Educadores



Categoria: Sociologia Dissertações
Fazer Download agora!Relações de genero na indústria automotiva : a problemática da divisão sexual do trabalho e da visã Popular Versão: pdf
Atualização:  16/8/2013
Descrição:
SAMPAIO, Darli de Fatima

Resumo: O enfoque central dessa dissertação é o trabalho feminino no setor produtivo e administrativo na automotiva Renault do Paraná. Analisa-se a partir da perspectiva de gênero sobre qual ordem simbólica referida as relações de gênero trabalham essas mulheres. Mostra-se como ocorrem as relações de poder que constituem, transitam e permeiam esses processos de trabalho e de que modo se constroem as articulações entre essas trabalhadoras e a apropriação desse trabalho, dentro de um processo de interação social no interior da fábrica. A partir dessa questão norteadora desenvolve-se e articula-se à metodologia dessa pesquisa duas hipóteses de trabalho. A primeira hipótese parte do pressuposto de que a indústria automotiva Renault em ambos os casos: setor produtivo e administrativo interage sob perspectivas de gênero essencializadas e dualizadas no setor da produção e da administração. A premissa da segunda hipótese é de que a divisão sexual do trabalho na fábrica é extensão da divisão de gênero, incorporada e cristalizada no mundo doméstico e na sociedade em geral. Isso diz respeito por sua vez, a uma dinâmica que não é nova e continua interagindo na produção dos bens e na reprodução da vida e dos valores marcados pela desigualdade dos processos de inserção de homens e mulheres no mercado de trabalho. Outro aspecto fundamental para a análise é o de que as mulheres têm enfrentado os diversos desafios lançados pelo mercado de trabalho que é cada vez mais excludente e competitivo. Porém, isso não as libertou da responsabilidade de serem elas as principais demandadas a estabelecer vários arranjos familiares para dar conta da casa, do marido e dos filhos nos afazeres domésticos. Tais arranjos, raramente, ou muito subliminarmente, contam com a participação masculina, e em geral, são arranjos entre mulheres aparentadas. As tarefas domésticas ainda são colocadas sob sua responsabilidade, demonstrando que a divisão sexual do trabalho é indissociável da situação de exploração e sobrecarga que pesa sobre os ombros das mulheres. Para este estudo, a opção metodológica foi pela realização de uma pesquisa qualitativa. Entrevistamos um total de dezesseis mulheres, sendo oito do setor produtivo e oito do setor administrativo, estabelecendo-se as diferenças no que diz respeito ao perfil das entrevistadas e também semelhanças sobre a realidade na fábrica e, principalmente sobre a ordem simbólica que permeia o trabalho dessas mulheres e como estas, vivenciam essa experiência.

Palavras chaves: Automotiva. Gênero. Trabalho. Feminismo. Divisão sexual do trabalho.

Downloads 2559  2559  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://dspace.c3sl.ufpr.br/dspace/handle/1884/11567
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.