Educadores

Ínicio : Pedagogia : Dissertações : Produções de Profissionais da Seed: Dissertações : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Notas (Do melhor para o pior avaliado)

Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A educação rural no Brasil e no Paraná nos anos 50 e a materialização no curso normal regional de Gu Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
PALHANO, Isabel Castilho

A presente dissertação historiciza o período brasileiro do pós-guerra, contexto de reorganização mundial das grandes potencias capitalistas. Momento em que o discurso liberal da universalização dos direitos humanos apresenta a educação como uma das prioridades frente às exigências do mundo capitalista. No Brasil o discurso de modernização atribui à educação rural a responsabilidade de superação do atraso econômico, princípio que leva a criação de programas e cursos específicos para este meio. Neste contexto a referida pesquisa analisa as contradições presentes nas propostas de formação para professores rurais dos anos 50 por meio do pensamento curricular. Considerando um período histórico desde 1945 até 1964, evidencia, além das contradições do contexto educacional, também o econômico, político e social. Com ênfase na efetivação das políticas de Estado orientadas pelos organismos internacionais. Como que essas políticas se efetivaram em nível nacional, estadual e guarapuavano? Quais concepçôes filosóficase ideológica fundamentaram as reformas de ensino implementadas no Curso Normal Regional? Para responder essas indagações,além do referencial teórico,analisam-se documentos que orientaram as propostas dos cursos de formação de professores dos anos 50 em nível nacional, estadual; como também os diários de classe do Colégio Belém, em Guarapuava-PR; fragmentos de jornais da época; mensagens e relatórios de governadores. Evidencia-se que dentro do discurso modernizante o país assume o modelo político do nacional-desenvolvimentismo, gerando demandas por mudanças educacionais. No entanto, entre avanços e rupturas dessas mudanças explicita-se a contradição da coexistência de conteúdos da psicologia cognitivista e da pedagogia enciclopedista (verbal memorística), pois se privilegiam conteúdos escolanovista com metodologias conservadoras, portanto, são reflexos correspondentes aos ideais do pensamento pedagógico nacional e estadual que se efetiva em Guarapuava. Enquanto na educação rural, diante das contradições explicitadas, evidenciam-se elementos que se apresentam como instrumentos da luta da classe trabalhadora do campo, como a alfabetização e o surgimento de sindicatos. Mas, contraditoriamente o período do desenvolvimentismo redimensionou-se para um capitalismo dependente “centro-periferia” que tem acirrado a exploração e a precarização do trabalho enquanto produção humana.

Palavras-chave: Nacional-desenvolvimentismo. Educação rural. Curso normal regional. Pensamento curricular.

Downloads 855  855  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UNICENTRO  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Formação pedagógica continuada no ensino superior: uma experiência de intervenção Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
SARTORI, Glauber

