Educadores



Categoria: História Monografias
Fazer Download agora!Força Expedicionária Brasileira - o posto avançado de neuro-psiquiatria da FEB Popular Versão: PDF
Atualização:  25/10/2013
Descrição:
KOELLER, Kleber Figueiredo G.

A Força Expedicionária Brasileira e sua participação na Segunda Guerra Mundial é acompanhada por diversas linhas de interpretação na historiografia brasileira. Este trabalho procurou perceber, ao analisar especificamente um órgão pertencente ao setor de saúde da FEB, o Posto Avançado de Neuro-Psiquiatria, que, através da atuação da Clínica Médica, o Estado Brasileiro buscou negar suas falhas no processo de formação, organização e manutenção da FEB. Neste sentido, através dos homens que no decorrer do conflito sofreram “neuroses de guerra”, identificamos que o Estado brasileiro buscou se prevenir de responsabilidades para com os que não foram feridos por tiros ou estilhaços de granada, mas sim os que foram feridos mentalmente pelas características da Guerra e pela falta de preparo psicológico que o Estado não forneceu. A grande questão é que este Estado não levou em consideração que se tratava de homens que vieram das esferas mais pobres da sociedade brasileira e que nunca haviam ouvido rajadas de metralhadoras ou tiros de canhão. Perceber a atuação do Estado brasileiro através da postura da Clínica Médica resulta em identificar a falta de valor atribuído aos homens que deixaram suas famílias e empregos para lutar por uma guerra que muitos, sequer, sabiam o seu real motivo.

Palavras-chave: Relações de poder. Relações culturais. Relações de trabalho. Guerra. FEB. Neuroses.

Downloads 3221  3221  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFRJ  Site http://www.ufrj.br/
Avaliação: 9.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.