Educadores



Categoria: Ciências Teses Produções de Profissionais da Seed: Teses
Fazer Download agora!Atributos Químicos e Microbiológicos em Solo com Aplicação de Dejeto Líquido de Suínos sob Plantio Versão: PDF
Atualização:  30/10/2017
Descrição:
MATOS, Maria Aparecida de

O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos após 11 e 18 anos de aplicação de dejeto líquido de suínos (DLS) nos atributos químicos e microbiológicos de um LATOSSOLO Vermelho distroférrico, textura argilosa, manejado sob plantio convencional (PC) e sistema de plantio direto (SPD), em Palotina, PR, Brasil. Os tratamentos consistiram de aplicações de 0, 30, 60, 90 e 120 m3 de DLS ha-1 ano-1 (½ no inverno e ½ no verão), e dois sistemas de manejo (PC e SPD. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados em parcelas subdivididas e quatro repetições. No décimo primeiro ano de aplicações consecutivas de DLS, o solo foi amostrado em dezembro de 2007, nas camadas de 0-10 cm, 10-20 cm, 20-40 e 40-60 cm, 44 dias após a segunda aplicação anual de DLS, e após o cultivo de nabo forrageiro (Raphanus sativus L.). No décimo oitavo ano, o solo foi amostrado em outubro de 2014, nas camadas de 0-10 cm, 10-20 cm e 20-40 cm, após 113 dias da segunda aplicação anual de DLS. Após 11 anos, a aplicação das doses de DLS aumentou os teores de P nas camadas de 0-10 cm e 10-20 cm, e de Zn2+ na camada de 10-20 cm, e os teores de NO3- em todas as profundidades. O manejo do solo sob SPD altera o efeito das doses de dejeto de suínos, causando aumento dos teores de P principalmente na camada de 0-10 cm. A adição de DLS incrementa os teores de nitrato do solo, especialmente sob PC na profundidade de 10-20 cm. O SPD aumenta os teores de P a 0-10 e 10-20 cm, e C orgânico total a 10-20 cm, enquanto que o PC aumenta os teores de NO3 - na camada de 10-20 cm. Após 11 anos, o sistema de plantio direto aumenta o carbono da biomassa microbiana (CBM) e a relação CBM/COT das camadas de 0-10 cm e 10-20 cm do solo. O manejo do solo não influencia a densidade de bactérias heterotróficas, fungos, microrganismos oxidantes do nitrito e amonificadores em todas as profundidades, não havendo interação entre manejo do solo e doses de DLS para essas variáveis. Não houve efeito da aplicação de DLS e o acúmulo de Zn2+ na biomassa microbiana, densidade de bactérias, de fungos, microrganismos oxidantes de nitrito e amonificadores em todas as profundidades. As análises conjuntas de componentes principais e de agrupamentos dos atributos químicos e microbiológicos mostram expressiva discriminação entre os manejos sob PC e SPD e doses de DLS, principalmente a 0- 10 cm e 10-20 cm de profundidade. Os atributos mais responsivos ao manejo do solo foram os teores de NO3-, Zn2+, P, NH4+, MO, o CBM e a relação CBM/COT. Após 18 anos, o SPD aumentou os teores de nutrientes, principalmente P, Zn2+, Mn2+, NH4+ na camada de 0-10 cm, e Cu2+ e Mn2+ na camada de 10-20 cm. As aplicações de DLS, independente do manejo do solo, aumentaram linearmente os teores de P, C, MO, Mg2+, Cu2+, Zn2+, Mn2+, Na+ NO3- e a condutividade elétrica na profundidade de 0-10 cm, e esses efeitos decresceram com o aumento da profundidade. Os efeitos da aplicação de DLS sobre os atributos químicos do solo dependem do manejo, e diferem em profundidade. Em todas as profundidades, a aplicação de DLS, quando associado ao PC, aumenta os teores de P, Cu2+ e a condutividade elétrica, enquanto o SPD aumenta os teores de P, Mg2+, Zn2+ e condutividade elétrica. As concentrações de Cu2+ e Zn2+ nos dois sistemas ficaram abaixo dos valores críticos estabelecidos pelo CONAMA (2009). O SPD aumenta o CBM, NBM e as atividades enzimáticas β-glucosidase, desidrogenase, fosfatase alcalina, celulase, arilsulfatase e urease do solo na camada de 0-10 cm, enquanto que na camada de a 10-20 cm houve incrementos na atividade β-glucosidase e desidrogenase. A aplicação de DLS aumenta a biomassa microbiana e as atividades enzimáticas fosfatase ácida e β-glucosidase na camada de 0-10 cm. No PC, o DLS aumenta a atividade da β-glucosidase, enquanto que no SPD aumenta a biomassa microbiana do solo. Em geral, SPD e a aplicação de DLS melhoram a fertilidade, a biomassa microbiana e atividades enzimáticas do solo. Após 18 anos, a aplicação de DLS não alterou a diversidade e a riqueza da comunidade bacteriana do solo, mas houve mudanças na sua estrutura. Os principais filos bacterianos encontrados no solo avaliado foram: Acidobacteria, Proteobacteria, Verrucomicrobia, Bacteroidetes, Firmicutes e Actinobacteria. A aplicação de DLS aumenta os grupos bacterianos dos filos Verrucomicrobia, Planctomycetes, bactérias não classificadas, Gemmatimonadetes e Firmicutes e reduz os filos TM7, Acidobacteria, proteobacteria, WPS-2 e Bacteriodetes no solo.

Palavras-chave: Biomassa microbiana. Diversidade. Enzimas do solo. Fósforo.
Nitrato. Zinco.

Downloads 31  31  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEL  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.