Educadores

Ínicio : Ciências : Artigos : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Notas (Do pior para o melhor avaliado)

Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Visualizando Ondas Eletromagnéticas Estacionárias (um experimento na cozinha de casa) Popular Versão: pdf
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
LABURÚ, Carlos Eduardo; OTA, Maria Inês Nobre; BASSO, Rodrigo Leonardo de Oliveira; ALMEIDA, Chrystie Jacob

Inserido numa proposta para o ensino médio de Física, aplicado à tecnologia contemporânea, este trabalho propõe um experimento caseiro para visualizar ondas eletromagnéticas estacionárias que se formam no interior da cavidade de um forno microondas. A ideia central é partir da motivação inicial dada por este experimento, quando se está estudando, por exemplo, o tópico “ondas”, na disciplina de Física, a fim de compreender-se o funcionamento deste eletrodoméstico caseiro que faz parte do cotidiano dos alunos.

Palavras-chave: Experimento caseiro. Ensino de Física. Ondas estacionárias. Microondas.

Downloads 1364  1364  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFSC  Site http://www.periodicos.ufsc.br/index.php/fisica/article/view/10002
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Um Olhar Sobre a Questão da Formação do Professor de Ciências-Condição Para a Prática Docente Eficaz Popular Versão: pdf
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
PICELLI, Zoraya Lúcia da Silva Dalossi

A complexidade do contexto em que se dá a educação e as múltiplas variáveis que nela interferem não podem ser desprezadas. Porém não se pode ignorar a nfluência significativa da prática do professor nesse processo. Da mesma forma é essencial considerar o perfil do professor como resultado de experiências vivenciadas ao longo de sua vida acadêmica, que inclui os cursos de formação docente, sejam eles de caráter inicial ou complementar, os chamados cursos de formação continuada, que também têm sido alvo frequente de críticas tanto por parte daqueles diretamente envolvidos, os professores, como por parte daqueles que investigam os problemas educacionais, os pesquisadores. Assim os resultados do processo ensino/aprendizagem que têm sido alcançados ao longo dos últimos anos, apontam que algo não está bem nas salas de aula. O objetivo do presente texto é analisar a formação docente considerada como um dos fatores determinantes na obtenção desses resultados. Faz algumas reflexões, também, de acordo com as leituras feitas para a construção deste (Alarcão, (2007); Carvalho e Gil-Pérez, 2001; Imbernón, 2006; Lorencini Júnior, 2000; Mizukami, 2002) e outros, sobre as possibilidades de reformulações tanto da formação inicial quanto da continuada. Aborda-se, portanto ao longo do texto, principalmente as características presentes na estrutura dos cursos de formação inicial e continuada, assim como as perspectivas para a reestruturação dos mesmos, como condição necessária para mudanças efetivas na prática em sala de aula e na obtenção de resultados melhores na aprendizagem dos alunos.

Palavras-chave: Formação docente. Formação ambiental. Pesquisa-ação. Ensino reflexivo.


Downloads 4098  4098  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEL  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!A Dimensão Estética Sobre as Florestas Tropicais no Ensino de Ecologia Popular Versão: pdf
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
SENICIATO, Tatiana Seniciato; CAVASSAN, Osmar Cavassan; CALDEIRA, Ana Maria de Andrade

O trabalho analisa a dimensão estética no ensino das florestas tropicais em disciplinas de ecologia. Utiliza-se da semiótica peirceana para revelar as relações de significação dos dados obtidos na pesquisa. A análise semiótica aponta que há um certo constrangimento em se considerar a dimensão estética das florestas tropicais na prática docente dos entrevistados, ao mesmo tempo em que prevalece a abordagem científica, embora todos os professores reconheçam a importância da dimensão estética e sua consequente implicação ética no ensino e na conservação dos ambientes naturais.

Palavras-chave: Ensino de Ecologia. Licenciatura em Ciências Biológicas. Dimensão estética. Formação de valores. Semiótica peirceana.

