Educadores

Ínicio : Geografia : Artigos : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Notas (Do pior para o melhor avaliado)

Categoria: Geografia Artigos
Fazer Download agora!Espaço e gênero na compreensão do processo saúde-doença da mulher brasileira Popular Versão: pdf
Atualização:  4/9/2013
Descrição:
FONSECA, Rosa Maria Godoy Serpa da Fonseca

Trata-se de um ensaio onde é abordada a questão da determinação social do processo saúde-doença da mulher (através da sua inserção em classes sociais e da condição de gênero), articulada à noção de espaço social e historicamente construído, dada pela geografia crítica. As reflexões são ilustradas com dados de um estudo sobre determinação social do perfil reprodutivo de mulheres atendidas em unidades básicas de saúde de um município da Região Metropolitana de são Paulo.

Palavras-chave: Gênero. Mulher. Processo Saúde-Doença. Geografia crítica. Espaço.

Downloads 1027  1027  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Artigos
Fazer Download agora!Mangue, homens e caranguejos em Josué de Castro: significados e ressonâncias Popular Versão: pdf
Atualização:  4/9/2013
Descrição:
VITTE, Antonio Carlos e SILVEIRA, Roberison Wittgenstein Dias da

Discute a formação dos conceitos de natureza, espaço e morfologia na obra de Alexander von Humboldt e seus impactos na formação da geografia física moderna. Influenciado pelas reflexões de Kant, em Crítica do juízo e pelos trabalhos de Goethe e Schelling, Humboldt desenvolveu nova interpretação e representação para a natureza na superfície da Terra, em que o conceito de espacialidade é fundamental para a explicação dos fenômenos da natureza. A geografia física moderna estrutura-se a partir de complexo cruzamento de influências estéticas e instrumentais desenvolvidas por Humboldt, nas quais o princípio da conexão é importante para a invenção artística e científica do conceito de paisagem geográfica.

Palavras-chave: Alexander Von Humboldt (1769-1859). Filosofia kantiana. Goethe. Morfologia. Geografia física.

Downloads 726  726  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFBA - Universidade Federal da Bahia  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Artigos
Fazer Download agora!O atraso tecnológico da América Latina como decorrência de aspectos geográficos e de fatores microec Popular Versão: pdf
Atualização:  4/9/2013
Descrição:
FELDMANN, Paulo Roberto

O presente artigo trata da relação entre as condições geográficas de uma determinada região e o surgimento de inovações, com o objetivo de analisar as causas para o atraso da América Latina nas questões referentes ao desenvolvimento tecnológico. O texto aborda o problema olhando para as maiores empresas da região, discutindo qual a explicação para o fato de estas raramente estarem nos setores classificados como de alta tecnologia. Para buscar essa explicação, o artigo percorre vários autores que se debruçaram sobre o tema detendo-se, principalmente, naqueles que fizeram comparações com outras regiões do globo, mormente os países asiáticos, tendo em vista caracterizar os aspectos geográficos decisivos para a ocorrência de inovações. O resultado é altamente preocupante, pois são raras as empresas da América Latina que conseguem projeção mundial e as mesmas, quase sempre, fazem parte de setores da economia de conteúdo tecnológico muito baixo.

Palavras-chave: Geografia. Inovação. América latina. Ambiente empresarial. Atraso tecnológico.

Downloads 826  826  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Artigos
Fazer Download agora!Considerações sobre os conceitos de natureza, espaço e morfologia em Alexander von Humboldt e a gêne Popular Versão: pdf
Atualização:  4/9/2013
Descrição:
VITTE, Antonio Carlos e SILVEIRA, Roberison Wittgenstein Dias da

Discute a formação dos conceitos de natureza, espaço e morfologia na obra de Alexander von Humboldt e seus impactos na formação da geografia física moderna. Influenciado pelas reflexões de Kant em Crítica do juízo e pelos trabalhos de Goethe e Schelling, Humboldt desenvolveu nova interpretação e representação para a natureza na superfície da Terra, em que o conceito de espacialidade é fundamental para a explicação dos fenômenos da natureza. A geografia física moderna estrutura-se a partir de complexo cruzamento de influências estéticas e instrumentais desenvolvidas por Humboldt, nas quais o princípio da conexão é importante para a invenção artística e científica do conceito de paisagem geográfica.

Palavras-chave: Alexander Von Humboldt (1769-1859). Filosofia Kantiana. Goethe. Morfologia. Geografia física.

