Educadores

Ínicio : Ensino Religioso : Artigos : 

santo daime (0)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Data (novos listados primeiro)

Categoria: Ensino Religioso Artigos
Fazer Download agora!O sagrado e a religião Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
GIL FILHO, S. F.

O sagrado e o profano seriam duas modalidades de existência assumidas pelo homem em sua história. São maneiras de ser no mundo e no cosmos. A referência do sagrado posiciona o homem diante de sua própria existência. De modo abrangente, a reflexão sobre o sagrado interessa tanto às ciências humanas como à filosofia.

Downloads 55911  55911  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma NUPPER  Site http://www.geografia.ufpr.br/geografiadareligiao/artigos.htm
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Artigos
Fazer Download agora!O reino de Deus na ALBA: IURD e o legislativo baiano (1991-2002) Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
SANTOS, Adriana Martins dos

A Igreja Universal é um grupo religioso de origem pentecostal criado em 1977, na cidade do Rio de Janeiro, por Edir Macedo, Romildo Ribeiro Soares e Roberto Augusto Lopes, que chegou à Bahia em 1980, dentro de um quadro de expansão no Brasil gradativo, mas realizado em pouco tempo. A Igreja Universal do Reino Deus (IURD) foi fundada na Bahia no subsolo de um prédio localizado na Rua do Tijolo (Centro Histórico da cidade), numa área conhecida por abrigar o “baixo meretrício”.

Palavras-chave: Igreja Universal. Política de Cristo. Bahia.

Downloads 1278  1278  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma ABHR  Site http://www.abhr.org.br/?page_id=57
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Artigos
Fazer Download agora!O Retorno do Mito: Implicações para os Estudos em História das Religiões e Religiosidades Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
MENEZES, Jonathan

A religiosidade está na matriz da existência humana. Desde os tempos e lugares sacralizados às mais abjetas instâncias de profanação, o ser humano não se separa de sua supra-existência, de sua faceta (por mais oculta ou rechaçada que seja em alguns) mística e transcendente. E a história se faz a partir das temporalidades e dos homens (sagrados ou profanos): “é a ciência dos homens no tempo”, conforme a célebre frase de Marc Bloch. 1 É precisamente isso que distingue o saber histórico de outros saberes, como observa Eduardo Basto de Albuquerque, isto é: “sua postura de ancorar-se no tempo como fundamento de onde partem todas as suas análises. Sem o tempo não há historiador. Breve ou curto e longo ou muito longo, sempre o tempo é a base na qual todo historiador se finca para realizar suas análises”2, embora, acrescento, não deva admitir ser escravizado por uma tirania, seja em relação ao passado ou até mesmo ao presente. Presente e passado se interpenetram na linguagem de Bloch.

Downloads 1199  1199  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma ABHR  Site http://www.abhr.org.br/?page_id=57
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Artigos
Fazer Download agora!O Sagrado como foco de fenômeno religioso Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
FILHO, Gil S. F.

O sagrado e o profano seriam dois universos da existência assumidas pelo homem em sua história. São maneiras de ser no mundo e no cosmos. A referência do sagrado posiciona o homem diante de sua própria existência. De modo abrangente, a reflexão sobre o sagrado interessa tanto às ciências humanas como à filosofia e a religião.

Downloads 4857  4857  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma GPER  Site http://www.gper.com.br/er_artigos.php
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Artigos
Fazer Download agora!O problema das "seitas" - Opinião pública, o cientista e o Estado Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
SEIWERT, Hubert

Este artigo trata de controvérsia sobre cults e minorias religiosas no contexto Europeu. Em diversos países Europeus, seitas religiosas e cults são considerados um problema social sério e em alguns casos, como na França, Bélgica e Alemanha, comissões parlamentarias publicaram relatórios descrevendo os perigos causados pelo cults. Na primeira parte do artigo os processos que definem as minorias religiosas como um problema social são brevemente analisados. A segunda parte trata do papel de cientistas da religião como observadores e, ao mesmo tempo, participantes das controvérsias sobre cults. O artigo propõe que o estudo acadêmico da religião não pode se restringir ao papel de observador imparcial, pois os resultados da sua pesquisa são introduzidos no contexto da controvérsia pública. Cientistas da Religião podem ter a responsabilidade de contribuir para tal debate público, oferecendo informações empíricas e argumentos racionais que em muitos casos contradizem a percepção geral das minorias religiosas e de novos movimentos religiosos. Desse modo o estudo acadêmico da religião pode ajudar a identificar melhor os problemas existentes e contribuir para tomadas de decisão de formas mais racionais em um debate que geralmente é dominado por reações emocionais e ideológicas.

