Educadores



Categoria: História Dissertações
Fazer Download agora!Como os professores e jovens estudantes do Brasil e de Portugal se relacionam Popular Versão: PDF
Atualização:  14/10/2013
Descrição:
SOBANSKI, Adriane de Quadros

Com uma reivindicação histórica, sobretudo do Movimento Negro brasileiro, a Lei n. 10.639 de 09 de janeiro de 2003 tornou obrigatório o ensino de História da África e da cultura afro-brasileira. No entanto, esta pesquisa procura demonstrar que a existência de uma legislação não garante a aplicação e a efetivação de uma consciência acerca da relevância desse conhecimento entendido como um conteúdo curricular. Destacando o papel dos professores de História nesse processo de reconhecimento da História da África e da cultura afro-brasileira enquanto conteúdo curricular a ser ensinado/aprendido, esta pesquisa teve como ponto de partida entender quais ideias os professores de História apresentam sobre o conceito de África. Para tanto, as pesquisas em Educação Histórica foram fundamentais, em especial na linha de investigação ligada à cognição histórica situada, a qual leva em consideração a compreensão das ideias dos sujeitos escolares no contexto do ensino de História. Considerando os fortes laços históricos que unem Brasil e Portugal com a África, busquei, nesta pesquisa, identificar como os professores de História dos dois países identificam esse conceito e, como mediadores do conhecimento histórico, como influenciam na consciência histórica dos jovens estudantes das séries finais do Ensino Fundamental, também do Brasil e de Portugal. Sendo assim, passou a ser relevante também investigar as ideias apontadas pelos alunos desses países, uma vez que a pesquisa apontou a forma com que as ideias apresentadas pelos professores são fundamentais no desenvolvimento de uma consciência histórica dos jovens estudantes. Teoricamente me amparei na Historiografia tradicional sobre a África, sobretudo de Gilberto Freyre com Casa Grande e Senzala, que ainda predomina na construção desse conhecimento no universo escolar e, portanto, também sobre a consciência histórica dos sujeitos envolvidos. Em contrapartida, como uma visão alternativa com relação à África, a referência foram os Estudos Culturais a partir dos sociólogos Stuart Hall e Paul Gilroy, os quais discutem a perspectiva da diáspora africana e a formação de uma nova identidade nacional a partir dessa cultura. Busquei, então, através de um questionário aplicado em professores de História e alunos brasileiros e portugueses, identificar as ideias, ou Conceitos Substantivos, que esses sujeitos apontam com relação à África, procurando sempre entender como o conhecimento da historiografia pode interferir no desenvolvimento dessas ideias.

Palavras-chave: África. Educação Histórica. Conceitos Substantivos.

Downloads 1027  1027  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PPGE - UFPR  Site http://www.ppge.ufpr.br/inicio.htm
Avaliação: 9.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.