A presente dissertação insere-e dentro da temática de formação pedagógica continuada no ensino superior e teve como problemática propor uma formação pedagógica continuada institucional em uma instituição pública de ensino superior do sudoeste do Paraná especializada na área tecnológica, que considerasse as características do seu corpo docente e a possível contribuição no processo de mudanças paradigmáticas na prática docente. Para tanto foi estabelecido como objetivo geral desenvolver um processo de formação pedagógica continuada no âmbito do ensino superior a partir das características dos professores que atuam numa instituição pública de ensino superior especializada na área tecnológica, analisando as necessidades levantadas tendo em vista a melhoria da qualidade da ação docente. Como objetivos específicos foram estabelecidos realizar uma pesquisa bibliográfica sobre práticas de formação continuada no ensino superior, pesquisar sobre o paradigma da complexidade para subsidiar a formação pedagógica continuada no ensino superior, proporcionar um curso de formação pedagógica continuada, levantar as contribuições dos atores envolvidos no processo de formação e apontar possíveis contribuições para a proposição de processos de formação pedagógica continuada na instituição. A fundamentação teórica do trabalho orientou-se pelo paradigma da complexidade na qual tomou-se como base os trabalhos de Morin (2000; 2011), Morin e Kern (2011), Moraes (2002; 2004; 2010), Demo (2002), Tescarolo (2005), Behrens (2008) entre outros. Para a discussão teórica sobre a formação pedagógica no ensino superior utilizou-se os autores Pimenta e Anastasiou(2002), Vasconcelos (2009), Moraes (2002), Anastasiou (2011), Behrens (2007; 2011) entre outros. O método escolhido para esse estudo foi a pesquisa qualitativa, tipo pesquisa-ação a qual orientou-se pelos estudos de Sandin Estevan (2010) e Thiollent (1996). A pesquisa foi dividida em quatro fases sendo que na primeira fase foi realizado um Estado da Arte sobre o tema formação pedagógica para a docência no ensino superior na plataforma da CAPES e um estudo documental sobre a formação pedagógica institucional. Na segunda fase foi realizada um planejamento e elaborado uma proposta de intervenção apresentada à instituição. Na terceira fase foi aplicado um curso de formação pedagógica voltado aos docentes que teve a participação de 20 professores. Na quarta fasefoi realizada uma avaliação e replanejamento do trabalho seguido da aplicação de um questionário para o grupo de professores da instituição para levantar suas proposições sobre a formação pedagógica. O estudo proporcionou a introdução do debate sobre a formação pedagógica continuada na instituição pesquisada e alavancou os trabalhos de institucionalização a partir da estruturação de setores responsáveis pela formação pedagógica, levando em consideração as sugestões propostas pelos professores. Junto a isso, abriu-se o espaço para a discussão da prática docente no ensino superior sob a luz da complexidade na instituição. Por meio da pesquisa foi possível perceber que existe uma necessidade de institucionalização dos processos de formação continuada que alie o saber específico e pedagógico com a valorização da prática docente e incentive a sua reflexão, tendo como base o paradigma da complexidade como alternativa para superação do modelo de formação cartesiano.

Palavras-chave: Formação pedagógica continuada. Ensino superior. Paradigma da complexidade.

Downloads 541  541  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PUC-PR  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A constituição da escola pública no município de Guaraniaçu: percursos históricos Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
ZANIN, Tatiane

A dissertação A constituição da escola pública no município de Guaraniaçu: percursos históricos, tem como objeto o estudo da escola pública primária no município de Guaraniaçu, de 1950 a 2010. Para a investigação, estabelecemos como objetivos: compreender o processo de constituição da escola pública primária no município de Guaraniaçu e evidenciar os elementos históricos que contribuíram para a organização da educação institucionalizada. Nesse sentido, o problema de pesquisa foi o questionamento: como se constituíram as escolas públicas primárias no município de Guaraniaçu, no período compreendido entre 1950 e 2010? Para esclarecer o problema de investigação, propusemos as seguintes questões de pesquisa: Qual o contexto sócio-histórico de implantação das escolas públicas? Quais as primeiras instituições escolares criadas no município? Como foi o processo de criação, manutenção e cessação destas instituições no município? No desenvolvimento da investigação, analisamos o surgimento das primeiras instituições escolares até a constituição da escola pública propriamente dita, evidenciando os fatores que contribuíram para o processo de expansão e de cessação das escolas do território municipal. Nesse sentido, abordamos sobre a formação dos grupos escolares, com ênfase na história do Grupo Escolar José Francisco da Rocha Pombo, o primeiro fundado na sede do município. A pesquisa apoiou-se em fontes diferenciadas: estudo bibliográfico e pesquisa sobre documentos históricos, tais como: atas de reuniões de professores, atas de posse de professores, acervo fotográfico constante nas escolas públicas municipais, acervo pessoal de professores, entrevistas com professores e alunos, bem como legislação federal, estadual e municipal sobre a temática estudada. Para fundamentação teórico-metodológica, nos valemos das contribuições de Saviani (2004, 2005, 2006), Schaff (1991), Bencostta (2005, 2006), Wachowicz (1982, 1988), Nascimento (2006), Souza (2006, 2009), Vidal (2006), entre outros. Concluímos que o levantamento, catalogação, análise e interpretação das fontes primárias possibilitam a preservação da memória histórica local que, em diálogo com o contexto socio-histórico, permite aprofundar os conhecimentos sobre história da educação.

