Educadores

Ínicio : Ciências : Artigos : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Título (A a Z)

Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Abordagem de aspectos sociocientíficos em aulas de ciências: possibilidades de limitações Popular Versão: pdf
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos e MORTIMER, Eduardo Fleury

Neste artigo são apresentados resultados de pesquisa sobre a introdução de aspectos sociocientíficos (ASC) em sala de aula, com o propósito de identificar potencialidades e limitações desse processo e implicações para o currículo e para o processo de formação de professores. A pesquisa se constituiu em um estudo de caso, em que foram produzidos dados a partir de entrevistas, observações registradas em diário de campo e análise de aulas gravadas em vídeo. As aulas gravadas foram transcritas e interações discursivas de episódios de abordagem de ASC foram analisadas. A investigação teve como objetivos a identificação das estratégias e conteúdos explorados pela professora na abordagem de ASC e dos fatores que facilitaram e dificultaram a abordagem desses aspectos. O estudo foi conduzido em uma escola pública do ensino médio em que a professora adotava o livro didático Química na Sociedade. A análise dos dados evidenciou a importância da preparação do professor na condução de discussões de ASC. Há indicadores de que a abordagem de ASC potencializa o aumento de interações dialógicas em sala de aula e facilita a emergência de situações vivenciais dos alunos e a introdução de atitudes e valores em uma perspectiva humanística. O estudo demonstrou também a importância da adoção de estratégias que envolvam os alunos na discussão de ASC, como o uso de debates por meio de questões abertas e o uso de vídeos de temas sociocientíficos. Ao final, defende-se a introdução de ASC como elemento constitutivo dos currículos de ciências no sentido de seu objetivo de formação para a cidadania.

Palavras-chave: Aspecto sociocientífico. Educação científica humanística. Educação para cidadania. Análise de discurso. Formação de professores.

Downloads 342  342  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFRGS  Site http://www.if.ufrgs.br/ienci/artigos/Artigo_ID214/v14_n2_a2009.pdf
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Acolhimento no sistema municipal de saúde Popular Versão: pdf
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
SOLLA, Jorge José Santos Pereira

O artigo apresenta uma revisão sobre a proposta de 'acolhimento', sua conceituação e dimensões. Discute a incorporação desta proposta e sua relação com os modelos de atenção à saúde no Sistema Único de Saúde. A partir dos conceitos mais correntes sobre 'acolhimento', sistematizados neste texto, e das principais experiências de implantação desenvolvidas, propõe identificar três grandes âmbitos de incorporação desta proposta. Descreve a experiência desenvolvida no município de Vitória da Conquista, Bahia, particularmente o processo de implementação da proposta de 'acolhimento' nas unidades que compõem a rede de serviços de saúde, considerando as concepções sobre os modelos e as estratégias de mudança na organização da atenção à saúde no Sistema Único de Saúde.

Palavras-chave: Descentralização. SUS (BR). Serviços de saúde.

Downloads 555  555  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFBA  Site http://artigocientifico.uol.com.br/uploads/artc_1140706588_18.pdf
Avaliação: 9.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Adolescentes: conhecimentos sobre sexualidade antes e após a participação em oficinas de prevenção Popular Versão: PDF
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
CAMARGO, Elisana Ágatha Iakmiu; FERRARI, Rosângela Aparecida Pimenta.

Na adolescência, a vivência da sexualidade torna-se mais evidente. Muitas vezes, manifesta se através de práticas sexuais inseguras, podendo se tornar um problema devido à falta de informação, tabus ou mesmo pelo medo de assumi-la. O objetivo da pesquisa foi analisar o conhecimento dos adolescentes sobre sexualidade, métodos contraceptivos, gravidez, DST e aids, antes e após oficinas de prevenção. Participaram 117 adolescentes da 8a série de uma escola estadual de Londrina, Paraná. Foi utilizado um questionário (pré e pós-teste) para identificar a diferença do conhecimento dos adolescentes. Para a análise dos dados, usaram-se os testes quiquadrado e exato de Fischer. A faixa etária concentrou-se entre 14 e 16 anos. Os meninos iniciaram mais cedo suas atividades sexuais. Apenas 28,2% dos adolescentes no pré–teste sabiam do período fértil da menina; após as oficinas de prevenção, o conhecimento superou 55,8%. A aids foi a DST mais citada no pré-teste; no pós-teste, houve referência a outras doenças (41,1%). Os métodos contraceptivos mais conhecidos são o preservativo e a pílula. Não houve relevância estatística entre as respostas sobre atitudes de risco para transmissão de DST/aids. Conclui-se que há necessidade de trabalho sistemático, a médio e longo prazo, sobre sexualidade na escola para os adolescentes.

