Educadores

Ínicio : Ensino Religioso : Artigos : 

santo daime (0)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Data (novos listados primeiro)

Categoria: Ensino Religioso Artigos
Fazer Download agora!A presença do demônio nos Fioretti de São Francisco de Assis Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
JUDAR, Vandergleison

A figura do mal sempre esteve presente em diversas culturas. No que se refere ao ambiente cristão, não é diferente. Neste, o mal se apresenta na imagem do demônio, reconhecido através de seu nome pessoal Lúcifer ou ainda o mais popular Diabo. A idéia de um ser maléfico assumindo uma personalidade foi uma imagem forjada ao longo da história desde a antigüidade. Percebemos isto, através das várias influências de diversas culturas como a babilônica, por exemplo, sobre o judaísmo. Como o judaísmo é a religião de onde o cristianismo surge, tais influências são também absorvidas por ele, deste modo, o mal será redimensionado tornando-se uma figura real, personificada, tão presente quanto o próprio Deus. Os séculos que separam a Antigüidade da Idade Média serviram para fortificar ainda mais a imagem deste ser tão temido e tão odiado. Pouca ênfase a igreja primitiva deu ao Diabo, contudo na Idade Média, precisamente séculos XI-XII, lhe é dado mias espaço, ocupando o rico imaginário do período. Então, durante a Idade Média, a imagem do demônio causava medo, trazia todos os tormentos e tentações, apoiado pelos seus subalternos para desviar os fiéis dos caminhos do Senhor. Por isso, durante este momento da história, o Diabo foi muito aproveitado pela própria Igreja, que através do medo buscava a salvação de seus fiéis. Sendo assim, buscaremos compreender em uma fonte do período, precisamente do século XIV, denominada os Fioretti de São Francisco de Assis, a imagem do demônio, na qual o “inimigo” é visto em consonância com a realidade sócio-cultural, rico em toda representação que o mal possui naquele momento. No entanto, percebemos um diferencial encontrado no texto, que nos apresenta um curioso aspecto sobre o qual iremos nos debruçar um pouco mais.

Downloads 3058  3058  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEM  Site http://www.dhi.uem.br/gtreligiao/st13.html
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Artigos
Fazer Download agora!A Questão das Seitas na França: Vitalidade Religiosa de uma Mitologia Científica? Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
RODOLPHO, Adriane Luisa

Este artigo pretende destacar alguns pontos relevantes para a discussão sobre os caminhos heurísticos da análise do campo religioso na França. O fato de ser uma antropóloga brasileira levou-me à construção de um olhar específico sobre esse campo, identificando o problema social das seitas enquanto parte de uma tradição de longa data que discute o lugar dos grupos minoritários de crença no campo religioso francês.

Palavras-chave: Teoria antropológica. Etnografia. Religião. Seita.

Downloads 719  719  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma REVER  Site http://www.pucsp.br/rever/rv4_2007/t_rodolpho.htm
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Artigos
Fazer Download agora!A prática caritativa ontem e hoje: a que se destina? Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
SILVA, Claudia Neves da

A partir dessa concepção cristã de caridade, decidimos elaborar um texto no qual pudesse apresentar como e porque este valor cristão foi incentivado pelas diferentes religiões e os efeitos desta prática na população carente de bens materiais. No entanto, quando percorremos a produção historiográfica voltada para a caridade, pouco é encontrado. Por este motivo, não nos detivemos apenas em um historiador, mas procuramos ousadamente, construir, de forma breve e com várias lacunas, a trajetória história da prática caritativa.

Downloads 477  477  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEM  Site http://www.dhi.uem.br/gtreligiao/st8.html
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Artigos
Fazer Download agora!A Presença da Deusa na Umbanda e Sua Relação com a Hospitalidade Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
FRIEDERICKS, Liliane Provenzano

A Deusa, símbolo do sagrado feminino, sempre esteve presente nos cultos e representações religiosas da humanidade, pois está relacionada à figura da mãe, tanto no aspecto micro-físico de doadora da vida individual, como no aspecto macro-espiritual, enquanto doadora da vida universal e nesse caso, denominada de Grande Mãe.

Downloads 690  690  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma ABHR  Site http://www.abhr.org.br/?page_id=57
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Artigos
Fazer Download agora!A parábola migrou pro poema: o bom samaritano em “Um cadáver de poeta”, de Álvares de Azevedo Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
BELÚZIO, Rafael Fava

Com este trabalho proponho uma leitura do poema “Um cadáver de poeta” – presente na “Segunda parte” da Lira dos vinte anos (1852), de Álvares de Azevedo – em especial no que diz respeito à migração da parábola do bom samaritano para a fatura do poema analisado, quer dizer, verificarei em que medida o texto bíblico – fator externo – fora internalizado em “Um cadáver de poeta”.

