Educadores


Ínicio : Sociologia : Teses : 

Categoria: Sociologia Teses
Fazer Download agora!Josue de Castro por uma agricultura de sustentação Popular Versão: 
Atualização:  20/8/2013
Descrição:
SCHAPPO, Sirlandia

Esta tese apresenta uma análise sociológica do pensamento e da trajetória intelectual de Josué Apolônio de Castro (1908-1973). Nela, priorizam-se os aspectos que contribuíram para que Josué desvendasse a importância da "agricultura de sustentação" no combate à fome e na ampliação das possibilidades alimentares no país. O objetivo central da tese é o de analisar como se gestaram as idéias e ações de Josué de Castro, em torno de um projeto político que tem como meta o combate à fome por meio do desenvolvimento da "agricultura de sustentação" fundamentado em uma reforma agrária. Compreende-se que diversas são as experiências, atores e acontecimentos que incidiram nessa perspectiva adotada pelo autor. Na primeira parte da tese, demonstra-se que desde sua infância e no decorrer de toda sua vida, Josué se deparou com fatos, personagens e experiências que o despertaram para a questão agrária no Brasil. Enfatiza-se o clima intelectual oriundo do movimento modernista da década de 1930, destacando-se os intelectuais e romancistas sociais nordestinos. Argumenta-se que as discussões e motivações geradas por esse contexto, como a valorização e a aproximação com a cultura popular e a busca pela identidade nacional, contribuíram para que Josué buscasse nos cultivos tradicionais dos negros, índios e sertanejos a importância da agricultura de sustentação no combate a fome. Dessa fase, especialmente entre as décadas de 1930 e 1940, destacam-se, ainda, o desvendamento das desigualdades sociais, a questão agrária e as consequências do processo de modernização nas condições de vida dos trabalhadores no meio rural e urbano. O contexto compreende um processo de urbanização que se efetivou sem uma correlata mudança nas estruturas agrárias do país. Compreende-se que a consagração intelectual e política de Josué, inclusive no âmbito internacional, ampliou os espaços e os cargos por ele ocupados e a ele indicados, com destaque ao período entre 1950 e 1960, quando Josué assume a presidência do Conselho da FAO e seus dois mandatos de Deputado Federal. Esse novo contexto é permeado pela expansão das Ligas Camponesas, pelas políticas de desenvolvimento do Nordeste e por frequentes discussões e projetos de reforma agrária na Câmara dos Deputados. Na segunda parte da tese, resgata-se a participação ativa de Josué nessas discussões e ações e seu incisivo objetivo de pôr em prática, no âmbito das ações políticas, muitas de suas ideias germinadas nas décadas anteriores. Pode-se destacar o empenho na defesa do incentivo à agricultura de sustentação e a realização da reforma agrária como pilares imprescindíveis para a superação do problema alimentar e do subdesenvolvimento do país.

Palavras-chave: Fome. Agricultura sustentável. Economia agrícola.

Downloads 405  405  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicamp  Site http://libdigi.unicamp.br/document/?code=000433989
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.