Palavras-chave: História da educação. Escola pública. Grupos escolares.

Downloads 1741  1741  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A (re)construção de identidade de imigrantes na região de fronteira: um estudo a partir de uma escol Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
FERNANDES, Valéria de Oliveira

O estudo compreende e analisa a Escola Árabe Brasileira enquantoum espaço de valorização e (re)construção de identidade da comunidade árabe em Foz do Iguaçu. Segue os objetivos de: compreender os processos migratórios contemporâneos da comunidade árabe no Brasil no decorrer do século XIX e XX, perpassando pelo contexto escolar; identificar os espaços de (re)construção de identidades da comunidade árabe em Foz do Iguaçu; compreender como um estabelecimento escolar se constitui como espaço para formular, ordenar ou reordenar a identidade do grupo populacional árabe; e, por fim, analisar, a partir das fontes orais, a visão dos pais sobre a educação de seus filhos, bem como suas relações de ensino, cultura e religião nessa escola. O recorte espacial e temporal tem como foco a comunidade escolar árabe de Foz do Iguaçu a partir de meados dos anos de 1980. As análises pautam-se em estudos bibliográficos que versam sobre a diversidade populacional e as diversas facetas da comunidade árabe da região, bem como as que relacionam os processos migratórios e a educação. Além disso, se ancoram em fontes vinculadas à Escola Árabe Brasileira e permitem compreender que a escola propõe ações que possibilitam manter viva a cultura, reforçando particularidades valorizadas pela comunidade escolar, formada por árabes e descendentes, nas referências vinculadas ao povo árabe, à religião Islâmica e à nação libanesa. A prática metodológica se pauta em quatro perspectivas de geração de registros: bibliográfica, documental, fontes orais e observações de campo. No trabalho interdisciplinar foram abordados conceitos teóricos como pluralidade, intersubjetividade e identidade na fronteira (CUCHE, 1999; HALL, 2006; SILVA, 2008); a fronteira como lugar plural e de relações intersubjetivas (CERTEAU, 1994; KLAUCK, 2010; SHALLENBERGER, 2011); imigração, educação e grupos étnicos estabelecidos no Brasil (TRUZZI, 1997; KREUTZ, 1994, 1998, 2000, 2004; BARTH, 1998; CANCLINI, 2009). A estrutura compõe-se, no primeiro capítulo, da imigração e educação da comunidade árabe no Brasil entre os séculos XIX e XX, descritas de maneira geral. Os processos migratórios seguem desde as primeiras imigrações de sírios e libaneses no Brasil até as imigrações na região sul do Brasil, destacando-se a cidade de Foz do Iguaçu como palco principal deste cenário. No segundo capítulo, da contextualização dos espaços de (re)construção de identidades: religião, língua, gastronomia e participação política, que procura ordenar o grupo através das referências culturais a partir de suportes de memória. No terceiro capítulo, da escola como um espaço de interação e (re)construção de identidades, apresenta as análises em contexto escolar a partir de fontes documentais e depoimentos orais. No último capítulo, discute-se o ensino de línguas e de religião e suas relações em âmbito familiar, bem como o papel da escola como espaço de sociabilidade e de reforço dos laços de pertencimento. As análises permitem compreender como a escola, através de sua prática educativa, procura valorizar e reforçar a cultura da comunidade árabe em Foz do Iguaçu. Essas práticas, por sua vez, encontram-se vinculadas às questões religiosas, familiares e sociais nas quais este grupo encontra-se inserido.

Palavras-chave: Árabes. Imigração. Foz do Iguaçu. Educação. Identidade.