Downloads 1284  1284  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma ABHR  Site http://www.abhr.org.br/?page_id=57
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Artigos
Fazer Download agora!A permanência da força criativa da linguagem ritual na pós-modernidade: “Exu agodô... o sangue eu te Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
PRATES, Admilson Eustáquio

Este texto é resultado do trabalho de campo realizado em uma casa de culto afro-sertanejo que toca Quimbanda, Umbanda e Candomblé de nação Angola, Roça Gongobira Ungunzo Mochicongo, na cidade de Montes Claros/MG. A pesquisa de campo, neste terreiro, concentrou sua atenção em compreender o imaginário de Exu a partir dos adeptos dos rituais de Quimbanda, utilizando como fontes às lendas e as cantigas de Exu e Pombagira.

Downloads 535  535  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEM  Site http://www.dhi.uem.br/gtreligiao/st4.html
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Artigos
Fazer Download agora!A possessão como expressão da voz subalterna: o caso da umbanda Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
BARROS, Sulivan Charles

O que caracteriza uma religião seja ela qual for, é o estabelecimento de um contato entre o mundo profano dos homens e o mundo do sagrado, o dos deuses. Mas se na maior parte das religiões ocidentais é o homem que, com dificuldade, por meio de um esforço geral e penoso se eleva até Deus, em outras religiões ditas “ritualísticas”, são as divindades que “descem” e vem por momentos habitar o corpo de seus fiéis.

Downloads 554  554  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEM  Site http://www.dhi.uem.br/gtreligiao/st8.html
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Artigos
Fazer Download agora!A Linguagem do Corpo na Devoção Popular do Catolicismo Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
PEREIRA, José Carlos

O presente texto aborda a linguagem do corpo no catolicismo popular partindo da análise de uma categoria de devoção que se utiliza muito de expressões corporais para manifestar a fé: a devoção sacrificial. Entende-se aqui por devoção sacrificial a devoção ao Cristo sofredor. É uma devoção que requer que o fiel estabeleça uma relação de imitação do sacrifício da divindade. Essa imitação acontece a partir de atos de auto-flagelação do corpo como forma de comunicação com o sagrado. Relação que o autor, utilizando um conceito de René Girard, classifica de "mimesis sacrificial". Práticas sacrificiais que têm como objetivo implícito apaziguar o sofrimento, comum aos devotos do Cristo sofredor. Procura-se fazer, num primeiro momento, uma distinção entre devoção popular e espiritualidade. Em seguida aborda-se o conceito de sacrifício, sua utilização como linguagem do corpo nesta devoção, classificada aqui como categoria. Nesta devoção o corpo é visto como locus de manifestação teológica e expressa uma linguagem simbólica que comunica com o sagrado.

Downloads 584  584  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma REVER  Site http://www.pucsp.br/rever/rv3_2003/t_pereira.htm
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Artigos
Fazer Download agora!A leitura do Budismo na obra de Dalila Pereira da Costa Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
LOPO, Rui

Dalila Pereira da Costa identifica na tradição cultural portuguesa uma predestinação teleológica ecuménica que seria visível principalmente na acção e obra dos poetas e pensadores da Renascença Portuguesa. Refletindo, sobretudo, a partir do Cristianismo, estes autores teriam previsto, antecipado e proposto uma transformação histórica no sentido de um universalismo real por vir.

Downloads 595  595  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Ulusofona  Site http://cienciareligioes.ulusofona.pt/revista_ciencia%20das%20religioes_parteI.htm
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Artigos
Fazer Download agora!A lavagem das escadarias do nosso senhor do Bonfim da Bahia: identidade e memória no final dos oitoc Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
MENDES, Érika do Nascimento Pinheiro Mendes

Objetiva-se neste texto analisar a importância da lavagem das escadarias da Igreja de Nosso Senhor do Bonfim, o significado dessa comemoração como um lugar de memória e a relevância dessa para a elaboração e reelaboração de identidades, no final do século XIX. Nosso enfoque será centrado na parcela da sociedade baiana composta por africanos e afro-descendentes. A lavagem é um momento de festejo religioso popular envolvendo várias camadas da sociedade baiana e de presença marcante de africanos e seus descendentes.

Downloads 489  489  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEM  Site http://www.dhi.uem.br/gtreligiao/st1.html
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 (31) 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 »