Palavras-chave: Adolescência. Sexualidade. Oficinas de prevenção.

Downloads 430  430  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Ciência & Saúde Coletiva, 14(3):937-946, 2009.  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Afinal, para que serve o rato? Popular Versão: pdf
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
BLAUTH, Patrícia R.

Essa curiosa pergunta me foi feita por um aluno da 5ª série em uma aula de ciências. Questões semelhantes – ‘Borboletas têm utilidade?”, “Pra que existe barata?”, “Baleia é tão importante?” – me revelam a maneira como a maioria das crianças das minhas classes via os animais.

Downloads 2443  2443  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Revista de Ensino de Ciências  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Alfabetização Científica no Contexto das Séries Iniciais Popular Versão: PDF
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
LORENZETTI, Leonir; DELIZOICOV, Demétrio.

A contribuição do ensino de Ciências Naturais nas Séries Iniciais do ensino fundamental para o processo de alfabetização dos alunos é analisada. Um resgate bibliográfico dos trabalhos desenvolvidos no Brasil, nas duas últimas décadas, sobre o assunto, bem como, daqueles produzidos em vários países e que giram em torno do tema alfabetização científica propiciaram o estabelecimento de uma compreensão para o processo de alfabetização científica a ser trabalhado nas Séries Iniciais. Enfatiza-se que a alfabetização científica é uma atividade vitalícia, sendo sistematizada no espaço escolar, mas transcendendo suas dimensões para os espaços educativos não formais, permeados pelas diferentes mídias e linguagens. É apresentada uma estrutura de programação na qual se destacam algumas iniciativas didáticometodológicas que, aliadas à apropriação do código escrito pelos alunos, podem contribuir ao processo de alfabetização científica que precisa ocorrer no âmbito da educação fundamental.

Palavras-chaves: Alfabetização científica. Ensino de ciências naturais. Educação em ciências.

Downloads 292  292  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma ENSAIO – Pesquisa em Educação em Ciênci a s V o l   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Alfabetização científica: pensando na aprendizagem de ciências nas séries iniciais através de ativid Popular Versão: PDF
Atualização:  2/3/2012
Descrição:
GADÉA, Sirlley Jackelline Silva; DORN Rejane Cristina.

Nesse trabalho, verificamos as possibilidades de ensino-aprendizagem dos significados de conceitos físicos para crianças das primeiras séries do Ensino Fundamental (1º e 2º ciclo), em ambientes formais e não formais de ensino, na cidade de Feira de Santana, BA. Nesse sentido, desenvolvemos atividades experimentais (“lúdicas”), criando situações que proporcionem a aprendizagem significativa e, portanto, a Alfabetização Científica. Procuramos identificar, através do estudo e interpretação de diálogos, desenhos e mini-textos espontâneos das crianças, as evidências necessárias à assimilação e compreensão dos conceitos físicos. Usamos processo da
descoberta e do interesse natural das crianças em manipular objetos, pois ao agir sobre um determinado objeto vê-se despertar na criança a curiosidade em saber a razão para os fenômenos observados nos experimentos, com o intuito de encorajá-los à estruturação de novos conhecimentos. Ao realizar atividades “lúdicas”, com uma visão construtivista da Ciência, estamos dando oportunidade às crianças de exercer suas habilidades e desenvolver sua capacidade crítica e reflexiva, pois o desenvolvimento das estruturas cognitivas é a base para que a criança possa construir os conceitos e entender os princípios de todas as áreas do conhecimento e não somente da Física.