Downloads 3197  3197  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A discussão sobre a docência universitária nas teses e dissertações produzidas nos programas stricto Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
BELADELLI, Ediana Maria Noatto

A Educação Superior tem sido foco de discussões significativas nos últimos anos em âmbito nacional e internacional, apontando temas emergentes, como a Docência Universitária. E é sobre essa temática, que decidimos investigar, partindo do pressuposto que a Docência Universitária corresponde a um campo de pesquisa profícuo pois “o terreno é acidentado, pleno de possibilidades, mas também de lacunas que impulsionam a necessidade de investigação” ( ÁVILA, 2013. p.19). Nesse sentido, o objetivo central da pesquisa consiste em apresentar um mapeamento das produções (teses e dissertações) e das discussões sobre docência universitária realizadas em todos os programas de pós –graduação stricto sensu ofertados nas universidades públicas do estado do Paraná e na PUC-PR, no período de 2000 a 2013. A finalidade do mapeamento centra-se em esboçar o “estado da arte” nesse campo de investigação e apontar por meio da analise dos resumos os temas evidentes e silenciados nas discussões sobre a Docência Universitária. Isso porque temos por problemática algumas questões, entre elas: quantas produções são defendidas no período de 2000 a 2013 nas universidades públicas do estado do Paraná e na PUC-PR que apresentam a temática Docência Universitária? Em que programas de pós-graduação stricto sensu esta temática se evidencia? Em que ano as produções se destacam? Que discussões são realizadas a respeito da Docência Universitária? Que temas estão em foco nas discussões e quais demandam novas investigações? Para alcançarmos o objetivo proposto assim como buscar respostas as nossas indagações, fundamentamos o estudo na metodologia denominada “estado da arte”, caracterizada como bibliográfica; qualitativa do tipo descritiva e analítica. Nossa hipótese se fundamenta na suposição que as discussões sobre Docência Universitária centram-se nos programas de pós-graduação stricto senso em Educação e que trazem em sua essência temas relacionados à ausência de políticas públicas de formação para o exercício da docência na Educação Superior silenciando temas como a formação ética do professor universitário. O levantamento das produções se realizou por meio de fontes eletrônicas via bibliotecas digitais, repositórios acadêmicos, banco de teses e dissertações da Capes e sites das universidades do estado do Paraná. Nas buscasutilizamos os seguintes descritores: educação superior, ensino superior, docência universitária e professor universitário. A partir da analise dos dados constatamos que as discussões sobre Docência Universitária, compõem um campo de produção significativo no período investigado, pois das 306 produções que trazem a temática Educação Superior, 106 delas são específicas sobre a Docência Universitária, correspondendo a 34%. Além disso, evidenciamos que as produções sobre Docência Universitária centram-se nos cursos de pós-graduação stricto sensu em Educação, com percentual de 78%. Pontuamos também que 14% das produções sobre Docência Universitária foram defendidas no ano de 2013, tendo um número significativo de produções em 2006 de 13%, ano que marca o aumento crescente das produções. Consideramos relevante apontar também que das 106 produções 58 foram defendidas na PUC-PR, representando 55%.Com relação ao tema mais evidente, a formação docente foi apontada em 96 das 106 produções (90%), destacando-se estudos sobre a prática pedagógica em 51 das 106 produções (48%). Diante dos dados expostos, esperamos fomentar a importância da investigação a fim de que novas pesquisas sejam realizadas sobre a temática em foco, demonstrando a necessidade de se pensar sobre a Docência Universitária a partir de seu universo, que é complexo e contextualizado.