Downloads 501  501  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma REVER  Site http://www.pucsp.br/rever/rv2_2001/t_hubert.htm
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Artigos
Fazer Download agora!O Reformador espírita e o ciberespaço Popular Versão: pfd
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
PIRES, Mateus Ibanhi

Segunda a Federação Espírita Brasileira 1 o Espiritismo divulgado praticamente em toda a Europa no século XIX, chegou ao Brasil em 1865. Já de acordo com vários autores que estudam a doutrina, ela começa a figurar em solo brasileiro por volta da década de 60, do século XIX. A exemplo, Elaine Cristina Maldonado que defendeu recentemente seu trabalho de mestrado intitulado Machado de Assis e o Espiritismo: diálogos machadianos com a doutrina de Allan Kardec (1865-1896), no primeiro capítulo de sua tese analisa a primeira crônica de Machado de Assis em que o Espiritismo já se faz presente.

Downloads 513  513  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma ABHR  Site http://www.abhr.org.br/?page_id=57
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Artigos
Fazer Download agora!O Pentecostalismo Congregacionista no Brasil Popular Versão: PDF
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
SILVA, Janaína da

Busca-se neste artigo um estudo sobre o surgimento e desenvolvimento do pentecostalismo clássico, especificamente o caso da Congregação Cristã no Brasil (CCB), que apesar de pioneira na formação pentecostal no país, ao longo dos anos teve um desenvolvimento discreto se comparado com outras denominações. Nessa linha de pensamento o estudo sobre a questão da modernização dentro do movimento congregacionista, é importante para compreendermos suas formas de adaptação ou repulsão a modernidade, frente à diminuição de fiéis em especial os jovens, bem como eles se adaptam a doutrina da congregação e os atuais desafios que os membros enfrentam neste sentido.

Palavras-chave: Pentecostalismo. Congregacionismo. Doutrina.

Downloads 735  735  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma ABHR  Site http://www.abhr.org.br/?page_id=57
Avaliação: 10.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Artigos
Fazer Download agora!O Pentecostalismo nos Anos 40 Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
JUNIOR, Luis de Castro Campos

Neste trabalho buscamos discutir o desenvolvimento do pentecostalismo na sociedade brasileira levando em conta sua inserção a partir de 1910 quando Louis Francescon deu início ao movimento entre a comunidade italiana na capital paulista seguido mais tarde pelos missionários suecos Gunnar Vingren e Daniel Berg que fundaram a Assembléia de Deus em Belém do Pará. Torna-se importante destacar que até os anos 40 os grupos pentecostais estavam restritos a estes dois apresentados acima. Com a chegada da IEQ em 1946 começava um novo período também conhecido por “segunda onda” com a presença de missionários estrangeiros despertando movimentos autóctones como Igreja Pentecostal O Brasil Cristo e a Igreja Deus é Amor. A “terceira onda” ocorreu nos anos 70 e 80 dando início ao neopentecostalismo iurdiano e maior visibilidade para Romildo Soares. Grande parte dos estudos está circunscrita aos representantes pentecostais que mais se destacam aparecendo lacunas nas pesquisas sobre os anos 40 quando segundo Beatriz Muniz de Souza, surgem as “igrejas menores” como Avivamento Bíblico. Por fim cabe ressaltar que os primeiros estudos pioneiros foram desenvolvidos por sociólogos e antropólogos despertando a atenção de historiadores recentemente e abrindo novos horizontes para pesquisas enfocando a história das religiões.

Downloads 489  489  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma ABHR  Site http://www.abhr.org.br/?page_id=57
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Artigos
Fazer Download agora!O perfil dos terreiros de João Pessoa Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
BASTOS, Ivana Silva

O universo religioso afro-brasileiro é, ainda hoje, pouco conhecido pela maior parte das pessoas. Apesar disso, o imaginário que cerca o assunto é bastante controverso. O que percebemos na cidade de João Pessoa corresponde a essa constatação. Apesar da temática ser muito instigante, poucas são as pesquisas que envolvem as religiões como o candomblé e a umbanda. Em função disso, pouco se sabe sobre essas religiões na capital paraibana.

Downloads 2000  2000  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma ABHR  Site http://www.abhr.org.br/?page_id=57
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ensino Religioso Artigos
Fazer Download agora!O poder da inquisição e a inquisição como poder Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
SIQUEIRA, Sonia

Propõe-se encarar a Inquisição sob o ângulo do Poder: aquele que lhe deu nascimento e legitimidade, portanto o poder potencial, bem como o exercício desse poder na sociedade. Há, portanto, dois níveis de reflexões: o primeiro, ligado à gênese do Santo Ofício, numa específica atmosfera cultural que lhe dá a base teórico-jurídica do poder e da autoridade. O segundo, refere-se ao poder em ato e ao poder coercitivo, exercido em diferentes tempos-espaciais.

Downloads 451  451  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEM  Site http://www.dhi.uem.br/gtreligiao/artigo.html
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 (13) 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 »