da universidade em face da infiltração dos radicais de esquerda nos cursos identificados com as humanidades e as ciências sociais.

Palavras-chave: Atividade física. Duas culturas. Educação física escolar. Formação de professores. Iluminismo. Romantismo.

Downloads 352  352  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEL  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.