Palavras-chave: Estado do Paraná. Universidades. Programas de pós-graduação stricto sensu. Teses e dissertações. Docência Universitária

Downloads 588  588  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UNIOESTE  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Debates sobre a dislexia em tempos de precarização da escola, do trabalho docente e das relações fam Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
ELIAS, Dinora de Godoy

Atualmente a educação escolar tem sido o principal meio de acesso aos saberes científicos elaborados pela humanidade. Contudo, isto não está posto a todos. Ao concluírem o Ensino Fundamental, algumas crianças apresentam defasagens quanto ao domínio das habilidades básicas de leitura, escrita e cálculo, muitas das quais recebem o diagnóstico de dislexia. Partindo desta constatação, pretendeu-se nesta pesquisa analisar os problemas que envolvem a perspectiva biologizante sobre a dislexia, e sua conceituação como um transtorno de aprendizagem na área da leitura e da escrita. Optou-se pelo referencial teórico proposto pela Psicologia Histórico-Cultural, o qual indica que todos possuem condições para aprender constituindo-se enquanto gênero humano, a partir do desenvolvimento das funções psicológicas superiores. Identificou-se, nas escolas públicas do município de Guaraniaçu –PR, em 2013, o número de crianças diagnosticadas, em laudo médico, como disléxicas, e qual o atendimento educacional que recebiam. Investigou-se a legislação estadual que orienta o atendimento educacional especializado oferecido aos alunos disléxicos, detectando-se contradições entre os fundamentos teóricos e a forma de ingresso nesse serviço. Na pesquisa de campo aplicaram-se questionários aos professores que lecionam nos anos iniciais do Ensino Fundamental, e que atuam como regentes de classe da única escola municipal que oferece atendimento educacional especializado em Sala de Recursos Multifuncional –Tipo I, e a todos os docentes da disciplina de Língua Portuguesa dos anos finais desse nível de ensino, nas escolas da rede estadual desse município, no intuito de analisar como esses profissionais entendem e organizam seu trabalho diante das dificuldades de aprendizagem dos alunos diagnosticados como disléxicos. Entrevistaram-se as crianças que possuem laudo de dislexia, e suas mães, a fim de identificar como chegaram a esse diagnóstico e quais as consequências desse documento para o seu percurso escolar. Dos alunos pesquisados, três apresentavam dificuldades de ordem biológica que, de certa forma, poderiam indicar problemas neurológicos. Com relação aos outros catorze alunos, identificaram-se nos relatos, justificativas pedagógicas para a não aprendizagem no tempo considerado adequado. Concluiu-se, identificando alguns pontos comuns na origem da dislexia, os quais se vinculam à precarização da escola pública destinada aos alunos da classe trabalhadora, envolvendo o trabalho docente inadequado às necessidades dos alunos por situações que transcendem a vontade individual desses profissionais e também às relações familiares que se encontram ainda atreladas a condições sociais e a modelos valorativos impostos socialmente, que não permitem o adequado acompanhamento do processo de formação humana da criança em idade escolar.

PALAVRAS-CHAVE: Dislexia. Psicologia Histórico-Cultural. Ensino Fundamental. Processos de ensino e processos de aprendizagem.

Downloads 922  922  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UNIOESTE  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Escravos e criados nas escolas noturnas de primeiras letras na Província do Paraná (1872-1888) Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
MOREIRA DA SILVA, Vicente