Downloads 509  509  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFRGS  Site http://www.if.ufrgs.br/ienci/main/artigos/openAbstract.php?idArtigo=213
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Abordagem de aspectos sociocientíficos em aulas de ciências: possibilidades de limitações Popular Versão: pdf
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos e MORTIMER, Eduardo Fleury

Neste artigo são apresentados resultados de pesquisa sobre a introdução de aspectos sociocientíficos (ASC) em sala de aula, com o propósito de identificar potencialidades e limitações desse processo e implicações para o currículo e para o processo de formação de professores. A pesquisa se constituiu em um estudo de caso, em que foram produzidos dados a partir de entrevistas, observações registradas em diário de campo e análise de aulas gravadas em vídeo. As aulas gravadas foram transcritas e interações discursivas de episódios de abordagem de ASC foram analisadas. A investigação teve como objetivos a identificação das estratégias e conteúdos explorados pela professora na abordagem de ASC e dos fatores que facilitaram e dificultaram a abordagem desses aspectos. O estudo foi conduzido em uma escola pública do ensino médio em que a professora adotava o livro didático Química na Sociedade. A análise dos dados evidenciou a importância da preparação do professor na condução de discussões de ASC. Há indicadores de que a abordagem de ASC potencializa o aumento de interações dialógicas em sala de aula e facilita a emergência de situações vivenciais dos alunos e a introdução de atitudes e valores em uma perspectiva humanística. O estudo demonstrou também a importância da adoção de estratégias que envolvam os alunos na discussão de ASC, como o uso de debates por meio de questões abertas e o uso de vídeos de temas sociocientíficos. Ao final, defende-se a introdução de ASC como elemento constitutivo dos currículos de ciências no sentido de seu objetivo de formação para a cidadania.

Palavras-chave: Aspecto sociocientífico. Educação científica humanística. Educação para cidadania. Análise de discurso. Formação de professores.

Downloads 473  473  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFRGS  Site http://www.if.ufrgs.br/ienci/artigos/Artigo_ID214/v14_n2_a2009.pdf
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Artesanato, Ciência e Educação Sócio-Ambiental Popular Versão: pdf
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
CARVALHO, Edna Aparecida Fantinelli de

O tema deste artigo, Artesanato, Ciência e Educação Sócio-ambiental, voltada ao ensino aprendizagem de Biologia, no Ensino Médio, está vinculado ao estudo da Educação Sócio-ambiental através de oficinas de artesanato com matérias-primas naturais, recicláveis e ecologicamente adequadas, conforme o Plano de Trabalho disponível no PDE. A abordagem escolhida integra Arte e Ciência em uma concepção da Educação Sócio-ambiental, partindo da reflexão sobre a atuação da espécie humana nos ambientes e que a busca por melhores condições de vida exigem responsabilidade no desenvolvimento das atividades. Retoma o conceito de artesanato e sua possibilidade utilizando-se os recursos disponíveis na natureza, sem o impacto predador. Reforça a importância do ensino de Biologia contextualizado, ao mesmo tempo em que envolve conteúdos curriculares do ensino médio que proporcionam ensinamentos de como viver em um mundo mais justo e ecologicamente equilibrado. Aprender a preparar e trançar fibras de bananeira, participando de oficinas de artesanato, é uma das atividades relatadas, tendo como produtos objetos como bolsa, cesto, cachepô, aparador de panela, entre outros.

Palavras-chave: Educação Sócio-Ambiental. Natureza. Bananeira. Artesanato.
Arte e Ciência.

Downloads 1900  1900  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!O Mestrado (profissional) em Ensino Popular Versão: pdf
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
MOREIRA, Marco Antonio

Neste trabalho, a partir da argumentação de que os mestrados acadêmicos atuais não atendem às necessidades dos professores, propõe-se a criação do mestrado profissional em ensino. Este mestrado será proporcionado a professores em exercício, com um currículo que contemple sua área específica de conhecimento e sua formação didático-pedagógica. Será oferecido por instituições qualificadas, com duração semelhante à dos mestrados acadêmicos e comissão de avaliação própria na Capes.

Palavras-chave: Mestrado Profissional. Mestrado em Ensino. Ensino de Ciências e Matemática.

Downloads 398  398  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma RBPG  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Alfabetização Científico-Tecnológica para quê? Popular Versão: pdf
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
Auler, Décio e Delizoicov, Demétrio

A Alfabetização Científico-Tecnológica (ACT), cada vez mais, tem sido postulada enquanto dimensão fundamental numa dinâmica social crescentemente relacionada ao desenvolvimento científico-tecnológico. Contudo, o rótulo ACT abarca um espectro bastante amplo de significados. Os objetivos balizadores são diversos e difusos. Neste trabalho, discute- se ACT segundo duas perspectivas, denominadas de reducionista e ampliada. A reducionista, em nossa análise, desconsidera a existência de construções subjacentes à produção do conhecimento científico-tecnológico, tal como aquela que leva a uma concepção de neutralidade da Ciência-Tecnologia. Relacionamos a esta compreensão de neutralidade os denominados mitos: superioridade do modelo de decisões tecnocráticas, perspectiva salvacionista da Ciência-Tecnologia e o determinismo tecnológico. A perspectiva ampliada, proposta neste trabalho, busca a compreensão das interações entre Ciência-Tecnologia-Sociedade (CTS), associando o ensino de conceitos à problematização desses mitos.