Downloads 731  731  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicamp - Universdade Estadual de Campinas  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Artigos
Fazer Download agora!Geografia, história e ecologia: criando pontes para a interpretação da paisagem  Popular Versão: pdf
Atualização:  2/5/2013
Descrição:
SOLORZANO, Alexandro; OLIVEIRA, Rogério Ribeiro de e GUEDES-BRUNI, Rejan Rodrigues

O artigo apresenta uma revisão analítica dos conceitos e limites de abrangência da História Ambiental comparada à Ecologia Histórica. Para tanto, foram discutidas e avaliadas as influências e raízes fundadoras, bem como a incorporação de conceitos de diferentes disciplinas de outras áreas do conhecimento, como Antropologia, História, Geografia, Arqueologia, Etnobiologia, etc. Conceitos tais como paisagem, território (paleoterritório), escalas (espacial e temporal), e região constituem os seus elementos norteadores, em maior ou menor grau de importância. Objetiva-se com esta abordagem a compreensão da História Ambiental e da Ecologia Histórica, além de identificar os conceitos unificadores, em cujo contexto a Geografia destaca-se como a área do conhecimento habilitada a integrar as disciplinas que buscam analisar as relações entre os seres humanos e o seu espaço físico.

Palavras-chave: História Ambiental. Ecologia Histórica. Geografia. Paisagem. Dicotomia ser humano-natureza.

Downloads 389  389  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Artigos
Fazer Download agora!Vulnerabilidade do lugar vs. vulnerabilidade sociodemográfica: implicações metodológicas de uma velh Popular Versão: pdf
Atualização:  4/9/2013
Descrição:
MARANDOLA JR., Eduardo e HOGAN, Daniel Joseph

A pergunta "vulnerabilidade a que?" é primária nos estudos sobre riscos e perigos. Nos estudos populacionais, essa pergunta se direciona a grupos demográficos que estão sujeitos a determinados perigos, que podem estar relacionados às características da dinâmica demográfica ou à sua situação socioeconômica, ligadas ao ciclo vital, à estrutura familiar ou às características migratórias do grupo. O campo de população e ambiente acrescentou a dimensão espacial à problemática, considerando a posição e a situação (relacionais e relativas) componentes dos elementos que produzem perigos ou que fornecem condições de enfrentá-los. Notam-se, de um lado, a influência de uma abordagem ecológica, que entende o meio como um conjunto físico-social que influencia e é influenciado pela população, e, de outro, a presença de postulados materialistas, que concebe a relação sociedade-natureza como um devir histórico-social que se pauta pela produção contraditória e desigual do espaço e da sociedade. Em ambientes fortemente modificados pelo homem, como as grandes cidades, a matriz causal de riscos e de elementos que podem interferir na vulnerabilidade é consideravelmente maior, tornando difícil apreender relações de causalidade entre determinados perigos e certas características do grupo demográfico. Em vista disso, olhar para os perigos e para a vulnerabilidade do lugar é uma estratégia que permite, em microescala, captar os elementos que interferem na produção, aceitação e mitigação dos riscos. A dimensão ecológica é re-significada ao incorporar a dimensão existencial e fenomênica do lugar, entendendo os grupos demográficos em sua relação de envolvimento e pertencimento ao seu espaço vivido. A partir de uma série de trabalhos empíricos desenvolvidos nos últimos anos, este artigo reflete sobre as possibilidades dessa perspectiva teórico-metodológica, que utiliza uma prática qualitativa de campo e uma orientação geográfica na construção de um diálogo mais estreito entre Geografia e os estudos populacionais, a partir do campo População e Ambiente.

Palavras-chave: Riscos. Cidade. Espaço. Metodologias qualitativas. Geografia da população.

Downloads 395  395  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Artigos
Fazer Download agora!Análise da variação dos elementos do campo de gravidade na região do Aquífero Guarani a partir dos d Popular Versão: pdf
Atualização:  4/9/2013
Descrição:
BOMFIM, Everton Pereira; MOLINA, Eder Cassola

Este trabalho visa estimar e analisar a variação dos elementos do campo de gravidade na região do Aquífero Guarani em um período de dois anos e três meses - abril de 2002 a julho de 2004 - usando os dados da missão GRACE. Esta variação engloba todas as mudanças de gravidade que são causadas por variações na distribuição de massa da superfície da Terra e pela deformação da Terra Sólida em resposta a estas variações de massa, estimadas pelos coeficientes de Stokes fornecidos pela missão GRACE. As soluções foram obtidas somente a partir de perturbações de órbita de satélites independentemente de dados de gravidade na superfície oceânica e continental. As soluções mensais do campo gravitacional da Terra fornecidas pela missão GRACE, considerando o grau e a ordem máximos de expansão dos elementos do campo de gravidade em harmônicos esféricos de 150 (fevereiro de 2003 a julho de 2004) e 120 (abril, agosto e novembro de 2002), foram processadas e forneceram valores de altura geoidal e anomalia ar-livre para cada conjunto destas soluções mensais, juntamente com os erros associados. Uma inversão linear 3-D da altura geoidal residual foi realizada para obter a distribuição de densidades tridimensional associada a estas variações, verificando-se assim a viabilidade do uso dos dados do GRACE na investigação da variação das massas de água no Aquífero Guarani. A partir da anomalia ar-livre e dos dados de um modelo topográfico digital da região obteve-se também a anomalia Bouguer em um perfil representativo do aquífero, a fim de estimar a correspondente variação da massa de água na região analisada.