Esse estudo mostra a presença de escravos e criados nas Escolas Noturnas de Primeiras Letras da Província do Paraná, no século XIX, nos municípios de Paranaguá, Curitiba, Morretes e Campo Largo. Analisa o regime escravocrata e as legislações de ensino, de 1872 a 1888, que proibiam o escravo matricular-se e frequentar escolas nesse período. A pesquisa tem como enfoque a análise de fontes historiográficas primárias: cartas, mapas de escolas, leis: decretos e regulamentos da Instrução pública, atos e relatórios dos governos, relatórios de professores, inspetores e de autoridades, Recenseamento do Império de 1872, as quais permitiram construir um perfil das escolas noturnas paranaenses no século XIX. As abordagens e dados apresentados elucidam os debates que se configuraram no Paraná em torno da Educação Popular, da relação escravidão e instrução e da passagem do trabalho escravo para o trabalho livre, permeados pela indagação: Escravos e criados tiveram acesso às escolas na Província do Paraná, no século XIX? O debate que se propõe procura romper o entendimento do escravo-coisa, do escravo-objeto; transpondo-o a outro foco de discussão: a do escravo como sujeito social; mostrando que na fase abolicionista os debates que se configuraram em torno do acesso do escravo à instrução estavam explicitamente revestidos de caráter ideológico. As reflexões teóricas partiram das abordagens de Gilberto Freyre, Emilia Viotti da Costa, Fernando Henrique Cardoso, Mário José Maestri Filho, Emílio Gennari, Robert Daibert Junior, Sidnei Challoub, Florestan Fernandes, Katia de Queiros Mattoso e outros. Fernando Franco Netto, Sebastião Ferrarini, João Borba de Camargo, Ruy Christovam Wachowicz, Márcia Elisa de Campos Graf, David Carneiro, Octavio Ianni e Romário Martins, serviram de suporte teórico para compreender a escravidão na província, pelo fato de que suas obras reportam exclusivamente à História do Paraná. Assim, as conclusões a que se chegou a partir da análise das fontes consultadas é a de que os dados encontrados, de certa forma, ressignificam a historiografia do negro na educação no Paraná, no século XIX, permitindo evidenciar outros sentidos, os quais não estão comumente abordados nas literaturas até então existentes.

Palavras-chave: Educação. História da Educação. Paraná. Século XIX. Escravidão.

Downloads 462  462  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEM  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A carreira das educadoras da educação infantil no Município de Curitiba: integração com a educação Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
HECK, Beatriz Terezinha Muraski

No Município de Curitiba, a educação das crianças de 0 a 5 anos é realizada pelas educadoras e professoras nos Centros Municipais de educação Infantil (CMEI), já nas escolas, nas turmas de pré-escola, somente pelas professoras. Diante da determinação de integração das instituições de creches e pré-escolas aos sistemas de ensino pela LDB/96, uma questão se impõe: a carreira das educadoras da educação infantil no Município de Curitiba foi integrada à educação ou faz parte de um processo que consolida a marginalização? A presente pesquisa pretende examinar a conformação e o funcionamento da carreira das educadorasda Educação Infantil do Município de Curitiba, que não têm sua atuação regulamentada pelo Estatuto do Magistério, mas pelo Estatuto dos Servidores Municipais, analisando porque há duas carreiras para a atuação na educação das crianças de 0 a 5 anos, considerando a legislação vigente. Ambas as profissionais docentes pertencem à carreiras distintas: as primeiras pertencem à carreira de Educadoras e as segundas à carreira dos Profissionais do Magistério. A compreensão do objeto de estudo requereu um breve resgate histórico da consolidação das políticas para a Educação Infantil, da qual decorrem os dilemas e ambiguidades vivenciados por suas profissionais. A análise documental pautou-se em alguns dos principais documentos nacionais e do Município de Curitiba que regulamentam a condição docente na EI: Leis, Pareceres, Resoluções, Decretos, Portarias. A análise dos dados possibilitou a percepção de que a carreira de educadora é resultado da hierarquização das funções do cuidar e educar, uma construção advinda do delineamento de projetos educacionais historicamente distintos quanto aos seus objetivos para as creches e pré-escolas. Deste modo, as educadoras seguem com uma carreira que carrega os estigmas da segregação de um modelo de atendimento anterior a Constituição Federa de 1988 e a LDB/96, voltado às crianças pobres de 0 a 3 anos. A análise aponta para a necessidade de superar desigualdades quanto à jornada, remuneração, formação, restrições aos locais de atuação, aposentadoria especial, entre outros aspectos.

Palavras-chave: Carreira. Educadoras. Educação Infantil.