Downloads 295  295  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Experiências em Ensino de Ciências – V6(1), pp. 11  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Alfabetização Científico-Tecnológica para quê? Popular Versão: pdf
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
Auler, Décio e Delizoicov, Demétrio

A Alfabetização Científico-Tecnológica (ACT), cada vez mais, tem sido postulada enquanto dimensão fundamental numa dinâmica social crescentemente relacionada ao desenvolvimento científico-tecnológico. Contudo, o rótulo ACT abarca um espectro bastante amplo de significados. Os objetivos balizadores são diversos e difusos. Neste trabalho, discute- se ACT segundo duas perspectivas, denominadas de reducionista e ampliada. A reducionista, em nossa análise, desconsidera a existência de construções subjacentes à produção do conhecimento científico-tecnológico, tal como aquela que leva a uma concepção de neutralidade da Ciência-Tecnologia. Relacionamos a esta compreensão de neutralidade os denominados mitos: superioridade do modelo de decisões tecnocráticas, perspectiva salvacionista da Ciência-Tecnologia e o determinismo tecnológico. A perspectiva ampliada, proposta neste trabalho, busca a compreensão das interações entre Ciência-Tecnologia-Sociedade (CTS), associando o ensino de conceitos à problematização desses mitos.

Palavras-chave: Alfabetização Científico-Tecnológica. Ciência-Tecnologia-Sociedade.

Downloads 359  359  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Revista Ensaio  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Alfabetização Científico-Tecnológica: Um Novo "Paradigma"? Popular Versão: pdf
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
Auler, Décio

Busca-se ampliar o debate sobre a denominada Alfabetização Científico-Tecnológica. Neste âmbito, postula-se a necessidade de superar o ensino meramente propedêutico, disciplinar. Discute-se, enquanto configuração curricular, a progressiva substituição da abordagem conceitual pela abordagem temática. Tal encaminhamento está alicerçado em pressupostos do educador brasileiro Paulo Freire, bem como do denominado movimento Ciência-Tecnologia-Sociedade.

Palavras-chave: Alfabetização científico-tecnológica. Abordagem conceitual. Abordagem temática.

Downloads 338  338  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Revista Ensaio  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Algo Aqui Não Cheira Bem... A Química do Mau Cheiro Popular Versão: PDF
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
SILVA, Vitor de Almeida; BENITE, Anna Maria Canavarro; SOARES, Márlon Herbert Flora Barbosa.

O presente trabalho busca explorar o universo dos odores como uma forma de oferecer aos professores de ciências uma nova maneira de contextualizar alguns temas da química, explorando, para isso, o sistema olfativo. Culturalmente, associamos o mau cheiro a situações que nos alertam perigo ou a fenômenos que exigem grande cautela. Geralmente essas sensações de estresse psicológico fazem com que o nosso cérebro memorize o odor que está associado a tais situações. Ao relembrar do odor, lembramo-nos do momento vivido e procuramos evitá-lo novamente. É exatamente esse processo de significância que o odor atribui a um momento de estresse ou perigo que o artigo explora que auxiliará na abordagem de conteúdos de ciências. Por meio do olfato, espera-se desenvolver melhor o campo dos modelos mentais pela sensação que o odor é capaz de provocar, desmistificando a ideia de que os experimentos visuais são o tipo que mais apresentam significância aos experimentos de ciências.

Palavras-chave: Mau cheiro. Sistema olfativo. Ensino de química.

Downloads 229  229  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Análise da Metodologia de Ensino de Ciências nas Escolas da Rede Municipal de Recife Popular Versão: pdf
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
LIMA, Kênio Erithon Cavalcante; VASCONCELOS, Simão Dias

O professor de Ciências enfrenta uma série de desafios para superar limitações metodológicas e conceituais de formação em seu cotidiano escolar. Este trabalho buscou conhecer as principais dificuldades e metodologias de ensino de Ciências da rede pública municipal do Recife.

Palavras-chave: Educação continuada. Escola pública. Perfil do educador. Avaliação. Recursos didáticos.

Downloads 1780  1780  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Set. 2006, v.14.   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 (4) 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 »