Palavras-chave: Aquífero Guarani. Geopotencial. Geoide. Satélites GRACE. Harmônicos Esféricos. Inversão Linear.

Downloads 432  432  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma USP - Universidade de São Paulo  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Artigos
Fazer Download agora!Compartimentação estrutural e conectividade dos sistemas aquíferos Caiuá e Serra Geral no Noroeste d Popular Versão: pdf
Atualização:  2/5/2013
Descrição:
BETTU, Daniel Fabian; FERREIRA, Francisco José Fonseca; SALAMUNI, Eduardo; FERNANDES, Luiz Alberto

No noroeste do estado do Paraná os arenitos eólicos do Grupo Caiuá (Bacia Bauru - Cretáceo Superior) estão dispostos sobre basaltos da Formação Serra Geral (Grupo São Bento - Cretáceo Inferior da Bacia do Paraná). Ambos constituem importantes sistemas aquíferos. Apesar da permo-porosidade dos basaltos ser do tipo fissural, diferente dos arenitos onde é granular, a porção superior do Sistema Aquífero Serra Geral (SASG) apresenta-se livre, em conjunto com o Sistema Aquífero Caiuá (SAC). O contraste de susceptibilidade magnética entre os basaltos e os arenitos possibilitou o emprego de dados aeromagnéticos para delinear as estruturas mais proeminentes do embasamento dos arenitos. A análise de superfície dos arenitos consistiu na interpretação morfoestrutural a partir da rede de drenagem, modelo digital de elevação (MDE) e imagens Landsat 7/ETM+. A comparação entre os dois níveis de investigação revelou a coincidência de algumas estruturas mapeadas, resultando em um arcabouço estrutural comum ao SAC e ao SASG. Mapas de sólidos totais dissolvidos (STD) e do conteúdo catiônico das águas de poços produtores completados no SAC, indicaram zonas com características hidroquímicas do SASG em seu interior, denotando a conectividade hidráulica dos dois sistemas aquíferos. A superposição do arcabouço estrutural integrado aos mapas hidrogeológicos (vazão, capacidade específica e hidroquímicos), revelou que grandes estruturas, frequentemente, exercem influência na compartimentação hidrogeológica da região.

Palavras-chave: Grupo Caiuá (Bacia Bauru). Formação Serra Geral (Bacia do Paraná). Método Magnético. Hidrogeologia. Geologia Estrutural.

Downloads 388  388  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Artigos
Fazer Download agora!Geografia política e gestão internacional dos recursos naturais Popular Versão: pdf
Atualização:  4/9/2013
Descrição:
RIBEIRO, Wagner Costa

Combinar ideias de autores clássicos da Geografia Política com autores contemporâneos permite analisar temas ambientais em uma escala internacional. Para regular os diversos interesses em jogo, foram criadas convenções internacionais sobre o ambiente, que oferecem novas formas de intercâmbio, comércio e cooperação entre países. Mas a assimetria das relações entre as partes aponta para a necessidade de discutir soberania, sustentabilidade e segurança ambiental, conceitos centrais que sustentam a ordem ambiental internacional, o conjunto de acordos multilaterais sobre o ambiente. Por isso, é fundamental analisar as matrizes teóricas dos conceitos citados combinados com convenções internacionais elaboradas em reuniões de Cúpula, como as de Estocolmo, do Rio de Janeiro e a de Joanesburgo, para reforçar o diálogo na resolução de problemas internacionais.

Palavras-chave: Geografia política. Ambiente. Convenções internacionais sobre o ambiente. Sustentabilidade. Segurança ambiental. Soberania.

Downloads 376  376  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Geografia Artigos
Fazer Download agora!A Geografia histórico-cultural da Escola de Berkeley – um precursor ao surgimento da História Ambien Popular Versão: pdf
Atualização:  4/9/2013
Descrição:
MATHEWSON, Kent; SEEMANN, Jörn

No decorrer das últimas três décadas, a história ambiental se tornou um subcampo reconhecido com seus próprios clássicos, um grande número de monografias notáveis, um fluxo contínuo de artigos publicados e mais do que mil pesquisadores ativos em vários continentes, incluindo uma comunidade crescente na América Latina. Um olhar para além dos limites disciplinares da história mostra que há também outras tradições que se enquadram perfeitamente na temática. A geografia histórico-cultural da Escola de Berkeley sob a égide de Carl Sauer talvez seja uma dessas perspectivas alternativas conhecidas. Muitos estudos de Sauer, seus alunos e colaboradores podem ser considerados pesquisas em história ambiental; muitas delas se baseiam em matérias sobre a América Latina. Neste artigo, procuramos traçar o desenvolvimento dessa corrente alternativa para a história ambiental que se iniciou com a tese de doutoramento de Carl Sauer em 1915 e se consolidou nos anos 50, tendo sua continuidade no presente através dos trabalhos de diversos geógrafos.

Palavras-chave: Carl Sauer. Escola de Berkeley. Abordagem histórico-cultural.

Downloads 1144  1144  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 5 6 7 8 9 (10) 11 12 13 14 15 16 »