Palavras-chave: Alfabetização Científico-Tecnológica. Ciência-Tecnologia-Sociedade.

Downloads 483  483  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Revista Ensaio  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Alfabetização Científico-Tecnológica: Um Novo "Paradigma"? Popular Versão: pdf
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
Auler, Décio

Busca-se ampliar o debate sobre a denominada Alfabetização Científico-Tecnológica. Neste âmbito, postula-se a necessidade de superar o ensino meramente propedêutico, disciplinar. Discute-se, enquanto configuração curricular, a progressiva substituição da abordagem conceitual pela abordagem temática. Tal encaminhamento está alicerçado em pressupostos do educador brasileiro Paulo Freire, bem como do denominado movimento Ciência-Tecnologia-Sociedade.

Palavras-chave: Alfabetização científico-tecnológica. Abordagem conceitual. Abordagem temática.

Downloads 473  473  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Revista Ensaio  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Aspectos críticos do controle do dengue no Brasil Popular Versão: PDF
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
TAUIL, Pedro Luiz.

O dengue é hoje a principal doença re-emergente no mundo. Na ausência de uma vacina preventiva eficaz, de tratamento etiológico e quimioprofilaxia efetivos, o único elo vulnerável para reduzir a sua transmissão é o mosquito Aedes aegypti, seu principal vetor. As dificuldades de combater este mosquito, em grandes e médias cidades, são muitas. Há facilidades para sua proliferação e limitações para reduzir seus índices de infestação, geradas pela complexidade da vida urbana atual. Os objetivos do controle do dengue devem ser estabelecidos com base nos conhecimentos científicos e técnicos disponíveis. Assim, não sendo possível evitar casos de dengue em áreas infestadas pelo A. aegypti, é possível prevenir epidemias de grandes dimensões por meio do aprimoramento da vigilância epidemiológica, e é possível e factível reduzir a letalidade da doença, dos níveis atuais de 5 a 6% para cerca de 1% das formas graves. A elaboração e execução de planos estratégicos de organização da assistência aos casos suspeitos de dengue têm mostrado,tanto em outros países, como em algumas cidades brasileiras, ser um instrumento muito útil na redução da letalidade.

Palavras-chave Controle de vetores. Surto de doenças. Aedes. Dengue. Vigilância epidemiológica.

Downloads 488  488  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 18(3):867-871,  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Considerações sobre o aquecimento global antropogênico Popular Versão: pdf
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
MOLION, Luiz Carlos Baldicero

Segundo o IPCC, é muito provável que o incremento da temperatura média global seja devido ao aumento dos gases de efeito-estufa pelas atividades humanas, que supostamente elevaram a concentração de CO2 a 379 ppmv em 2005, ultrapassando seu limite natural, que seria de 300 ppmv. E, ainda, é muito provável que o aumento médio de temperatura, para a concentração de CO2 dobrada, estaria entre 2 e 4,5°C e que uma das conseqüências seria o aumento do nível do mar de até 0,6 metros. Neste artigo, discutiu-se criticamente a hipótese do aquecimento global antropogênico, demonstrando que ela carece de bases científicas sólidas, e que as projeções catastróficas elaboradas pelo IPCC foram baseadas em resultados de modelos de clima (MCG), cujas equações matemáticas não representam adequadamente os processos físicos que ocorrem na atmosfera, particularmente a cobertura de nuvens e o ciclo hidrológico. Ou seja, as projeções futuras dos MCG, resultantes de cenários hipotéticos, são meros exercícios acadêmicos, não confiáveis e, portanto, não utilizáveis para o planejamento das atividades humanas e o bem-estar social. Argumenta-se que a influência humana no clima global, se existir, seja muito pequena e impossível de ser detectada em face da grande variabilidade natural do clima. Considerando o passado recente, é muito provável que ocorra um resfriamento global nos próximos 20 anos ao invés de um aquecimento.

Palavras chave: Variabilidade climática. ODP. Modelos Climáticos

Artigo sugerido pela professora Maria Lucia Lopes

Downloads 499  499  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFAL  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 (13) 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 »