Downloads 597  597  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Relações entre as estratégias de ensino do professor, com as estratégias de aprendizagem e a motivaç Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
MOREIRA, Ana Elisa da Costa

As relações entre as estratégias de ensino, as estratégias de aprendizagem e a motivação podem influenciar a qualidade motivacional dos sujeitos para aprender. Esta pesquisa relacionou essas variáveis especificamente voltadas à Teoria da Autodeterminação. Apresentou como objetivo geral: avaliar as relações entre as estratégias de ensino de um grupo de professores, as estratégias de aprendizagem e a motivação de alunos do Ensino Fundamental 1. Os objetivos específicos visaram investigar as estratégias de ensino que os professores do Ensino Fundamental 1 utilizavam para ensinar; identificar as estratégias de aprendizagem e a motivação dos alunos; buscar possíveis relações das estratégias de ensino do professor com as estratégias de aprendizagem e a motivação no contexto escolar. O método utilizado para a análise dos dados foi o descritivo com delineamentos de levantamento e correlacional. Os sujeitos da pesquisa foram 348 crianças entre 6 e 13 anos de duas escolas municipais do norte do Paraná e seus respectivos professores. A média de idade dos estudantes foi de 9 anos e dos professores participantes de 45 anos. Para a coleta de dados, foi utilizada uma escala de estratégias de aprendizagem, uma escala de Motivação de Estudantes do Ensino Fundamental e um questionário sobre as estratégias de ensino do professor. Os resultados demonstraram que os alunos possuíam os níveis mais autônomos de motivação. Os resultados demonstraram que os alunos mais novos apresentaram pontuação mais elevada no uso da Escala de Estratégias de Aprendizagem e se assemelharam à média das demais turmas em relação ao continuum motivacional. Sobre as possíveis relações entre as estratégias de ensino com as estratégias de aprendizagem e a motivação dos alunos, os resultados apontaram que um trabalho sistematizado para a utilização de estratégias de aprendizagem por parte de professores, na escola, pode ser eficaz na manutenção de uma boa qualidade motivacional dos estudantes. Os resultados também contribuem para conhecer o perfil estratégico de um grupo de professores e um grupo de alunos, podendo perceber as necessidades específicas deste grupo e construir um conjunto de informações relevantes tanto para o aprimoramento profissional quanto para a formação de cidadãos estratégicos.

Palavras-chave: Estratégias de ensino. Estratégias de aprendizagem. Motivação no contexto escolar.

Downloads 30412  30412  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEL  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!O programa Ensino Médio Inovador e sua relação com os dados de fluxo escolar Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
ISLEB, Vivian

O presente trabalho tem como objeto de pesquisa o Programa Ensino Médio Inovador – ProEMI e sua relação com o fluxo escolar. O ProEMI foi criado em 2009, pela Secretaria da Educação Básica do Ministério da Educação, instituído pela Portaria nº 971, de 09/10/2009 e tem como público-alvo as escolas públicas de Ensino Médio. Desde a sua criação, foram publicadas três versões do Documento Orientador do ProEMI, que oferecem orientações voltadas à implantação, implementação, acompanhamento e avaliação do Programa. Como parte de seus objetivos, o ProEMI busca induzir mudanças curriculares, ampliar a carga horária, incentivar práticas pedagógicas diferenciadas e contribuir para o enfrentamento da reprovação e do abandono escolar. Com base nas finalidades e nas orientações do ProEMI, o objetivo central desta pesquisa foi monitorar os resultados do abandono e da reprovação escolar e averiguar em que medida o ProEMI pode contribuir para o movimento destas taxas bem como se este movimento sinaliza alguma tendência para o cenário nacional. Para isso, investigaram-se os dados de fluxo escolar (reprovação e abandono) das escolas estaduais sem o Programa e do conjunto de escolas com o ProEMI (339), que fizeram adesão em 2009, distribuídas em 17 estados e no Distrito Federal. Como parte do procedimento de coleta de dados, utilizaram-se como referência os dados disponibilizados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais – INEP, do período de 2007 – 2011. Por meio dos dados levantados, foram identificadas quatro tendências diferentes no movimento do fluxo escolar de cada estado participante e de seu conjunto de escolas com e sem o ProEMI.

Palavras chaves: Programa Ensino Médio Inovador. ProEMI. Abandono escolar. Reprovação escolar. Fluxo escolar.

Downloads 499  499  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 5 6 (7) 8 9 10 »